História Depois de Você - Capítulo 60


Escrita por: ~

Visualizações 77
Palavras 1.284
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Talvez eu tenha chorado um pouco escrevendo esse capitulo.

Boa leitura meus amores

Capítulo 60 - COM VOCÊ


Fanfic / Fanfiction Depois de Você - Capítulo 60 - COM VOCÊ

T3ddy.

Mauro: Então cara... - Ajeitou minha gravata.

T3ddy: Eu to muito nervoso! Ele ja ta ai? -Perguntei sorrindo piqueno.

Mauro: O luba ou a surpresa para o Luba?

- Perguntou.

T3ddy: A surpresa... - Demorei um instante e o encarei assustado. O LUBA NÃO CHEGOU? - gritei.

Mauro: T3ddynho, com certeza ele ouviu esse teu grito! - Falou rindo e eu sentei-me na poltrona levando minha mão até meu coração que batia descompassado.

T3ddy: Droga, Maurinho!

Eu estava literalmente com o cu na mão, chegou o grande dia e eu não queria que absolutamente nada saísse do meu controle, estar nervoso em dias assim é comum eu sei, mas eu não cabia em mim de tanta nervoso e euforia.

Vera: Filho?

Virei para entrada da tenda onde eu estava e vi meu pais na porta, minha mãe ja estava chorando e meu pai tentando parecer o mais seguro de si possível.

T3ddy: Mãe! - Agarrei a mesma em meus braços.

Paschoal: Pronto para nunca mais poder roncar enquanto dorme? - Perguntou abraçando mamãe e eu.

Vera: Esse defeito nossos filhos não herdaram, Paschoal! - Mamãe retruco e eu sorri.

T3ddy: Amo vocês.

Vera: Também te amamos, meu bem!

Paschoal: E muito. Que Você seja feliz, filho.

Maurinho havia tirado uma foto e podemos ouvir o barulho da polaróide.

Mauro: Desculpa mas o Luba disse pra eu fazer isso com todos os momentos felizes.

Todos os padrinhos ganharam de presente uma Polaróide e cada um tinha a responsabilidade de fotografar os momentos felizes vividos nesse dia, a seu ângulo.

O lugar em que decidirmos por fim nos casar fora em um cuble em São Paulo, o lugar é extremamente lindo a cerimonia fora preparada ao lado de fora, em um dos mine campos, quando cheguei tempo antes de luba ja esta tudo organizado em dourado e branco confesso que ele me surpreendeu, eu esperava tudo colorido. Claro que as flores que enfeitam as mesas no salão de festas eram coloridas mas sm tons suavizados tudo condizia perfeitamente.

Havia um caminho delimitado com um tapete dourado que nos levaria tão esperado altar, no mesmo as flores também o enfeitavam, um pequeno palco de madeira e o lugar em que o juiz ficaria.

Nossos pais quem escolheram um padre para abençoar nossa união que eu tenho certeza que Deus ja havia abençoado, as cadeiras dos convidados ficavam organizadas nas laterais do tapete enquanto uma tenda enorme cobria o local.

Ouvi os sinos que nos indicavamos que a hora tão esperada havia chegado.

Sorri largamente para Mauro e depois para meus pais.

Paschoal: Vai em busca da tua felicidade!

Vera: Filho... - Sorriu envergonhada. Posso te levar ao altar?

T3ddy: Claro que sim!

Dei a mão a ela, que se aconchegou em meu braço, eu e Luba fariamos caminhos diferentes onde passariamos por um pequeno corredor de baners, com fotos escolhidas a um tempo por nós dois de que nos levaram até aqui.

Luba

Magia isso que definia o que eu estava vendo, segurei forte a mão da mamis que sorriu assim que chegamos Luna ao fim do caminho, eu não aguentei as lágrimas rolaram ao ver o amor de minha vida pronto para torna-se de vez a minha vida.

Abracei Vera, enquanto Lucas abraçou minha mão em seguida demos um breve selinho e sussurramos um para o outro um lindo e sincero: " Amo você! "

Ja estavamos no tape dourado seguindo para o altar nosso amigos nos olhavam, sorriam, e mandavam beijos no ar, enquanro nós sorriamos e acenavamos com a cabeça, no altar, nossos pais e padrinhos sorriam abertamente e alguns de tanta emoção ja choravam. O juiz nos saldou assim que chegamos em frente a ele, fizemos o mesmo.

Juiz: Estamos hoje reunidos neste respectivo local, para realizar e celebrar algo maior, o amor deste casal, que juntos descobriram e se redescobriram.

Sorrimos, olhando um para outro em seguida Lucas afagou minha mão que ainda estava segurando a dele, eu não queria nem muito menos iria solta-lo, ter ele perto de mim me fasia forte, feliz e seguro de mim.

Juiz: Lucas Olioti de Souza, é de livre e espontânea vontade que aceita estar hoje aqui?

T3ddy: Sim!

Juiz: Lucas Rossi Feuershütte, é de livre e espontânea vontade que aceita estar aqui hoje?

Luba: Sim! - Respondi não só com a voz mas também com a cabeça. Fazendo Lucas rir.

Juiz: Por favor troquem seus votos.

T3ddy virou-se para mim, senti minhas mãos gelarem.

T3ddy: Você não é só meu amigo Luba, você é meu herói, você nunca desistiu de mim e eu jamais vou desistir de você, eu não sei em que momento eu senti que te amava assim como eu amo, mas algo em mim diz que foi desde a primeira vez que e olhei nos seus olhos, e vi neles uma alegria que eu nunca havia visto antes, te disse uma vez que você que nós poderiamos ser qualquer coisa, eu eu volto a repetir, nós podemos ser qualquer coisa por que quando estamos juntos não somos só duas pessoas que se gostam, quando estamos juntos somos um, e eu quero ser esse um pelo resto de minha vida.

Uma lágrima escorreu por minha face, e ele usou o polegar para enchuga-la, dizendo um "Eu te amo!" Mudo coisa que me fez sorrir ainda mais.

Juiz: Senhor Feuerschutte...

Balancei a cabeça em positivo.

Luba: Eu... eu havia escrito uma coisa mas eu acho que eu não preciso mais. - Sorrimos. Você me fez sorrir em momentos que ei achei que morreria, você me olha e é como se tudo acendesse em minha volta, eu não sei em que momento Deus planejou você para mim, mas espero que ele saiba o quão sou grato por isso.

Ele sorria levou minhas mãos na direção de seus labios beijando uma depois outra.

Juiz: Lucas Olioti de Souza, você aceita casar-se com Lucas Rossi feuerschutte, unindo-se a ele, na alegria e na tristeza na saude e na doença, na riqueza e na pobresa, por todos os dias se sua vida?

T3ddy: Aceito!

Juiz: Lucas Rossi Feuerschutte, você aceita casar-se com Lucas Olioti de Souza, unindo-se a ele, na alegria e na tristeza na saude e na doença, na riqueza e na pobresa, por todos os dias se sua vida?

Luba: Aceito!

Nesse instante entraram as alianças, carregadas pela sobrinha do meio de T3ddy a Ana.

Juiz: Podem trocar as alianças.

Primeiro foi Lucas, colocou a aliança em meu dedo e a beijou, repeti o mesmo ato.

Juiz: Podem se beijar!

Ele disse e senti as mãos rápidas de T3ddy puxar minha cintura, estávamos face a face, quando ele sorriu e por fim me beijou. Era um beijo suave sem malícia, um beijo verdadeiramente de amor.

Ouvi um violão tocar uma melodia conhecida, no inicio nossos amigos aplaidiam, mas segundos depois eu ouvi assobios, alguns gritinhos e palmas ainda mais fortes.

Então veio aquela voz... no começo achei que a musica vinha do som, mas aí sentia a falta de ar e nos afastamos com pequenos selinhos. Então por curiosidade olhei para onde eu e T3ddy haviamos vindo e la estava ele...

Give me love like her

'Cause lately I've been waking up alone

Pain splattered teardrops on my shirt

Told you I'd let them go

O ruivo mais ou menos da minha autura, meus olhos se encheram de lagrimas.

And that I'll fight my corner

Maybe tonight I'll call ya

After my blood turns into alcohol

No, I just wanna hold ya

Luba: Amor, é o Edinho!

Falei catucando T3ddy com o cotovelo.

Give a little time to me

We'll burn this out

We'll play hide and seek

To turn this around

All I want is the taste that your lips allow

My, my, my, my, oh give me love

T3ddy: Sim, é ele... o meu presente pra você!

My, my, my, my, oh give me love

My, my, my, my, oh give me love

My, my, my, my, oh give me love

My, my, my, my, give me love

Luba: ele ta cantando a nossa música...

T3ddy: Sim amor, ele esta.


Continua ...


Notas Finais


Então o que acharam?
Eu chorei um bocadinho mais to bem. Lembram deles dançando essa musica lá no comecinho da fanfic?

Ainn, vocês deviam achar que eu não ia voltar né? Mas é que meu apego a essa fic é tão grande que não queria termina-la nunca.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...