História Der Geist - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Bullying, Drama, Homofobia, Jikook, Namjin, Romance, Vhope
Exibições 189
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, gente! Desculpa por não poder postar com tanta frequência, ficar sem internet meio que complica as coisas
Mas sempre que possível vou tentar postar, prometo.

Capítulo 6 - Unforgetful


Capítulo 6: Unforgetful 



A semana passou rápido. Ao menos para Taehyung.
Munido da companhia de Hoseok e dos seus excêntricos amigos, ele se sentia seguro. Não só por eles serem extremamente populares, o que lhes rendiam certa proteção, como também por serem gays como ele. A simpatia e a amizade deles era significante e o faziam se sentir um pouco melhor. Parou de engolir comprimidos aos montes, devido ao bullying ter diminuído um pouco, mas ainda ele se cortava, era rotina.
Outra boa notícia é que Kwon Eun Tae tinha recebido uma suspensão de 5 dias. Sob os protestos e apelos dos pais de Eun Tae foi diminuído para 5 dias, pois a suspensão seria maior.
Taehyung sabia que não ia estar livre da fúria destrutiva de Eun Tae. Afinal, ele fez com que o loiro ficasse no radar dos professores e do diretor.
Taehyung suspirou. Ele sempre sofreu violência por parte de Eun Tae, umas surras mais fortes ou um espancamento não ia matá-lo. E para ser sincero, ele já estava cansado de reagir.
Não tinha certeza se Hobi (ele agora o chamava assim) percebia a agressão que ele sofria. Ele nunca repreendeu Eun Tae, talvez por medo, talvez por não querer derrubar a sua reputação, o que não faz sentido, porque ele incluiu Taehyung no seu grupo.
Um grupo em que ele se sentia um intruso. Enquanto eles eram amigos de longa data, ele era apenas um intruso que entrou por pena de Hobi.
Apesar de se dar muito bem com Jimin e Jungkook, assim como o resto, e a sua paixão, Hoseok, Taehyung apreciava a companhia do brincalhão e extremamente sincero (além de sonolento) Yoongi. Yoongi passou por tudo que ele estava passando (mesmo que ele não tenha contado), era um cara forte.
V não era como Suga. Ele já pensou muitas vezes em desistir de tudo. Quando morresse, esperaria um enterro digno, onde ninguém sentisse pena dele. Ele só queria que todos soubessem que ele queria se livrar da dor.
Afastou os pensamentos da mente. Continuou seguindo o caminho da escola, ele queria ir a pé, afinal, ele morava relativamente perto. Ajeitou as mangas do uniforme, para não mostrar as marcas e entrou no imponente edifício.
Andou apressado, queria evitar se bater com Eun Tae. Mas era tarde demais, acabou se esbarrando com uma pessoa alta.
- Epa, cuidado! Acho melhor olhar pra onde anda. - disse a pessoa.
Taehyung olhou e viu que era Namjoon com o seu sorriso amigável e suas adoráveis covinhas. Ele sentiu-se aliviado.
- Aqui, deixa que eu te ajudo a pegar as coisas. - ofereceu Rap Monster.
Taehyung não notara que o bolso menor da sua mochila estava aberta, justamente onde estava o pote de calmantes. Ele devia ter esquecido de fechar o bolso enquanto se arrumava pra escola.
Namjoon notou o olhar nervoso de V para o frasco de comprimidos. Taehyung podia perceber pelo olhar consternado do loiro. Tentou disfarçar mudando de assunto.
- Como mamãe é distraída! - declarou, com um sorriso falso. - Ela colocou os remédios dela na minha mochila de novo, aish.
Reuniu os outros objetos e os enfiou novamente no bolso. Ele desejava mais do que nunca que Namjoon esquecesse desse detalhe.
- Melhor eu ir pra aula, hyung. Não quero chegar atrasado.
Na aula de química, Taehyung estava extremamente concentrado nas suas anotações. Tinha que ter boas notas para passar no vestibular e mostrar ao seus pais que não era um fracasso total. Sentiu o seu IPhone vibrar no seu bolso e decidiu ver o que era.
- Senhora Kim, posso ir ao banheiro? - perguntou.
- Sim, mas volte rápido. - a professora respondeu com um tom severo.
Chegando ao banheiro, desbloqueou a tela e viu que era uma mensagem que estava escrita da seguinte forma:
"Eu sei o seu segredo, Tae. Você vive se entupindo de remédios. Não se preocupe, Tae Tae, não vou contar pra ninguém nem pro Hoseok, quem tem que fazer isso é você. Mas se recusar a admitir que tem um problema, eu mesmo contarei. Você tem que entender que nós nos preocupamos com você.
Cuide-se,
RapMon :)"
Era Namjoon que mandou a mensagem. Ele havia esquecido completamente que ele trocara o número com os garotos. Agora ele tinha certeza que Namjoon viu os comprimidos naquela hora. V pegou o frasco e engoliu mais alguns. Precisava se acalmar. 


-------- 


Taehyung voltou a sala. A aula correu normalmente e estava quase no fim. Ele recolheu as suas coisas e saiu da sala. Na porta, estava Hoseok segurando um bombom.
- Ah, trouxe isso pra você. - disse entregando o bombom. O pessoal está nos esperando, vamos?
- Sim, sim. - respondeu. - E, ah, obrigado pelo bombom. - sorriu e em suas bochechas havia um tom rosado. Taehyung nunca recebera um bombom de uma pessoa especial.
- D-de nada. - Hoseok respondeu embaraçado.
Ao sentar na mesa, Taehyung podia sentir o olhar de Namjoon sobre si.
- Tae, que bom te ver! - disse Jin. - eu trouxe uns macarons, afinal, temos que mudar a rotina, não? Você quer?
- Acho que vou querer uns dois. - respondeu.
- Não seja assim, Tae. - disse Namjoon. - Você está tão magro, deveria comer mais.
- Acho que eu sei qual o segredo do Tae Tae hyung. - exclamou Jungkook.
Taehyung sentiu o suor escorrer pelas costas. Será que Namjoon contou para ele? Ele prometeu que não ia...
- Ele só come os bombons que uma certa pessoa dá pra ele. - o maknae disse, entre risos.
Tae sentiu-se aliviado. Ele estava seguro, por enquanto.
- Tae Tae, posso falar com você depois? - um Hoseok muito vermelho o perguntou.
- Claro que sim, Hobi.
Taehyung estava realmente curioso para saber o que Hoseok queria falar pra ele.


Notas Finais


Estamos praticamente na reta final da primeira parte dessa fic. A segunda parte vai ser realmente o drama e o Tae vai sofrer muito.
Tenho dois finais na minha mente, mas eu pretendo ter um final feliz. O final triste pode colocado como um extra ou final alternativo. O que vocês acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...