História Depois que te conheci! - Capítulo 86


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Henriqueejuliano
Exibições 278
Palavras 1.435
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 86 - Nasci pra te amar!


Fanfic / Fanfiction Depois que te conheci! - Capítulo 86 - Nasci pra te amar!

Sabe aquela raiva, aquela desconfiança, o mal pressentimento, a palpitação, a vontade de socar a cara do Henrique, do Juliano e todos que estavam a minha volta? ... Então, esses sentimentos simplesmente desapareceram em milésimos... Quando eu achava que não conseguiria amar mais aquele homem, que ele não poderia me surpreender mais, ele me aparecia com uma surpresa nova a cada dia... Tempos atrás eu apenas sonhava conhece-lo, não fazia a mínima ideia de como era ter a convivência maravilhosa com ele, e agora estava alí, na sua frente sendo pedida em casamento... Pelo pai do meu filho, meu amor,  o melhor companheiro e amigo que alguém poderia ter. Meu eterno namorado... 

Dos meus olhos continuavam caindo lágrimas feito uma cachoeira, a visão embaçada. Henrique me olhava a espera de uma reposta... Meu sorriso que já estava grande aumentou, o riso gostoso. Sequei as lágrimas e olhei pra frente voltando a pegar na sua mão fria, os gritos e choros continuavam, pedindo pelo meu sim, um cartaz enorme escrito aceita, os olhares amorosos da grande maioria... Mas com isso, os olhares de reprovação também aumentavam, e era com isso que eu devia me acostumar, porque eu só queria pensar em mim e no meu futuro esposo. 

- Claro que sim - Voltei a olhar para o Henrique que sorriu satisfeito. Colocou o microfone na minha boca me fazendo rir... - Claro que sim - Voltei a dizer com todas as letras, sem a menor dúvida do que eu queria... 

Henrique colocou o anel no meu dedo e me beijou calmo, gritos e palmas fizeram daquele beijo: o beijo perfeito... Ele colou sua testa na minha segurando meu rosto com a mão e nós dois sorrimos juntos. 

- Meu amor - Ele disse baixinho, engoliu o choro e olhou pra frente... - Vocês vão me desculpar mas agora eu vou curtir a minha noiva - Sorriu gostoso, entregou o microfone para o Ju e levantou, me ajudou a fazer o mesmo segurando minha mão... 

Enquanto saímos de mãos dadas, Juliano se despedia com João no colo... 

- Eu juro que vocês vão me pagar - Digo em meio as lágrimas que continuavam caindo depressa demais, assim que entramos no camarim onde já estavam nossos amigos... - E você - Apontei para o Flaney - Não vou esquecer que você está no meio. 

- Vai ter que conversar com a equipe toda então, principalmente com o seu cunhado - Ele riu divertido. 

Henrique me abraçou de lado, e não sairiamos dalí antes de cumprimentar todo mundo. 

- Amor - Luana disse completamente chorosa. Me abraçou, Jaque e Marcela fizeram o mesmo - Você merece meu anjo. - Eu sabia com toda a certeza que aquele choro da Lu era de muita felicidade, a nossa relação ia além da amizade, era mais que irmã. 

- Vocês estavam me evitando esse tempo todo, eu já estava ficando louca - Respondi da mesma forma, chorosa, enquanto ainda estávamos as quatro abraçadas. 

- A gente ia acabar abrindo a boca - Marcela respondeu beijando minha testa e me largou em seguida... 

- Minha pequena cresceu mesmo - Diego abriu os braços na minha frente, a linda loira do seu lado, sua namorada Raissa. - A minha menina virou mulher e eu nem vi o tempo passar - Me abraçou muito forte. Sem ter nossos pais por perto, Diego era o meu porto seguro, mesmo o vendo pouco por causa da sua rotina... Essa era a parte que doía, meus pais - Tem o filho mais lindo do mundo, e agora vai casar... - Me soltou mas deitou minha cabeça em seu peito - ... Com esse cara incrível - Sorriu para Henrique ao meu lado acompanhado pelo Gusttavo - Cuida dela parceiro. 

- Pode deixar - Henrique me abraçou e beijou minha cabeça, expressando total cuidado - Vou cuidar dela mais do que a mim mesmo. 

- Bora pra comemoração? - Juliano apareceu batendo as mãos. Abraçou eu e Henrique ao mesmo tempo - Vocês sabem que sou fã de vocês né...

- Que comemoração? - Sorrio o olhando. Eu era a única alí que não sabia de nada.

- Noivado sem comemoração não é noivado - Meu irmão disse esfregando o meu cabelo - Bora todo mundo lá pra casa... 

E pra quem achou que as emoções fortes da noite tinham acabado, ao chegar na casa do meu irmão estava repleta por balões em forma de coração, uma faixa enorme com nossos nomes a assinatura de todos, e a foto mais bela que tínhamos, eu, Henrique e o João. 

Meu filho tão pequenino parecia entender tudo, seus olhinhos brilhavam olhando em volta, sua alegria maior que qualquer outro dia, e convenhamos, aquele serzinho merecia ter os pais que tanto amava juntos, merecia ter a sua família e crescer nela... Percebi então a presença dos pais do Henrique alí. 

- Onde vocês estavam? - Perguntei arqueando a sobrancelha, Seu Edson apontou em volta, para os balões, bebidas e a mesa farta no centro da sala. 

- Aqui - Ele respondeu com a voz falha, nos abraçando junto a Dona Maria. - Eu não vou chorar, não vou chorar - Ele respirou fundo e Maria não segurava as lágrimas... 

- Vocês são a melhor família e os melhores amigos que alguém pode ter. - Digo com extrema dificuldade. Esse era o problema de ser manteiga derretida. 

- O meu casal favorito merece - Comentário que só podia sair da Mari, erguendo a cerveja da mão, como melhor amiga do Henrique não podia ser diferente a nossa relação, eu amava aquela mulher com todo o meu coração... 

Henrique saiu voltando com duas taças de champanhe. 

- Eu juro que ver você bebendo isso é divertido - Rio enquanto ele passava o braço pela minha cintura. 

- Não vamos comemorar esse grande passo nas nossas vidas com cerveja ou cachaça né futura senhora Tavares - Henrique respondeu com o sorriso enorme. 

- Reis... - Completei e sorrimos juntos. - E se eu tivesse dito não? - Me diverti envolvendo meus braços na sua nuca, segurando a taça nas mãos enquanto Henrique movimentava seu corpo junto ao meu no ritmo da música lenta. 

- Você não seria nem louca de dizer não - Ele respondeu rindo e me beijou calmo e doce em seguida... Juntou mais nossos corpos aprofundando o beijo... - E você me evitando a mais de uma semana né - Disse quebrando o beijo em selinhos. 

- A culpa é sua que não me falou, ficou de segredinhos pelos cantos... Eu estava a ponto de te enforcar - Rio alto. 

- Não seria surpresa né - Ele me deu outro selinho - Só me segurei pra ver você quebrar a carinha - Bateu o dedo de leve no meu nariz - Desconfiada - Henrique riu voltando a colar meu corpo no seu - Sabe como eu to? ... Pegando fogo depois de tantos dias - Sorriu de canto me olhando pequeno. Olhamos juntos na direção do João que brincava e ria no colo da Marília. - Deixa eu te aproveitar um pouco, vem cá. - Me puxou pela mão até um canto onde todos nos perdiam de vista. 

- Isso não se faz - Digo passando as mãos na sua camisa. Henrique sorriu despreocupado. Escorou as costas e me puxou entre suas pernas, suas mãos desceram da minha cintura até minha bunda e me beijou apressado, feroz... Mordia meus lábios com desejo deixando o beijo ainda mais gostoso, mais profundo... Depois de dias evitando de beija-lo daquela forma não conseguia e nem queria parar. Minhas mãos em sua nuca e ombros passeavam calmas, Henrique apertava minha bunda com força me pressionando contra sí...

 Senti um peso sobre suas mãos colocando-as nas minhas costas. Me virei dando de cara com Juliano que nos olhava engraçado, divertido. 

- Vocês deveriam deixar isso pra depois do casamento. 

 - Tarde demais - Henrique respondeu rindo e apontou para o João que apareceu atrás do Ju. 

- Seus pecadores - Juliano ria - O pai e a mãe estão indo, João está cansado. 

- Fala pra eles levarem ele... - Henrique pegou João no colo e o beijou, seus olhinhos estavam pequenos - Você vai com a vó? - João assentiu com a cabeça esfregando os olhos - O pai promete que amanhã joga bola com você o dia todo tá? - Ele assentiu mais uma vez sorrindo fraco por conta do sono. 

- Vão ficar aí mesmo? - Juliano pegou João no colo. 

- Já vamos lá - Henrique respondeu sorrindo, voltando suas mãos para a minha bunda...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...