História Demons and angels - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Demonios, Demons And Angels, Grl Pwr, Magia, Originais, Romance
Visualizações 1
Palavras 681
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiiiii! Eae? Turubom?

Capítulo 4 - Ying yang


Fanfic / Fanfiction Demons and angels - Capítulo 4 - Ying yang

Ashley on

Quanto tempo ficamos pensando nos arrependimentos? Sim, até anjos tem arrependimentos, eu tenho os meus

Mas sabe? As melhores pessoas sempre carregam uma cicatriz

-Ash? Acorda, é hora de acordar- Hillary falou cutucando meu ombro extremamente sonolenta de manhã 

-Nhaaa...por que eu tenho que ir?...- pergunto bocejando e enfiando a cara no travesseiro 

-As pessoas vão achar estanho você não ir à escola...- Ela disse fazendo com que eu me levantasse ficando sentada na  cama 

A casa em que Hillary morava não era grande, possuía dois quartos, um banheiros,uma sala e uma cozinha/sala de jantar, dividíamos um quarto pois quando vinha, A tia  dela, ou nossa tia, não sei, ficava no quarto 

-Vou preparando o café, você pega um uniforme ali no meu armário- ela falou com um sorriso gentil ainda sonolento indo para a cozinha 

Logo eu me levantei ainda com sono e segui até o armário, pegando um conjunto do uniforme e seguindo para o banheiro 

Assim que tirei a blusa do meu pijama encarei as cicatrizes da minha silhueta e passando a mão de leve pelas mesmas

Anjos tem a opção de tirar qualquer tipo de marca do corpo, mas eu prefiri deixar minhas cicatrizes para provar pra mim mesma que eu já fui humana, não importa o quanto tempo tenha passado 

Eu as fiz, as cicatrizes são decorrentes de uma série e provações pelas quais eu não consegui superar

Eu era como um pássaro preso, eu era triste, amargurada...minha morte não deixou  saudade em ninguém...a não ser minha irmã e...o Dylan...meu namorado de quando eu era viva...eu não sei o que aconteceu com ele...mas não seria nada mau reve-lo...

Fazíamos tantos planos...viajar, conhecer lugares...mas quando meus pais morreram...eu entrei em depressão, me afastei dele e esse deve ser um dos meus maiores arrependimentos...eu só tinha medo...medo de não ser mais a garota pelo qual ele se apaixonou...

Meus delírios são interrompidos quando Hillary me chama dizendo que o café já estava pronto 

Troquei de roupa rapidamente e desci me deparando com um pequeno gatinho preto 

Ele começou a ronronar enquanto deitava a cabeça em cima do meu pé 

-Vejo que já conheceu o senhor garrinhas- Hillary falou feliz saindo da cozinha já de uniforme e pegando o gatinho no colo 

-ele é fofo- Comentei sorrindo logo vendo um símbolo na coleira dele- O que é isso?- perguntei apontando para o mesmo 

-É o ying yang, o ying é o dia e as coisas boas, o yang é a noite e as coisas ruins- Ela falou soltando o gatinho novamente 

-mas porque está grudados um no outro? São tão diferentes...-perguntei confuso 

-Significa o equilíbrio entre os dois- Ela fala sorridente

Dou os ombros ainda contrariada e logo seguimos para a mesa tomar café 

Me lembrei do Dy agora...éramos exatamente como ying yang...até eu estragar tudo me transformando em yang...

Ashley off/Dylan on

Eu poderia ter tido um rumo diferente...se ela não tivesse se afastado...

Ash sempre foi meu sol...sua alegria era tão espontânea que iluminava até os corações mais sombrios...

Quando os pais se foram ela também se foi...uma parte ela se foi junto...

-Acorda Satanás! Olha que eu vou jogar água benta!- Stewart fala alto entrando  no quarto batendo panelas 

Acordei em um salto e joguei um travesseiro nele 

-idiota...- falei indo até o armário e seguindo ate o banheiro 

Comecei a tirar minha camisa deixando-a de lado observando de leve meu corpo bem definido, logo passando a mão pela marca da bala que me matou 

Não posso dizer que estão errados...

Logo coloquei meu uniforme e sai do banheiro indo para a sala e encontrando Stewart já pronto 

Nos sentamos na mesa e começamos a comer sem falar nada 

-Então Dylan...pronto para o primeiro desafio?- Stewart pergunta normalmente 

-pode apostar que sim...- falei me levanto 

Logo seguimos até a porta, e na mesma vou um símbolo esculpido e no trajeto para a escola perguntei:

- o que era aquele desenho na sua porta?- perguntei normalmente 

-Significa ying e yang, bem e mal equilibrados- ele falou olhando pro céu pensativo 

-não são bem assim que as coisas funcionam hoje em dia...-Falei baixo para mim mesmo e logo chegamos ao colégio 


Notas Finais


😊😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...