História Depois que te conheci! - Capítulo 85


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Henriqueejuliano
Exibições 285
Palavras 1.260
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 85 - Já era seu antes do sim!


Fanfic / Fanfiction Depois que te conheci! - Capítulo 85 - Já era seu antes do sim!

Me olhei no espelho verificando a maquiagem, sentindo uma palpitação forte no peito. Dizer que estava a vontade de ir naquele show seria mentira, eu estava é ficando maluca de tanto pensar. Henrique andava estranho demais, e aquilo me incomodava muito. Sem respostas pra tantas perguntas me sentia um peixe fora da água... Terminei de arrumar João com a roupa que Henrique fez questão... 

Ao entrar no camarim senti mesmo que deveria ter evitado de ir, Henrique e Juliano mais uma vez cochichando pelos cantos... aliás, era o que eles mais faziam nos últimos dias, e aquilo simplesmente estava me deixando completamente irritada. Jaqueline ou não via aquilo ou ao contrário de mim fazia de conta que não... E o que eu poderia falar? Qual seria a desculpa dessa vez? 

- Me arrependendo em três...dois...um em ter vindo - Digo baixinho, a mim mesma, respirando fundo. 

- Oi? - Jaque me chamou a atenção do lado, sorrindo atoa, totalmente ao contrário de mim. 

- Nada não, estou falando comigo mesma - Sorrio sem mostrar os dentes - Tem falado com a Marcela e a Lu? - Jaque negou com a cabeça - Tenho a impressão de que elas estão me evitando... 

Claro, ótimo, até minhas amigas estavam estranhas. Jaque parecia estar o tempo todo nas nuvens. 

- Amor - Henrique finalmente notou minha presença de mãos dadas com João. Típico sorriso de orelha a orelha, e eu querendo saber o que é que o deixava tão feliz... Não disse nada, apenas sorri sem mostrar os dentes, o tal sorriso forçado que estava estampado na minha cara desde que eles começaram com aquela bobeira... Henrique me deu um selinho rápido e pegou João para beija-lo. - Vocês vão assistir o show do palco tá? Flaney vai ficar com vocês. 

- E por que eu não posso simplesmente ficar aqui? - Perguntei já meio impaciente, apontando as mãos para o chão. 

- Porque eu quis que você viesse pra assistir o show - Henrique fechou os olhos e respirou fundo - Isabela não começa por favor, você anda caçando motivos para brigar. - Dei os ombros e saí sem responde-lo. Ele subiu no palco sem dizer mais nada... 

Flaney puxava assunto o tempo todo e aquilo estava me deixando inquieta, todos estavam estranhos e ninguém me falava absolutamente nada... João ficou praticamente o show todo sentado nas minhas pernas. Já estava matando Henrique mentalmente, primeiro que ainda não entendia a insistência que fosse e levasse João, e quando eles anunciaram a última música a fúria tomou conta. Marília simplesmente não estava alí, me dando a certeza de que não havia participação nenhuma... 

Flaney se abaixou e cochichou alguma coisa no ouvido do João... Isso, até com o meu filho estavam nessa... João me olhou como se estivesse pedindo permissão, e eu simplesmente não entendi nada. Flaney olhou para mim e sorriu, voltou a cochichar no ouvido do meu filho que levantou e saiu correndo em direção ao pai. 

- Minha nossa senhora - Coloquei a mão no peito sentindo um calafrio - João - Tentei chama-lo, mas é claro que isso seria impossível. 

- Deixa ele - Flaney disse sorrindo largo. João parou, olhou para o público e começou a dobrar as mãozinhas, seus olhos nem piscavam. Eu conhecia muito bem o meu filho pra saber que ele estava morrendo de vergonha... Henrique olhou para o lado e ao vê-lo o pegou no colo e terminou a música o olhando. Flaney aproveitava para tirar várias fotos... Henrique finalizou a música beijando João, seu sorriso de pai babão estava estampado na cara... 

- Fala oi pras meninas - Disse ele aproximando o microfone da sua boquinha em seguida. 

- Oi - João disse com a voz ainda fraquinha, falha. Morrendo de vergonha olhando fixo para o público, o tempo todo virando as mãos. 

- Cadê sua mamãe? - Henrique perguntou no microfone o olhando. João apontou pra mim - Chama ela - E... Meu Deus, senti vontade de socar a cara daquele homem naquele momento. João me chamava com a mão e eu fazia sinal que não ia. 

- Vai lá - Flaney e Jaque falavam ao mesmo tempo, apontando para Henrique. 

- Eu não vou - Respondi convencida, franzino a testa... Juliano veio até mim e me puxou pela mão, isso, quase morri de vergonha na frente de tanta gente. 

Sem ter a mínima ideia do que eu fazia alí Henrique pegou na minha mão sem soltar João, sentou no palco me fazendo sentar ao seu lado. 

- Minha família é linda né gente? - Ele disse me olhando com os olhos brilhosos e então olhou pra frente e sorriu... Ouvi alguns gritos e olhei na mesma direção timidamente. Algumas meninas choravam expressando alegria, algumas me olhavam doce, amorosas... E outras simplesmente me olhavam com negação, ótimo, ainda não havia me acostumado com isso. 

Henrique apontou para um camarote em que estava Marília, Gusttavo e Lu, Thiago e Marcela, Jaqueline já estava no meio e... Caramba, o meu irmão? todos dando tchauzinho. Já não sabia se estava surpresa ou completamente desentendida. 

- Você deve está se perguntando porque te trouxe aqui - Henrique me olhou com o sorriso grande. Pegou minha mão e a beijou - Eu só quero que você saiba que eu lembro de tudo Isabela... Lembro da primeira troca de olhares, do primeiro abraço, do primeiro beijo - Nesse momento só se ouvia o verdadeiro silêncio acompanhado pela sua voz. E eu? continuava confusa, segurando as lágrimas por simplesmente ouvi-lo - Lembro de quando você se tornou minha, de quando eu descobri que te amava... Lembro do primeiro erro, você perdoou - Ele sorriu de canto, segurava minha mão pelos dedos - Do segundo erro, você perdoou... E o terceiro e pior erro de todos, mas você mais uma vez perdoou - Senti minhas lágrimas rolarem sem conseguir conte-las. - E é por isso que você é a minha vida. 

- Isso me faz lembrar uma música - Juliano disse se aproximando e pegou João no colo. 

- Aé parceiro? - Henrique o olhou - Qual? 

Sem Juliano responder começou a tocar vida... Finalmente percebi que eu era a única que não estava entendendo absolutamente nada. Seja lá o que fosse Henrique havia arquitetado tudo e Juliano estava no meio... 

A música inteira Henrique cantou olhando nos meus olhos. Eu estava completamente imóvel, minha respiração acelerada, o coração saindo pela boca e as pernas, caso eu precisasse levantar não me ajudariam... Henrique finalizou a música em meio a gritos, baixou a cabeça e ficou em silêncio... Olhou para frente e sorriu de canto, e como se todos já soubessem o que ele faria gritavam por pressa. 

- Calma gente - Ele sorriu tímido - Tô nervoso, nunca pensei em fazer isso antes - Sua mão na minha suava fria, me deixando agoniada, curiosa e ainda sem entender. 

- Isa - Voltou a me olhar nos olhos - Você que já é o meu amor, a mãe do meu filho... minha namorada, minha companheira, amiga, amante - Sorriu e tirou do bolso uma caixinha, abriu e nela estava um anel, completamente perfeito... Uma pedrinha verde delicada em cima, delicado aos olhos de qualquer pessoa, aos meus simplesmente um anel perfeito... Ele afastou o microfone - É pra combinar com os seus olhos. - Meu coração acelerou de vez, completamente disparado, as lágrimas caíam absurdamente parecendo uma cachoeira em meio a um sorriso enorme... Henrique voltou a aproximar o microfone da boca, me olhando profundamente... - Aceita ser a minha esposa?...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...