História Depois de Sua Chegada... - Capítulo 31


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrinette, Ladrien, Ladynoir, Marichat
Visualizações 89
Palavras 2.345
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiii Miraculers,Kawaiis e leitores fantasmas!!! Sumi? Eu sei que sim ;-;...é que as aulas voltaram e junto veio uns problemas...e eu to de TPM e to muito sentida,sentimental,levando as coisas na ofensiva às vezes e TO CHORANDO PRA CARALHO,VOU ARRUMAR UMA COMPANHEIRA(O) DE CHORO! To chorando muito por causa de uns problemas...um que as pessoas dizem não ser o melhor pra mim...enfim,eu to desmoronando enquanto escrevo,fiquem sabendo disso...
FAVORITEM E COMENTEM!!!
Boa Leitura!

Capítulo 31 - Marinette Quase é Atropelada


Fanfic / Fanfiction Depois de Sua Chegada... - Capítulo 31 - Marinette Quase é Atropelada

(NOTAS INICIAS PELAMOR DO MM!!!)

Pov Alice

Quando as coisas estiverem ruins pra você,nunca diga que elas não podem piorar...porque elas podem,e de um jeito drástico ou idiota.No meu caso foi um pouco de cada.Minha mãe havia ligado e dito que meu pai estava furioso comigo,e la,como e esperava,também estava.E não era pouco!Eles estavam todo dramàticos,só por causa daquilo que aconteceu naquela época,uma época que pra mim hoje tanto faz.

Minha mãe estava toda nervosa porque durante duas semanas em Paris eu não liguei pra ela.Pra que eu iria ligar?Eles me mandaram pra lá pra mimmudar minha vida,recomeçar e isso não está exatamente acontecendo! Eu to praticamente no passado.Eles me mandaram pra cá pra mim esquecer dele e não entrar em depressão,e eu estou tentando viver aqui,mas esse negócio de esquecer não é muito comigo...

Enfim,eu não vou tentar esquecer e nem vou me afastar dele.Por que?Porque eu não gosto de perder amizade,sou meio trouxa,ainda gosto dele e admito que NÃO QUERO me afastar dele.(vcs:hummm a Nina ainda tá xonadinha nele! Eu:e se eu tiver,não é da conta de vcs! vcs:magoou! eu:Enfim,eu gosto,e daí?Eu não sou lerdinha como o Adrien e a Mari. Adrinette:a gente ouviu isso,hein! eu:foi mals.Voltandooo!!!) 

Fodas,vida que segue e eu vou seguir a minha.No que der,deu.Não vou parar de falar com o Willian por causa daquilo que aconteceu ontem,isso seria birra,uma das coisas que mais acho ridículo.

Enfim,voltando ao caso dos pais mais preocupados da face da Terra,minha mãe ligou dizendo que eles queriam que eu voltasse pro Brasil,pra mim não ficar mal de novo.Admito,eu gostei da preocupação deles,porque eles só davam atenção pros meus irmãos,o Matheus e a Alessa.Então eu vivia na rua bricando e eles cuidando dos dois.Eles queriam que eu fosse ainda hoje pra lá...Mas eu não vou voltar! Não,não vou parar de encher o saco das pessoas que não gostam de mim tão cedo!

Minha mãe tava putassa da vida comigo porque eu não contei que ele tava aqui.Mas contei tudo pra ela,ela achou "fofis" aquilo ter acontecido,eu fiquei chateada,expliquei que não ia,meu pai ficou xingando alto e em bom som,e eu desliguei e fui viver a vida.

Depois disso,eu continuei com a confusão em minha mente.O lado da sanidade dizia pra mim me afastar,que aquilo ia me machucar de novo...mas o outro lado...o lado que eu mais amo como conselheiro...o meu lado Louco disse pra mim não me afastar e continuar com isso tudodizia pra mim me arriscar e fazer o que sempre fiz:chutar a vida.Então o que eu fiz? 

Segui meu lado Louco,é claro.Ele sempre foi o melhor em tudo.O lado sanidade eu só usava com meus pais e com mais ninguém.O lado Louco dizia pra mim dar um:"Que Seja" nessa história toda,e eu faria isso.Que seja!A vida quer me dar rasteira?Por mim tudo bem,mas eu vou descontar de volta.E começa amanhã...ou hoje mesmo!

Pov Marinette

Saí de manhã cedo,tipo umas 08:30.Estava inspirada hoje.Desde ontem na verdade.Não é todo dia que você recebe o elogio do designer que você mais admira.Enfim,vou pro meu ponto de inspiração:a Torre Eiffel (Nina:Eifelps! eu:posso narrar nesa caralha,por favor? Nina:Tá!-_- ).

Enfim,coloquei minha roupa habitual,peguei Tikki,que por sinal já estava acordada e coloquei na bolsinha.A Alice ainda não tinha chegado,a loucura dela deve ter ido longe ontem a noite.Peguei uma bolsa e coloquei meu caderno de desenho.Desci as escadas,fui na cozinha,peguei uma maçã e me despedi dos meus pais,que estavam na padaria,pois ainda não era meio dia.

Já na rua,percebi que estava fazendo um pouco de frio.Ainda bem que trouxe meu casaco.E outra coisa que percebi,foi que o Tiozin...quer dizer,o Hawnk Moth não estava mais soltando akumas esses tempos.Ele sossegou um pouco desde que a Alice foi akumatizada.Será que está tramando algo?Tomara que não,sempre que ele fica quieto,vem um akuma mais forte.Exemplo? A Dominadora de Mentes não foi fácil de derrotar e doeu.

Quando finalmente cheguei lá,tirei o caderno da bolsa e fiquei batendo o lápis no queixo enquanto pensava.Eu estava com inspiração?Muuuita! Mas era em excesso,e eu não fazia ideia do que desenhar.Até que alguém se senta ao meu lado.Era o Nathaniel.Faxia tempo que eu não falava com ele!

-Oi Mari!-ele disse,abrindo o caderno dele.

-Oi Nathan!A quanto tempo!-falei.

-A 24 horas atrás a gente se viu,Mari.-ele disse,rindo.

-Mas não nos falamos já faz um tempão!-falei.

-Mas é claro!Você não desgruda mais do Adrien!-ele disse.

-E você não desgruda mais da Alice!-falei e rimos juntos.

-Não é culpa minha ela ser legal e fofa!-ele falou.

-Já to suspeitando!-falei e ele revirou os olhos.

-Não é nada disso,Mari.Ela é fofa mesmo,e daí?Você olha aqueles olhos castanhos e todos aqueles cachinhos,quem não acha aquilo fofo?-ele perguntou.

-Ok,vou ter que concordar.Ela é meio fofa sim.Mas eu sou a Kawaiizuda dessa história!Ela é só uma conselheira.Então ela é a segunda,e que ela nem tente roubar o meu lugar!-falei,convencida.As batalhas com o Chat Noir estavam me deixando convencida e exibida também.

-Ela é bem mais que conselheira das pessoas,Mari.-ele disse e eu fiquei confusa.

-Como assim?-perguntei e ele revirou os olhos.

-Deixa pra lá,esquece.Mas mudando de assunto,você devia mostrar os seus desenhos pro senhor Agreste.-ele disse,olhando o desenho de um vestido azul que eu estava fazendo.

-E eu vou,só tenho que esperar ele ter um tempo livre.Ele é muito ocupado.-falei.

-Tanto que ele coloca o trabalho acima do próprio filho.-ele disse.Nunca pensei que ele se importaria com isso!

-Você se importa?!-perguntei,meio que não acreditando.

-Sim,o Adrien já não tem mãe,o pai dele ainda vive trancado num maldito cubículo que ele chama de escritório!-ele disse.

-Você xingou?!Será que eu ouvi direito?-falei.

-Ouviu perfeitamente bem.-ele disse,revirando os olhos novamente.

-Como sabe que ele se tranca?-perguntei.

-Simples,Mari.Usei a minha doença a meu favor.Comi doce,o grupinho Parada Dura foi pra casa da Isabela,nois endoidou no meio da rua e eu vi que ele não saiu do escritório tão cedo.E olha que eu,a Isabela,a Anny e o Jonny fomos dormir lá pras duas da manhã.-ele explicou.

-Ainda não acredito que você defendeu o Adrien.-falei.

-Eu não defendi,só fiquei indignado com as ações do pai dele.-ele disse.

-Aaaaa tá,entendi.Mas o pai do Adrien tem motivo pra ser daquee jeito.Na verdade,ele tem um certo trauma.-falei.

-Como assim?-ele perguntou.

-A esposa dele foi pra Tibet a trabalho e sumiu lá.Tipo,saiu pra ir a uma reunião,e não voltou.Não levou mala nem nada.Ele procurou ela por sete anos,sendo que ela sumiu a onze anos.Então ele tem trsum ade abandono.-expliquei.

-Isso não justifica ele deixar o filho de lado.-ele disse.

-Nisso eu vou ter que concordar.Então Nath,o que tem com a Alice?-perguntou.

-Uma linda amizade.-ele disse.

-Colorida?-perguntei.

-Isso é o que você tem com o Adrien,querida.E não eu com a sua prima.-ele disse,se levantando.-Tenho que ir Mari.Nos esbarramos por aí,quem sabe na escola.-ele disse,já de pé.

-Pode ser.-falei.-Tchau.

-Tchau,até amanhã.-ele disse e foi caminhando até se distanciar.

Fiquei lá desenhando mais um tempinho.Eu estava tão inspirada que nem vi o tempo passar.Quando fui ver,já era de tarde e o céu estava escuro,pra ser mais exata estava nublado.Não liguei,até que ouço o som de um trovão ecoar no céu.

-É sério isso?!-falei,guardando minhas coisas.

Corria mais rápido que podia,não que eu tivesse medo da chuva,mas porque eu estava no centro da cidade e minha casa estava longe o bastante pra não dar tempo de eu chegar lá,pelo menos não enxarcada.Estava cansada de correr,mas não parava.Até que chega a hora de eu atravessar uma avenida.O que acontece?Isso mesmo!O lado desastroso faz com que todas as minhas coisas caiam no chão,se espalhando pelos lados.Eu me abaixo pra pegar tudo o mais rápido possível,só que não rápido o bastante,porque vejo duas luzes brilhantes bem próxima de mim.

Então somente fecho os olhos,esperando o impacto vir,mas apenas senti uma leve brisa e alguém me segurando enqunto corria pelos prédios...Chat Noir! Nunca fiquei tão feliz em ver aquele Gato Idiota na minha vida (Nina:isso,cospe no prato que você come,o cara salvou tua vida! eu:to zoando e ele é mesmo idiota.).

Ele pusa em um prédio alto e me olha com desgosto,como se eu tivesse feito ou tentado fazer alguma coisa errada.Logo ele começa brigar comigo.

-Tá tentando se matar Marinette?!-ele disse,agarrando meus pulsos.

-Não er...-ele me interrompe.

-Então é o que?!Que pessoa em sã consciência para na frente de um carro e diz que não está tentando se matar?!-ele pergunta,apertando meus pulsos.

-Se você não tinha percebido,Chat Noir,minhas coisas caíram no chão e eu me abaixei para pegar.Aí eu não vi o carro vindo e ele estava a milímetros demim.Então um certo gato preto chegou  e me salvou.Obrigada.-falei.

-De nada.Mas por que você tava correndo tanto?-ele perguntou e eu ri.

-Chat Noir,você está falando com a garota que vive correndo e se atrasando pra tudo.Eu me atraso até quando não é nessessário.-falei.

-Como assim?-perguntou.

-A escola fica praticamente do lado da minha casa,e se não fosse a minha prima,eu me atrasava até pra chegar nela.-expliquei e ele riu.

-Seu despertador ambulante.-ele disse e começou a garoar.

-Pois é.Bom,você poderia me descer até lá embaixo,por favor?-pedi.

-Vou te dar uma carona.-ele disse,agarrando minha cintura.

-Ahn...não precisa.Eu vou correndo mesmo.Não quero atrapalhar sua honda.-falei.

-E não vai estar atrapalhando.O centro era o último lugar que eu tinha que olhar.-ele disse.

-Bim,então nesse caso vamos,antes que essa chuva aumente.-falei,me apoiando nele.

-Ok.A ai ai,tenho que salvar donzelas até mesmo do temporal.-ele disse,convencido e deu impulso no bastão.

-Você é muito convencido,Chat Noir.-falei.

-Eu sou eu.-ele disse,ainda mais convencido.

-100% convencido.-falei.

-Isso se chama amor a si próprio.-ele disse.

-Atá.-falei.

Então...comprometida?-ele peeguntou e eu estranhei essa pergunta.-Não precisa responder se quiser.Eu estou me metendo demais na sua vida.-ele disse.

-Tudo bem.E sim,estou comprometida.-falei.

-Quem é o felizardo?-ele perguntou.

-Vai parecer meio estranho pra você que uma garota desengonçada que nem eu esteja com ele,mas...eu estou namorando com o Adrien Agreste.-falei,suspirando.

-Ele é sortudo.-ele disse.

-Eu sou sortuda.Eu amo ele.-falei,suspirando-Mas e você?-perguntei.

-Eu o quê?-ele perguntou.

-É comprometido?-perguntei.

-Sim.-ele disse,corando.

-E quem é a sortuda?-perguntei.

-Sinto muito,mas isso eu não posso falar mesmo.-ele disse,pousando na minha varanda.

-Obrigado pela carona.-falei,virada de frente pra ele.

-De nada.-ele disse.

Não foi por querer,mas nossos olhares se conectaram e eu me perdi naquelas fendas verdes.Foi errado pra mim,mas foi quase que impossível não ficar olhando.Ficamos tanto tempo assim,que só notamos a chuva quando eu quebrei esses olhares entre a gente.

-B-bom,então eu vou entrando.-falei,olhando pro outro lado da varanda.

-Pois é,eu também tenho ir.-ele disse.

-Até mais ver.-falei.

-Até o próximo temporal.-ele disse e eu ri.

-Até.-falei e ele foi embora.

Andei em direção a portilha que dava pro meu quarto e entrei.

-Mari,o que foi aquela troca de olhares de vocês dois lá fora?-Tikki perguntou.

-Nada Tikki.-falei,tentando convencer mais a mim mesma,porque tinha sido alguma coisa.

Entrei e vi a Alice toda encolhida no chão,olhando pro nada com um sorriso no rosto.Quando fica assim é prque vai dar uma rasteira na vida.Sério,dá até medo.

-Alice você tá parecendo uma psicopata homicida olhando assim e sorrindo pro nada.-falei,indo até meu divã.

-É porque eu sou,querida.-ela disse.

-Então...no que está pensando?-perguntei.

-Na vida.-ela disse.-E você?Ouch,pergunta idiota,não é?-ela disse.

-Por que seria idiota?-perguntei.

-Você só pensa no Garoto Bonito.-ela disse.-E Mari,o que são essas marcas no seu pescoço?-ela perguntou.

-Foi uma pessoinha que eu vou matar amanhã.-falei.

-Meu Deus,vocês tava num fogo,hein?-ela disse.

-Você não sabe,Alice.Eu acordei com ela gemendo!-Tikki falou,indo pro ombro dela.

-Eita!O fogo tava grande,hein?-ela disse.

-E se tivesse não era pra vocês se meterem.E quanto a eu ficar pensando no Adrien,Nina:Quando você se apaixonar,vai saber como é.-falei.

Depois conversamos mais um pouco sobre tudo quanto é tipo de coisa.Até a hora que dormimos.Nem jantamos e já caímos no sono.

Mal posso esperar por amanhã...

Pov Adrien

A Mafi quase foi atropelada hoje,e eutive que dar um sermão nela.Se eu não estivesse lá poderia ter acontecido algo grave.Mas eu to tão feliz!Minha Princesa não esconde nossa relação pra ninguém!Ela é tão perfeita!

Outra coisa que notei desses tempos pra cá,foi que o Plagg não está tão carinhoso e grudendo com o o queijinho dele,pra ser mais exato quando ele começou a ficr com a Alice.Ele fica na dele,olhando pela janela,suspirando por algo e deixa o queijo de lado por muito tempo,só come quando é estritamente necessário.Estou reclamando?Sim,se ele adoeçer,adeus Chat Noir.Mas quando eu pergunto o que tem de errado com ele,ele diz.

-Nada Garoto Bonito.É coisa da minha tia.-ele disse.

-O que aconteceu?Você não come mais como antigamente,não resmunga maid como antigamente,não se mete mais na minha vida.O que houve com você?Se sente bem?-perguntei,preocupado.

-Estou ótimo!Melhor impossível!-ele disse e voou pra gaveta.

Cada louco com a sua mania.

Pov Alice

Acordei,me levantei e fui tomar banho.Hoje eu estava pensativa,tipo,quem será que é o Tiozinho Brabuleta? (vcs:agora vai ser lerda? eu:eu fui akumatizada e não lembro.) Eu não me lembro do rosto dele,de nada,na verdade.Melhor deixar isso pra lá,eu tenho que estar com a mente limpa,coisa que eu não estou agora.

Saí,e como estava frio naquela manhã,peguei uma calça jeans escura,uma blusa branca fina de manga comprida e deixei o cabelo solto.Coloquei um pingete com uma pefra roxa,minha cor favorita depois de oreto,é claro e calçei uma sapatinha preta da Mari.

Falando nela,fui acordar ela.Liguei o som e começou a tocar Clocks,do Coldplay no último volume.

-Que que isso?!-ela disse,levantando.

-Um dos seus despertadores.Agora banho.-falei,empurrando ela pro chuveiro.-Bomdia,Fofinha!-falei com a Tikki.

-Bom dia,tia.-ela disse,coçando os olhisnhos.Que fofa!

-Own,desculpa ter acordado você,fofucha.Mas sabe como é,acordar a Mari é o mesmo que acordar uma pedra.-falei e ela riu.

-Tudo bem.Quer cokkies?-perguntei.

-Querooo!!!-ela disse.

-Parece até a Anny.-falei,rindo.

-Eu sei,ela é doidinha também!-els disse e eu saí.

Peguei um prato cheio de cokkies e subi.Eu amo eles,mas o M&M eu amo mais!<3 Quandi entrei,a Mari já estava vestida e arrumando cabelo.Estava usando uma calça jeans escura,uma blusa fina de manga comprida e colocou um cachecol vermelho (foto do cap). Estava calçada xom uma sapatilha preta e fez um coque bem feito no cabelo.

-Mari!O Adrien vai babar em você hioje!-fale,dando pulinhos.

-Só que não.E eu te dei a notícia ontem?-ela perguntou.

-Que notícia?-perguntei.

-Ele me pediu em namoro,mas disse que quer oficializar a minha altura,acredita?Dá pra ser mais fofo que isso?-ela perguntou.

-Não dá mesmo!Chegar na escolaeu dou os meus parabêns.Mas isso vai ser esfregado na cara da Lila por mim.-falei.

-Doida!Vamos descer,antes que a gente se atrase.-ela disse e descemos.

Fui na cozinha e recheei a bolsinha de cokkies.Também peguei um bom pedaço de queijo praquele esfomiadinho.Tomamos café,pegamos nossas mochilas e partiu escola!

Chegamndo lá,pego o Plagg com o Adrien e vou pra entrada,onde estavam a Anny,Jonny,Nathan,Isa e o Willian.Sento com eles,conversamos bastante e descobrimos que a Anny está querendo descer lá embaixo com a gente.Ela está planejando descer na quarta feira,daqui a um ou dois dias.Então topei,o que poderia acontecer?Nada.

Com o Willian eu falei normalmente.Como eu disse,ontem eu liguei o F**** e não to ligando.Estava esperando a Chloé chegar,queria pedir um favorzito pra ela.Então bate o sinal.Vamos ver no que esse dia vai dar...

Continua...


Notas Finais


Então foi isso Miraculers!!! Alicw não está mais ligando,o que acontecer,aconteceu! E vai ter muita coisa no próximo! FAVORITEM E COMENTEM!!! Beijos,amo vcs e até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...