História Depois de sua morte - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bulma, Cell, Enma Daioh, Gohan, Goku, Kuririn, Piccolo, Senhor Kaioh (Kaioh do Norte), Vegeta, Yamcha
Tags Goku Vegeta Yaoi
Visualizações 74
Palavras 2.065
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - O plano macabro do General Blue


Fanfic / Fanfiction Depois de sua morte - Capítulo 18 - O plano macabro do General Blue

Dois dias se passaram, Goku e Vegeta já haviam organizado sua casa Goku teve a ideia de fazer um almoço para comemorar para a infelicidade de Vegeta, que nunca gostou de festa e ainda para piorar a situação, Goku convidou a todos os seus amigos que para Vegeta eram muito irritantes.  

Vegeta — para que fazer festa e chamar todos os seus amigos, você sabe que eu não gosto daquela gente. Principalmente daquele tal de Kuririn, fica o tempo todo perto de você cheio de sorrisinhos.  

Goku — Vegeta eles são meus amigos, eu queria comemorar com todos que eu gosto e não tem porque você ficar com ciúmes do Kuririn nós somos como irmãos, nos conhecemos desde criança eu amo a você e não a ele.  

Vegeta — tudo bem, mais eu preferia comemorar só eu e você. — disse com um sorriso meia boca colocando seus braços envoltos em seu pescoço.  

Goku — você é muito safado sabia.  

Vegeta — você que me fez assim, não consigo ficar um minuto sem esse corpo gostoso. — disse passando a mão em sua bunda.  

Goku — então vamos fazer assim, vamos fazer esse almoço o mais rápido possível vou inventar a eles que o almoço terá que ser rápido pois nós iremos viajar, ai ficamos sozinho o que acha?  

Vegeta — faça o que quiser, com tanto que eu tenha você só para mim depois.  

Goku pegou em seu maxilar e lhe deu um beijo ardente, segurando firme em sua cintura. Os dois se beijavam intensamente, Goku colocou suas mãos por dentro da camisa do outro indo até em cima de suas costas, depois indo para baixo apertando seu bumbum com força. Os dois se separam por falta de folego, Goku passa a mão em seu rosto vendo a expressão de excitação de Vegeta.  

Goku — é melhor eu ir, se não eu vou perder a cabeça.  

Vegeta — não vá, por favor, fique comigo mais um pouco.  

Goku — tenho que comprar as coisas do almoço meu amor, eu te amo.  

Vegeta — eu também.  

Goku saiu para comprar tudo para seu almoço de inauguração de sua casa com Vegeta, primeiro foi ao supermercado, comprou bastante carne e outras comidas, além de bebidas e refrigerantes. Depois de passar quase a manhã toda comprando tudo, foi a casa de seus amigos lhe avisar do almoço. Primeiro foi a casa de mestre Kame, chegando todos ficaram feliz em vê-lo novamente.  

Mestre Kame — oi Goku, como você?  

Goku — estou bem.  

Kuririn — você voltou a viver e nem veio nos visitar, agora só quer saber do Vegeta.  

Goku — assim eu não aguento, ele morre de ciúmes de você e agora você também está com ciúmes dele.  

Kuririn — não estou com ciúmes, só acho que você nos abandonou por causa do Vegeta.  

Goku — não abandonei, vim aqui chamar vocês para um almoço de inauguração da nossa nova casa.  

Yamcha — e onde você arrumou dinheiro para comprar essa casa Goku?  

Goku — eu não comprei, eu e Chichi nos separamos e no momento do divórcio ela colocou essa casa no meu nome para dar de presente para mim e Vegeta.  

Kuririn — ainda bem que ela aceitou bem, porque a Bulma. Eu fiquei sabendo que ela está para baixo e nem quer sair de casa, o Trunks está muito preocupado com ela.  

Goku — eu não queria fazê-la sofrer mais eu amo muito o Vegeta não deu para evitar, vou passar lá para falar com ela.   

Kuririn — e que dia vai ser o almoço Goku?  

Goku — vai ser sábado agora as 13 horas, mais infelizmente não poderemos aproveitar muito porque a gente ganhou uma viagem e teremos que partir as 15 horas.  

Kuririn — tudo bem, espero que se divirta bastante.  

Goku — tudo bem estarei esperando vocês.  

Goku saiu voando pelos céus determinado a ir falar com Bulma, queria que sua amiga lhe perdoasse, porque sua intenção não era machucá-la, mas também ele não podia ir contra seus sentimentos. Demorou meia hora mais conseguiu chegar a corporação cápula, se lembrou que poderia usar o tele transporte mais já era tarde.  

Desceu ao chão, batendo na porta que logo abre vendo uma robô em sua frente, Goku entrou subindo as escadas pois todos aqueles robôs já lhe conheciam. No caminho encontra-se com o pai de Bulma, que lhe acena a mão e Goku retribui. Bateu na porta da sala e a mãe de Bulma que a abriu.  

Mãe da Bulma — oi Goku quanto tempo!  

Goku — oi senhora, a Bulma está?  

Trunks — o que você quer com a minha mãe? Já não basta o que você fez?  

Mãe de Bulma — Trunks olha os modos. Ela está lá em cima Goku pode subir.  

Goku — obrigada senhora.  

Goku subiu as escadas indo até o quarto de Bulma, colocou a mão na maçaneta a virando para entrar, vendo Bulma de costa para ele deitada na cama. Goku lhe olhou com uma certa tristeza, não queria ver sua melhor amiga daquele jeito, os dois se conheciam desde pequenos e ele a amava como se fosse uma irmã.  

Goku — Bulma! — disse vendo ela se levantar.  

Os dois ficaram por uns segundos olhando nos olhos do outro, Bulma encheu seus olhos de lágrimas e se virou para janela começando a chorar. Goku ficou triste ao vê-la assim nunca foi sua intenção fazer Bulma sofrer, se aproximou dela colocando as mãos em seus ombros depois a abraçou começando a chorar também. 

Goku  — Bulma me perdoe! Não era a minha intenção te fazer sofrer, só que eu me apaixonei por Vegeta e ele também se apaixonou por mim, perdoe-me por isso mais eu não podia ir contra os meus sentimentos. Mais eu também não quero perder a sua amizade. 

Bulma — tudo bem Goku! Eu andei pensando em tudo isso e cheguei a conclusão que a culpada disso tudo acontecer foi eu mesma, nunca dei atenção a Vegeta e nunca me preocupei em dar amor a ele, pensava que por ser bonita ele nunca iria me deixar. Fiquei com ele apenas para esquecer Yamcha, mais no fim consegui esquecê-lo mais não consegui amar Vegeta, apesar de achá-lo um homem de fibra. Sabe Son Kun, eu espero que você seja feliz com ele e que finalmente ele possa ter alguém que realmente o faça feliz. Me perdoe por todo mal que tentei fazer a vocês dois. — disse chorando. 

Goku — não fique assim Bulma, agora está tudo bem, fico feliz por você voltar a ser minha amiga, eu te amo como uma irmã. 

Bulma — eu também Goku! — disse o abraçando. 

Depois de um tempo conversando no quarto, Goku convidou Bulma para ir a seu almoço de inauguração e ela disse que iria sim, depois disso Goku se despediu dela e saiu voando pela janela. Em uma pizzaria não muito longe dali, estava Generel Blue trabalhando, mais ele estava inquieto porque não conseguia esquecer Goku, aquele que no passado era seu arqui rival, mais que agora lhe chamava muito atenção pelo belo homem que se tornou. Mais quando se lembrou do fora que levou de Goku seu sangue começou a ferver. 

General Bue — maldito! Você será meu de qualquer maneira, eu vou te separar desse cara você vai ver. — fala com um sorriso maléfico. 

Depois de seu expediente, general Blue teve uma ideia e iria colocá-la em prática foi a farmácia e comprou sonífero, depois foi para casa pensar em um jeito de encontrar Goku, mais a sorte parecia estar do seu lado, não muito longe dali estava Goku e logo ele se aproximou. Sabia que se convidasse Goku para ir a sua casa ele não iria então teve uma ideia. Seguia Goku sem ser percebido, pegou seu celular e ligou para uma pessoa. 

— alô! 

General Blue — alô, eu falo com Samuel? 

Samuel — sim quem é. 

General Blue — aqui é o general Blue, lembra que você deve um favor daquele dia? Então eu preciso de uma ajuda sua. Estou apaixonado por um cara só que ele tem namorado e eu quero separá-lo dele, escute me encontre aqui perto do parque rápido, ele está aqui e parou para comer. Vou te dar um vidro de sonífero e a chave da minha casa, vou inventar qualquer coisa para ele ir lá comigo e quando nós chegarmos você segura ele com um pedaço de pano como o sonífero. 

Samuel — tudo bem depois disso estamos quites. 

General Blue — ok. 

General Blue desligou o telefone e foi até Goku, fez uma cara de assustado e se aproximou dele correndo. 

General Blue — GOKU! GOKU! Que bom que eu te encontrei, pelo amor de deus me ajude. 

Goku — o que aconteceu? 

General Blue — um homem me ligou dizendo que se eu não arrumar um milhão para ele, ele vai colocar fogo na minha casa, ele disse que me seguiu até a minha casa e sabe onde moro conseguindo arrombar a porta. Você é um homem forte, por favor, venha comigo. 

Goku — tudo bem vamos. 

Goku pegou na mão de general Blue e saiu voando com ele correndo para a sua casa, em dez minutos os dois já estavam na porta, Blue a abriu entrando primeiro, Samuel já estava atrás da porta com o pano encharcado de sonífero, quando Goku entrou o homem pulou em seu pescoço colocando o pano em seu nariz, Goku começou a se debater pedindo ajuda a Blue que somente lhe olha com as mãos para trás. Em pouco tempo Goku já estava caído desacordado no chão. 

General Blue — vamos levá-lo para o quarto. 

Os dois o levaram para o quarto, Blue tirou toda sua roupa o deixando nu e o deitou na cama, depois tirou suas roupas. Pegou seu celular e deu nas mãos do homem e mandou tirar fotos dele deitado com Goku do lado. Assim como Blue pediu o homem começou a tirar fotos dele nu deitado com Goku ao lado dele, depois disso o homem foi embora os deixando sozinho.  

General Blue  pegou o celular de Goku  e começou a mexer encontrando o número de Vegeta, deu um sorriso maléfico guardando o telefone com ele, deitou ao lado de Goku e deu um beijo em sua boca. Na casa de Goku, Vegeta já estava ficando preocupado pois já era quase de noite e Goku não tinha chego ainda. Andava de um lado para o outro pensando o que poderia ter acontecido para Goku demorar tanto assim. 

Vegeta — o que aconteceu para Kakaroto está demorando tanto. Não aguento mais ficar aqui tenho que sair. — pegou seu celular e o levou caso Goku ligasse. 

Primeiro lugar que veio a sua cabeça foi a casa do Kame, então rapidamente ele foi para lá, estava com um mal pressentimento, pois Goku nunca foi de sumir dessa forma. Em 10 minutos chegou na casa do Kame bateu forte na porta e Yamcha lhe atendeu um pouco assustado. 

Vegeta — onde está Kakaroto? 

Yamcha — Goku eu não sei, ele teve aqui mais cedo mais nem demorou muito, disse que ia na casa de Bulma, de repente ele está lá. 

Vegeta nada respondeu virou as costas e saiu voando para a casa de Bulma, estava agitado e nervoso rezava que Goku estivesse lá. Ao chegar procurou por Bulma que jantava com seu filho. Quando vê Vegeta entrando pela porta Bulma se levanta. 

Bulma — o que faz aqui Vegeta? Se veio procurar Goku ele já foi tem uma hora. 

Vegeta — onde ele pode ter ido estou preocupado. 

Bulma — oras porque você não liga para ele? 

Vegeta — eu estou sem crédito. 

Bulma — ligue do meu celular. — disse dando o celular a ele. 

Vegeta ligou para Goku vendo que seu telefone tocava mais ninguém atendia, Vegeta ficava ainda mais preocupado com isso, porque apesar de Goku não gostar de celular ele nunca deixava de atender ainda mais quando era ele e seus filhos. Tentou mais uma vez e dessa vez alguém atende. 

Vegeta — Kakaroto onde você está? 

General Blue — você fala do Goku. 

Vegeta — quem é você? E o que você fez com Kakaroto? 

General Blue — eu não fiz nada, só fizemos amor e quem é você? 

Vegeta — vocês fizeram amor? Pare de brincadeira o que você fez a Kakaroto? 

General Blue — se você não acredita então eu vou te provar. — disse desligando o celular. 

General Blue mandou todas as fotos onde ele aparece nu na cama com Goku ao seu lado, que também estava nu, o mundo de Vegeta veio ao chão quando viu aquelas fotos, começando a chorar. 

Vegeta — Droga! Porque você fez isso Kakaroto? Eu te amava tanto. 

continua... 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...