História Depois das perdas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescentes, Romance
Exibições 5
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, estou começando hoje, espero que gostem, Boa leitura

Capítulo 1 - Nova vida


Fanfic / Fanfiction Depois das perdas - Capítulo 1 - Nova vida

Quando lembro daquele dia, em que entrei em casa e vi meus pais mortos nunca mais foi a mesma coisa, ainda mais que eles deixaram 2 agências para mim, e minhas tias queriam toma-las de mim. É tão difícil enfrentar tudo sozinha. Mas a vida segue né.
Mais uma semana começando, aquela escola nova ai parecia que todos ficavam olhando para mim, logo eu que sempre fui muito discreta, na minha. Mais vamos lá, parecia que aquela aula não acabava mais, mas graças a Deus acabou. Estava esperando meu motorista passar para me buscar até que Ana chegou (Ana era uma das meninas mais respeitadas do colégio pelo fato do namorado dela Marcos ser o cara das drogas da escola, todos que ultilizavam droga na escola comprava na mão dele ), ela chegou me chamando para me juntar a ela no intervalo pois tinha percebido que eu estava só,  ai já vai a pirralha de 16 anos se juntar com os de 18.

- Nanda  já pensou se vai me colocar a frente das agências? - cheguei exausta so queria um banho e uma cama mas minha tia Júlia tinha que me lembrar disso de novo.

-não tia não decidi nada ainda não.

-precisa decidir logo- caraca bem que meu pai me disse que minhas tias iam querer tudo quando eles morressem.

-pode deixar logo logo decidirei.-respirei fundo e disse- tia pode me dar licença quero descansar um pouco.

-claro querida- ela saiu do meu quarto com aquela cara de falsa dela.
Tomei meu banho e deitei, não conseguia dormir, ficava pensando no que fazer  com as agências, com a casa, com a minha vida. Mas tomei uma decisão, e mais tarde comunicarei a todos. Acordei já era 15:30 desci até a cozinha morta de fome, graças a Deus a gracinha ao me ver foi preparar um lanche para mim, gracinha era a mulher que trabalhava na minha casa, sempre gostei muito dela. Ela fez um sanduíche e um suco para mim, pedi a ela que preparace um jantar pois iria chamar minhas tias e algumas pessoas da agência para ir jantar lá. Comuniquei a minha tia Júlia e a tia Carol irmãs do meu pai, chamei tia Márcia e tia Patrícia irmãs de minha mãe, e chamei também o Carlos o advogado e administrador das agências, ele era muito amigo do meu pai e o papai confiava muito nele tanto que quando viajavamos o papai deixava tudo nas mãos dele, então comuniquei a todos do jantar e pedi que não faltassem pois era muito importante.
Já era 20:00 h, o dia passou muito rápido, todos já  estavam lá. Sentamos todos na mesa todos ansiosos para saber oque tenho a dizer.

-então chamei todos para comunicar o que farei com a agência- todos arregalaram os olhos- as agências continuará em meu nome, mas será administrada pelo Carlos homem que meu pai sempre confiou muito e que também confiou, mas estarei acompanhando tudo.

-como assim Nanda pensei que eu e a Carol que ficaríamos a frente da agência- tia Júlia não se cansa, nunca que vou colocar ela a frente, ela iria roubar tudo de mim.
- falou certo pensou- disse e minhas tias por parte de mãe  e o Carlos começaram a rir.

-e ah, já ia me esquecendo de uma coisa, a partir de agora tia Júlia e tia Carol seus cartões teram um limite estabelecido por mim, já chega de se aproveitar do meu dinheiro.

-como assim?-as duas falaram juntas.

-Fernanda você não pode fazer isso.

-claro que posso tia Carol, até  onde eu sei meus pais não deicharam nada para você, no entanto todo dinheiro tudo que tinha no nome dos meus pais agora é meu, e eu faço deles oque eu quiser, não  estou certa Carlos?

- sim Fernanda você  esta certa, tudo que era dos seus pais agora é seu e você  Pode fazer oque quiser com eles.- minhas tias estavam com muita raiva, eu por mim nunca gostei delas mesmo.

- você  irá mesmo fazer isso com agente ?

-claro que vou tia Júlia, e se eu fosse vocês não reclamava esta pegando o bom de eu ainda estar dando dinheiro a vocês.-todos nós  jantamos e depois todos foram embora até a tia Júlia e a tia Carol  que estava ficando aqui em casa estes dias. Subi para o meu quarto troquei de roupa, coloquei minha roupa dormir e fiquei ali por um tempo pensando, uma casa tão grande e eu morando ali sozinha. Uma batida na porta atrapalhou meus pensamentos.


Notas Finais


Comentem bastante espero que gostem bjs😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...