História Depois de Você - Capítulo 37


Escrita por: ~

Exibições 136
Palavras 1.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, so coisa cabulosaaaaa!!!

Capítulo 37 - Sonhos ruins


Fanfic / Fanfiction Depois de Você - Capítulo 37 - Sonhos ruins

 *luba* 

 Eu gritei tanto que acabei acordando com o meu próprio grito. Olhei em volta e estava tudo escuro,senti alguém tocar minha mão e me puxar para um abraço. 

 T: Ei amor o que foi?

 Ele me perguntou, queria dizer algo mas minha respiração estava ofegante demais pra isso. 

 T: Luba, amor ta tudo bem, eu estou aqui... 

 L: E-eu so-sonhei q-que você tinha sido morto! Gaguejei as palavras afundando meu rosto no pescoço dele. 

 T: Shii... ta tudo bem agora, eu estou aqui! Me afastei e o encarei, levando minhas mãos até a sua nuca

 L: Eu não posso perder você! 

 Disse, afagando os cabelos da nuca dele, foi quando algo aconteceu, senti a ponta dos meus dedos molhadas, então soltei-o liguei a luz do quarto e meu desepero foi ainda maior, T3ddy estava com a cabeça ensanguentada, e desmaiado na minha cama, minhas mãos sujas com seu sangue, e o cara que havia me assaltado estava na parte de baixo do quarto se prerando pra subir pela escada e vir fazer comigo o mesmo que havia feito com meu namorado. 

 L: Eu estou sonhando, isso é so um sonho! UM SONHOOOOOO!!!! 

 *Carminha* 

 Eu estava na cozinha quando ouvi o grito de Lucas vindo do andar de cima, corri em direção ao quarto do meu filho e o agarrei, tentando conter seu desespero. 

 L:Mami, eu não posso mais dormir, não me deixe dormir! 

 Ele falava enquanto chorava, nem quando adolecente ele havia ficado assim eu realmente fiquei apovarada. 

 *T3ddy* 

 O Luba esta cada vez mais assustado, eu o entendo, também estou porém acho que me mantenho forte por ele. Ja estou no vôo para tubarão, devo chegar por volta das 2 horas da tarde nem falei nada pra ele, quero que ele tenha ao menos uma surpresa feliz... 

* Tempo depois... * 

 Cheguei no aeroporto peguei um taxi direto pra casa da tia Carminha, toquei a campanhia e pude ver a silhueta do Tio Otto se formar na porta de vidro.

 T: Tio Otto! 

 O: T3ddy meu filho, que bom vê-lo! Me abraçou dando tapinhas em mimhas costas, fiz o mesmo. 

 T: Digo o mesmo! Sorri grandemente e ele me deu espaço para entrar. 

 C: T3ddy! Que bom te ver querido! 

 T: Tia Carminha! Soltei a mala quando a vi correr para me abraçar e depois apertar minhas boxexas, melhores pessoas.

 T: Onde esta o Luba? Ficaram em silêncio por um instante. 

 O: T3ddy... precisamos conversar! 

 T: O que foi? Aconteceu algo com ele? 

C: Não... bem... 

 T:Vocês estão me deixando nervoso... 

O: Tudo o que aconteceu nesses utimos meses ... Deixou o Luba um pouco debilitado... 

 T: Debilitado? 

 C: A verdade é que a depressão do Lucas voltou T3ddy... Ele não quer dormir, e so o faz quando toma calmantes, não sai pra nada, os unicos amigos com quem esta tendo contato é o Wellinton e a Malena...

 O: Nós estamos tentando de tudo mais nada o anima... 

 C: A não ser a turma, ele se esforça para fazer videos e edita-los... mas como se trabalha bem, sem comer nem dormir? 

 O: Você é a nossa esperança! 

 As palavras dele me deram um de um bombardeio de tiros mas me mantive forte era preciso, eu sabia que o Luba estava mal, mas de mal a depressivo? Meus olhos meio que arderam, me senti culpado... uma parte daquilo é culpa minha, eu não deveria ter assustado o Lucas falando pra ele daquele maldito bilhete. 

 T: Onde ele está?

 O: No quarto! T:Está dormindo? 

 C: Desde ontem de noite! 

 T:Mas já são 4 da tarde! 

O: Ele foi medicado por um neurologista amigo meu, que esta nos ajudando a ajudar o Luba... 

 T: Então é melhor eu não acorda-lo? 

C: So por enquanto, que tal um lanchinho enquanto ele dorme? 

 T: Adoraria! Sorri amarelo, e segui pra cozinha com a tia Carminha.

 Ela havia preparado um docinho fitnis pra mim, tão cuidadosa comigo como sempre. Comi e depois fui para o quarto do Luba, a mãe dele havia me dito que o mesmo tinha deixado um espaço pra mim em seu guarda roupas. Logo que entrei vi que ele estava dormindo sem camisa, apenas um shorts preto, o cabelo estava um pouquinho bagunçado coisa que me fez rir, se ele estivesse acordado provavelmente surtaria ao ver os fios fora do lugar. Fui até a cama sentei na lateral da mesma e passei minhas mãos pelo rosto dele, tocando sua testa com meus labios. 

 T:Vamos ficar bem amor! 

 Sussurrei e depois fui em direção ao lugar reservado por ele. Coloquei minhas roupas e coisas que eu havia trazido lá e depois fiquei no chão conversando com o Alan, pelo wpp. 

 *Luba* 

 Acordei e tudo estava escuro, coisa que me fez lembrar do meu ultimo pesadelo. 

 L: Não, Deus... de novo não! 

 Clamei baixinho e liguei a luz do quarto. Foi quando vi que T3ddy estava-la deitado no chão com o celular sobre o peito. "NÃO, DE NOVO NÃO! " 

 L: T3DDYYYYYYY!! 

 Gritei desesperado, e vi ele se levantar em um pulo, o mesmo correu até mim e me abraçou. 

 T: Ta tudo bem, eu to aqui agora! 

 Ele dizia enquanto eu chorava. Aquilo não era real eu sabia que não.

 L: Você não é real... você não é real, so me deixe acordar por favor!

 Implorei e ele me apertou mais forte, foi quando minha mãe entrou no quarto ja se jogando na cama ele se assustou e acabou me soltando por um momento, as mãos da minha mãe encontraram meu rosto e tentaram limpar minhas lagrimas. 

 C: Lucas, filho não é um sonho! 

 L: Ele não é real mami! Sussurrei mas todos ali poderam me ouvir. 

 C: Filho, calma respire profundo... isso... agora feche os olhos... 

 Ela dizia e eu fazia, ja estava me sentindo mais calmo. 

 C: Isso, agora abra os olhos e veja que não é um sonho! 

 Eu abri os olhos e vi o rosto aflito de minha mãe, sorri pequeno. 

 C: Viu? Esta tudo bem! 

 Olhei para o meu lado e vi o moreno ali,me encarando assustado. Franzi a testa e mordi os lábios receoso.

 L: Amor?

 Chamei e ele balançou a cabeça em afirmação, o agarrei com toda minha forçar e o beijei como se a minha vida dependesse disso. 

 *T3ddy* 

 O Beijo do luba me pegou de surpresa, mas não demorei para reagir, o segurei pela nuca e fechei meus olhos assim como ele ja havia feito, senti o gosto salgado de suas lagrimas e quase chorei por isso, paramos o beijo com uma sequência de selinhos. Ele me encarou com aquele olhos verdes porém com leve tom de vermelho, e algumas lagrimas escorreram por sua face logo eu fiz questão de enxuga-las. 

 T: Ta tudo bem amor, eu to aqui, vou cuidar de você! 

 Falei abraçando o loiro e afagando seus cabelos, enquanto ele soluçava em meu peito, tia Carmen ja não estava mais conosco certamente deve ter saido assim que ele me beijou

 L: Eu não quero ficar longe de você! 

 T: Você não vai, eu só vou embora quando você melhorar! 

 L: Não, não vai embora! Ele me apertou mais forte e voltou a chorar. 

 T: Ei, eu não vou amor! Eu vou ficar aqui e com você... 

 Eu sabia que não podia ficar para sempre mas não posso ir, não com o luba nesse estado. 

 L: Eu amo você! 

 T: Eu também te amo! 


Notas Finais


Comenteeemmm vamos interagir!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...