História Demons of Darkness - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Beemo "BMO", Dona Tromba, Finn, Hudson Abadder, Jake, Lady Íris, Marceline, Mordomo Menta, O Lich, Personagens Originais, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Rei Gelado, Sr. Porco
Tags Finnceline, Finnfleme, Finnjuba, Hora De Aventura
Exibições 79
Palavras 2.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Party and one more kiss.


Fanfic / Fanfiction Demons of Darkness - Capítulo 6 - Party and one more kiss.


Finn conta para Jake o que aconteceu mais cedo , Jake fica de queixo caído com o acontecida , sabia que a Bonnie nunca gostou de um garoto ou garota a milênios , só teve uma vez com a Marceline , mas isso tinha sido a muito tempo , e agora está gostando do Finn/Dracul , depois de ele ter declarado seu amor para ela, e ela não telo o correspondido , mas ela não ama o Finn , ela ama o Dracul .  

Jake : Finn...,você não está pensando em tentar conquistar a princesa Jujuba de novo , né ?  

Finn : Mas é claro que não Jake , mas eu só estou curioso para saber uma coisa.... 

Jake : Que coisa ? 

Finn : Como ela vai reagir quando descobrir que o Dracul sou eu. 

Jake : No início ela provavelmente vai ficar brava por você ter mentido para ela. 

Finn : Eu não menti , meu nome completo é Finn Merthens Dracul , eu apenas não falei meu primo nome. 

Jake : Então ela não tem motivos para ficar brava com você , já que foi ela quem quis te beijar , mesmo "não" tendo te conhecendo direito.   

Finn : Mas uma parte de mim me culpa por aquele beijo , mas ele não significou nada para mim , se fosse em uma outra época isso seria diferente. 

Jake : Credo Finn , quando foi que você ficou tão frio assim ? - fala com decepção na voz.  

Finn : Jake ,  não foi eu quem foi frio primeiro , eu me declarei para ela , e ela não me correspondeu , ela me tratava como um cão de guarda , ela só me dava atenção quando ia mandar missões ou usar experimentos em mim , e é eu quem está sendo frio ? - desabafa com raiva na voz.  

Jake : Tem razão , estou sendo injusto com você , me desculpa - fala levantando os braços para um abraço. 

Finn : Claro que eu te perdôo cara , somos irmãos e os irmãos se perdoam , mesmo depois de uma briga pior do que essa._ fala abraçando Jake. 

Jake sabia que Finn está serto , nunca a princesa tinha reparado nele , diferente das outras princesas que dariam tudo , só para ter o Finn como marido , e Jujuba nunca o viu com paixão nem nada , apenas como amigo e guerreiro , e quanto ela demonstrava ter afeto a ele , era por pena. 

Jake : É bom você já ir se arrumando. - sai do abraço. 

Finn : Por que ?  

Jake : A festa é as cinco e poco da tarde, né ?  

Finn : Sim , por que a pergunta ?

Jake : Já é cinco da tarde. 

Finn : POR QUE VOCÊ NÃO FALOU ANTES ?!  

Finn sai da sala e vai voando para o banheiro , literalmente , Finn tira toda a sua roupa , dessa vez ele vai usar o chuveiro , porque iria demorar muito tomar banho na banheira , ele faz a sua higiene toda , lava o cabelo , tira o excesso de condicionador e de sabão de seu corpo , desliga o chuveiro , pega a toalha , se emxuga , escova os dentes , sai do banheira e vai direto para o armário , pega o desodorante e passa , para ir na festa ele vai usar : cueca boxer azul , uma calça jeans preta , uma blusa azul , um colete de nylon azul com branco com capuz de moletom , um boné branco , uma tênis Alls Star de couro preto e luvas de couro. Finn pega seu perfume e passa , depois ele desce para a sala e vê que Jake não estava mais lá , então ele olha para um lado e para o outro , ele ia se teletrasportar quando ele se lembra que ele vai há uma festa e vai estar rodeado de pessoas.  

Finn : Agora vou ter que ir de moto. - fala com um sorriso de lado. 

Finn vai até sua mochila sem fundo e a leva para a porta da frente , ele enfia suas duas mãos na mochila , e com muita força , ele retira a moto de dentro da mochila , moto Honda VFR800 , da cor vermelha com detalhes pretos , ele ganhou do Dark de aniversário , e a guardou para nunca estragar , enferrujar ou deixar de ser especial. Ele tira a moto da casa , coloca o capuz e o capacete, liga a moto e dá a partida , e acelera com ela até o Reino Doce. 


            PVO . FINN ON  


Agora eu vou chegar à tempo na festa , vai ser muito bom ver todo o pessoal lá , só vai ser chato eles não saberem quem eu sou , é só fingir que eu não os conheço , e isso vai ser difícil , mas , se eu consigo matar demônios , dragões , lobisomens , lulas gigantes e um semi-demônios , é claro que eu vou conseguir fingir que sou uma pessoa diferente e que eles não conhecem , o ruim de tudo isso , vai ser quando eles descobrirem quem realmente sou , eles vão ficar tipo WTF , mas é para ser surpresa , eles terão que entender meu lado , assim espero. 

Fiquei perdido em meus pensamentos que nem percebi que cheguei,  parei a moto , desci dela e usei uma magia para toda a vez que eu precisar dela ,ela vai aparecer , claro , se eu estragar os dedos ou assobiar para ela vir até mim , vantagens....,hehehehehe. Tiro meu capacete e o guardo , subo as escadarias da frente do castelo , daqui já dá para ouvir a música super alta , e quando chego no salão principal , só vejo luzes piscando , uma música alta e boa pa caralho , povos de vários reinos dançando, assim como as princesas , quer dizer , nem todas , daqui eu vejo a Pheobe lá no canto , ela parece estar triste , vou lá ver . 

A cada passo que dou , lembranças da época de nosso namoro se passa pela minha cabeça , ao minha mancada que fez a gente terminar o namoro , ela ter me trocado pelo Canelinha , e outras coisas. Parece que ela ficou mais bonito desde aquela episódio , ela está......fofa ~/////~ , por que eu vacilei no passado ? , Finn idiota , Finn idiota , Finn idiota!!!. 

Quando chego perto dela , vejo que ela não está queimando o chão , a parede , ou melhor , o Reino Doce todo , será que ela aprendeu a controlar seus poderes ? , só vou saber se eu testar ou perguntar a ela . Eu chego nela e ela não me percebe , acho melhor eu puxar conversa. 

Eu : Oi ! - falo docemente. 

Ela se assusta , logo me olha , e volta a ficar cabisbaixa. 

Eu : Desculpe-me por te assustar vossa majestade - falo a reverenciando e ela olha para mim. 

Phoebe : Não precisa se desculpar , e me desculpa por não ter respondido , então... Oi!. - fala dando um sorriso fraco. 

Eu : Há algo te incomodando princesa ? - pergunto me aproximando um pouco mais dela. 

Pheobe : ... 

Eu : Está tudo bem com você ? 

Pheobe : Não...- ela começa a chorar. 

Eu : Não chore princesa - falo levantando minha mão para limpar suas lágrimas. 

Pheobe : Não , não toque em mim , não sei controlar meus poderes direito  , posso acabar te machucando. - fala recuando entre lágrimas.

Eu : Não se preocupe comigo , você não vai me machucar , só se você me fazer vela chorar. - falo limpando suas lágrimas. 

Phoebe : M-mas....como ? 

Eu : Digamos....que você não é a única que tem fogo nas veias. - falo tirando minha luva esquerda e fazendo chamas surgirem de minha mão.  

Phoebe : Você é um ser do fogo como eu ? - pergunta intrigada. 

Eu : Não...,sou outra coisa....- apago o fogo e coloco minhas luva de novo. 

Pheobe : O que você é ? - pergunta um pouco confusa. 

Eu : Um demônio.... 

Pheobe : Você não se parece ser um..., onde está suas asas , chifres e calda ? , está escondendo algo em baixo do capuz ? 

Eu : Sou filho de um demônio , o pior entre todos , e eu odeio ele por isso. 

Pheobe : Também tem problemas com seu pai ? 

Eu : Carrego vários fardos em minhas costas, por culpa dele.  

Pheobe : Sei como é . E me perdoe por não ter me apresentados antes, meu nome é Pheobe. 

Eu : Não precisa se perdoar, prazer, meu nome é Dracul. - nesse exato momento , começou a tocar uma música lenta. - Quer dançar ? - falo estendendo minha mão para ela. 

Pheobe : Claro! - fala com um sorriso lindo em seu rosto e pegando em minha mão. 

Eu a levo para o meio da pista de dança , e ela coloca uma mão em meu ombro e outra em minha mão , em quanto eu seguro sua mão e sua sintura , e começamos a dançar , ela me olha por baixo do capuz , mas provavelmente não consegui ver meu rosto todo , apenas minha boca e meus olhos , ela olha fixamente em meus olhos , ela está como a Jujuba quando viu meus olhos , só que ela não tentou nada , apenas corou um pouco porque eu dei um sorriso para ela , e voltamos a dançar , ela apóia sua cabeça em meu peito e tenho certeza de que ela fechou os olhos . 

Então do nada a música parou , o que será que aconteceu ?. 

??? : Graças a Glob essa porcaria de música estava me deixando com muita ânsia de vômito. - fala uma voz feminina que eu conheço bem. - Vou tocar uma música de verdade para vocês - fala ela aparecendo no palco , ela está com uma regata cinza , uma calça jeans , uma bota vermelha que vai até seus joelhos e seu tradicional baixo-machado , seus longos cabelos negros estão bagunçados e seus olhos vermelhos me deixam arrepiado. 

Marceline : Uma música mais animada, afinal, isso é uma festa e não um baile. 

Marceline começou a tocar e todos vibraram, até a Pheobe vibrou, tenho que admitir, Marceline sabe como entrar em uma festa e animar ela. Eu e a Pheobe ficamos dançando juntos o tempo todo , ela não estava mais cabisbaixa, ela estava muito feliz, estava se divertindo como todos, seu sorriso me deixava ainda mais feliz, saber que agora ela não está mais chorando é como se fosse uma bateria me deixando com mais energia. 

Ficamos lá até a festa acabar, foi muito divertido , então eu e a Philips saímos do castelo juntos , entre conversas e risos, ela está muito feliz, é como se ela não se divertia assim a muito tempo, isso me deixa feliz. 

Eu : Quer que eu te leve para seu Reino? 

Phoebe : Se não for muito incômodo eu aceito. 

Eu : Suba nas minhas costas. 

Pheobe fica extremamente corada. 

Pheobe : Por que?  

Eu : Vou te levar para seu Reino, voando. 

Ela me olha por alguns segundos e aceita subir em minhas costas, quando ela sobe em minhas costas , eu seguro suas pernas e começo a correr, quando pego velocidade, dou um pulo e eu começo a voar, e não irá demorar muito para chegar em seu Reino de Fogo, é perto e voando se dá para chegar mais rápido. 

Não demorou muito para eu chegar lá , eu desso na frente de seu castelo , ela desce de minhas costas se despede e vai até os grandes portões eu me viro para ir embora. 

Phoebe : DRACUL ! ESPERA. - Fala vindo correndo em minha direção. 

Eu : Oi!, o q- eu fui surpreendido com um beijo dela , WTF ?! 

Ela separa nossos líbios , me olha e dá um sorriso fofo , eu devia estar com uma cara de desorientado agora , melhor , uma cara de bunda e completamente corado , como assim ?, por que ela me beijou?. 

Ela se vira e volta correndo para o castelo. 

Eu : Mas o que acabou de acontecer ?

 




Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...