História (Des)Aventuras de uma hétera - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO, Lu Han, Seventeen
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Seungri, Suga, T.O.P, Taeyang, V
Tags Crack!fic, Daesung, Essadesgraça, Exo, Gdragon, Jungkook, Luhan, Nyongtory, Oneshot, Oqqtaconteseno, Seungri, Taehyung, Talvezumacrackfic, Top, Yaoi, Yuri
Exibições 128
Palavras 1.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então
Demorei pra atualizar pq?
Pq sim
Leiam e riam um pouco com essa desgraça

Capítulo 10 - É a festa da suruba (e eu me desconvido a ir)


Fanfic / Fanfiction (Des)Aventuras de uma hétera - Capítulo 10 - É a festa da suruba (e eu me desconvido a ir)

Então crianças, bem vindas novamente a minha vida decepcionante e de merda. Parabéns a você, seu demente, que continua lendo isso. Vou te dar um atestado médico via Sedex de problemas mentais.

E o que vim fazer hoje aqui?

Vim relatar sobre como ocorreu a festa da suruba na minha casa e como eu, Luhan, Camilly, Taehyung e Jungkook armamos a fuga para o hotel pra no final termos que dormir os 5 em uma mesma cama.

Uma cama de solteiro.

Estava eu no conforto de minha cama, fazendo maratona com Thundercats, Sailor Moon, Yu-Gi-Oh, Ao no Exorcist, Gravity Falls e Winx Club. Fiquei tanto tempo naquele quarto que perdi a noção de tempo e até estranhei por ninguém ter ido me procurar ou Camilly aparecer feito um the mônio na minha casa perguntando porque eu sumi.

Ah e eu não precisei sair pra ir comer. Tem frigobar no lado da minha cama.

Apesar de tudo, minha vida ainda é boa. Podem sentir inveja, eu tenho wi-fi, comida e 2 homens (ou metade de dois. Eu ainda não sei o que eles são).

Enfim.

Nesse conforto, em algum momento ouvi um barulho de como se um elefante tivesse tropeçado em uma bola de plástico e estivesse rolando escada abaixo na escada da sala.

-MERDA! - Alguém gritou, porém não pude reconhecer a voz. Resolvi abrir a porta do meu quarto pela primeira vez em não sei quanto tempo e dou de cara com uma ZONA. Caixas espalhadas pra todos os lados, coisas empoeiradas, tudo, exatamente TUDO bagunçado.

Olhei pela escada e vi meu pai Jiyong se levantando e o barulho de elefante rolando fazia sentido, pois ele estava carregando umas 5 caixas (não sei como afinal ele é magrelo). Algumas coisas pareciam ter quebrado, por isso ele estava xingando até o Dollynho.

-O que tá acontecendo? - perguntei para pai Seungri quando ele brotou feito um exu atrás de mim. Vish, de dêmonio eu já tô manjando, convivo com tantos...

-É a organização pra festa. Tá dando trabalho, mas ele está se esforçando muito pra isso. - Ele sorriu e ai minha mente processou parte dos fatos -E finalmente você saiu do quarto né?

-Pera pera pera, primeiro, que dia é hoje? Segundo, quanto tempo eu fiquei no quarto? E terceiro, que festa?

-Mas é lerda, oh meu Deus. - Taehyung passou e desceu a escada segurando várias coisas que pareciam ser chicotes. O imundo falando do porco né?

Não, pera.

-Hoje é sábado, você está no quarto acho que a 3 ou 4 dias e é a festa da suruba. - Respondeu simples. Que belos pais eu tenho, sumo por 3 ou 4 dias e nem pra ligarem perguntando se eu tomei meus remédios anti-efeito de drogas.

Mas pera.

-Festa da suruba? - perguntei. COMO EU PUDE ESQUECER? Muito Toddynho dá nisso. -Quando é mesmo?

-Amanhã as 21:00. - Peguei meu celular para ver as horas e marcavam 16:47. -Jiyong quer que você esteja presente na parte que vai ser para o yuri.

Porra pai.

-Sou realmente obrigada a estar aqui?

-Até eu quero que você aproveite deste momento épico. - Falou rindo e desceu as escadas.

Odeio minha vida. Mas ainda tinha algumas horas até a minha fuga.

Corri de volta para o meu quarto, tomei meu banho e vesti uma roupa simples, aquelas meio de mendiga sabe? Camiseta branca grande e um shortinho qualquer. Após isso, peguei meu celular e tentei ligar diversas vezes para Camilly, mas sequer chamava.

-Essa jumenta mudou de número por acaso? - Xinguei e aí percebi.

Meu celular estava no modo avião.

-Eu sou muito filha da puta cara. - Tirei do modo avião enquanto procurava discretamente por Taehyung pela casa. Logo, várias mensagens de Whatsapp chegaram.

"De : Camilly noiva

Ana

Amor da minha vida

Mozão

Meu brigadeiro

Xiao

Puta

Prostiranha

Caralho

ME AJUDA

MEUS PAIS QUEREM QUE EU VÁ PRA FESTA DA SURUBA AÍ NA SUA CASA PRA ME PEGAR COM VOCÊ, NÓS FOMOS CONVIDADOS

ÇOKORRO"

"De : Lu flautinha Han

Meu caralho Ana, a Camilly tá me ligando desesperada pra saber porquê você não responde ela, dá pra você fazer o favor de falar com ela?

Mas você tá sumida msm...

Deve estar aprontando.

Nem pra chamar ozamigo né?

Okay okay

MEU DEUS, EU FUI CONVIDADO PRA FESTA DA SURUBA DO G-DRAGON, VOCÊ VAI ESTAR LÁ?

Ah não, pera, você é a filha do G-Dragon"

"De : Jão Biscoito crush

Então Baby

Você é filha do GD né? Descobri isso ontem

É que vai ter aquela festa aí na sua casa...

Meus pais, meu irmão e eu fomos chamados e eles QUEREM MUITO que eu vá

Vou se você aparecer."

Continuei andando pela casa atrás de Taehyung quando o vi indo até seu quarto. Na hora que ele ia entrando, empurrei ele com força e tranquei a porta.

-Ana, tá fumando maconha estragada de novo? Que porra você tá fazendo? - Perguntou como se eu fosse uma assassina pertencente a uma máfia.

-TaeTae, me diz que você não quer e nem vai participar desse bacanal. - Segurei nos ombros dele, com meu celular ainda na mão.

-Sabia. - Ele sorriu sem mostrar dente algum -Na verdade, eu ia te chamar pra fugir comigo, mas você se enfurnou naquele quarto feito nínfomaniaco em sex shop. - Péssima, Taehyung, péssima.

Peguei o notebook dele, que estava jogado em cima da cama e liguei.

-O que você vai fazer aí? Sabe minha senha por acaso? - Ele falou cruzando os braços. Supirei.

-"D-O-L-L-Y-N-H-O" é sua senha. Eu já te vi escrevendo aqui.

-Hacker. - Sentou-se do meu lado na cama. Abri no Skype e fiz uma chamada em grupo para Camilly, Luhan e Jungkook. -Não era mais fácil fazer isso pelo celular?

-Eu quis fazer por aqui porquê a câmera me deixa mais bonita. - Me levantei e ajeitei meu cabelo -Espero que todos eles atendam.

-"...Now blow it like a flute, oh ooh, oh oh ooh, oh ooh, show me what it do." - Luhan atendeu e quando me viu, começou a cantar a música que ele tinha criado um dia desses.

-Pelo amor de Deus, eu não creio que foi você que criou isso... - Jungkook atendeu e sorriu malicioso em seguida -Bonitas coxas, Ana.

-Agora eu sei pra que você queria ligar pelo Notebook... -Taehyung falou se levantando.

-SOCORRO. - Camilly apareceu feito um demônio (deve ser de família), sendo a última a atender -Luhan, dá pra parar de gemer? Estamos todos aqui.

-OKAY OKAY OKAY ANIMAIS, AGORA O ASSUNTO É SÉRIO ENTÃO SHIU E ME OUÇAM. - falei e eles fecharam as matracas -Eu e o TaeTae não estamos nem um pouco afim de ficar nesse bacanal que vai ter amanhã, mesmo que nossos pais queiram que fiquemos.

-Ué, mas por quê? Parece ser divertido... -Jungkook falou.

-Pra outros. Porque aqui só vai ter GAYS. Nada contra gays, mas vocês sabem muito bem a minha preferência sexual.

-Além de que NINGUÉM vai ter privacidade aqui. Podem apostar. -Taehyung complementou.

-E o que eu tenho haver com isso? - Luhan falou. Esse vai morrer jovem.

-Queremos fugir antes da coisa acontecer. Camilly também quer, então chamei vocês dois também pra que eu não fique no tédio porquê sei que quando estivermos no hotel depois da fuga vou acabar servindo de vela pra ela e pro meu irmão.

-Ana, eu ainda te mato. - Camilly falou.

-Continuando, já tenho um plano em mente. Eu sei que é mais fácil se todo mundo saísse de casa e se encontrasse logo no hotel, mas acho que desconfiariam se todos sumissem no mesmo momento. Então façam assim : arrumem uma mala com o que vão precisar, venham até minha casa amanhã e nós vamos tentar esconder as malas no quintal porque vai facilitar na hora da saída. Vocês vão aparecer aqui com a desculpa de que por serem meus amigos, vieram ajudar na organização da festa.

-Prossiga, está interessante. - Jungkook falou.

-Na hora que a festa começar, ás 21:00, quando todos estiverem entrando, vamos estar saíndo um por um e o resto é o caminho da liberdade. E não esqueçam de levar dinheiro, que vai ser o mais importante, pois vamos ficar até Terça no hotel.

-Terça? Não é exagero? - Camilly disse com uma expressão de dúvida.

-Nem um pouco. Não sabemos quando essa festa vai acabar. - Taehyung falou e tirou a camisa cinza que vestia -Tô com calor ué.

-Continua assim e daqui a pouco teremos uma Camilly tendo um orgasmo. - Luhan disse em seguida e riu.

-Olha o bullying! Eu ainda mato todos vocês.

-Mas realmente, você tá babando pelo Taehyung. - Jungkook riu.

-Ai gente, parem de olhar para meu corpo, eu sei que sou bonito e gostoso mas...

-ENFIM, pai Jiyong e pai SeungRi não vão acordar tão cedo depois da suruba, mas se eles desconfiarem, dou a desculpa de que após tudo isso nós fomos passear por aí ou visitar um outro amigo, sei lá, eu me viro. - revirei os olhos.

-Okay Baby, plano perfeito. Tô dentro. - Jungkook falou.

-EI EI EI EI EI EI GAROTO, que história é essa de "Baby" com a Ana? Tá se achando o foda por que é o crush dela é? - Luhan se manifestou revoltado.

-Tem lógica, assim eu sou o Daddy dela porque sou mais velho que ela e porque ela tem cara... de que precisa ser dominada. - Riu -Tá com ciúmes?

-E se eu estiver? E que papo é esse de "Daddy"? Conheço ela a mais tempo, ela tem que chamar EU dessa maneira.

-Vocês nem são namorados assumidos.

-Isso não quer dizer nada.

-As duas bichinhas aí, vão discutir em outro lugar. Valeu, falou, tchau. - Falei e desliguei a chamada, em seguida me sentando na cama.

-Ana?

-O quê?

-No fim, quem vai se foder mais é você.

-Ah seu vou.


Notas Finais


COMENTÁRIOS? CRÍTICAS? "KKKKK'S"? EU DEIXO VC FALAR
E não, não acaba aqui. Vai ter continuação (provavelmente mais 2 partes) que espero escrever logo. Mas também depende do apoio de vocês, jovens.
~Créditos do "the mônio" a fanfic "A Casa Do Lago", leiam, vcs vão se apaixonar ~♡~
E vamos acompanhando as desaventuras da nossa protagonista diferentona
2bj na bunda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...