História Dependente de você - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Suícidio
Exibições 3
Palavras 810
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Musical (Songfic), Shoujo (Romântico)
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Dependente de você - Capítulo 1 - Capítulo Único

Um passado bem distante

 

            Meu nome é Jessie Collins, nasci em Seattle, mas morei em Bakersfield. Minha vida costumava ser mil maravilhas, trabalha numa das emissoras de TV mais conhecidas nos Estados Unidos, tinha exatamente 24 anos quando conheci Marcus que após 2 anos se conhecendo, 6 anos de namoro e 3 de separação por causa dos trabalhos, nos casamos há seis meses. Tínhamos conseguido tudo o que queríamos juntos uma vida, mas muitos dizem que há vida prega peças, pois agora eu acredito.

_______________________________________________________________________________________________________

-Alô?                                                                                                    

-Me desculpe, mas quem está falando é a Sr. Collins.

-Sim.

-Desculpe informar...

-Fale logo porque tanto suspense?

-Seu marido Marcus Collins, encontraram seu corpo jogado as margens do rio.

-Não é possível. Isso é um trote de muito mau gosto?!

-Não é um trote senhora, aqui é a polícia... Alô? Alô?

_______________________________________________________________________________________________________

 

         Eu nem escutava mais. Estava longe. Quando ele falou o nome de meu marido, já pensei que fosse mais um trote. Porém, é verdade, dá para sentir a preocupação na sua voz. Meu marido, aquele por quem tive que lutar durante 10 anos pela paz e atenção, estava morto.

        Chorei até não poder mais. A dor angustiada, aperto no coração, olhos fechando, cabeça doendo e pesada. Eu desmaiei. A única coisa que fiz a ele foi desmaiar, grito para mim fraca, fraca, sua fraca, levante-se não tinha forças para levantar, minha força meu motivo de lutar é ele e agora está morto. Sinto frustração, dor, medo, raiva... Tudo de uma vez só, de repente e sem motivo algum. É uma brincadeira de muito mau gosto viu destino!

 

            Vazia... Estou vazia por dentro, não há neste momento tanta confusão de sentimentos, mas agora vai tudo a tona. Lembro-me de seu sorriso, abraço e cheiro, do que passamos juntos. De o primeiro olhar, do primeiro sentimento, do primeiro abraço, do primeiro beijo, da primeira vez de tudo! Agora se foi.

 

             Ainda me lembro de uma coisa. Dos seus poemas bem ditos e belos. Tão magníficos que me lembro de muitos. Lembro-me também de músicas principalmente aquela...

Garotos (Leoni)

Seus olhos e seus olhares
Milhares de tentações
Meninas são tão mulheres
Seus truques e confusões

Se espalham pelos pêlos
Boca e cabelo
Peitos e poses e apelos

Me agarram pelas pernas
Certas mulheres como você
Me levam sempre onde querem

Garotos não resistem
Aos seus mistérios
Garotos nunca dizem não
Garotos como eu
Sempre tão espertos
Perto de uma mulher
São só garotos

Seus dentes e seus sorrisos
Mastigam meu corpo e juízo
Devoram os meus sentidos
Eu já não me importo comigo

E então são mãos e braços
Beijos e abraços
Pele, barriga e seus laços

São armadilhas e eu não sei o que faço
Aqui de palhaço, seguindo os seus passos

 

           Ainda tenho esperança de ele vai entrar pela porta dizer que está bem e foi somente um engano. Após aquele telefonema eu recebi outros comprovando o que aconteceu, lamentando e chorando, recebi vários. Não tem mais músicas para mim, principalmente, a nossa música.

 

1 semana depois:

 

       Hoje vai ser o enterro dele, não aguento. Familiares, nossos amigos, vizinhos, todos vieram, por ele. Tenho vontade de sair correndo daqui. Todos me olham com pena e lamentação. Queria consolo não choro para cima de mim. Queria alguém que entendesse e me ajudasse a superar e não esquece-lo, parece impossível achar alguém assim. Cansei. Queria o SEU consolo e aconchego, não o desprezo dos outros.

        Está decidido vou fazer uma loucura.

 

Horas se passaram após o enterro

As margens de um abismo...

 

- Vi meu marido em um caixão, rosto pálido e sem expressão, morto. Não aguento tal sofrimento que me causastes a situação. Meu marido. Que me apoiastes em momentos difíceis e felizes.   Imagine alguém que você ama muito, aquela com quem você passou momentos de tristeza e alegria. Porém, de repente sem qualquer motivo ela não consta mais na Terra, mas em outro lugar que muitos podem chamar de céu e outros nomes, que não tem um nome fixo mais sim um significado, muitos chamam um lugar melhor de se viver. Mas, como chamar um lugar melhor para se viver se ele não vive mais? Uma pergunta que não tem resposta para os olhos arrogantes de quem nunca sentiu a dor da perda ou que sentiu, mas está cega... Talvez pelo ódio, vingança ou simplesmente a saudade do consolo do mesmo. Perguntas sem respostas ou talvez tenham, mas ninguém as enxerga. Essa sou eu uma mulher abalada a procura de pessoa que agora estas com alguém em um lugar distante.

 

        E se lançou.

        O corpo se chocou contra o chão.

        O coração parou de bater.

        E tudo...

        Vida e outros...

       Acabou.

O sonho de reencontrar o marido

Se concluiu

Mas, ele se reencarnou novamente

Numa alma pura e inocente

Asim como ela

E os dois viveram novamente a mesma história.

O fim

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...