História Descobertas -- Cellps S2 - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Rafael "CellBit" Lange
Personagens Felps, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellbit, Cellps, Felps, Romace, Yaoi, Youtube
Exibições 83
Palavras 938
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Primeira vez


Cellbit entrou em seu apartamento completamente desnorteado, já não havia mais lagrimas, restava apenas a tristeza e a incompreensão em sua mente.

Ele não entendia o que havia acontecido na pizzaria, nada daquilo fazia sentido, tentava juntar as peças em sua cabeça, tudo que Felps falava não encaixava com suas atitudes. Não restava duvidas que ele teve um ataque de ciúmes quando Ronaldo o beijou, mas porque ele falou aquilo depois?

Cellbit sorriu ao pensar que a única solução para o problema era que assim como ele no inicio, Felipe estava com medo do que sentia.

Ele pegou o celular e ficou alguns minutos olhando para a foto de Felps no Whatsapp, pensando se deveria ou não tentar uma aproximação até resolver que seria melhor dar algum tempo ao moreno.

*****

Rafael estava editando em seu computador quando o Skype lhe avisa que Felps esta online.

Cellbolitos – E ai gata, quer tc???

Após alguns minutos sem resposta ele começa a se achar um imbecil por ter conseguido se controlar uma semana e agora ir puxar assunto como um retardado.

F. Felps – Você é um idiota.

Rafael sorri ao ler a resposta.

Cellbolitos – Um idiota que você ama.

 

F. Felps – Nos seus sonhos provavelmente.

 

Cellbolitos – Nos meus sonhos você faz muito mais que isso amor ;)

 

F. Felps – Hm...

 

F. Felps – E o seu namorado ta sabendo disso??

 

Cellbolitos – Ciúmes? 

 

Rafael sorri como bobo olhando para tela do computado, ele simplesmente não acredita que esta realmente tendo aquela conversa com Felps.

 

F. Felps – Onde você esta querendo chegar com essa conversa Cellbit??

 

Cellbolitos – Não sei ao certo... Mas pode apostar que em algum lugar em que você esteja nu em cima de mim.

 

F. Felps – Friends with benefits?? Really?

 

Cellbolitos – Você não gostou do outro dia??

 

F. Felps – Sim...

 

F. Felps – Mas continuar com isso vai realmente mudar as coisas.

 

Cellbolitos – Oh baby, pra continuar com aquilo você pode mudar o que você quiser.

 

F. Felps – Filho da puta.

 

Cellbolitos – Um filho da puta que você acha gostoso pra caralho.

 

F. Felps – Um filho da puta que esta louco pra ficar de joelhos de novo pra mim.  

 

Cellbolitos – Hum... Você quer gozar na minha boca de novo bebe??

 

F. Felps – Você não tem vergonha não??

 

Cellbolitos – Você também não me pareceu que estava com vergonha no outro dia.

 

F. Felps – Foi diferente.

 

Cellbolitos – Hum... Não sabe falar sacanagem Felpinho??

 

F. Felps – Eu vou te mostrar o Felpinho.

 

Cellbolitos – Vem aqui em casa me mostrar então.

 

F. Felps – Filho da puta...

 

F. Felps – Eu to indo.

 

Cellbit entra em pânico quando percebe que o moreno realmente esta vindo. Ele começa a juntas todas as coisas que estão jogadas pelo seu quarto, tentado que o lugar pareça ao menos habitável.

Após um dos banhos mais demorados que já tomou em sua vida e levar uma eternidade se vestindo, a campainha toca.

 

- Entra ai. – Rafael fala abrindo a porta e dando espaço para o outro passar.

Felipe mal o deixa fechar a porta e já esta devorando seus lábios.

- Você esta lindo. – Felps sussurra em seu ouvido.

Rafael sorri de lado corando e pegando a mão do moreno o levando para o quarto. Chagando lá ele o empurra sobre a cama, subindo em seu colo.

- O que você tem em mente bebe??

Felps inverte as posições ficando agora por cima do loiro.

- O que não me faltam são idéias do que fazer com você. – Ele fala olhando diretamente nos olhos de Cellbit, com a boca a centímetros da sua.

Felipe desce sua boca pelo pescoço do loiro, beijando e mordendo. Ele retira sua camiseta e a de Cellbit e o loiro poe a mão em sua nuca o puxando novamente para outro beijo. Rafael sente a língua do outro junto a sua, dançando desesperadas por mais contato enquanto suas mãos passeiam pelas costas de Felps.

O moreno desce com a língua pescoço de Cellbit, distribuindo beijos e mordidas por onde passa até chegar à beira da calça e a retira junto com a cueca. Segura o pênis ereto a sua frente com uma das mãos e começa um vai e vem lento.

 

- Felps, por favor. – O loiro geme mordendo o lábio.

 

- Quer que eu pare? – Felipe pergunta com voz safada diminuindo ainda mais os movimentos.

 

- Não ouse. – Cellbit fala ofegante.

 

- O que você quer bebe?

 

- Faz rápido... Me chupa ou me come logo seu filho da puta.

 

Felps aumenta um pouco os movimentos arrancando diversos gemidos, ele ergue as pernas de Rafael e vai descendo a língua pelo períneo até chegar ao anus. Após lamber e deixar a região completamente úmida, começa a lamber pênis enquanto brinca com um dedo na entrada do loiro.

 

- Jesus Felps... Só me fode logo... – Cellbit praticamente geme as palavras quando o moreno já esta com três dedos dentro dele.

 

- Vira... É mais fácil se você ficar de quatro.

 

O loiro faz o que lhe é mandado e Felps se posicionada de joelhos atrás começando a introduzir lentamente, tentando não machucar Rafael.

- Vamos Felps... Me fode gostoso.

Felipe começa lentamente a se movimentar, aumentando o ritmo conforme o loiro se acostuma e geme cada vez mais alto.

 

- Puta merda como você é gostoso. – Felps fala não se contendo mais e metendo com força.

Cellbit praticamente grita quando o moreno começa a masturbá-lo e não demora muito pra que goze contraindo seus músculos e fazendo Felps gozar dentro dele.

Os dois caem ofegantes na cama.

 

- Puta que me pariu esse foi o melhor sexo da minha vida. - Cellbit fala ainda respirando com dificuldade.

 


Notas Finais


Ta quase acabando gente e sim eu sou doente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...