História Depois da lua cheia... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Fuga


Brayden

Ela sabia, Alisha sabia quem estava por trás da droga do símbolo. Agora quem era?

- Então diz quem é! - Luriel fala.

- O problema é que não é um, são muitos... - Alisha fala. - O líder deles é Andrew... Andrew Chermont...

- Mas ele não está morto? - Pergunto.

- Era o pensamento de todos, mas ele está vivo! - Alisha fala. 

- E como sabe? - Isaac pergunta.

- É que eu, como uma grande bisbilhoteira, estava vagando espiritualmente por todo esse mundo... O achei e fui pra lá, e fingi estar... "Apaixonada e caída de amores por ele"... O bobalhão acreditou, peguei o máximo de informações que consegui... - Alisha fala.

- E onde ele está? - Luriel pergunta.

- Bom... Como eu vou dizer... Ele está... Em outro "corpo", mas a alma é a mesma... - Alisha fala. - Ele mora em um vilarejo como esse... Mas se fosse esse, óbvio que ele me mataria!

- Por que ele te mataria? - Isaac pergunta.

- Porque ele só aceita bruxos do bando dele... - Alisha fala.

- Entendi... E em que vilarejo ele está? - Luriel pergunta.

- É Sain Ocean... - Alisha fala. - Fica ao sul daqui...

- Eu já fui lá uma vez com Grace... - Murmuro.

- Quem é Grace? - Luriel pergunta.

- Uma prima... - Falo. - O padrasto dela morava lá, mas ele morreu com um infarto...

- Nossa... - Alisha fala. - Mas enfim... Vocês vão?

- Claro! - Isaac fala.

- Você quer ir com a gente? - Luriel pergunta.

- Eu adoraria, mas... - Alisha fala. - Vai chegar um pessoal aqui... E eles precisarão de ajuda...

- Okay, entendo... - Luriel fala.

Conversamos mais um pouco e voltamos, no caminho, senti que tinha alguém nos seguindo. Sinto um puxão e alguém segurando a minha boca, era aquele maldito Lincoln, e ele colocou uma faca na minha garganta.

- Se você gritar, seu desgraçado, eu acabo com você aqui! - Ele fala. Vejo os outros indo e nem olharam pars trás.

Sinto o frio da faca quase rasgando a minha garganta. Aquele filho da puta não me deixava escapar. Ele coloca um pano na minha boca e nariz, e eu apago.

Acordo amarrado e amordaçado. Eu estava em um lugar úmido, minhas vistas estavam embaçadas e lá estava Lincoln e mais alguém.

A pessoa que estava junto á ele se aproximou de mim e rasgou as cordas e a mordaça, me levantei rapidamente.

- A bela adormecida acordou... - Lincoln fala, com um sorriso patético. - Acho que não o reconheceu... Ele é um amigo de infância que adoraria arrancar os seua miolos...

- Você sabe por quê? - O outro pergunta, me rodeando. - Lembra do acidente em Vale-Del-Christ? 

Ah, me lembro, eu, Grace, Matt, Rick e Jenny... Estávamos voltando de uma festa no carro de Matt... Veio um carro com um homem e uma mulher que aparentava estar grávida...

- Se lembrou? - Ele pergunta. - Já estourei os miolos dos seus outros amigos, só falta o seu!

- Me desculpa... - Sussurro. - Não foi eu... 

- Eles mataram o meu filho... E a minha esposa... - Ele fala, pude ver que ele estava por um fio quade chorando. - Eu e minha esposa estávamos acabando de voltar de um ultrassom...

Ele pega uma foto de um raio x e me entrega. - Essa foi a última foto de Lucioy... - O homem fala, com a voz trêmula, chorando.

- Me perdoa... - Sussurro. Sinto que algumas lágrimas escorrem dos meus olhos.

O acidente... Eu tentei ligar, mas Matt estava completamente louco. Quebrou o meu celular, e me ameaçou... Ah, eu estava completamente bebado para reagir sobre aquilo.

Luriel

Eu sabia que tinha algo de errado. Ouvi alguns passos rápidos e uma conversa embaralhada, mas aquilo deve ter sido da minha cabeça, ou era no que eu acreditava.

Chegando em casa, eu paralisei. Onde estava Brayden? Ah, droga!

- Isaac... - Falo, olhando psra Isaac.

- Ah, Luriel... Cadê o Brayden? - Ele fala.

Voltamos lá, reviramos aquilo tudo em busca dele, mas nada. Isaac tinha um suspeito, Lincoln, mas eu não levei muito a sério.

Fomos para a casa de Lincoln, ele não estava ali. Isaac saiu pra dentro ds casa do velho, foi quando ouvimos sussurros ao chão da cozinha, onde alguém parecia estar implorando por perdão, e choros.

- Brayden... E certeza que John está ali... - Isaac fala.

Fomos pra fora da casa, e lá tinham alguns basculantes que refletiam o porão.

- Olha, é o Brayden... O John, e o Lincoln... - Sussurro.

- Olha, você vai distrair Lincoln enquanto eu tento entrar! - Isaac sussurra, enquanto saíamos de perto de lá.

Bom, vou até a porta e toco a campainha, escuto alguns pisados de má vontade e Lincoln me atende.

- Oi, Lincoln! - Falo. - O John está aqui? Quero falar com ele!

- Ele está, mas ele está um pouco ocupado agora! - Lincoln fala e ri. - Mas o chamarei para você...

Lincoln me deixa entrar e chama John, que sai do porão.

- O que estava fazendo? - Pergunto.

- Arrumando o porão... Eu e Lincoln estávamos limpando para colocar alguns móveis! - John fala... Ele mente muito bem!

- Entendi... - Falo. - Bom, eu estava indo em uma loja de itens antigos e achei uma arma com aquele símbolo que... Ah, você sabe, né... 

Eu minto muito bem. E os dois caíram feito patinhos.

- Ah, acho que agora não vai dar pra gente ir... - John fala.

- Qual é! Ela é de ouro! Talvez seja a chance pra gente acabar com isso! - Falo. - Por favor!

John olha pro Lincoln e ele faz uma cara de "tanto faz", tranca a porta e vai comigo pra loja... Realmente tinha a lojs, mas a arma é uma farsa!

- Oi... Você ainda tem uma arma de ouro com um símbolo estranho? - Pergunto.

Isaac

Saí de trás da casa e fui pra porta ds frente, arrombo ela e corro pro porão, lá estava Brayden, sentado em um canto.

- Ei, cara... Sai daí! - Falo. Brayden rapidamente se levanta e se aproxima de mim. - Agradeça a Luriel, foi ela que distraiu os dois tongos!

Eu e Brayden saímos de lá rapidamente e seguimos pra casa, Luriel nos viu, mas rapidamente virou o olhar.

E finalmente chegamos em casa.

Luriel

Vejo Brayden e Isaac, mas me diatraio rapidamente com uma miniatura de um gato.

Comprei, mas voltamos, me despesi dos dois e corri pra casa.

Eu não queria chegar lá e ser morta. Corri na maior velocidade até em casa.

Cheguei lá e ainda dei um murro na porta e caí no chão.

- Conseguiu? - Isaac pergunta.

- Eu deveria ser a deusa das mentiras! - Falo. - Falei que esqueci uma panela no fogo e corri... E comprei esse gatinho!

Mostro a miniatura do gato.

- Que fofo... - Brayden fala.

- E então? Você está bem? - Pergunto.

- Sim... - Ele fala.

Enfim, anoiteceu, amarramos Brayden, como Alisha mandou.

- E então? Acha que assim está bom? - Isaac pergunta, apertando as correntes.

- Sim... - Brayden fala, e a primeira transformação que começa são os dentes. Cresceram e ficaram afiados. Depois, os pelos, orelhas, olhos... Um lobisomem...

Ele não estava agressivo. Aproveitei e fui ler algo so seu lado, quando ele se encosta em mim com uma cara de cachorro pidão.

- Brayden? - Pergunto, quando ouço um rosnado. - Sem chance! Não vou te tirar daí!

Ouço um rosnado seguido de um choro.

- Não, Brayden! Eu não quero te ver morto! - Falo. - Lembra da sua primeira noite aqui? Pois é...

Fiquei lá por algumas horas, e dormi ali mesmo. Acordo com o sol queimando meus olhos e as correntes se balançando rapidamente.

- Brayden... - O chamo, meio sonolenta. Mas nenhum sinal. - Brayden?

Acordo direito, olho para Brayden e ele estava se balançando rapidamente querendo sair das correntes, e haviam arranhões nele por todo o corpo.

- Lembra de mim, Luriel? - Ouço alguém me chamar com a voz de uma pessoa conhecida... Espera... Lyaal?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...