História Desabar - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu
Tags Chansoo, Kaisoo, Krisoo
Exibições 149
Palavras 1.371
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie amores, como estão?
Não sei quanto tempo eu estou atrasada, mas como sempre, Miane!!!
Leiam notas finais, please!
Amo vocês e amo comentários grandes<3

Capítulo 20 - Capítulo 19


 

- Tem mesmo certeza de que quer ir? - Ouvira a mesma pergunta pela milésima vez naquele dia. Yifan sorriu contido, mesmo que o baixinho não pudesse ver, e parou de andar por uns instantes. Kyungsoo estava com um bico adorável estampado no rosto, e segurava a blusa do chinês com as pontas dos dedos. 

A quatro dias mais ou menos, Wu havia dado a notícia de que voltaria para a China, e consequentemente depois, faria alguns trabalhos nos Estados Unidos por alguns meses. Não sabia se ter a reação que teve de Kyungsoo era realmente boa, se... O pequeno estava realmente triste por ser ele, ou apenas por ser um amigo. 

A sua meta não era deixar Kyungsoo sozinho,  e claro que não tinha desistido da ideia de conquistar o mais novo. Mas apenas dar tempo ao tempo. Já havia passado anos privando-se de amar alguém, e...  Não desistiria a menos que Kyungsoo falasse que realmente e amava Chanyeol ou quem quer que fosse.

- Eu vou Kyung, mas não pra sempre... Sabe que eu sempre volto pra você pequeno... - Se virou vendo a face chorosa, Kyung tinha os olhos brilhando, não querendo deixar as lágrimas caírem, mas estava sendo uma missão impossível. A mesma cena já havia acontecido três vezes, e era disso que tinha medo. 

A primeira foi com o próprio Yifan, segundo Luge, e depois Tao. Como das primeiras vezes, não sabia quando se veriam novamente. Estava com receio de perdê-los de novo. Seu hyung era muito precioso em sua vida, ficar longe de quem se ama já estava sendo uma tarefa árdua demais. 

- Promete... Promete que não vai demorar muito pra me ver de novo... - Pediu Quase como uma súplica. Yifan sorriu e abraçou o pequeno. Os membros da Exo também estavam ali, mas um pouco mais afastados, para não chamar muita atenção. 

Chanyeol não estava gostando nada daquela aproximação. Kyungsoo nos últimos dias havia feito tudo para Yifan, meio que tiraram uma folga de suas feitorias e conheceram inúmeros pontos turísticos em Seoul mesmo. Reviram a torre de Namsan, e colocaram novos cadeados, com novos pedidos. 

- Eu prometo que vou voltar Kyung... Afinal, We Are One, certo? - Ouviu seu voo ser chamado e respirou fundo, dando um selar na testa do menor. - Já tenho que ir, fica bem tá? - Soltou o pequeno, se virando aos poucos. Se despediu com um acenar dos outros meninos, carregando sua mala. Tinha medo de olhar pra trás e voltar correndo apenas por ver seu pequeno chorando. 

Os lábios tremiam. o rosto começava a ficar vermelho. Respirou fundo algumas vezes, sentindo alguns soluços se desprenderem de sua garganta. Sentiu os braços de Channie ao seu redor, o seu cheiro lhe acalmava. Apertou os braços do rapper. Odiava aquela sensação. 

- Porque temos que nos separar Channie? Se somos um, porque eles  tiveram que ir embora? - Perguntou sem querer realmente uma resposta. - E o pior, e se mais alguém sair? - Se desesperou com a possibilidade, recebendo um afago forte e Chanyeol pressionar ainda mais seu rosto em seu peito. - Channie?

- Ninguém mais vai sair, não deixamos de ser amigos apenas por estarmos em lugares diferentes. Pense apenas como uma viagem, okay? Que daqui a um tempo, nós vamos estar todos juntos, sem exceção, tudo bem? - Segurou o rosto do menor, não gostava de ver Kyungsoo chorando. 

- Esse é o único problema Channie, quanto tempo teremos que esperar? - Perguntou entristecido, ouvindo o manager falando que deviam voltar para o dormitório. 

Ao chegarem em casa, Kyungsoo e os outros meninos foram direto para os seus respectivos quartos. Estavam cansados psicologicamente. Era estranho, e apesar das constantes brigas, eles estavam tão unidos que por apenas por estarem separados por um momento, já era uma falta imensa. 

Chanyeol colocou cuidadosamente Kyungsoo na cama, tirando as roupa mais pesadas de seu corpo e colocando num sofázinho do quarto. Logo se deitou ao lado do pequeno. Abraçando-o mais forte. Este tremia e soluçava mais alto do queno aeroporto. 

Depois de alguns minutos, o choro foi cessando aos poucos. O mais novo se agarrava a roupa do ruivo como um coala. Seu rostinho estava vermelho e recebia um carinho singelo na cintura. Como estava apenas uma camiseta fina, o contato era forte, fazendo com que Kyungsoo relaxasse.

- Não quero te ver desse jeito pequeno... Saiba que sempre estarei do seu lado, mesmo que o tempo leve algumas pessoas de nossas vidas, elas sempre estarão com você. Lembre que nunca perdemos contato com nenhum dos meninos. Bebê, eu vou te proteger e nunca vou sair do seu lado... - Kyungsoo sorriu ao ouvir as palavras de seu grandão. Ao mesmo tempo que queria chorar por não ter mais seus amigos do seu lado, sorria ao perceber que Chanyeol fazia tudo para si. 

As coisas dentro do dormitório haviam se acalmado também. Jongin percebera que depois de sua declaração, Kyungsoo tinha ficado ainda  mais dependente de Chanyeol, não faziam nada separados. Não sabia a que ponto podia considerar seus sentimentos, nem se realmente queria estragar a relação que Chanyeol e Kyungsoo estavam construindo. 

Por isso, acabou resolvendo que estava disposto a realmente se apaixonar por Krystal, mesmo que fosse forçando, daria o papel que lhe fora designado, protegeria Kyungsoo como um amigo, e, se Chanyeol quebrasse seu coração - como também havia feito - o moreno lhe quebraria a cara. 

Chanyeol se lembrou quando Jongin havia pedido para conversar consigo, de início, achara que iria apenas sair uma briga, mas se enganou e percebeu que o mais novo realmente estava disposto a não interferir. Pediu também para que cuidasse bem de Kyungsoo, e o que o pedisse em namoro logo, porque o pequeno era romântico demais para apenas "ficar" com alguém. 

Aquele não era o melhor momento para fazer aquele pedido. Mas já enrolara tanto tempo. Tinha um certo medinho de que, se não fosse rápido, alguém pudesse tentar roubar seu Kyungsoo de si. Até mesmo Sebaek havia se assumido real. Porque eles não? 

- Pequeno... - Chamou Kyungsoo que lhe olhou curioso. - Senta aqui... - Pediu, também se sentando, encostado na cabeceia da cama e fazendo com que Kyung sentasse em seu colo. - Você sabe que eu te amo, não sabe? - Recebeu um assentir do pequeno e levou suas mãos a sua cintura, e cheirou o pescoço deixando um beijinho no local, sorriu ao vê-lo se arrepiar pelo toque. - Então, por este mesmo sentimento lhe peço. Eu ia fazer uma grande declaração e tal, dizendo mil e um motivos por te amar, mas percebi que não sou tão bom nas palavras quando os sentimentos são meus. - Respirou fundo e o abraçou ainda mais forte. - Kyung, namora comigo? 

O menor teve seus olhos arregalados, mas um sorriso adornou os lábios fartos. A tanto tempo estava sonhando com esse pedido. E para a sua surpresa, Chanyeol não havia sido brega como imaginava. Achava que por ser romântico, este iria fazer um pedido ridículo, como naqueles filmes idiotas que assistia quando menor. 

- É claro meu idiota... - Segurou o rosto do maior e lhe deu um beijo, mais um selinho, porém cheio de paixão. Chanyeol sorriu aliviado, abraçando o corpinho menor que o seu. E pegando as cegas uma caixinha no criado-mudo. Tirando de lá dois anéis. Colocando um deles no dedo de Kyung e o outro lhe dera para que colocasse no seu, 

- Pronto, agora você é finalmente meu... - Disse lhe beijando e sentindo uma felicidade imensa se apossar de seu corpo. Depois de tantos anos, alimentando um amor unilateral, finalmente havia sido correspondido. Sua vontade era de sair gritando pelas ruas ou colar na testa que estava namorando com Kyungsoo.

- Finalmente você é meu namorado... 

- Só seu Channie... - Mordeu seu lábio imensamente feliz. Estava feliz por estar com Chanyeol, seu peito batia acelerado. Era algo que não estava entendendo nada, mas seus pensamentos estavam a mil. - Ei Chanyeol... Eu tenho um pedido para lhe fazer... - Ao receber um olhar curioso do maior este sorriu ainda maior. Sussurrou baixinho perto do ouvido de Chanyeol.

- Me Faça Seu... De corpo inteiro...


Notas Finais


🎲 Prostíbulo de Moulin Rouge. 🎲


A prostituição é uma pratica muito comum em diversos países e fez história nos mais diversos séculos. Atua muitas vezes de uma forma ilegal, fora da lei para ser uma fonte de prazer sem compromisso, apenas algo carnal e sem valor, apenas em dinheiro.
O Moulin Rouge, considerado um dos prostíbulos mais reconhecidos da antiga Europa, foi passado sua fonte de geração em geração, por dois proprietários irmãos ou primos em cada uma. Sendo descoberto a treze décadas atrás, nunca mais se ouviu falar de nada parecido. Eram considerados um dos prostíbulos que mais não escravizavam seus prostitutos, ou não os submetiam a comportamentos absurdos.
Porém era apenas uma camuflagem para as coisas que estavam por vir. Nos inícios dos anos 2000, fora reaberto numa fundação no subúrbio de Seoul. Depois que cairá no esquecimento o vazamento de informações. Aquela fonte de dinheiro não poderia ser desperdiçada.
Sendo assim, muitos meninos que haviam perdidos suas casas, expulsos ou até mesmo comprados foram parar naquele lugar. Onde, através de seus serviços e colaboração, poderiam ter um apartamento que ficava quarto e quinto andar do prédio. O primeiro seria apenas a recepção, e o segundo e terceiro os quartos do prostíbulo.
Muitas vezes chamados de "putinhas de luxo" onde apenas quem realmente tinha dinheiro poderia pagar uma noite com os meninos. Que eram realmente belos exuberantes.



Definição dos personagens:


🌺"Os Garotos da Casa"
Aqueles que estão a serviços. Moram num andar acima dos quartos do prostíbulo. Tende a sua opção dividir apartamento com alguém, desde que seja outro prostituto. (Couple indefinido/definido, porém Lemons liberamos para todos) (Decidido como passivo, ativo ou versátil)
Pode-se fazer também "garotos" novos, sendo recente adquirido no prostíbulo.
Podem sair do Moulin Rouge a hora que quiserem, desde que durmam no apartamento e não afete a carga de trabalho.

🌸"Clientes Regulares"
Não são todos os que conhecem o lugar e a pratica. Apenas com indicações de algum membro já regular ou tendo influência no meio em que vivem. (Couple indefinido/definido, porém Lemons liberamos para todos)

🍂"Os Novos Clientes"
Isso só vai existir naqueles que querem entrar como novatos no prostíbulo, sendo indicado por um membro de dentro. (Couple indefinido/definido, porém Lemons liberamos para todos)

💐"Casos Domados"
Seria o mais raro de acontecer dentro do Prostíbulo. Onde o cliente literalmente compra um dos meninos com o proprietário para que este seja apenas seu. Pagando uma quantia enorme mensalmente.

De "início" todos os clientes vão receber um catálogo dos meninos do prostíbulo, com o nome, foto e opção (😏)
Se definirem como um e quiserem trocar apenas conversar com quem está turnando.




🗝 Regras 🗝
🔷 Pode
🔶 Não pode

🔷 Yaoi
🔶 Hentai e Yuri (Sorry)
🔷 Retornar com turnos descentes aos que devem ser respondidos
🔷 Respeito é bom e todos gostam
🔷 Lemons (Óbvio😅)
🔷 Fetiches liberados desde que não prejudiquem a vida dos meninos.
🔶 Brigas no off
🔷 Casos fora do prostíbulo
🔷 Máximo três personagens por pessoa
🔶 Não fique muito tempo sem postar. Pelo menos dê um motivo para a ADM e com quem está turnando.
🔶Conversar no on, faremos um grupo apenas para isso.

_*Todas as regras básicas sobre RPG's*_



✏ Ficha ✏

Nome off:
Nome do personagem:
Idade do personagem:
Personagem (Definição dos personagens):


Contato no privado



Bom, espero que vocês e me contatem, eu já havia colocado um recado aqui mas não sei se todos viram. Eu tinha mais alguma coisa pra falar...

Lembrei!

Eu não sei exatamente o que fazer quanto a essa fic, para que com as minhas ideias, essa fic iria acabar no próximo capítulo com um... Possível Lemon... To brincando vai ter Lemon sim. Mas eu não se a história acaba aqui, ou continua, se vocês puderem comentar o que acham, por favor...

Bjs da Haru e logo reviso<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...