História Demonic Green Eyes - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Armin, Demonic, Romance, Sarah, Suspense
Exibições 3
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - A party not so cool.


Fanfic / Fanfiction Demonic Green Eyes - Capítulo 5 - A party not so cool.

Eu abri a porta.

—Sarah... Uau.

—O que foi?

—Você está linda!-Ele me dá um sorriso simpático.

—Obrigada! Vamos?-Digo enquanto fecho a porta.

—Vamos.

Fomos o caminho inteiro conversando, nunca uma conversa entre mim e o Armin fluiu tão bem, ele é uma boa pessoa, fico feliz em conhecer alguém como ele...

Depois de andarmos umas 8 quadras da minha casa, finalmente chegamos, era uma casa grande, com um quintal ainda maior, música alta, pessoas falando, rindo, dançando e bebendo.

—Que bom que vieram!-Laís vem rapidamente nos cumprimentar.

—É... Eu decidi vir.

—Eu sabia que viria! Enfim, se divirtam!- Ela diz com um sorriso e logo depois se afasta.

Eu e Armin ficamos em um canto conversando, ele estava mais extrovertido hoje, em alguns momentos da noite ele parecia ficar distante em seus pensamentos, mas logo voltava ao normal.

—Armin?-Laís diz se aproximando de nós.

—Oi?-Armin responde sorrindo.

—Vem dançar comigo um pouco.-Ele olhou pra mim com um ar duvidoso. 

—Tudo bem, eu fico aqui.-Falei sorrindo.

—Já volto Sarah.

Ele se levantou e foi junto com a Laís para a multidão. Fiquei olhando eles dançarem por um tempo, mas me distrai com meus pensamentos, logo perdi eles no meio das pessoas que passavam ou dançavam.

                             ~POV Armin~  

Deixei a Sarah sentada e segui Laís para dançar, eu não me sentia muito confortável com isso, mas queria parecer uma pessoa legal. Laís e eu dançamos um pouco e depois ela me puxou para outro canto, dentro da casa.

Ela se sentou em um banco, e fez um sinal com a cabeça para que eu fizesse o mesmo. Depois de alguns segundos de silêncio, ela começou a falar:

—De onde você vem Armin?- Ela me pergunta como se estivesse realmente interessada.

—De um lugar um pouco longe daqui.

—Entendi... Está gostando? Sabe... Da cidade, das pessoas...

—Estou, mas não pretendo ficar morando aqui.

—Sério? Você pretende mudar de cidade de novo? Quando?

—Pretendo voltar de onde eu vim... No final desse ano se tudo der certo...

—Entendo...-Ela olha para baixo, com um olhar aparentemente decepcionado.-E... E sua família?

—Não acha que está curiosa demais?  

—Desculpe, eu nunca te vejo em nenhum lugar fora da escola, nem nos finais de semana, estou curiosa sobre você.-Ela me encara esperando uma resposta.

—Bem... Não costumo sair muito de casa, só isso.

—Entendo...-Ela ficou um tempo em silêncio.-Armin... Eu te acho bem... Bem interessante...

—Obrigado... Isso foi um elogio?

—Foi sim...-Ela deu um riso sem graça.-Sabe... acho que a gente deveria se conhecer melhor...-Ela segurou a minha mão. Acho que já entendi tudo.

—Ah... Desculpe, não é uma boa ideia... Sabe... Eu acho que já demorei demais, vou voltar pra lá, acho que já está tarde também, eu tenho que ir embora.- Eu levantei.

—Espere!-Ela segurou minha mão um pouco mais forte.

—Laís por favor... Olha, eu já estou interessado em alguém.

—Entendi...-Ela soltou a minha mão

Eu voltei para o quintal, onde Sarah estava sentada... Mas ela não estava mais lá... Preciso acha-lá.

                           ~POV Sarah~ 

    Eu acho que vou embora, já faz umas 2hrs que estou esperando e ele não voltou, não quero atrapalha-lo... Levantai e sai pelo portão quando alguém agarrou o meu braço.

—Hey! Você é a Sarah não é mesmo?-Era um garoto que eu nunca  tinha visto.

—S-sim, sou eu...

—Me falaram de você mesmo, você é uma graça.

—O-obrigada, agora você poderia me dar licença, eu gostaria de ir embora.

—Pra que a pressa lindinha? Vamos conversar!

—Por favor, poderia largar o meu braço? Está começando a machucar.

—Venha comigo!

—N-não!-Alguém segurou o meu outro braço.

—Solte ela.-Era o Armin.

—Quem é você?

—Eu mandei solta-la! -Ele me puxou, fazendo o outro cara me soltar.-Vamos embora Sarah.-Ele me segurou pela mão e me puxou para longe.

 

—Armin?-.Ele parecia estar irritado-O-obrigada.- Ele parou e soltou minha mão.

—Você poderia ter esperado.-Ele diz de costas para mim.

—Você estava demorando... Eu pensei que...

—Eu falei que já voltava.

—Hey, não sei o motivo de você estar bravo comigo, você que me deixou lá.

—Eu disse que já voltava!

—Eu fiquei te esperando por duas horas Armin! Duas horas... E não tem problema também, não ia te obrigar a ficar do meu lado, você podia sair a hora que quisesse, assim como eu também e aquela hora eu quis ir embora.-Ele não falou nada, apenas voltou a andar e eu fiz o mesmo.

Ficamos em absoluto silêncio até chegarmos na minha casa.

—Tchau.-Falei enquanto entrava em casa sem olhar para o rosto dele, eu estava muito irritada.

—Espere.-Ele segurou meu braço e puxou de leve para que eu olhasse para ele.-Não fique brava ok? Eu não estava irritado com você, estava com ele.

—Tudo bem.

—Mesmo?

—Sim... Está tudo bem, no final você me ajudou mesmo...-Ele sorriu e soltou o meu braço.

—Então boa noite, Sarah.

—Boa noite, Armin.-Ele segurou minha cabeça e puxou para perto dele beijando minha testa. Eu dei uns passos para trás, batendo com as costas na parede.

-Tchau.-Ele se afastou, indo embora.

—Tchau.-Respondi, e por algum motivo, eu estava envergonhada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...