História Desabafos De Uma Aquariana - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Desabafos, Pensamentos, Signos
Exibições 8
Palavras 561
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Suspense

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura! ;)

Capítulo 1 - Capítulo Único


-Argh, não sei mas o que fazer. Chorar aqui ou me abrir para o mundo? Prefiro a primeira opção. - Eu digo.

Não acredito que eu estava dialogando com meu quarto a quase uma hora. Acho que eu tinha esperança que minhas bonecas de pano (tenho desde pequena) conseguissem me ouvir e entender, só não sei o porquê.

Para me apresentar, meu nome é Luana e tenho praticamente 13 anos, pois meu aniversário é três de fevereiro. Sou viciada em signos e adoro passar horas lendo sobre aquarianos. Acho que eu conseguia me entender melhor pelos signos. Descobri que meu "pânico" de expor meus sentimentos não era apenas uma maluquice minha. Só não entendo esse negócio de ascendente, Lua, Sol, Vênus a galáxia toda.

Para as poucas pessoas em que me abri anonimamente na internet, isso era coisa da puberdade. Esses choros repentinos, alegria durante cinco segundos e o horrível pânico de expor o quanto eu era fraca. Porque entre amigos sou sociável e engraçada, e as vezes tento esconder minha vergonha ao gritar no meio do pátio ou cantar alguma música da Melanie Martinez com meu inglês horrível.

Acho que ninguém via o quanto era difícil para mim dormir. Minha cabeça não parava. Eu pensava na aula do dia seguinte, na idade média, em como os signos nos conectam. Odeio isso. Mas o pior é a minha vergonha, que quase me fez passar mal. E minha vergonha vai até com os meus tios. Já tive um pré-desmaio porque eu não quis dizer aos meus tios que não conseguia mais enxergar a televisão que ficava na sala de espera da barca. Ou que estava com fome e vontade de vomitar ao mesmo tempo.

MAS, piorando ainda mais minha situação, eu moro com um mini-demônio morando comigo: meu irmão menor. Ele se acha acima de todos nós, o que é muito irritante. E ele nem é leonino, nasceu dia 19 de outubro. Uma coisa que ele fazia questão de lembrar era minha primeira nota baixa. Eu sou considerada "nerd" da sala, mas as pessoas não entendem que minha mãe dá aula no colégio em que estudo, por isso ela é meio rígida. Meu irmão sabe muito bem que eu odeio isso, mas ele insiste em me lebrar. Para ele eu era burra.

Burra, né Gabriel? Além de nerd da família e da sala,chata, abusada, retardada eu era burra? Querido você está no segundo ano. Mas, mesmo assim mundo, obrigada por avacalhar uma pessoa que já é confusa e bipolar.

Foda-se, podem vir lágrimas.

Além disso, eu moro num lugar sem cor, alegria e sem vida. Por que meus pais ainda moravam juntos? Eles achavam mesmo que conseguiam disfarçar suas intermináveis brigas na madrugada? Me poupe disso. Mas, para resumir tudo, meu pai controla a vida da minha mãe. Ela não pode sair de casa sozinha nem para passear com uma AMIGA. Acho que ela já tem 36 anos, né, coisa fofa? Humpf, como ele não vê a nuvemzinha preta em cima de casa? Pai, você usa óculos.

Bem essa era minha situação. Péssima. Como uma aquariana põe seus sentimentos sem sentir vergonha? Numa folha de pauta é claro. Nosso pensamento é confuso, bipolar. Sabemos de cor o que queremos, só não sabemos como tornar isso possível. Queremos deixar nossa marca no mundo, de qualquer jeito.

E nosso maior desafio é expor sentimentos.

 

 

 

 


Notas Finais


Isso tudo realmente aconteceu ou estás acontecendo comigo. Eu só emprestei essa história para minha personagem Luana, com um toque de ficção. São desabafos de uma anônima qualquer.
Like <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...