História Depois do fim - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Exibições 14
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom, essa é minha primeira fanfic do "Esquadrão Suicida" espero que bostem, desculpem o erro e não me julguem muito por favor (prometo melhorar)

Capítulo 1 - O retorno de "Muerte"


Fanfic / Fanfiction Depois do fim - Capítulo 1 - O retorno de "Muerte"

Ótimo, a gasolina no carro estava quase acabando acabado, no meio do nada, não avistava nenhum posto perto, com o resto de gasolina que me sobrava, consegui chegar a um posto ridiculamente podre, desci do carro e alguns olhares de caminhoneiros vieram a mim, enquanto enchia o tanque do carro, um feles veio falar comigo:

-Precisa de ajuda, posso ser útil em muitas coisas sabia? -Ele disse pegando em minha cintura.

-Obrigado pela preocupação, mas acho que não vai aguentar, sou muito "quente" pra você. -Disse dando os ombros, o caminhoneiro continuava com as mãos em minha cintura.

-Vamos apostar gracinha? -Um sorriso malicioso se formou em seus lábios.

-Sabe que eu pego fogo né? -Eu ri e ele cada dez se aproximava mais de mim.

-Estou apostando tudo nisso.

No momento em que sua mão ia descendo cintura abaixo, a agarro com força, ele soltou um gemido de dor, quando retirei minha mão, o lugar estava completamente em carne viva, eu ri e ele voltou correndo para seus amigos, que se levantaram assustados:

-ELA É LOUCA, ISSO NÃO É DE DEUS. -Eu ri e todos me olharam assustados.

-Não mexam com a "Muerte" crianças. -Disse esse nome é todos se espantaram mais ainda.

Tirei o encaixe do carro e o soltei no chão, fazendo a gasolina se espalhar pelo chão, em meu dedo indicador se formou uma pequena chama, a soltei pelo rastro que logo se transformou em um incêndio, entrei no carro e dei a partida, pelo retrovisor, vi alguns correndo para longe, duvido que alguém tenha sobrevivido a explosão, deu uma gargalhada e continuei a dirigir, faltava pouco para chegar a Gotham.

Muito simples "Muerte" em espanhol é "Morte" ganhei esse "apelido" pois segundo os jornais e televisões, por onde eu passava era esse meu rastro, centenas e centenas de morto e corpos chamuscados, fiquei sabendo me "El Diablo" havia morrido a algumas semanas, então, sendo a boa e ausente filha que sou, decidi que voltaria a Gotham, meus "pais" nunca foram dos mais amorosos comigo, acho que por eu ter caído a única dos filhos que herdou os "poderes" de meu pai, pra mim, aquilo sempre foi um dom, para a maioria das pessoas, eu era uma aberração então comecei a dominar as ruas com meu pai, indiretamente, consegui garanti meu reinado, onde eu passava me conheciam como "Muerte" eu ria toda vez que era mencionada nos jornais ou televisões assim.

Conheci Joker quando estava dando uma passadinha em Gotham, na verdade estava resolvendo uma pequena fraude, estavam roubando o estoque de armas, meu, estoque de armas, fui resolver e quando descobri quem era o ladrão, Joker metralhava para todos os lados com seu sorriso louco nos lábios, digamos que nós éramos "bons amigos" quando me dei por mim, estava praticamente destruindo o reinado que havia construído para satisfazer Joker, ele pedia facas, armas e poder, lhe dava tudo o que ele me pedia, ele foi preso e eu fingi que nunca estive ali, acho que peguei um pouco de sua loucura, só um pouco mas isso até que me ajudou em algumas ocasiões.

(...)

Estacionei o carro em um apartamento abandonado, amanhã eu acertaria as contas com algumas pessoas de meu passado, fiquei sabendo que toda terça-feira, o "esquadrão suicida" ia a uma área isolada da prisão, onde segundo eles estavam as cinzas de El Diablo.

(...)

Levantei cedo, tomei banho e sai em direção a qualquer restaurante fútil que esse lado da cidade pudesse me oferecer, comecei a vasculhar as ruas atrás de algum restaurante, em vez disso, encontrei algo muito mas interessante, quer dizer que o Pistoleiro agora tinha privilégios e podia ver a filha, vão ser longos meses, me aguarde " Suicide esquad", Muerte está de volta.


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado. (desculpem pelos erros de ortografia)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...