História Depois da grande tempestade... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias D.Gray-man
Personagens Allen Walker, Cross Marian, Komui Lee, Lavi, Lenalee Lee, Miranda Lotto, Nea Walker (14º), Personagens Originais, Road Kamelot, Tyki Mikk, Yu Kanda
Exibições 0
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Preparativos


Fanfic / Fanfiction Depois da grande tempestade... - Capítulo 2 - Preparativos

07:40.Paris-França

Começava mais um dia normal na velha e misteriosa Paris.Duas garotas estava a conversar animadamente,bom,pelo menos por parte da ruiva,enquanto a morena dava respostas vagas e se concentrava em atender aos clientes da simpática padaria.

-É sério Yu.Você tinha que ter visto a cara dela!A Cloe ficou com uma cara que meu Deus foi impagável!

-Nossa,você deve ter se divertindo muito nessa festa.-falou a morena depois de terminar de atender a um cliente.

-Seria muito melhor se uma certa pessoa estivesse lá comigo

-E ficar de vela com você é o Trevan se pegando?Não gracias.

-Ah Yu,você é muito má.-dizia a garota fazendo um biquinho e a sua típicabirra-Mais mudando de assunto,como você está?Hoje completa um ano,desde que tudo acabou, e da morte dele...e dos outros.Por que vó...

-Não Any...se eu não fui antes,não é agora que eu vou.

A guerra havia sido muito cruel. Dos milhares de firles, só sobreviveram 107 e dos centenas de exorcistas só sobreviveram 15 contando com os quatro generais. O prédio da ordem ficou aos pedaços e o local da batalha estava irreconhecível! De um vasto campo verde agora era um vasto campo cheio de crateras e de solo estranhamente preto. Yunna não sabia se Tikki estava vivo ou morto. Depois de matar Nea ouve uma explosão e ela só foi recobrar a consciência duas semanas depois,como a sede da ordem ficava na França mais precisamente em Paris, ela decidiu permanecer ali mesmo.Junto com a sua melhor amiga Any,que sabia de tudo do que ela passou,desde o dia que ela se tornou uma exorcista até o dia de agora.

Any tinha sido o seu pilar. Ela era dona de olhos azuis e cabelos loiros cacheados. As duas estavam terminando o primeiro ano da escola e eram praticamente inseparáveis. Trevor era o namorado de Any,já Yunna não tinha interesse nisso. Há um não atrás ela só queria ficar mais forte para acabar com a guerra e voltar pra casa. Mais o destino nunca foi muito bom com ela:aos 6 anos teve que abandonar o seu irmão,sua única família,para poder entrar na ordem negra pois era compatível com uma inoccense,as botas negras,que pertenceu a sua ancestral:Lenalle Lee ou Walker como preferir.Os 11 se tornou uma general e depois de uns meses descobriu que seu irmão tinha sido morto por akumas.E agora com 16 estava recomeçando a sua vida.Trabalhava meio periodo em uma padaria,não que ela precisasse de dinheiro.Os exorcistas tinham salário.2,000 para firles,2,500 para exorcista e 3,000 para generais, além da indenização de 20,000 que recebeu da ordem.

Com o tempo ela juntou uma pequena fortuna que dava pra comprar uma casa,uma caro zero e vá ver tranquilamente por 5 anos.Mais ela só conseguiu isso por que não era de gastar muito,gostava de ter o controle de tudo que fazia,as vezes ela saía um pouco da linha para não ficar muito chato.Dividi-a um apartamento com Any e era muito feliz por causa disso.

-Yu,eu sei que você superou isso mais ...

-Eu não superei Any,eu aceitei.Aceitei que a culpa foi minha,aceitei que eu fui imprudente com o Nea.Eu só...Aceitei as coisas como elas são

-Ou como você quer que seja. Você pode viajar pelo mundo mais não você que ficar aqui e se remoer de culpa!

-É isso que você acha que eu estou fazendo?Olha eu não quero brigar com você eu só estou vivendo a minha vida.

-Não,você está desperdiçando a sua vida.Yu, eu só quero o seu bem!

-Não vamos mais falar disso Ok?

-Tudo bem,tenho que fazer algumas coisas e por isso vou chegar tarde não me espere e qualquer coisa eu te ligo

-Ok

E suspirou de cansaço.Terminou o seu trabalho e foi direto pra casa. Ao passar em frente à uma loja se olhou no espelho dela e ficou paralisada com a imagem de si,espelhada ali.Seu cabelo estava em péssimo estado mais aceitável,sua pela mais pálida do que o normal e seus olhos quase sem vida.Talvez Any estava certa,talvez ela esteja mesmo desperdiçando a sua vida.Se lembrava dos planos que tinha de viver em um lugar calmo onde havia uma linda praia,iria comprar uma casa e viver com o irmão em um lugar tranquilo. Longe de problemas ou preocupações. Mais ela ainda estava ali,presa naquela maldita cidade da qual a fez sofrer.Ela ainda estava presa a ordem.

Deu meia volta e começou a correr.Ainda era 18:02 ela não podia estar fechado,correu mais um pouco e finalmente chegou ao estabelecimento de arquitetura antiga e ao mesmo tempo moderna.Ao adentrar encontrou a mulher atrás do balcão.Zoe Chang,ex chefe da divisão de ciências avançadas.Aquela mulher era como se fosse a sua avó ela era rígida e carinhosa quando precisava amava os conselhos dela.Ela era o seu segundo pilar.

-Ah,desculpa querida já estamos fechados

-Mais eu preciso falar com a senhora! Por favor...Zoen!

Zoen era o apalido que a garota havia dado a velha senhora de 153 anos.Ao reconhecer a garota a velha senhora levou um susto! Ela estava quase irreconhecível!

-Y-Yunna?! O que aconteceu com você? Por que você está assim?Conteme o que ouve

E assim a garota o fez. Contou tudo que lhe aflingia e a mulher só escutava tudo atentamente. No final do relato da jovem a mulher lhe deu uma bofetada na cara da menor fazendo-na ficar assustada

-AIII.Por que fez isso?

-Pra você deixar de ser nesta e viver a sua vida! A Any tem toda razão, agora me escute,você vai embora dessa cidade e vai viver a sua vida da melhor maneira que você achar melhor!Agora me ousa bem,você não têm culpa de nada. O único culpado é o Conde do Milênio por ter criado essa guerra. Somos todos vítimas dele.Quero que amanhã você venha aqui com a Any,vamos pensar no que fazer com você!

-Espera...O QUE?

-As 7:30 da manhã,não se atrase

Ela sabia que era perda de tempo discutir coma mais velha.Tomou caminho pra casa e quando chegou lá contou tudo para a amiga que dava pulinhos de felicidades.não aguentando os gritos heréticos da amiga jogou uma almofada bem na cara dela que a olhava indignada pela ação da amiga

-Ah você não fez isso Walker

-E se eu fizer? O que vai acontecer?

-Vai acontecer...ISSO!

E começaram uma guerra de almofadas.as duas riam e brincavam como duas crianças,quando se cansaram foram tomar um banho,comeram algo e depois dormiram.Pois sabiam que amanhã seria um longo dia.

UMA SEMANA DEPOIS

Nunca,nunca duvide da capacidade de duas garotas juntas! E Yunna aprendeu aquilo na pele,depois de decidirem o novo lar de Yunna,as duas a levaram ao shopping e ao cabeleireiro. Compraram de tudo,de peças íntimas até perfumaria. Passaram 5 duas batendo pé em shoppings e lojas e um dia no salão de beleza.Cortará as pontas,pois o cabelo batia abaixo da cintura ,hidratada-ra os cabelos e devolveram o brilho de antes. Fez as unhas e tratamento facial.

Yunna parecia que iria morrer a qualquer momento.Não gostava e não estava acostumada com isso.Depois de gastar uma fortuna com a casa e as outras coisas,as garotas foram comprar a passagem de avião.Destino? Japão. Cidade?Tomoeda. Uma cidadezinha portuária do Leste. A própria ficou impresionada com a agilidade das duas mulheres. Em uma sem Ana já tinham ajeita tudo!Até a escola que ficava á poucos quarteirões de sua nova casa.Ela chegaria um mês antes do início das aulas .Já no aeroporto as duas não conseguia conter as lágrimas e Yunna mantinha um sorriso vergonhoso na cara. Se despediram e entrou no avião.

-Adeus Paris

Agora ela tinha que se consentrar em algo mais,iria finalmente deixar o passado no passado. E iria viver com deseja-se.

-Japão.Aqui vou eu..  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...