História Descendentes Gregos- Interativa (HIATUS) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Personagens Personagens Originais
Tags Descendentes, Grega, Interativa, Mitologia, Semideus
Exibições 16
Palavras 3.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Self Inserction, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas da Autora


EU VOLTEI, MAS AGORA NÃO É PARA FICAR.

1º Sei que fiquei um mês sem atualizar, mas quem levou o novo capítulo da spin off, sabe que o tempo não foi legal comigo. PORÉM, TODAVIA, o próximo capítulo já está em andamento e CREIO que postarei amanhã ou sábado. MAS DESSA SEMANA NÃO PASSA MEU POVO.

2º A fic ficará de Hiatus até eu começar oficialmente minhas férias, que pelo que parece será dia 16. Porém vocês não ficaram parados. Até eu voltar, quero descobrir quem realmente comenta e lê. Já que fechamos em 24 PERSONAGENS!! Isso é muita gente para mim, então darei atenção especial aos personagens de quem comenta.
PARA ISSO, QUERO QUE COMENTEM O(S) NOME(S) DO(S) SEU(S) QUERIDO(S) PERSONAGEM(PERSONAGENS) ALÉM DE UMA ROUPA COM UMA MÁSCARA PARA O PRIMEIRO BAILE OFICIAL DELES. Uhull!!

Foi isso, desculpa mesmo pela demora e até o próximo capítulo!!

Capítulo 13 - O Final da Festa


LEIA AS NOTAS DO AUTOR

 

Sandra Turner

 

- Gostei da ice. Quero uma de maçã verde. - Sarah falou na bancada do bar que estávamos.

Estava eu, ela, Luccas e Lilith no bar, mas acabou que o Dean puxou ela falando que ele tinha conseguido o que ela queria. Nunca vi a menina correr tão rápido. Continuando, Sarah tinha pegado uma outra garrafa de ice de maçã verde, já que aquilo havia virado a paixão da noite dela. Eu só fiquei no refrigerante, já que o Luccas ameaçou contar aos meus pais. Sem graça.

- Que aconteceu Sandra? ‘Tá pensando em que? - Sarah perguntou chegando ao meu lado.

- Em que vai dar merda essa festa. - falei olhando para ela e nos duas começamos a rir.

- Bora aproveitar que o Luccas foi no banheiro. Vem. - Sarah me arrastou até a pista e fomos dançar.

A música era tão animada e tão perfeita que ficamos ali um bom tempo. É a minha primeira vez numa festa assim e tenho certeza que não é a última.

- Sandra, tem uns meninos de olho em você. Ai meus Deus, eles estão vindo aqui. - Sarah falou e eu logo senti a presença de duas pessoas.

- Olá meninas. Qual é o nome de vocês? - um dos garotos, que era loiro, perguntou.

- Somos Sarah e Sandra e vocês? - perguntei na curiosa. Eles eram bonitos gente!

- Oi Pedro, oi Carlos. - Sarah falou e ainda cumprimentou os garotos com dois beijos no rosto. (vocês já sabem, aquele que todos usam.)

- São da sua sala? - perguntei e ela confirmou com a cabeça.

- Sim. Meninos, essa é a minha amiga Sandra. Ela é do 8ªano. - ela falou e me empurrou um pouco para perto deles dois.

- Prazer em conhecê-los. - falei animada e cumprimentei do mesmo jeito que Sarah.

- Nós dois vamos na área do fundo para tentar invadir a festa infantil que tá rolando. Querem vir? - Carlos perguntou.

- Tem algodão doce? - Sarah perguntou e os meninos riram de um jeito simpático.

- Sim. É por isso que o Pedro quer ir lá. Vamos? - Carlos disse e levantou a mão para que Sarah colocasse em cima. Como um príncipe e uma princesa.

- Claro. - Sarah disse e os dois foram andando na frente.

- Você vem Sandra? - Pedro me perguntou e fez o mesmo que Carlos.

- Sim. Vamos antes de perder eles de vista. - falei e juntei nossas mãos. Carlos riu e assim seguimos eles.

 

Dean Sebastian Nightshade

 

- Tem certeza disso Dean? - Monique perguntou enquanto eu beijava o pescoço dela.

- Quer privacidade? Todos da faculdade estão fugindo para a festa na casa do Rafael. - falei parando com os beijos e ela sorriu.

- Vamos para lá então. - Monique falou já indo buscar a blusa perdida pela banheiro.

Fomos conversando até a tal festa que todos estavam indo. Sinceramente, ficar com crianças em uma festa infantil não é o melhor dos programas para mim. Monique era só para se livrar da seca que eu estava no momento, mas também ela é muito gostosa. Fomos igual a aqueles casais de filmes, conversando e rindo. E chegando lá, a festa era igual dos filmes americanos.

- Que feio Rafael, é aniversário da sua irmã e você faz um festa na mesma hora. - falei rindo quando encontrei ele na entrada.

- Pior que é mesmo Rafa. Você sabe que a maioria dos convidados foram por pensar que teria gente da faculdade lá. - Monique falou e Rafael riu.

- Sabem como é, daqui a pouco somos adultos e nada melhor que comemorar com bebidas. - Rafael falou e nos dois rimos. - Sejam bem vindos, e se precisarem, tem um monte de quartos vagos lá em cima. Aproveitem. - ele disse e saiu rumo a casa dentro.

- Então vamos. - falei olhando para Monique e entramos na casa onde estava tendo a festa.

A música estava alta, mas com certeza animava todos ali. Parecia que todos da faculdade, e alguns dos 3ºano que conseguiram invadir, estavam ali.

- Vou ir pegar uma bebida, me espera aqui? - Monique falou no meu ouvido e eu concordei com a cabeça por causa da música alta.

- MEU DEUS! ‘Tá tocando minha música. Vamos lá meninos. How deep is your love… - escutei uma garota gritando e quando vi quem era, logo comecei a rir.

- Que houve Dean? - Monique apareceu do meu lado me entregando uma garrafa e eu apontei com a cabeça para a garota.

- Aquela menina ali em cima é uma das minhas primas. - falei olhando para Hayley dançando.

- E você não vai tirar ela dali? - Monique perguntou observando também a dança.

- Combinamos de nunca espalhar ou se intrometer nesses assuntos. - falei e olhei para Monique sorrindo de canto.

- Então que tal voltarmos para o que estávamos fazendo antes? - ela falou com tom de malicia e logo me puxou escada acima para procurar um quarto vago.

 

Lim Hyunsik

 

Sinceramente, o garoto enjoado desse grupo é esse tal de Kai! O garoto ficou putinho só porque eu peguei a garota que ele gosta. Eu aprendi que se a menina fica enrolando, significa que ela não quer algo com você. Alguém fala isso para ele por favor. Mas de qualquer maneira vamos voltar para o que está acontecendo agora. Bem, ele ameaçou vir para cima de mim mas logo começou uma música que todos queriam dançar, então a roda se desfez. Mas eu não quis perder a minha chance.

- Diana?! - gritei vendo que ela estava indo para algum lugar. Ela se virou um pouco surpresa por eu ter chamado e veio até mim.

- Você me chamou? - ela perguntou assim que chegou. Já sei como fazer.

- É que eu vi que você conhece a maioria de quem é do nosso grupo e eu só conheço quem é da minha sala. - falei com um tom de envergonhado e eu vi ela sorrindo.

- Sério? Então vem - Diana respondeu alegre e me puxou pela mão.

Ela me levou até uns amigos dela para me apresentar. Não sou muito animado para essas coisas, mas ali era só uma tentativa de arranjar minha próxima vítima, além de quebrar dois corações. Diana conversava com uma amiga, que pelo que eu me lembrava se chama Sandra, até que eu percebi o olhar do tal Kai em cima de mim. Quando olhei para ele sorri cínico e bebi um pouco do que eu tinha na mão.

- Você vai mesmo ficar desafiando ele? - uma voz masculina chegou ao meu lado e eu logo vi que era Thalles.

- Mas essa não é a graça? Intimidar as crianças? - falei e ri baixo.

- Por um lado sim. Mas pelo o que a Hayley me contou, ele realmente gosta dela. - ele me respondeu e eu sorri ainda olhando para o garoto que me encarava.

- Garotas não gostam de meninos que enfrentam os outros para ficar com elas? Então, acabei fazendo um favor a ele. - respondi ríspido e olhei para Thalles.

- Tem um monte de outras garotas aqui para você fazer isso e vai escolher logo ela? - Thalles falou e riu.

- Como diria uma música por aí “Me chamam de Destruidor de Corações.” - falei e rimos juntos, bebendo ao mesmo tempo.

Thalles saiu dali, falando que iria buscar Hayley na outra festa que estava tendo. Concordei e encarei Diana, que conversava animadamente com as amigas. Ela viu que eu a encarava e deu um sorriso aberto, como se estivesse me convidando para chegar perto deles. Dei o gole final no copo que tinha na minha mão e fui até eles. Afinal, brincar com a filha de um Deus do Amor é a energia para um filho do Deus da Guerra.

 

Hayley Marshall

 

- Eu preciso de mais bebida! - gritei ainda dançando em cima da mesa e guardando o celular depois de ter mandado a mensagem para Thalles.

Aquela festa da garota do 2ºano estava um tédio. Escutei alguns universitários falando dessa e vi escondida. Minha mãe que não me mate por isso. Voltando, estava tão animada e dançando como se o mundo acabasse, sendo que seria essa a sensação amanhã. Vi que a minha visão estava um pouco turva e perdi o equilíbrio. Senti meu corpo caindo e fechei os olhos para não ver o tombo lindo que ia ter, porém, senti alguém me segurando no estilo noiva.

- Minha mãe divina, obrigada. - falei um pouco desesperada e escutei uma risada vindo da pessoa que me segurei. Merda.

- Você agradece a sua mãe divina por isso? Acho que Perséfone gostaria de saber disso. - a pessoa falou ainda me segurando.

- Primeiro: Dean, estou pouco ligando para o que ela pensa ou não sobre mim. Segundo: posso descer? - falei séria e logo depois senti meus pés tocando o chão.

- Vejo que não sou o único que possui raiva da família divina. Espera: Nossos pais não são casados? - Dean falou e eu processei o que ele havia.

- Espera, então somos irmãos? - perguntei surpresa.

- Acho que não. Senão teríamos o mesmo sobrenome. - ele falou sem expressar nenhuma expressão. Tenso.

- Ah sim! Então vejo que você também veio para cá. - falei tentando puxar algum assunto com ele enquanto me sentia tonta.

- Na verdade quem invadiu a festa foi você, já que o Rafa disse que era do povo que está na faculdade. - Dean falou e eu vi um sorriso de canto sair dele.

- Rafa é aquele que estava subindo para um quarto com a Lilith? - perguntei me lembrando da cena dos dois subindo a escada.

- Ela conseguiu? Então não estou devendo nada a ninguém. - ele falou surpreso e eu ri.

- Então ela estava planejada para ele? Achei fofo os dois juntos. - falei simpática e ri baixo.

Senti o mundo da uma volta legal e isso fez com que eu caísse de novo, e mais uma vez Dean me segurou. Mas agora ele me segurou de um jeito que meu rosto ficou perto do dele. Não sei se é do que eu bebi, mas juro que senti cheiro de morango no hálito dele. Fiquei encarando seus olhos verdes e rezei muito para que ele estivesse olhando para os meus, que eram de cor semelhante ao dele.

- Bonito! Que bonito! Será que estou atrapalhando o casalzinho aí? - alguém falou um pouco alterado e assim eu acordei dos meus pensamentos. Mas senti cheiro de morango.

- Melhor eu ir. Estão falando que vão cantar o parabéns na outra festa e eu não quero deixar de comer bolo. - falei um pouco calma, mas aos poucos fui voltando ao meu normal.

- Acho que vou pedir um táxi e voltar. Não tem tanta coisa atrativa para mim hoje. - ele falou sério e eu sorri.

- Nem bebidas totalmente de graça? - falei rindo e eu vi um sorriso aparecer de canto na boca dele, que é linda por sinal.

- Nem isso. Não sou de beber muito. - ele falou sorrindo e eu ri baixo.

- Vou avisar os outros então. Até amanhã, ou hoje. Não sei se já passou da meia-noite. - falei simpática e calçando o sapato que estava usando.

- Até e cuidado. - ele falou e eu fui até o jardim da casa para esperar Thalles.

Me sentei no gramado e olhei para o céu, sendo que isso não é meu costume. Mesmo com as luzes da rua, ainda conseguia enxergar as estrelas. Me lembro de olhar e pensar que alguma delas era a minha mãe. Sinto a vontade de chorar vindo e logo jogo para longe, já sabendo que era só por causa da bebida.

- Já está de melancolia bêbada? - Thalles vem se sentando ao meu lado e dou um tapa no ombro dele.

- Pode parando com isso. E foi você que não quis vir. - falei sorrindo e vi ele fazer o mesmo.

- Não estava afim de ficar em uma festa com um monte de pessoas bêbadas e nem lembrando disso tudo amanhã. - ele falou irônico e se levantou.

- Sem graça. - falei e me levantei junto com ele.

E assim nós dois voltamos juntos para a festa. Só que quando cheguei, vi uma coisa tão legal e shippavel, que nem vai ser eu que vou narrar.

 

Logan Pierce

 

- Isso aqui é um unicórnio? - Aria falou atordoada e eu ri baixo.

Encontrei ela sentada na grama na área externa do salão e simplesmente as amigas dela sumiram, então estou aqui fazendo companhia a ela até alguma delas chegaram. O que a bebida não faz com a gente?

- Quanto é 5 vezes 5? - ela perguntou olhando para mim e eu escondi minha risada com a mão.

- Uma menina no ensino médio não sabe isso. Passou como, colando? - perguntei olhando para a garota e eu vi ela se emburrando e cruzando os braços.

- Culpa não é minha se a educação do acampamento é um pouco ruim em relação a sua escola. - ela falou tentando se levantar e andou arrastando até a festa, onde acabou se sentando em um puff no lounge.

Podia deixar ela ali sozinha e curtir a festa. Mas como um ótimo cavalheiro que eu sou, não quis fazer isso. Segui ela e sentei ao lado dela.

- Vai ficar me seguindo? - Aria perguntou me olhando de lado.

- Não sou de deixar garotas indefesas sozinhas. - respondi olhando para as pessoas que passavam na nossa frente.

- Que fofo. - ela falou irônica e fez uma careta. - Vocês garotos são sempre assim. - Aria continuou e eu cheguei mais perto.

- Assim como? - perguntei curioso e ela se virou para me olhar.

- São uns fofos, protetores e simpáticos para depois destruir os corações das garotas. Igual ao Hyunsik. Ele viu que a garota estava gostando dele e decidiu beijar a Diana, magoando o Kai. Acabou que saiu, dois com corações machucados, um sorrindo cínico e a Diana confusa. - ela falou como se estivesse desabafando. Eu só ri vendo ela assim.

- E quem disse que eu sou assim? - falei sério e cheguei mais perto dela.

- Não faz isso. - ela gritou me empurrando para longe e saiu dali correndo.

- Aria volta aqui. Você vai se machucar. - corri para perto dela e segurei em seu pulso, e com a força ela acabou se chocando levemente comigo.

- Desculpa por eu fazer isso, e que a bebida me dá coragem. - Aria falou e logo depois me beijou.

De primeira eu me surpreendi, mas logo depois deixei me levar pelo beijo. Era suave e calmo ao mesmo tempo. Ela segurava meu rosto com as duas mãos e eu segurei na cintura dela. Senti suas mãos subindo até o meu cabelo e aquilo fez com que eu puxasse mais ela para perto de mim. Não sei o que deu em mim, e sinceramente ela é linda. Aria separou o beijo e nos dois vimos Hayley, Thalles e Amaya assistindo o beijo.

- Pensei que você estava em perigo, mas vi que não. - Amaya falou sorrindo e Aria corou indo para perto da amiga.

Logo as duas saíram dali e eu segui Aria com os olhos indo cada vez mais longe de mim. Acho que ela percebeu e olhou para trás, fazendo nossos olhares se encontrarem. Ela deu um aceno tímido com a mão e logo correu com a amiga.

- Não posso deixar minha criança sozinha que ela já faz festa. - Thalles falou enquanto eu ainda tentava procurar ela.

- MEU DEUS! Não acredito que rolou você e a Aria. Isso com certeza vai ser perguntado a ela amanhã. - Hayley falou animada e sorrindo como se tivesse visto a melhor coisa do mundo.

- Vamos logo cantar parabéns que o salão fecha às 2:00 da manhã e já são 00:30. - Thalles falou e Hayley seguiu.

- É melhor. - falei um pouco atordoado e segui eles dois.

 

Luccas Turner

 

Passei a festa toda conversando com algumas pessoas, dançando, bebendo e tendo a companhia de um Kai desolado por ter visto a amada beijando outro. Mas também ele devolveu na mesma moeda, pena que ela não viu. Ele empurrou algumas meninas para cima de mim, mas não quis por não gostar de pegar um monte no mesmo dia.

-Aquela é a Sandra com um garoto? - Kai falou olhando para frente.

Na reta de onde ele olhava, encontrei Sandra e um garoto dançando. Vi de longe que ele tentava beijar ela, mas ela recuava dele. Sorri vendo minha garota ainda tendo a boca intocada, eu acho.

- Puta que pariu hein Luccas. Sério que está feliz vendo isso. - Kai falou embriagado e logo escutei chamando para o parabéns.

- Vem bêbado. - falei puxando ele, já que tenho certeza que ele cairia no chão e cantamos o parabéns.

Curtimos o final da festa até que os carros voltaram para nos buscar, só que agora eram carros normais cada um foi indo embora com seu grupo. E eu tive que ir com um Kai bêbado, Vitor sóbrio e Amaya segurando Aria bêbada. Meu Deus, no que eu fui me meter.

 

Diana Santiago

 

- Já disse que foi normal. - gritei no carro junto com Sandra, Sarah e Hayley, mas Hayley dormia.

- Queremos detalhes, amor. - Sandra falou e eu ri.

- Já devem saber, ele sendo mais velho…

- E experiente. - Sarah completou rindo e eu dei um leve tapa nela.

- Também, o beijo foi bom. Gostei. - falei normalmente e as duas gritaram, fazendo com que Hayley acordasse.

- Chegamos senhoritas, boa noite. - o motorista do carro falou assim que paramos na frente da escola.

- Obrigada Steve, manda um beijo para meu pai e para o Luke. - falei olhando para o motorista, já que ele é o particular do meu pai no dia a dia.

Saí do carro e me despedi de Sandra e Sarah, já que o quarto delas ficava mais longe que o nosso. O céu começou a trovejar, mas sem nenhum raio aparecer. Estranhei aquilo e Hayley também, até que um raio muito forte atingiu na nossa frente. Por sorte, ou não, o raio não nos atingiu já que o escudo de descendente ativou, que significa que aquele raio era de Zeus. Uma cratera se formou na nossa frente e como curiosa eu sou, fui ver o que era e simplesmente levei um susto.

- Hayley vem aqui rápido. - gritei e Hayley resmungou.

- Por quê? - ela falou se arrastando. Agora vou retribuir o susto que ela me deu de manhã.

- Veio uma garota nesse raio. Vem logo. - gritei e na hora Hayley despertou. GANHEI!


Notas Finais


WE ARE ONE


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...