História Depois da meia noite - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Hoseok, Jikook, Jimin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Taekook, Taeyoonseok, Vhope, Yoongi
Visualizações 8
Palavras 2.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Harem, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eai

Capítulo 1 - Dias de verão e noites de inverno


Fanfic / Fanfiction Depois da meia noite - Capítulo 1 - Dias de verão e noites de inverno


12.10.2017

Meu nome é Kim Taehyung e eu sou um adulto responsável de 27 anos. Ou ao menos eu tentava ser. Ainda bem que existe aquela famosa frase: "o que vale é a intensão", por que eu não conseguia fazer nada direito como um adulto, então na maioria das vezes o que importava era a intenção da minha atitude entende?! Por exemplo o que eu acabei de explicar, eu tinha a intenção de fazer você me entender mas se você não entendeu o que valeu foi a minha intenção de explicar! Aposto que agora você entendeu.

E como todo adulto responsável, neste exato momento eu estava a caminho de um trabalho super responsável e interesse em um escritório, no qual eu ficaria sentando o dia inteiro em uma sala abafada, suando debaixo dessa blusa sufocante abotoada até o pescoço e digitando merda o dia inteiro. 

Mas antes de chegar ao centro do meu prazer diário eu tinha que passar em uma cafeteria, na qual eu já estava familiarizado e era a única coisa boa em acordar cedo para ir trabalhar. O café e o donuts daquele pequeno estabelecimento eram os melhores de toda Seoul, e só por isso valia a pena acordar cedo. Não a minha fonte de renda.

- Bom dia TaeTae! Uma rosquinha recheada especial do dia e um café? - me cumprimenta já sabendo o que eu ia pedir.

- Como sempre Yeri - respondo sorrindo verdadeiramente. Provavelmente o meu único sorriso do dia.

Yeri começou a me fazer perguntas sobre o trabalho como sempre, e eu respondia. Eu nunca entendi o porquê do interesse dela no meu trabalho, meus dias eram sempre os mesmos e consequentemente ela sempre escutava as mesmas coisas.

- Aqui Tae, tenha um ótimo dia hoje oppa! - ela sempre era animada e positiva comigo, e isso sempre me deixava com vontade de dar respostas irônicas. Mas eu só ficava na vontade mesmo. E como todo dia em vez de responder paguei, peguei minhas coisas e antes de me virar para sair, mandei um piscadinha pra ela. 

E eu teria saído da cafeteria com se fosse um homem muito foda se não fosse pelo o que eu vi. Através da grande janela de vidro da cafeteria pude reconhecer aquele jeito de andar e simplesmente paralisei. De "grande saída máscula e foda" fui para uma simples garotinha desiludida mas que por alguma razão ainda tinha esperanças.

Não poderia ser ele. Ou poderia?? Ele tinha ido embora a anos atrás e consequentemente faz anos que eu não mantenho contanto com o mesmo. Nunca pensei que veria ele novamente e  não podia ser ele mas mesmo assim..

Eu literalmente conhecia aquele jeito de andar, como se ele fosse o cara mais foda do mundo. Também pude reconhecer aquelas pernas longas e magras. Aquele jaqueta de couro a a calça rasgada combinavam bem com ele. Um grande moleque pau no cú.

Mas só pude ter certeza quando ele entrou na cafetaria. E eu estava certo, o filho da puta estava bem ali na minha frente, com aquela carinha arrogante como se fosse importante. Mas eu sei o quão merda ele é, um bostinha de nada.

Quando confirmei minhas suspeitas acabei por apertar o copo de plástico em minha mão fazendo a tampa saltar e um pouco do líquido quente respingar na mesma. A ardência em minha pele me fez desviar a atenção e concertar a tampa do copo. Quando voltei a minha atenção para ele a sua estava voltada para mim, e nos seus olhos pude encontrar surpresa. Será que ele podia ver o nojo em meus olhos como eu podia ver a surpresa nos seus??

Ele mexeu os lábios como se fosse falar alguma coisa, chamar meu nome talvez. Mas ele não teve tempo. Saí andando em direção a saída, e quando passei ao seu lado fiz questão de sorrir de lado e erguer minha mão que tentava segurar uma rosquinha e uma pasta, só para poder passar com meu dedo do meio erguido em frente ao seu rosto.

Quando finalmente sai daquela cafeteria, soltei o ar em meus pulmões que nem notei que estava segurando e agradeci a quem quer que fosse por mais um dia de merda.


19.05.2000


- E aí cara? Quanto você tirou na prova? - perguntou se virando para mim com um sorriso.

- 4,8 e você? - falei como se fosse uma nota importante. Que na verdade para gente era. 

- 3,5 seu merda!! - disse enquanto batia uma das mãos na mesa e logo em seguida erguia os braços em comemoração.

- Vai se foder Hobi - resmunguei enfiando minha cara na mesa. 

- Você sabe TaeTae, trato é trato - disse fazendo uma dança esquisita com os ombros e sorrindo.

Maldita hora que fui arrumar Jung Hoseok como o meu melhor amigo! Maldita hora que a gente fez aquele contrato fedido!

Jung e eu nos conhecemos desde que eu me entendia por gente, e desde que eu me entendia por gente tínhamos aquele acordo idiota! Tudo isso começou quando nós dois ingressamos para o sexto ano e após o primeiro trimestre percebemos que nós dois erámos​ péssimos alunos e que não adiantava de nada estudar. Então a partir dali firmamos o acordo de que o que tirasse as maiores notas nas provas pagaria um lanche para o outro que tirasse as menores. E eu me arrependo amargamente desse acordo por que Jung Hoseok era definitivamente mais burro que eu!

- Como que você tira essas notas horríveis e consegue não repetir de ano?? - Pergunto guardando minha prova, motivo da futura decepção da minha mãe, emburrado.

- Eu não sei por que você reclama Tae, se eu repetisse você ia ter que me dar sua coleção de mangás inteira - outra parte do acordo - E você também sabe que os professores não iam aguentar mais um ano comigo - se gabou, e logo em seguida escuto o sinal indicando o final da aula tocar.

- Você fala como se isso fosse uma coisa boa - me levanto colocando minha mochila nas costas.

- Mas é! - Exclama e quando vê minha careta de dúvida tenta explicar: - Cara, eu passo de ano sem ao menos me esforçar. Eu sei que você queria isso também.

- Definitivamente, vai se foder idiota - xingo enquanto marcho em direção a saída o deixando pra trás.

- TÁ SAINDO RÁPIDO ASSIM POR QUE NÃO QUER PAGAR MEU LANCHE OTÁRIO??? - berra tentando me acompanhar.

Quando chegamos no portão uma mão me puxa pelo braço, me parando abruptamente.

- Tá pensando que vai aonde seu bichinha? - escuto próximo ao meu ouvido e me viro indignado.

- Vai se foder Namjoon - berro o empurrando enquanto ele ria. Não só ele mas o resto da turma que o acompanhava.

- Desculpa TaeTae, é que você sempre se assusta - diz ainda rindo enquanto acaricia meu cabelo.

- Jin controla esse seu namorado babaca! - Digo para o moreno que estava no grupo ali atrás.

- Vai se foder Kim Taehyung, você sabe que ele não é meu namorado - respondeu colocando um cigarro na boca.

- Pra falar verdade, todo mundo sabe o contrário disso Jin - Hoseok fala se aproximando fazendo todos rirem, menos o próprio Jin.

- Me dá um cigarro Jin??- Peço manhoso fazendo o Hoseok ao meu lado fechar a cara. Ele odiava cigarros.

- Criança não fuma Tae, muito menos uma criança especial como você - Yoongi responde por ele com um meio sorriso.

- Mas o Kook fuma e ele é o maknae - reclamo.

- O Kook é um rebelde Tae, a gente aproveita que ainda pode te colocar no caminho certo - responde Jimin por ele.

- Jura?? - pergunto irônico. Aquilo nem chegava perto da verdade.

- Ele só não quer te dar um cigarro sua anta - resmunga Kook com os braços envolta da cintura de Jimin. Jikook foi o primeiro casal gay que eu conheci, eles eram lindos juntos mas os únicos que sabiam da relação entre os dois eram os presentes ali no momento. O resto só desconfiava, e como não tinham provas deixavam pra lá.

- Bando de merda - resmungo com um biquinho fazendo Hoseok rir ao meu lado, e quando ergo os olhos posso ver Yoongi com um meio sorriso.

- Deixando essa criança de lado vocês vão na Caverna hoje?? - Pergunta Namjoon.

- Eu não sei hyung...- falo desanimado.

- Todo mundo vai Tae, para de cú doce - fala Jimin.

- É que eu realmente-

- A gente pode ir pra Nárnia hoje TaeTae - diz Hoseok passando um dos braços pelo meus ombros em um meio abraço.

- Mas ainda assim-

- Você não vai precisar me pagar lanche nenhum...- Hoseok me interrompe novamente tentando me convencer. 

- Tirou nota baixa de novo Hobi?? - Pergunta Jin dando um tapa na cabeça do mesmo.

- Como sempre omma - brinca fazendo todos rirem e recebendo mas um tapa na cabeça.

- Vamos pra Nárnia hoje Taeeeee - Pede o baixinho de cabelos loiros. Quando Jimin pedia daquele jeito era o fim.

- Tá bom, eu vou - respondo cabisbaixo enquanto todo mundo comemora gritando e me dando tapinha nos ombros.


                            ▫▪▪▪▫


Quando eram exatamente 20:20 eu estava fugindo pela janela do meu quarto para me encontrar com Hoseok e irmos para a Caverna.

- Ouw, tá bonito hoje hein Tae! Isso tudo é pra Aslan? - me provoca enquanto aterrisso no chão em sua frente.

- Você sabe que é pro príncipe Caspian -entro na brincadeira.

Desde sempre eu e Hobi gostávamos dos mesmos livros, mesmos filmes e mesmos mangás. E gostávamos tanto disso que frequentemente nossos amigos nos encontravam falando sobre, eles nos consideravam os "geeks" do grupo.

- Não importa pra quem seja, o importante é que vamos pra Nárnia hoje - fala passando o braço pelos meus ombros  e então começamos a caminhar.

Eu simplesmente aceno com a cabeça sorrindo, mesmo que ele não pudesse ver.






Chegamos na Caverna. A minha entrada para Nárnia. A nossa na verdade, minha e de Hoseok. De todo grupo só eu e Hoseok escolhíamos Nárnia como nosso destino, os outros simplesmente pareciam que não tinham um.

A Caverna era um pequeno bar escuro que cheirava a cigarros e álcool. Geralmente aquele bar era frequentado por menores de idades rebeldes que curtiam viajar para algum lugar e escutar música. O dono realmente não se importava em vender bebida álcoolica para menores de idade e como se localizava em um beco escuro e meio abandonado ninguém nunca reclamava, o que mantinha a polícia longe dali e os jovens inconsequentes livres para fazerem o que quiser. O que era interessante também é que naquele bar se encontrava muitas pessoas como eu e meus amigos. Pessoas que não se importavam em amar umas as outras independente do sexo, e usavam a Caverna como fuga de uma sociedade opressora. Aquele lugar era nossa refúgio.

- Vamos Tae - diz Hobi quando enfim chegamos a Caverna. Desço do táxi enquanto Hobi pagava o motorista e espero o mesmo na calçada enquanto encarava a entrada do pequeno bar. Era uma porta de madeira grande e polida, com as tábuas coloridas como o arco-íris. Eu chamava aquela por de  "o portal mágico"

- Vamos entrar - diz Hobi se aproximando por trás e empurrando a porta.

Quando entro, já sou engolido pela escuridão confusa do lugar. Tinha pouca iluminação e algumas luzes coloridas piscando enquanto uma fumaça branca saía de alguns pontos estratégicos do bar. Ninguém dançava como em uma boate, as pessoas conversavam e ouviam música. E algumas como eu, viajavam. 

Olho ao meu redor procurando pela galera e acabo descobrindo Namjoon e Jin bebendo e conversando  no bar e quando estou indo em direção a eles sou chamado:

- Ei Tae - me viro em direção a voz , reconhecendo Yoongi. Ele se aproxima e me puxa para um abraço apertado me erguendo do chão. E em seguida fazendo o mesmo com Hoseok. Apesar de ser menor que a gente ele era consideravelmente mais forte.

- Hey Yoongi! - respondo animado me segurando para não dar pulinhos. - Você já tá viajando?? 

- Ô se tô TaeTae - disse rindo.

- Eu também quero - falo animado fazendo Yoongi rir mais e Hoseok também.

- Vem cá então que eu vou te mandar bem loco pra Nárnia - diz se aproximando e colando seus lábios nos meus. Podia parecer um beijo, e talvez fosse, mas o importante era o que se encontrava na ponta da sua língua. Quando nossas línguas fazem um breve contato ele me passa a balinha e depois se afasta deixando uma mordida e um breve selar nos meus lábios. Eu adorava quando o Yoongi que nos dava a passagem, os outros simplesmente entregavam na nossa mão. "Nossa" porque logo em seguida ele se afastou e fez o mesmo com Hoseok.

Agora sim poderíamos finalmente ir pra Nárnia.






Notas Finais


se tiver alguém lendo essa merda eu só queria deixar claro que vou tentar melhorar!:)

eu queria esclarecer algumas coisas da fic tbm como por exemplo:
▪ eu não se vocês perceberam mas eles usam a palavra "Nárnia" quando querem dizer que vão ficar chapados, "viajando" entendeu?? e mais pra frente pretendo deixar mais claro o pq deles usarem a palavra "Nárnia" além do que já é óbvio
▪ a fic vai ficar indo e voltando no tempo ok?? mas a história atual está se passando em 2017 ( kkkkkkkk eu sendo óbvia)
▪ acho q do primeiro capítulo eu só tinha isso para esclarecer mas peço que tenham um pouco de paciência pq essa estória surgiu meio q do nada e eu realmente quero fazer uma boa história, nn só para vcs mas como uma meta pessoal minha (qnd eu falo "vcs" sinto vontade de chorar pq eu sei q ngm vai ler isso dkdjdjdj)
int era isso, tchau tchau e beijinhos voadores do tio jin


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...