História Demons - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Maze Runner
Personagens Aris, Ava Paige, Ben, Caçarola (Frypan), Gally, Minho, Newt, Teresa, Thomas
Tags Maze Runner, Newt, Newtmas, Thomas
Exibições 7
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Leave he


Thomas P.O.V

 —Por que você voltou? —Teresa me peitou assim que saí do quarto de Newt. 

 Por algum motivo senti vergonha de olhar em seus olhos. 

—Eu me senti culpado por tudo que aconteceu e... 

 —Ah poupe-me Thomas —falou me cortando —Se fosse por isso, você procuraria Ava, a mãe de Minho se não se lembra, e não pediria desculpa como o Thomas e não como Dylan...

 Fiquei sem reação por suas palavras, o que ela disse realmente mexeu comigo, por que eu estava fazendo isso aliás? 

 —Se você sente mesmo, se afaste de Newt —falou fazendo com que eu a olhasse.

 —Não! —respondi rudemente sem ao menos saber o porquê e a morena sorriu presunçosa —Quer dizer... Por que eu precisaria me afastar? 

 —Porque você não está aqui para se desculpar, está aqui por Newt —falou —E a única coisa que irá conseguir com isso é caos

 —Como eu poderia causar um caos?

 —Acho que você viu o que aconteceu com Newt né? Acho que você o viu naquela maca, não viu?

 —E como aquilo poderia ser minha culpa?

 A morena hesitou por alguns segundos —Newt já deve ter acordado, leve-o para casa e depois volte para o hospital, eu saio às 20:00 —falou virando de costas para mim e saindo. 

Entrei no quarto onde Newt conversava com uma mulher, com feições iguais as de Teresa. 

 A mulher olhou para mim de uma maneira estranha e pigarreou —Bem, querido, te vejo amanhã —se levantou da maca e deu um abraço em Newt. 

  —Até amanhã Dra. Scodelario —falou formalmente a fazendo rir. 

 —Querido, já falei que pode me chamar pelo nome —falou indo até a porta —Tchau Newt e Th... 

 —Dylan —a cortei. 

 —Sim, claro, tchau Dylan 

 —Vamos embora? —me virei para Newt que apenas assentiu. 

 Por toda a viagem Newt permaneceu calado, falando apenas quando eu estava perto da rua de casa. 

—Eu moro no campus —falou baixinho e não pude o escutar. 

 —O que? 

 —Eu moro no campus 

 —Mas e a sua casa?

 —Ninguém mais mora lá, eu apenas visito às vezes, mas a Doutora falou que por hoje ela acha melhor eu não ir até lá... 

 —Okay 

                     ~ ° ~ 

  Depois de levar Newt para o campus da faculdade, voltei ao hospital e esperei Teresa sair.

 Fomos até um pequeno restaurante e quando sentamos à mesa ela começou a falar.

 —Minha mãe é psicóloga e acompanhou Newt desde o começo —suspirou —Depois de perceber que o irmão nunca acordaria Newt entrou em choque e teve um colapso mental, onde ele nunca soube quem era Minho —fez uma pausa quando uma garçonete se aproximou com nossos cafés, que eu havia pedido —Ava, achou melhor se mudar e mudar Newt de escola, eu fui vistá-lo um mês depois e ele simplesmente surtou ao se lembrar de mim 

 —Você quer dizer que...

 —Eu tô querendo dizer para você se afastar do Newt o quanto antes, pare com essa história de Dylan 

—E se eu não quiser parar? —falei, já estava cansado das pessoas falando que eu deveria me afastar —E se EU não quiser me afastar? 

 Teresa se levantou calma —Então Newt sofrerá todas as consequências por SEUS atos —pegou sua bolsa —Pense bem Thomas, Newt é importante demais para mim pra eu deixar que você o machuque mais do que já machucou... Eu te dou 6 meses

 —O que quer dizer com isso? —me levantei também, deixando o dinheiro da conta.

 —Você tem 6 meses para se afastar dele Thomas ou se não eu mesma acabo com essa história —me olhou profundamente antes de colocar os óculos escuros —Ele não é um boneco, Thomas —falou e saiu do restaurante, me deixando lá, com várias dúvidas na cabeça, entre elas a dúvida de deixar Newt.

Droga —resmunguei baixinho também saindo do restaurante. 


Continua... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...