História Depois daquela noite - EMISON - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Cece Drake, Dr. Rollins, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Ian Thomas, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Jessica DiLaurentis, Lorenzo Calderon, Maya St. Germain, Noel Kahn, Paige McCullers, Pam Fields, Personagens Originais, Sara Harvey, Toby Cavanaugh, Wayne Fields
Tags Emison, Ezaria, Haleb, Spoby
Exibições 234
Palavras 2.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Esporte, Famí­lia, Mistério, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente tudo bem com vocês?
Eu irei meio que fazer um pouco do passado da Emily para vocês entenderem aonde eu quero chegar fiz esse capítulo hoje para vocês tomarem que gostem tá um pouco grande. Na parte que a Emily fala eu fiz escutando a música I Human o link está na notas finas

Me desculpe os erros eu to postando sem revisar eu fiz ele muito rápido por que irei sair.
Boa Leitura meus amores!
E agradeço todos os favoritos

Capítulo 14 - Passado


 

                   Passado 

     POV'S EMILY 

   So de saber que o dia está chegando para eu ir para o exército e deixar minha filha e a minha loirinha para trás já me dá um nó na garganta da vontade de chorar não contei a verdade para Alison eu não estou indo porque eu quero estou indo por obrigação nem a Spencer sabe disso mais graças a Deus ela vai comigo não irei sozinha. Só tenho seis dias para ficar com elas três em paris e três em casa
   Quando eu era bem pequena com os meus 10 anos meu padrasto chegou para mim e falou que eu ia ser obrigada a ir ao exército 

   FLASHBACK ON: 

  Eu e meu padrasto estávamos sentados na varanda, eu na escada e ele na cadeira de balanço o vento entre as árvores trazendo paz ao local 

    - Emily, quando você crescer você quer ser do exército igual a mim? - Falou meu padrasto , tirando a minha atenção

    - É legal pai? É porque eu vejo que o senhor não fica muito comigo e com a mamãe sempre tem que voltar - falei para ele que mudou seu semblante 

    - Emily é complicado mais é um bom trabalho e eu como seu pai alistei você já que é uma criança não pode ir mais quando você virar adulta você poderá ir, é bom você pensar eu faço o melhor para você Emily, o bom nisso tudo e que você não vai nem se preocupar, talvez você não tenha uma família ninguém para poder amar você, eu quero que a nossa família seja uma árvores de militares e você vai querendo ou não você irá - ele falou em um tom de autoridade, bom na verdade ele nem é meu pai e sim meu padrasto, meu pai morreu quando eu tinha 8 anos vi ele morto na minha frente mais isso não vem ao caso agora, minha mãe nunca quis falar sobre isso comigo e me forçou a tratar seu novo marido como pai é isso me deixava Puta desculpa o palavrão eu não me controlei mais eu sou uma menina educada e fiz o que ela mandou, me desperto com ele me chamando - você me escutou? - ele me perguntou e eu me levantei o ignorando entrando para casa chego na cozinha e falo com a minha mãe 

    - Mãe o seu marido me alistou no exército e você deixou sério? - eu perguntou a ela que apenas assenti - eu sabia, obrigado por estragar mais a minha vida. 

  subo correndo para o meu quarto fecho a porta e tomo um banho gelado para acalmar os nervos, acabo o banho me seco, coloco o meu pijama e me olho no espelho às vezes eu falava sozinha para desabafar 

   - Talvez seja verdade eu nunca terei uma família, nem uma pessoa que me ame, porque você foi embora pai? - eu falo olhando para o espelho pego a lâmina e começo a corta o meu braço isso me faz esquecer as coisas, abaixo a manga da minha camisa que por acaso o meu pijama e de pizza amo pizza e vou dormir 

    FLASHBACK OFF:

 Sou despertada por Alison me chamando, aí meu Deus que merda porque isso sempre acontece tá bom não vamos deixar a Ali ver isso 

   - Amor tá pensativa o que houve? - ela fala fazendo carinho no meu rosto, graças a Deus nos só iremos para o aeroporto 16:30 PM e ainda são 8:00 AM 

   - É tá tudo bem só estava relembrado do passado eu preciso de um banho gelado, eu, eu estou..... - paro de falar 

   -Amor está Excitada? - Ela fala com uma voz rouca que faz o meu membro latejar 

   - A..aham. - falo ofegante e ela por cima de mim 

    - Sabe que eu também estou? Deixo eu te ajudar - ela fala descendo a mão por baixo da minha cueca até chegar no meu membro e apertando - você é tão gostosa amor - ela morde seu lábio inferior e vem até a mim sentando no meu colo - Fica mais gostosa quando seu amigão está acordado - falou sussurrando no meu ouvido me deu um arrepio e fez o meu membro latejar mais ainda 

    - Porque só você tem esse poder sobre mim? - ela me da um selinho e sussurra "porque eu te amo meu amor" solto um gemido quando ela começa a rebolar em cima do meu membro 

   POV'S ALISON 

  Percebo seu membro ficar completamente ereto, e acaba levantando a barra da cueca, saio do seu colo sentindo um tremendo incomodo no meu íntimo tiro a sua box fazendo seu membro soltar para fora e bater na sua barriga, tiro o meu sutiã e o top dela 

  - Só eu posso fazer isso com você, mais ninguém eu te amo - seguro forte em seu membro e sinto ele pulsar com o meu toque 

   Dou um sorriso para ela e vejo em seu olhar implorando para que eu andasse logo, tiro a minha calcinha jogo em qualquer lugar e me ajeito em cima dela coloco as minhas mãos eu seu ombro coloco o seu membro em minha entrada a mesma estava encharcada
   Ela move seu quadril me penetrando, ambas soltamos um gemido um pouco alto, ela começa entrar e sair de mim facilmente, Eu começo a rebolar lentamente a torturando 

   POV'S EMILY 

 Ela começa a rebolar lentamente me torturando coloco as mãos em suas costas e me viro ficando por cima dela, dou estocadas lentas e fortes
  Sinto as suas pernas rodarem a minha cintura,fazendo as estocas indo mais fundas 
 
   - M..mais r...rápido aa..amor Ahhh - sinto suas unhas arranharem minhas costas, por um momento senti que estava sangrando atendo o seu pedido é começo a estocar mais rápido - Ohh isso Emily que gostoso - Ela fala 
 
 Nessa hora seu telefone começa a tocar eu paro os movimentos - Mais que porra, quem é a Empatada  - ela fala e pega o telefone - E a Hanna deve ser alguma coisa com a Nayara   
  
  Deixamos a Nayara com a Hanna porque a mãe dela e a minha mãe não poderiam ficar com ela então a Hanna se ofereceu então Alison atende sempre é a Hanna a Empatada.  

- Fala Han? Como se trocar? Ela fez xixi? - começo a estocar rápido - Ahh Em - ela tampa a sua boca revirando os olhos - H..Hanna se vira tenho que desligar - ela desligou e jogou o telefone no chão 

  vou descendo beijando o seu pescoço até chegar em seu seio direito o chupando com força a fazendo gemer forte 

  - Ahh Emily eu..vou - sinto o seu sexo esmagar o meu membro - EMILYYYYY! - ela grita o meu nome  é arqueia as costas e dou mais algumas estocadas e gozo, afundo o meu rosto no pescoço de Alison e ela beija a minha cabeça e faz carinho. 

   POV'S HANNA 

Não acredito que eu liguei para a Alison na hora que elas estavam transando caralho eu sou muito Empatada quando a Alison me vê ela vai pular em cima de mim vai me matar, a Nayara fez xixi e coco e eu não sei trocar está merda vou ligar para a Spencer 
 
              LIGAÇÃO ON:

Spencer: Oi Han
Hanna: Spencer socorro vem aqui na minha casa emergência bomba de bosta 
Spencer: Que já To indo! 

    LIGAÇÃO OFF:

Não deu nem dois minutos e ela já estava na minha porta vou é abro 

   - Caramba Spencer você veio voando não é possível - falei com ela 

   - Eu estava perto, onde está o bandido e liga para a polícia - ela falou entrando na minha casa 

    - Que isso Spencer tá louca que bandido - falo e ela vira para mim 

  - Ue você falou que era emergência - Spencer falou olhando para mim fiz merda ela vai falar para caramba 

    - Não é que a Nay fez coco e eu não sei limpar já coloquei vídeo até no YouTube mais não deu certo - falo para ela que não acredita  

   - Sério mesmo? Hanna você quase me matou do coração pensei que era uma coisa séria, cadê ela vou troca - lá - ela falou me empurrando 

    - Lá em cima no quarto, quando acabar me chama, eu liguei até para a Alison mais ela estava em um momento de trepagem com a Emily - eu falo e ela começa a rir 

    - Você é a verdadeira Empatada Hanna sem sacanagem - ela fala subindo as escadas e eu deito no sofá e acabo dormindo o final de semana passou tão rápido ele deveria tomar multa por causa da velocidade

    Estou sonhando um sonho bom que até que enfim só casada e tenho filhos o caleb não toma juízo e vem me pedir em casamento daqui a pouco sou eu que estou pedindo a ele até eu escutar uma voz 

  - Hanna acorda - Spencer me chamando 

  - shh olha o barulho - eu falo para ela 

  - Hanna acorda é cedo e você tem que cuidar da Nayara - ela fala me lembrando do compromisso 

  - Aí merda porque eu me ofereci - eu falo e a Spencer senta na poltrona 

  - Que isso Hanna ela é um amorzinho, ela já está até dormindo    - ela falou para mim 

  - Eu sei que ela é, em falar em amor como está você e o Toby quando vocês vão ter um filho? - pergunto a ela 

  - Depôs que eu voltar do exército, e você é o Caleb eu soube que você terminou com ele já arrumou alguém? - ela me perguntou 

   - Não acho nem a ponta do durex imagina o amor da minha vida, no outro dia um cara que eu nunca vi na minha vida falou para mim " Gata, me chama de terrorista porque eu hoje estou atentado" eu olhei para cara dele e lancei aquele olhar podre e ele saiu rapidinho e só volto com o Caleb quando ele me pedi em casamento, to achando que ele tá na sua de novo - eu falou olhando para ela rindo 

  - Nunca que eu vai dá para cima de mim de novo eu dei um fora nele e ele te ama Hanna de verdade - ela fala sentando do meu lado me confortando
  
   - Ainda bem né acho Spaleb muito pombo mesmo - Eu falo e ela rir 

   POV'S CALEB 

Hanna quer muito casar eu também quero me casar só que eu tenho que comprar a aliança e ela está desesperada tenho que falar com a sua mãe é tudo mais isso me deixa cheio então ela falou que só vai voltar comigo quando eu pedir ela em casamento sério gente eu amo muito a Hanna e é por isso que daqui alguns dias irei pedi - lá em casamento, porque eu quero ela de volta para mim  

 
               POV'S EMILY 

            Passado 10/06/2013
  
 Aqui estou eu, em um grupo de apoio em uma roda sentada com várias outras pessoas que nunca vi na minha vida, eu sou a mais nova entre eles, minha mãe me colocou aqui porque eu já tentei me suicidar então estou aqui porque sou uma suicida não acho necessário me mandar para cá não falo nada mesmo metades das pessoas nessa sala tem câncer, aids, casos de estrupo e eu sou uma suicida a única, o homem que está dirigindo esse grupo é amigo da minha mãe, Sam o nome dele ele também teve alguns problemas com a família. 
 
   - Fields? Quer falar alguma coisa?- Sam me perguntou e todos olharam para mim odeio isso 

   - Não, obrigado eu passo - falei para ele 

   - Vamos lá Fields você nunca falou nada já tem três messes que você está aqui é sempre repassa se abre e fale com a gente o que você sente por dentro - fala o Lucas ele tem leucemia em estágio terminal. 

    - Sean, não força ela não quer - Sam falou o repreendendo

    - Não tudo bem eu falo - eu falei e todos olharam para mim com a cara de surpresa 

    - Sério? Quer dizer pode começar - falou Sam 

    - Bom eu não gosto de falar muito em público, muito menos dos meus problemas, Eu sou uma dessas pessoas que vocês chama de suicidas, essas pessoas precisa de ajuda urgentemente, quando eu digo: ME MATAR, é um jeito de acabar com a dor mais nunca com a vida, ao invés de vocês me julgarem já pararam para pensar nisso? - tinha algumas pessoas da minha sala de aula esqueci de falar o grupo de apoio e na escola que má sorte não? - a verdade é que nós só precisamos de carinho, amor mais ninguém dá isso para nós, a cada 40 segundos alguém comete suicídio, vocês têm noção do impacto dessa frase? A cada 40 segundos um coração para de bater, a cada 40 segundos sonhos viram pó, A cada 40 segundos alguém dá o último suspiro e diz "chega", 40 segundos fazem uma mãe se culpar por uma eternidade, a cada 40 segundos separam o amor é ódio, nós só queremos acabar com a dor de uma vez, suicidas são apenas anjos que querem voltar para sua casa, Eles querem precisam de amor, carinho e AJUDA, você aí que fica julgando você já parou para pensar antes de falar? Cuidado as palavras machucam e as que ouvem..... Nunca mais esquece, e se você estivesse no meu lugar? Muito difícil né? Julgar porque não é você que está sentindo o que eu sinto, Eu sei que vocês me acham egoísta,fria e ignorante, mais eu já fui meiga, feliz e sonhadora. 
    Até que alguém roubou o meu sorriso e esquartejou meu coração,Cada uma alivia a sua dor como pode através de remédios, cortes, choros e suicídios, A dor e a raiva podem mudar uma pessoa...... E acredite para pior. Sorrir? Uma mamoeiros de evitar explicações e julgamentos. Escrever? Um jeito de desabafar. Chorar? Para aliviar. Heey? Você aí que acha que se cortar é tolice ou para chamar atenção, Tolice é você deixar uma pessoas tão mal aponto de fazer ela sangrar um conselho meu e quando a pessoa fala que "não é nada" e o momento que ela mais precisa de você. - eu me levantei e fiquei de pé olhando para todas as pessoas do local entrou até gente que não era do grupo a sala estava cheia todas olhando para mim, mais só uma me chamou atenção uma loirinha linda com olhos azuis e rosto em formato de coração - Então eu dedico isso tudo que eu falei para todos que chegaram ao limite que quase desistiram, Dedico aqueles que por pouco não deixaram a dor levar à loucura, Que soltaram a faca, os comprimidos a última hora... Que desistiram de ingerir o veneno, Que guardaram a corda e não puxaram o gatilho, Que conseguiram mesmo com os olhos cheios de lágrimas e o pulso cheios de sangue, Que no meio de tanta dor encontraram um motivo para continuar, Estou aqui para dizer que vocês são mais que vencedores, Que tem alguém que se importa com você do que vocês sentem, DEUS, se você chegou até aqui teve um motivo, leve ele com você e nunca mais desista, porque no final irá valer a pena! 

     Todos começaram a bater palmas, eu parei para pensar no que eu falei fiquei em estado de choque completo, quando eu me liguei o Sam estava me abraçando depois dele me abraçar eu pego a minha mochila e vou para uma estufa de flores ainda não está no horário da minha mãe me buscar ela não confia em mim para eu ir embora sozinha

  - O seu discurso foi muito bonito Emily - olho e vejo que a loirinha que estava lá no meio das pessoas 

  - Obrigado, como você sabe o meu nome? - pergunto a ela 

  - Nós temos aula de literatura juntas não sem lembrar de mim? Você nunca deve ter reparado já que não liga para essas coisas meu nome é Alison DiLaurentis 


Notas Finais


Só para descontrair um pouco, Rafaello amei a campanha #TodosUnidosPorUmCapituloMaior! Kkkkkkkk
Estou tentando fazer o máximo possível para agradar vocês ❤️❤️❤️

Link da música: https://m.youtube.com/watch?v=r5yaoMjaAmE

Obrigado gente até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...