História Demons. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Armin, Castiel, Dakota, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Festa, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oiii <3 essa é minha primeira fic entao me avisem sobre os erros <3 boa leitura.

Capítulo 1 - De que adianta?!


Fanfic / Fanfiction Demons. - Capítulo 1 - De que adianta?!

Quando se tem 18 anos a vida deveria ser boa, mas aparentemente eu ja comecei a viver errado.

 - Com 3 anos fui parar em um orfanato.

 - Com 7 anos fui adotada por um traficante.

 - Com 9 anos presenciei o primeiro assassinato da minha vida.

 - Com 14 anos comecei a gerenciar poucas coisas do reinado do meu pai.

 - Com 16 matei minha primeira vitima.

E atualmente sou a maior Chefe de Trafico do mundo, herdei tudo do meu pai, dinheiro, nome fortalecido, respeito, inimigos, poder e ate mesmo passe livre com policiais.

Deveria estar feliz nao? estou em um cargo privilegiado, tenho todos aos meus pes mas, essa nao foi uma escolha minha, traçaram meu destino sem minha permiçao e agora estou simplesmente sendo obrigada a dar continuidade a esta grande facçao , nunca terei uma vida normal, entao de que me serve todo esse dinheiro e fama se nunca terei algo interessante para fazer? de que serve isso tudo se nao estou feliz? a resposta nao existe, Assim como os finais felizes.

Bem, parece mais do que obvio de que uma grande facçao requer correr grandes perigos, e hoje eu irei contratar novos seguranças e posso ficar tranquila quanto a traiçoes, tenho registros de todas as pessoas do mundo, qualquer passo em falso e o traidor cai ao chao sem cabeça. 

- Chefe, - Diz com sarcasmo - os candidatos ja chegaram.

- Mande-os entrar - digo sem emoçao e sem interesse, esse tratamento me irrita. 

Na sala entram agora quatro homens, um moreno, um de cabelos vermelhos e outros dois loiros, parecem ser gemeos.

- Onde esta o chefe? - Diz um dos loiros.

- Bem aqui. - Digo sem emoçao.

- Ah claro como se uma mulher pudesse governar uma facçao. - Diz em deboche, ah como eu odeio isso.

Em instantes puxo uma arma por debaixo da mesa e atiro no pe do cara debochado de antes. O mesmo cai no chao e os outros me olham espantados.

- Bem, parece que temos um a menos. Dajan retire esse idiota da minha sala agora. - digo firme e o mesmo obedece - Mais alguem? - eles negam - Otimo, nomes e idade, começando por voce. - Aponto para o moreno.

- Kentin, 21 anos.

- Castiel , 24 anos.

- David, 22 anos.

- Ok, Castiel e Kentin ficam, o outro sai, a voz dele me irrita.

O menino abaixa a cabeça e acompanha Dajan - que havia regressado a sala - ate a saida. Ouço uma risada nasalada baixinha vinda dos outros dois futuros seguranças e rapidamente olho para ambos.

- Acharam engraçado? - pergunto brava -  Querem sair tambem? - eles negam - Espero que nao aconteça novamente, agora saiam logo daqui antes que eu mude de ideia e meta um tiro na cabeça dos dois! 

Ambos se retiram rapidamente e, quando a porta se fecha e eu me encontro sozinha, solto uma risada alta me lembrando da cara de medo que os primeiros fizeram ao ouvir minha voz, isso vai ser divertido.

[...]

Hoje terei uma festa de gala para ir, meu pai apenas cuida das alianças enquanto eu sou a chefe, entao ele finalmente conseguiu unir forças com os Tigres, uma facçao asiatica, por isso o evento, sinceramente eu acho uma desnecessario o tempo gasto com os preparativos para a festa poderia ser usado para a formaçao de uma nova aliança mas ja que ele quer fazer, quem sou eu para acabar com a felicidade do meu bom velho? 

Depois de muito tempo esperando as criadas finalmente terminaram de arrumar meu cabelo, nao entendi qual a dificuldade ja que ele esta preso em um rabo-de-cavalo mal feito e com uma especie de coroa dourada com algumas pedras azuis assim como o colar e os brincos. Quase nao estou usando maquiagem, nao gosto dessas coisas muito fortes apenas uma sombra azul e um delineado. 

Meu vestido possui a cor preta e um espartilho da mesma cor porem com algumas listras finas em branco, sua parte inferior é rodada e com babados, estou usando uma meia fina 3/4 quadriculada, tambem preta e um par de luvas da mesma cor.  (foto da capa)

Apos o final da sessao ''elogie a chefe'' das criadas , finalmente pude me retirar daquele quarto gigantesco, a festa ja havia se iniciado a algum tempo entao todos esperavam apenas minha presença. Por algum motivo, o mundo do trafico de certa forma é primitivo, pode se dizer que vivemos em uma monarquia moderna na qual eu sou a rainha, a mania de grandeza e roupas de princesa, tudo muito medieval e caro.

Ao descer as escadas consigo ver todos os convidados de meu pai, e ouço me anunciarem, na verdade eu nao ouvi mas deduzi que assim tivessem feito pois todos presentes se viraram em minha direçao.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...