História Demons - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Personagens Originais
Tags Anjos, Bebidas, Demonios, Romance, Violencia
Visualizações 3
Palavras 663
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo jovens, bem estou preparando essa fic, e ela vai ser muito, muito especial, tanto para mim, quanto para vocês (acho eu)!
Espero que gostem dela! A estou escrevendo com muito amor!
Boa leitura!

Capítulo 1 - Dor


Ele ainda está atrás de mim, estou correndo mas não consigo sair do lugar, meus braços estão marcados e minhas pernas doem. Não aguento mais correr, alguém para me ajudar? Não, não há ninguém.

 (Josh) - Cadê você? Onde está? Ele grita da sala.

 Eu não posso sair daqui; corro para meu quarto e entro em baixo da cama.

 (Josh) - Aparece sua vadia! Grita ele mais perto.

 Socorro. Alguém me ajuda, penso começando a escorrer lágrimas dos meus olhos que insistem em cair, tento as enxugar e não fazer barulho.

 A porta do meu quarto se abre lentamente, vejo seus sapatos adentrarem o local, tampo minha boca com as mãos tentando evitar qualquer ruído.

 Ele vai até o guarda-roupas, e o abre, em seguida vai para o banheiro entrando no mesmo, é minha chance de fugir. Saio o mais rápido possível, me levantando e correndo para fora do quarto.

 (Josh) - Achei você garota.

 Eu corro até a porta da sala, mas ela está trancada, ele está correndo atrás de mim, o pânico me domina e eu tento ir para a cozinha, mas ele pega meu braço o apertando forte, me fazendo gritar de dor.

 Grito, grito e grito, porém minha voz não saia, já não consigo segurar as lágrimas que caem descontroladamente.

 Ele apertou meu pulso direto me jogando na parede, minha costa se choca no azulejo gelado, fecho meus olhos porque não aguento mais isso, me sinto um lixo. Me puxando pelos braços ele me encosta em outra parede, pressionando seu corpo sobre o meu, minha pele toda está roxa e meu corpo inteiro dói, mas não tanto quanto minha consciência.

 Com aquela boca suja e que tanto  odeio, morde meu pescoço e eu grito mais uma vez; mas ele não se importa, afinal isso o irrita mais pois acaba dando um tapa no meu rosto.

 (Josh) - Cala essa boca.

 Só me resta chorar, eu não tenho mais forças para lutar contra, mas eu não quero isso, não quero que ele me toque, não quero que ele olhe para mim, não quero que ele more na mesma casa que eu.

 Me jogando no chão, se ajoelha e tira meu shorts, eu tento resistir, o chutando, o batendo, mas ele é muito mais forte que eu. Rasgando minha calcinha, eu grito como nunca na minha vida, porém ninguém parece escutar.

 Vejo ele pegar um pacotinho laminado no bolso, o rasgando e colocando, eu já percebendo o que faria grito ainda mais, se fosse possível, ele tampa a minha boca e me rasga, com movimentos fortes me machuca internamente.

 Muita dor, isso resume, e pânico, puro pânico. Parece que não vou aguentar mais, e minha visão está sumindo, já não sinto mais nada, só o escuto falando uma última frase antes de desmaiar completamente.

 (Josh) - Já falei isso, mas vou repetir, não quero ouvir gritos, Selene.

*Flashback Off*

 Acordo chorando convulsivamente, procuro alguma luz, me levanto de um jeito descontrolado, corro para uma claridade, puxo o pano que cai pesado no chão, me dou de frente a uma janela, a abro em busca de ar e saio para fora, o vento gelado encontra meu rosto me trazendo  um pouco de paz.

 Com minha sanidade voltando, minhas lágrimas diminuem e eu me lembro de onde estou; meu quarto, outra casa, Seul, Coreia do Sul.

 Os batimentos cardíacos diminuindo e eu aos poucos me acalmando. Meu corpo está suado e as roupas molhadas.

 Por alguns instantes, todos aqueles sentimentos que eu senti naquele maldito dia voltaram como uma onda, todo o tempo que me mantive calada.

 Dor, o que mais me lembro é da dor, lágrimas caem enquanto o ar frio da madrugada passa por mim.

 Já faz 7 anos que sou atormentada por essas lembranças, desde que tudo acabou, não consigo mas me olhar no espelho sem sentir remorço de mim mesma.

Eu não sou feliz, nunca fui em toda minha vida, só queria sumir do mundo.

 Mas vamos começar desde o início...


Notas Finais


Raiva, isso que sinto deste personagem, porém é necessário, espero que estejam gostando...
Sorry se esse capítulo ou se essa fanfic for de alguma maneira "pesada"...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...