História Depois de tudo,ainda existe amor em vc?-L3ddy - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Christian Figueiredo, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Mauro Nakada
Personagens Christian Figueiredo, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Mauro Nakada
Tags L3ddy
Exibições 66
Palavras 643
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei ♡
Eu demorei mais pra postar esse capítulo pq ele precisava ficar um pouquinho mais grandinho,enfim espero que gostem... ^-^

Capítulo 6 - Cap.:5-Primeira troca de olhares


    P.O.V T3DDY

Hoje infelizmente eu vou ser obrigado a sair do meu quarto para uma espécie de “passeio” a um Jardim Botânico em Fox,cidade vizinha daqui.Eu odeio sair daqui,odeio sair do meu mundinho e “socializar”.

Mandei mensagem pro Mauro e pro Chris pra eles me esperarem na porta do quarto e nos irmos para o ônibus que nos levaria aquele lugar cheio de plantas no qual eu particularmente oseio (*referências*),Chris disse que não viria pois ia com o outro amigo deles,eu já  sabia desse amigo,parece que ele também perdeu os pais,por coincidência no mesmo ano que eu e no mesmo dia,eles já falaram que eu devia fazer amizade com ele é tudo mais,mas eu nunca quis,sei lá,eu já me acostumei com o Mauro e o Chris,seria estranho uma nova amizade depois de tudo que aconteceu.

       P.O.V. LUBA

Hoje vai ter um passeio a um “Jardim Botânico” no qual eu não estou nem um pouco afim de ir,minha mãe amava flores e eu particularmente não tô com nenhuma vontade de ir.

[...]Chris insistiu bastante para que eu fosse e o Mauro também,mais ele não vai com a gente ,vai com outro amigo deles que eles queriam que também fosse meu amigo,mais eu nunca o vi e realmente nem quero...

         P.O.V. T3ddy (sim eu repito os p.o.v’s toda hora😹)

Tá na hora da gente ir la pra fora,entrar no ônibus e ir pro Jardim.Encontrei com o Mauro na porta do quarto e descemos as escadas,assim que chegamos la em baixo,entramos no ônibus e conectei meu fone no celta que Jenie havia me enviado a uns meses atrás.Mauro se sentou ao meu lado fazendo o mesmo.

[...]Depois de umas duas horas e meia de viagem nos chegamos vivos aquele lugar “florido”,se assim posso chama-lo.Logo vi Chris la na frente com seu amigo,Mauro disse que não iríamos com eles é assim seguimos até o outro caminho.

A escurção até que não foi tão péssima,tirando o fato de me lembrar da minha mãe a cada orquídea que víamos foi bem lesgal ‘-‘.Estamos subindo no ônibus novamente,Chris acenou pra gente no outro ônibus,mais assim que eu olhei para lado,tive uma sensação estranha,o amigo deles se parecia comigo,usava uma blusa larga de frio (Aqui é bem frio,dificilmente faz sol)Preta que tinha as mangas bem compridas,provavelmente pelo mesmo motivo que as minhas são,mais o que mais me chamou atenção foi o “choque” de emoções que eu levei quando olhei diretamente nos olhos dele,eles eram Verde e estavam um pouco avermelhados,eles brilhavam tanto,pareciam que queriam descrever um milhão de coisas,mais ao mesmo tempo não descreviam nada...

Mauro tirou-me do transe que estava olhando atentamente para o aparentemente loiro dos olhos verdes,dizendo que era melhor entrarmos no ônibus se não ficaríamos para trás,assim que me recuperei de tudo aquilo,entrei dando espaço para o Mauro e assim seguimos viagem de volta.

    P.O.V. Luba

Assim que chegamos,Chris me puxou para um espaço cheio das mais diversas plantas,eu chorei bastante durante o passeio inteiro,tudo me lembrava meus pais. : (

[...]Quando íamos entrar no ônibus,Chris acena para o lado e eu procurei com meus olhos para quem ele estava acenando,tendo assim a visão de Mauro e pelo que tudo indicava,o amigo deles que por sinal era bem bonito e aparentemente possuía os mesmos problemas que eu...Os olhos deles estavam marejados e eram de um castanho intenso,uma visão maravilhosa para quem o via,eu senti um choque quando os olhos castanhos se encontraram com meu...Eu não sabia o que tava acontecendo,aquilo nunca aconteceu.

Senti Chris me cutucar e terminei de subir as escadas entrando no ônibus e me sentando no mesmo banco anterior...

     [...]Assim que chegamos ao Orfanato, subi para o meu quarto e logo me deitei, começando a chorar por me lembrar de meus pais e do passeio de hoje mais cedo...

xxContinuaxx


Notas Finais


Bom,espero que tenham gostado e até o próximo,comentem o que acharam...
E desculpe pela quantidade de P.o.v's mais precisava de terminar tudo isso nesse capítulo ♡
Bye ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...