História Depois de Sua Chegada... - Capítulo 30


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Ladrien, Ladynoir, Marichat
Visualizações 70
Palavras 2.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii Miraculers,Kawaiis e leitores fantasmas!!!

~*Eu sei,imagem de capítulo estranha,mas vcs vão entender,eu acho.

Bem,eu ainda to meio com vergonha por causa do outro capítulo,mas resolvi escrever esse do mesmo jeito kkkk!

Então...eu...sei lá o que dizer,é tanta coisa...droga. FAVORITEM e COMENTEM!!!! Boa Leitura!

Capítulo 30 - Chloé Finalmente Desabafa


Fanfic / Fanfiction Depois de Sua Chegada... - Capítulo 30 - Chloé Finalmente Desabafa

Pov Marinette

Assim que cheguei em casa,fui correndo pro quarto.Guardei os tecidos no armário e me joguei na cama.Esse dia tinha sido cheio de...surpresas.Eu corei desde aquele momento na casa do Adrien até chegar aqui em casa.Meu Deus! Aquilo foi muito vergonhoso!!! Tikki sai da bolsinha e pousa na almofada ao meu lado.

-Puxa! Você e o Adrien aquela hora,hein?-Tikki disse,rindo e me faerndo corar a ponto de atingir o mais profundo vermelho.

-T-Tikki,eu já estou envergonhada o suficiente,não acha?-perguntei.

-Vocés dois estavam num fogo que só bombeiro pra apagar!-ela disse,rindo ainda mais.

-P-para!-falei.

-Tá,mas me diz,como vai esconder essas marcas no seu pescoço?-ela perguntou,parando de rir e se aproximando do meu pescoço pra ver melhor.

-Já tá de noite Tikki,eu não vou mais sair daqui.-falei.

-Mas e o jantar?-ela perguntou.

-Simples:eu não vou descer.-respondi.

-Quando a Alice chegar você pede ela pra pegar algo pra você comer.-ela falou.

Assim que ela fala isso,o celular apita com uma mensagem.

Mensagem On

"Oi Mari!!! Não me esperem,vou dormir na casa da Isabela,fala com o tio e a tia isso.Bjs!".

"Por que vai dormir aí Nina?",perguntei.

"Sei lá,tá ficando tarde,eu to com os meus amigos,e etc e tal.Tenho que voltar.Amanhã nos vemos! Volto pra casa assim que acordar! Beijos!Tchau!!!".

Mensagem Off

Nossa! Vai ser estranho dormir sem ela,mas deixa.Desci fui até o espelho da penteadeira e olhei pro meu reflexo.As marcas estavam tipo,super,hipper,mega,power ultra visíveis,acho que até um cego veria.Vontade de assassinar...

-EU VOU SIMPLESMENTE MATAR O ADRIEN!-falei.

-Vai ficar viúva antes da hora,Mari?-Tikki perguntou,fazendo graça e eu corei.

-Isso se eu não morrer primeiro.-respondi.

-Por vergonha ou outra coisa?-ela perguntou.

-P-por...Tikki! Imagina se meus pais descobrem isso?! O que eu vou dizer pra eles? Como vou explicar?-perguntei,mas ela havia sumido.

-Explicar o que,Mari?-minha mãe perguntou,do alçapão.

-Ahn...Que a Alice disse que vai dormir na casa da Isabela hoje.-falei,arregaçando a gola da blusa de frio pra esconder as marcas.-Ela pediu pra dizer isdo pra você e pro meu pai,principalmente pra ele.-falei.

-Ok,mas por que principalmemte pra ele?-ela perguntou.

-O pai tá achando que a Alice tá fazendo coisa errada por chegar tarde em casa.-falei,e minha mãe me olhou como se desaprovasse isso.Ops,falei demais.

-Eu não acredito nisso!Vou falar com ele agora!-ela falou e desceu.

Droga! O que eu fui dizer? E se eles discutirem?! Eu não paro com a lingua quieta na boca! Merda!

-Tikki o que eu acabei de fazer?!-falei,desesperada.

-Algo que algumas pessoas chamam de "Soltar a lingua sem querer".-ela respondeu.

-E se eles discutirem?-falei,ainda mais assustada.

-Não vão.Seus pais são civilizados demais pra isso.Vão só conversar e resolver isso-Tikki disse e eu me tranquilizei.

-Tomara.Ai Tikki! Eu to com tanta vergonha de mais cedo!-falei,tanpando o rosto com as duas mãos.

-E eu que acordei com você...-ela ia terminar mas eu a interrompi.Ela ria daquilo!

-Nem me fale nisso! A-aqueles sons eram muito...constrangedores.-falei.

-Quero ver quando for pra va...-interrompi de novo.

-Não me fala disso! I-isso...não vai acontecer.-falei.

-Vai sim,vocês dois não estão finalmente namorando?-ela perguntou.

-S-sim.Ah para Tikki! Isso é estranho!-falei e Tikki chegava a rolar de rir.

-Não é,como a senhorita disse:uma hora ou outra vai ter que acontecer!-ela disse.

-Tá! Mudando de assunto...por que você acha que a Alice decidiu ficar na casa do Adrien?-perguntei.

-Por causa da Anny,de acordo com o que eu ouvi de dentro da bolsinha aquele dia,a Anny prende a Alice e não gosta de dividir ela.-ela explicou.

-Meu Deus,esse povo ama a Alice.-falei.

-Eu também.-ela disse e eu ri.

-Acho que ela ficou por outro motivo.-falei.

-A Isabela também é quase igual a Anny.Só que a Anny convence a Alice um pouco mais rápido que ela.-Tikki disse.

-Acho que não foi isso também.-falei.

-Desembucha Marinette!-Tikki disse.

-O William também prenderia a Alice.-falei.

-Não,acho que não foi ele.-Tikki falou,pensativa.

-Eu shippo eles dois.-falei,me jogando na cama de novo.

-Não shippe.-Tikki disse.

-Pra,mas por que não?-perguntei.

-Alice nunca fala de algum garoto,Mari.E se fala,não é nenhum em particular.Ele não gosta dela.E ela não gosta dele.E se gostou,não gosta mais.-ela disse.

-Como tem certeza?-perguntei.

-Quem ama demonstra,Mari.-ela disse.

-O que quer dizer?Fala de uma vez!!!-falei.

-É muito simples,Mari:eles não demonstram isso,nenhum dos dois.A Alice fica na dela.Se houve uma aproximação entre ela e o William,esta já foi cortada pelos dois,ou só por ela.Mas talvez ele cortou primeiro.Não sei,eu sinto que tem ou houve algo forte entre eles,mas nada indica que sim,entendeu?-ela perguntou.

-Puxa,eu nunca pensei nessa possibilidade.Mas ainda shippo.-falei.

-Não shippe o impossível,Marinette.Nossa,eu imagino o tanto que a Alice sofre com isso,deve ser um trauma pra ela.-ela disse.

-Do que está falando?O que seria um trauma?-perguntei.

-Imagine como seria se o Adrien tivesse rejeitado seus sentimentos e dissesse que não sentia o mesmo aquele dia na biblioteca.Como se sentiria se isso aconteçesse?-ela me perguntou.

-Um lixo.Um...não sei descrever o que eu sentiria.-fali,porque realmente não sabia.

-A Alice,talvez tenha acontecido com ela.E dói ela ver o William todo santo dia,sentar do lado dele,ter que fingir pra ele e pro mundo que nada aconteceu,que os sentimentos dela estão intactos.Se ponha no lugar dela por um instante e pense.-Tikki disse.

-Se aconteceu...por que ela nunca me contou?-falei baixo,surpresa.

-Ela gosta de ouvir,e não de falar essas coisas.-Tikki disse.

-Como sabe de tudo isso?-perguntei.

-Além de eu ser um ser mágico e sentir os sentimentos das pessoas,várias vezes vi ela chorando no meio da noite,depois que você dormia.Ela come chocolate e chora,até quando não come.Em parte,foi por isso que pedi pra você me revelar pra ela.Pra ela poder desabafar comigo.Não devia estar te contando essas coisas,Mari.São coisas dela.-Tikki disse.

-Será que ela não confia em mim?-perguntei,pro vento.

-Não é isso.Ela é como você.Não gosta de sobrecarregar as pessoas com os problemas dela.Não toque nesse assunto tão cedo,Mari.Talvez amanhã ou depois.-ela disse.

-Ok.Agora eu vejo que nunca dei tanta atenção pra isso,pros sentimentos dela.Nunca perguntei o que a Alice sente,e ela me ajudou tanto.-falei,me encolhendo na cama e começando a chorar.

-Por que está chorando?-Tikki perguntou.

-Eu fui tão egoísta com ela,Tikki.-falei.

-Não foi.A Alice não deixa os sentimentos dela transparecer.Ela esconde tudo de todos.Vamos mudar de assunto,ok?-ela disse.

-Tá.-falei,me recompondo.

-Então...qual foi o pior akuma que a gente já enfrentou?-ela perguntou.

-Todos?-falei em tom de pergunta e ela riu.

-Um só.O pior de todos.-ela falou.

-A Dominadora de Mentes.-falei,suspirando de canssaço.

-Por que ela?-Tikki perguntou.

-Doeu ela tentar invadir minha mente,Tikki.Parecia que estavam batendo na minha cabeça,doeu demais,pareciam marteladas.-falei,colocando a mão dos dois lados da cabeça.

-Eu senti um pouco disso.-Tikki disse.

-Com certeza quando crescer,a Alice vai ter melhores poderes que eu.-falei.

-Não.Mas de onde eles vem?-ela perguntou.

-Não sabemos.Ninguém sabe,nem os médicos.Eles só..existem.-falei.

-Eles parecem ser legais.São muitos?-ela perguntou.

-Não sei,eles só aparecem.Agora vamos dormir,to com sono já.-falei.

-Tà bom.Boa noite Mari!Sonhe com o Adrien!-ela disse.

-Tikki!-falei corada.-Boa Noite.-falei e logo caí no sono.

Quais será que vão ser os futuros poderes meu e da Nina?

Pov Isabela

Quando a Alice e o pirralho do meu irmão sumiram de vista,peguei o celular dela que estava na sala e mandei uma mensagem pra Marinette dizendo que ela iria dormir aqui.Ela perguntou o por que,mas logo concordou.Depois eu olhei pros outros três que estavam ainda aqui em casa.

-Bom gente,to ficando cansada.-falei,passando a mão no pescoço.

-Se fosse só você,Isabela...-Anny disse.

-Vão pros quartos de hóspedes,ok?E Anny,não vá fazer coisas com o Jonny,tá?-falei,afinal,meu tio ainda tava em casa.

-Vai ser um pouco irresistível,mas vou fazer o que você tá pedindo.-Jonny disse e a Anny corou.

-Pois é.Boa Noite gente.Vou pro quarto antes que eu caia de sono.-falei e subi as escadas.

Eles vieram atrás e foram em direção aos quartos de hóspedes,mas puxei o Nathaniel.

-Esculta,eu sei que você também quer aqueles dois juntos.É o seguinte,eu também quero e muito.Mas o viadinho do meu irmão é lerdo demais pra essascoisa.Preciso de ajuda Nathan.Você me ajuda a juntar a Alice e o William?-perguntei.

-Achei que nunca fosse pedir.Amanhã a gente começa com isso,quero ver esses dois juntos mais que tudo.Qualquer informação que a Alice soltar eu te falo.-ele disse.

-E eu o mesmo.Amanhã a gente vê isso direito.Boa noite Nathan.-falei e segui pro meu quarto.

-Boa noite.-ele disse e seguiu na mesma direção que os outros.

Mas não parava de pensar...aonde aqueles dois tinham ido parar? Deus sabe lá onde,mas já era um avanço.Cheguei no quarto e tirei só o tênis antes de desmaiar.Esse dia foi longo...

[...]

Acordei umas dez e meia da manhã,e pra completar com dor de cabeça.Exagerei ontem,e muito.Eu não me lembrava de nada,a não ser o acirdo com Nathaniel,tirando isso,nada,só o branco.

Me levantei,tomei um banho pra acordar direito e saí.Coloquei um vestido preto que eu tinha,um chinelo qualquer,penteei o cabelo e fui até a cômoda ao lado da minha cama.Peguei um comprimido pra dor de cabeça na gaveta e tomei.Fiz uma careta e saí do quarto.Parei no corredor,olhei pro lado e vi a Alice saindo do quarto do meu irmão.O que ela estava fazendo lá?E o que aconteceu ali dentro?

Pov Alice

Acordei umas 10:15 da manhã.Eu não me lembrava de nada da noite passada.Na minha mente vinha somente flashs de coisas que eu não me lembrava,mas nada grave ou importante.

Olhei pro lado e vi o William ainda dormindo.Meu Deus,o que eu tava fazendo ali?! O que eu tava fazendo dormindo com ele?! Pera,eu to vestida?To,ainda bem! Que susto! Mas...fuking,o que eu to fazendo aqui? Onde eu to? Qual o meu passado?(só que não!) Mas que droga! Não me lembrava de nada! Acho que peguei pesado no MM,o que eu não sevo ter feito ontem a noite?! Eu devia estr doidaça,só não devo ter cuspido na cruz.

Mas então...eu me lembrei de algo,e não foi um flash de memória,foi bem detalhado,na verdade detalhado até demais.Espera...eu...eu beijei o...o...

-AAAAAAAAAHHHHH!!!-gritei alto e agudo ao me lembrar.

Como eu fiz aquilo?! Ele não gosta de mim,e eu não respeitei a decisão dele!!!! Ai eu quero morrer!!! Aquilo foi um grande erro! (vcs:grande coisa! Você pensando assim até parece que vocês dois tran... eu:Calem a boca! Se ponham no.meu lugar! Eu fui rejeitada! vcs:foi mals.).

-AAAAAAHHHHHHHH!!!!-gritei alto e agudo acordando o serzinho do meu lado.

-Ai mas o que...Alice?!-ele disse,surpreso.

Talvez não se lembrasse,assim como eu.Mas eu me lembrava de uma parte,da parte mais grave.

-Tá tudo bem?Você gritou.-ele falou,aproximando a mão do meu rosto mas eu só fui me afastando,até que...

-AAAIIII!!!-falei,após cair no chão.

-Meu Deus,tá tudo bem?Machucou?-ele perguntou,erguendo a mão pra mim segurar e me levantar.

Eu estava com um pouco de receio em segurar."Vai Alice,ele não se lembra de nada,tá tudo bem,pra ele nada disso aconteceu. Calma!",pensei,fechei os olhos e segurei a mão dele.Ele me ajudou a levantar.Mesentei de volta na cama,sem olhá-lo.

-Por que você gritou Nina?-perguntou.

Olhei nos olhos dele e pensei,"Eu não vou contar,e ele nunca vai saber.É só esquecer isso Nina,foi um erro.",pensei,desviando o olhar.

-N-nada.Tava tendo um pesadelo.-falei.

-Está mentindo.-ele disse.

-Por quê?-perguntei.

-Porque você gagueja quando mente.-ele disse.Como ele sabia e lembrava tantas coisas sobre mim?

-N-não estou.É que o pesadelo foi meio estranho e eu ainda estou um pouco assustada.-falei,mentindo descaradamente bem.Eu devia ser atriz.

-Sobre o que era?-perguntou.

-Sobre um ser sobrenatural nas catacumbas.Nada demais.-falei,pronta pra me levantar mas ele segurou minha mão com força,me impedindo de levantar.

-Por que está evitando me olhar,Nina?-ele perguntar.

-Não to evitando.-falei,ainda sem o olhar.

-Está evitando agora.-ele disse.

-Está vendo coisas William.Agora posso ir?-falei,sem esperar uma resposta e me levantando.

Mas fui puxada bruscamente, caindo deitada na cama.Ele me encarou,ficando sobre mim e aproximando o rosto.

-Agora não está evitando.-ele disse,se aproximando mais.

Não.Não podia acontecer de novo.Eu não podia me machucar de novo.

-Para.-pedi baixo,virando o rosto.

-Por quê?-ele sussurrou,virando meu rosto pra encará-lo novamente.

-Você não merece isso.Não faça isso com você mesmo,Willian.-falei,empurrando ele pro lado e me levantando.

Calçei o sapato correndo e saí correndo do quarto.Assim que saí,dei de cara com a Isabela.

-Bom dia.-ela disse,com um sorrisinho malicioso.

-Bom dia,Isa.-falei,com um semblante triste.

-O que aconteceu?-ela perguntou.

-Nada.Olha,eu vou embora.Pede desculpas pro seu irmão por mim e diz que eu sinto muito.Tchau Isa.-falei e corri pelo corredor.

Assim que dobrei as escadas,trombei em alguém.

-Olha por onde anda!-a pessoas disse.

-Me desculpe.-falei,já com os olhos marejados e voz embargada.

-Espere,quem é você?-ele disse,segurando meu braço.

-Alice.-falei,tentando engolir o choro.

-Por que está assim,Alice?-ele perguntou.

Olhei em seu olhos e simplesmente disse.

-Desculpe.-falei,ne soltei dele e saí correndo.

Saí correndo daquela casa,até mesmo esqueci minha mochila.Meu celular tava no bolso da jaqueta e eu só corria.Correr e andar me fazia achar as respostas pros meus problemas,e eu estava com um enorme e insolucionável problema:Willian.

Corri até chegar em casa e entrei.

-Oh,filha!Chegou em casa cedo!-minha tio disse,eu só olhava pro chão.

-Querida o que houve?-minha tia perguntou,vindo até mim.Me afastei.

-Nada,tá tudo bem.A Mari tá lá em cima?-perguntei.

-Não,ela foi na casa da Alya.O que aconteceu com você,Nina?-ela perguntou.Eu estava quase desabando.

-Nada.Vou dormir um pouco.Tchau.-falei,não dando tempo pra eles resposta.

Subi as escadas e olhei pro quarto.Tão cor de rosa.Nunca tinha notado isso.É impressionante como você não repara em algumas coisas.Um quarto cor de rosa,várias fotos de uma pessoa na parede...um amor não correspondido...

Tanta coisa aconteceu nessas duas semanas.Surpresas para as outras pessoas?Muitas.Dissabores para mim?Bastante.O que há de errado comigo?Eu não me entendo.Eu amo ele,mas ao mesmo tempo quero esquecer disso.Existe um ditado que diz:"Conhece-te a ti mesmo.",eu não me conheço. Eu sou tão bipolar,tão estranha.Minha mente é incompreendivel até por mim mesma.

O que eu tenho de errado? Se eu gosto dele,por que diabos fugi daquele jeito? Meu Deus,por que sou tão confusa? Se esse quarto não fosse da Mari,eu iria quebrar tudo na minha frente.Então fui em um canto do quarto e me escorei na parede.Me deixei deslizar até chegar no chão.

Abracei minhas pernas e escondi o rosto nos joelhos.Não chorei,só tentei entender a confusão na minha mente.O que estava acontecendo?Eu sentia ódio,vontade de chorar,gritar,me cortar,todos os tipos.Mas me cortar nunca,isso era ridículo.Mas...mas...o que acontecia comigo naquele momento? Eu não me entendia,eu me odiava.Que droga!

Quer saber...eu desisto do Willian! Eu desisto de tudo relacionado a ele,até mesmo a amizade...pelo menos até eu esquecer...Desistir disso talvez seja o melhor...Desistir...uma palavra tão cheia de significados.

-Alice,o que aconteceu com você?-uma voz disse.

A última voz que eu esperava me perguntar isso...

Pov Chloé

Eu não sei o que estava acontecendo,eu queria urgentemente desabafar com alguém,mas eu só pensei na Alice.Eu sentia que ela me ouviria sem criticar.Nunca desabafei nem nada,nem mesmo com a Sabrina.E depois da escola,todos os dias,eu choro no quarto por tudo o que eu faço.Ainda mais porque minha mãe não gostaria que eu fizesse isso com as pessoas.

Entrei na limousine e fui pra lá.Sabem,eu já gostei do Nathan,mas quando descobri que ele era pintor,tomei distância dele pra não me lembrar da minha mãe.Eu o desprezei.Ele fazia parte do meu maior trauma.Cheguei.Entrando lá eu encontrei a tia da Alice.

-Oi,eu queria falar com a Alice,el está?-falei.

Eu posso ser grossa com as pessoas,mas eu ainda tenho educação.A educação que a minha mãe me ensinou.

-Sim,ela está lá em cima.Pode subir.-ela disse.

-Obrigado.Com licença.-falei e subi.

A casa da Marinette não era grande igual a minha,mas era confortável.Subi as escadas pra um lugar que parecia ser o sotão.Só que era um quarto bem...cor de rosa?Sim,pra mim era estranho,mas era bonito.Olhei pros lados e vi a Alice jogada num dos cantos, ajoelhada,abraçada aos joelhos.Nunca a vi assim.

-Alice,o que aconteceu com você?-perguntei.

Ela levantou a vista e vi seus olhos marejados.

-Oi,oi Chloé.-ela disse,secando os olhos.

-O que houve com você?-perguntei,sentando do lado dela.

-Nada,nada.Só uns problemas.E você?O que está fazendo aqui?-ela perguntou,mas não num tom indesejável.

-Eu queria conversar com alguém.Desabafar.-falei.

-Hum...chegou em péssima hora pra isso.-ela disse e rimos as duas juntas.

-É verdade.Vamos desabafar uma com a outra,então?-perguntei.

-Pode ser.Quem começa?-ela perguntou.

-Você.Pode ir primeiro.-falei.

-Ok.Sei lá Chloé,tá tudo tão confuso.Eu...não sei.-ela disse,já chorando.

-Calma,pode desabar,eu não conto pra ninguém,sério mesmo.-falei.

-Eu não sei Chloé.Eu...gosto de uma pessoa,mas eu quero esquecer,já passou da hora de eu fazer isso.-ela disse.

-Calma...quem é ele?-perguntei.

-O Willian Chloé.E eu conheço ele desde os meus 5 anos e...e..sei lá.Eu fi uma cois,cometi um grande erro.-ela disse.

-Espera...o que houve?-perguntei,eu não estava entendendo.

-Eu tenho uma doença que quando eu como doce,eu esqueço tudo que faço.-ela disse.

-Glicosite.Eu também tenho,mas não pratico ela.E o que houve depois que você comeu?-perguntei.

-Eu lembrei só de uma coisa.-ela disse.

-Qual Alice?-perguntou.

-Eu beijei ele Chloé.-ela falou

-Ok..você não deveria estar feliz?-perguntei.

-Ele me rejeitou,disse que não gostava de mim como eu gostava dele! Era mesmo pra mim ficar feliz?-ela gritou.

-Tá,mas isso foi quando?-perguntei.

-Quando eu tinha dez anos.No dia seguinte depois que eu me declarei ele se mudou.-ela disse.

-Puxa,tu foi azarada hein?-falei.

-Pois é.-ela disse,rindo fraco.

-E se ele gostasse de você,mas não pudesse?-perguntei.

-Sei não Chloé.Hoje de manhã ele tentou me beijar e eu simplesmente saí correndo da casa dele.-ela disse.

-Tenso.-falei.

-Sim,e eu...decidi que vou esquecer ele.-ela falou.

-O QUE?! Cadê aquela garota pra cima,positiva,e tudo mais? Cadê a Maluquinha?-perguntei.

-Saiu um pouco,aqui só tem a iludida da Alice.-ela falou.

-Chega no cara Alice! Agarra ele! Fala que ama ele,sei lá!-falei.

-Não.Já decidi.Vou esqueçer.Esquecer é a melhor coisa a fazer.-ela disse.

-Ok...não tme decisões precipitadas.-falei.

-Sua vez de desabar,Chloé.-ela disse.

-Ok.Eu...eu trato as pessoas mal porque,eu perdi minha mãe,e meu pai me mimou demais.Mas eu não esqueço dela,e do que ela me ensinou.E eu choro Alice,todo santo dia,pelas coisas que eu faço com as pessoas.Minha mãe não iria querer isso.-falei,já chorando.

-Shhhh,não fica assim Chloé.Eu agora entendo o porque de você ser do jeito que é.E não vou criticar,mesmo que seja errado e injusto.-ela disse.

-Obrigada.Olha eu tenho que ir.Meu pai não sabe que eu saí.-falei,me levantando.

-Ok,tchau Chloé.Obrigado por me ouvir.-ela disse.

-Obrigado também.Nada de vazamentos?-perguntei,levantando o dedo mindinho.

-Nada de vazamentos!-ela disse e alinhamos.

Saí e fui pra casa.A Maluquinha até que era legal.

Pov Alice

A Chloé tem motivo pra ser daquele jeito,apesar de não ser o certo a fazer.Foi bom eu ter desabafado,se ela não tivesse vindo,acho que eu teria explodido.No final,ela até que é legal...apesar de tudo.

Logo meu celular toca e eu atendo.

-Alô?-atendi.

-Nina,aconteceu uma coisa horrível...-ouvi a voz da minha mãe dizer.

-O que houve?!

Continua...


Notas Finais


Então foi isso Miraculers!!!! Resolvi explicar um pouco sobre a Chloé,sobre a Alice,as coisas assim kkkkk. O que será que aconteceu???? Vamos descobrir no próximo capítulo!!! FAVORITEM E COMENTEM!!!! Beijos e Até o próximo!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...