História Depois do Portal - Nova dimensão. - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Magnus Bane, Personagens Originais, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Alec Lightwood, Clace, Clary, Clary Fray, Jace Wayland, Magnus Bane, Malec, Shadowhunters, Sizzy
Exibições 248
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus amores desculpem a demora.
Boa leitura.

Capítulo 61 - Qual motivo dessa barbaridade.


Fanfic / Fanfiction Depois do Portal - Nova dimensão. - Capítulo 61 - Qual motivo dessa barbaridade.

Alexander retornou junto com Catarina ao quarto de Magnus.
Alec parou observou Magnus conversando sentado em sua cama com seus amigos e permitiu sorrir. Percebeu que seu amado não esta 100% mais agora ele iria melhorar.
Viu que Magnus estava o olhando de canto de olho, sorrindo para Alec aquele sorriso lhe fazia tao bem. Magnus voltou a conversar com seus amigos.
Magnus estava desconfortável, meio perdido, não queria demonstrar, para nao preocupar seu namorado. Estava exausto fisicamente mais não sabia o motivo deveria ser por causa do acidente que sofreu. Mas nada se encaixava em sua mente.
Todos estavam felizes por que Magnus já estava melhorando que queriam passar muito tempo junto ao feiticeiro.
- Assim que você melhorar nos vamos a casa de veraneio, estão todos convidados inclusive você Catarina, Ragnor e Raphael.- disse Maryse .
Catarina, Ragnor e Raphael agradeceram o convite.
- Amigos acho que devemos deixar Magnus descansar um pouco ele deve estar precisando. - falou Ragnor logo todos concordaram.

Todos começaram a sair do quarto de Magnus deixando ele e Alexander a sós. Alec que foi ao encontro do mais velho com um sorriso encantador fazendo com que o feiticeiro perdesse o ar.
Alec sentou perto de Magnus.
Alexander sentia a respiração faltar de Magnus. Perguntou para Magnus se ele se sentia bem que simplesmente balançou a cabeça positivamente. Alec chegou mais perto colocando sua mao no rosto e descendo ate a nuca. Rossando seu nariz ao de Magnus fazendo o mais velho inclinar a cabeça e abrir os lábios.
Alexander selou um beijo calmo e ao mesmo tempo urgente como se sua vida dependesse disso. Tiveram que se separa para respirar.
-Alexander como eu estava precisando de você. -disse Magnus.
Alexander abraçou Magnus.
- Esta tudo bem Magnus?- perguntou Alec.
- Não sei quanto tempo eu apaguei depois do acidente, ta tudo tao confuso. Eu não estou me sentido bem. Eu preciso ir ao banheiro. Você me ajuda.- disse Magnus.
Magnus se apoiou em Alexander para poder ir ao banheiro sentiu tontura mais não demonstrou, quando retornou agradeceu a Alec com um beijo e deitou -se novamente na cama. E Alexander ao lado dele.
- Eu fiquei preocupado com você. - disse Alec finalmente sentindo o calor de Magnus em seus braços.
-Eu sonhei com você. - sussurrou Magnus fazendo Alec se arrepiar.
-Desculpa eu deveria ter ficado com você, eu fui egoísta pensando só em mim, depois da boate e te trazido para casa.- disse Alec com os olhos cheios.
- Não tinha como advinhar que pelo cansaço eu dormiria no volante, eu deveria mesmo ter feito um portal direto para minha casa. - falou Magnus fazendo carinho no rosto de Alec.
- Só não consigo entender o que aconteceu comigo depois do acidente e como fui para aqui. E como meu corpo ainda esta parecendo de levei uma surra grande.- disse Magnus fazendo Alec engolir a seco.
-Amor você ficou em coma o que estas sentindo deve ser por causa da colisão que você sofreu. Só te encontramos já no hospital dia depois e te trouxemos para casa assim que pode vir para casa. Com os cuidados de Catarina.- disse Alec.
Magnus entendeu o que seu amado tinha falado e ficou mais tranquilo.
- Eu prometo que nunca mais ficarei longe de você Magnus. - disse Alec o abraçando.
- Eu te amo Alexander. - falou Magnus virando-se de frente a Alec.
Alec ficou sem ar com declaração. Queria esta sempre assim com Magnus estando entre seus braços protegidos.
Magnus começou a fazer cafuné em Alexander e ele por sua vez alinhava sua cabeca ao peito do mais velho fazendo varias linhas com dedo indicador provocando cócegas.
Alexander percebeu que Magnus tinha pego no sono e delicadamente selo seus lábios aos de magnus. Depois pegou no sono.

No dia seguinte.
No fim da manhã.
Catarina deixou um bilhete na mesinha de magnus. Escrito para Alexander.  Dizendo que iria dar uma saída e que mais tarde voltava com respostas.
Catarina saiu junto com Ragnor. Raphael ficou para explicar caso todos perguntassem. Já no laboratório iria pegar os dois exames que havia pedido.
Quando conseguiu pegar os dois envelopes decidiu somente abrir na frente te todos. Ragnor estava numa pilha nervos e curiosidade para saber o que tinha naquele envelope. Mas Catarina não deixou.

Alec tinha acabado de acordar olhou para o lado e percebeu Magnus dormindo calmamente o que fez o mais novo suspirar tanto de alívio como de admiração da beleza do asiático.
Alexander iria trazer para pegar algo para ele e magnus comerem quando ele acordar.
Quando viu um envelope começou a ler e decidiu esperar.
Foi em direção a cozinha para preparar algo para comer e encontrou com Raphael.
-Eles iriam retornar em meia hora foi o que Catarina me disse. - disse Raphael para Alexander.

Meia hora se passou, Catarina e raghor estavam chegando na casa de magnus agora.
Viu a reação de todos que estavam ali, pediu para ter uma reunião no escritório do feitieiro, mas alguem teria que vigia-lo para que ele não descobrisse.
Raphael decidiu ficar de tocaia mais queria saber depois do resultado.
Então todos foram para o escritório. Catarina então abriu o envelope começando-se a ler o que estava escrito seis olhos começaram a lacrimejar e seu rosto se assustou levando todos a ficarem apreensivos e assustados.
-O que tem ai Catarina. - disse Alec.
- Aqui esta dizendo que as injeções aplicadas em Magnus tinham grande substancias toxicas e ilegais. Como chumbo, solvente, pesticida, cocaína..... Alem de drogas encontradas no mercado negro. É um milagre ele estar vivo Alec. Foram encontrados 53 substancias diferentes. - Disse Catarina.
Deixando todos horrorizados.
- Se eu tinha duvida que Robert queria matar Magnus agora tenho certeza. - disse Simon olhando para Izzy e Jace que estavam boquiabertos.
-Ainda tem mais a que nos tiramos do estomago - disse Catarina pegando o outro envelope e abrindo.
- No estomago só conseguiram identificar uma das 16 substancias que é solda caustica. - relatou Catarina fazendo com que Maryse e Alec passassem mal com as revelações dadas.
Alexander foi correndo ao banheiro, pensar que Magnus tinha passado por todo aquele sofrimento. Esta sendo demais para Alexandre.
- Eu não estou acreditando nisso. - disse Clary.
-É um pesadelo para mim imagina para Magnus que sofreu isso tudo. - disse Jace.
-E para o Alec também. Pensar que estava quase conseguindo matar o amor da vida dele deve ser cruel. - disse Izzy
-Qual motivo dessa barbaridade toda.- disse Maryse.


Notas Finais


Bjokas açucaradas e com purpurina para todos.
Vocês são demais.
Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...