História Descobrindo o amor - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Boruto Uzumaki, Chouji Akimichi, Chouza Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Kakashi Hatake, Karin, Karui, Kiba Inuzuka, Ko Hyuga, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Tags Gravidez, Naruhina, Naruto, Sasusaku
Exibições 230
Palavras 1.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi gente, obrigado a todos que favoritaram a fic, obrigado também aos comenterios adoro o retorno de vocês. boa leitura

Capítulo 66 - Alguém que me console


Fanfic / Fanfiction Descobrindo o amor - Capítulo 66 - Alguém que me console

Acabei contando quem era o meu namorado a Hinata confiando que ela não diria nada ao Naruto, se o Sasuke soubesse.... Bem isso seria uma tragédia, eu sei que mais cedo ou mais tarde ele teria que saber mais eu preferia que fosse eu mesmo a dar a notícia para ele eu teria que arrumar um jeito

Povs Karin

A fuga foi um sucesso, logo meu plano estaria em pratica

―Isso, foi o melhor que você me arranjou? ―Me perguntou Kiba

―Sim, e não reclame não podemos chamar a atenção por enquanto, por sorte o Sasuke está distraído demais com aquela pirralha no hospital para perceber que eu estou fazendo alo que não devia

―Achei que fosse sua filha

―Para mim, ela só saiu da minha barriga mais nada, bem, eu já vou indo

―ainda não, você prometeu suprir todas as minhas necessidades

― E cumpri, trouxe agua, comida, e vou lavar suas roupas

―Bom, acontece que minhas necessidades, vão além disso, eu fiquei seis meses preso

―E o que quer tem

―Tem que eu estou prestes a tacar a primeira donzela inocente que atravessar o meu caminho, olha isso ― e ele apontou par o seu membro duro

―E o que você pretende que eu faça― eu perguntei já temendo resposta, mas ele veio eu meu encontro e começou a alisar minha bunda, aquele toque me deu repulsa, Kiba era um ser repugnante, e ainda tinha acabado de se fugir da prisão, estava sujo e suado

―Achei que tinha dito que a gravidez acabou com o meu corpo― eu disse tampando a respiração para não inalar aquele odor horrível que saia dele

―Bom, quem está com fome como qualquer coisa mesmo que não seja tão apetitosa

―Nani? ― Eu disse, mas ele já tinha me jogado na velha cama e tirava as minhas roupas, o cheiro me fez sentir anciãs de vomito, Kiba desceu a boca para os meus seios e mamou neles freneticamente, e em seguida se despiu, voltou a se deitar por cima de mim ignorando os meus protestos, começou a lizar a minha intimidade com força, e seu toque foi extremamente dolorido

―Mama nele― ele me disse e por um segundo não pude compreender o que ele queria

―Nani?

—Mama nele― ele repetiu apontando para o seu membro, que estava extremamente sujo

―Kiba, você acabou de sair da prisão não prefere tomar um banho― eu perguntei minha voz tremula

―não, estou esperando por isso a mais de seis meses― e dizendo isso se colocou de pé na minha frente e encachou a força seu membro na minha boca, travando a minha cabeça para que eu não pudesse me  livrar, o cheiro era horrível sentir algo subir na minha garganta e voltar para o meu estômago, a força que ele fazia era tamanha que eu mal conseguia respirar, escutei Kiba gemer e temi que ele fosse gozar na minha boca, mas ele tirou o membro me jogou na cama e começou a estocar freneticamente, eu sentia dor, nojo e repulsa, mas lá no fundo eu estava gostando afinal fazia meses que eu não era tocada assim, e quando eu menos esperei ele gozou, deixou transbordar seu leite dentro de mim, se levantou e foi se levar, eu fiquei ali deitada mais alguns minutos para absorver o que tinha acabado de acontecer, eu tinha sido estuprada, e não podia fazer nada em relação a isso, na verdade da eu precisava dele, então eu teria que me calar. Quando cheguei em casa Sasuke não estava, claro deveria estar com aquela pirralhinha, eu.... Precisava tanto dele nesse momento, como eu queria um abraço alguém para desabafar, ser estuprada me deixou com um grande sentimento de impotência, eu me sentir fraca e suja, tomei um banho e me esfreguei com mais orça tentando limpar a sujeira, mas parecia que ela estava impregnada na minha lama, me deitei e chorei até o amanhecer, eu nunca tinha sido tratada daquela forma

No outro dia....

Povs Sasuke

Como de costume, Sakura chegou cedo para ver como minha filha estava, diferente de Karin que desde o dia que tinha tido alta ainda não tinha voltado para visitar a filha

― Você, não precisa fazer isso, você não é a mãe dela

―Eu sinto como se fosse― ela me disse e eu corei

―É, Saky eu... vou em casa tomar um banho talvez dormir um pouco, você não quer ir com migo?

―Eu acabei de chegar

―Sim, bem na verdade ou vou para o AP do Naruto sabe ele não está lá agora saiu para uma missão e eu não quero topar com a Karin lá em casa, e nem ficar sozinho, e....

―Ok― ela me disse e levantando as mãos continuou ― só como amigos ok?

―Ok― eu disse rindo com ela

No AP do Naruto tomei um banho rápido enquanto Saky cozinhava algo para mim, provavelmente ramen, era só isso que tinha na casa do baka, sair do banheiro enrolado na toalha e cheguei por trás dela na cozinha

―Oi

―Sasuke você me assustou ― ela disse e u cocei a cabeça

―Saky, é verdade mesmo, sabe aquela história de namorado― ela abaixou a cabeça

―Hai

―Pois eu não acredito, você não quer nem me dizer o nome dele ― ela suspirou, talvez avaliando suas possibilidades e soltou

―Bem, é o.... Lee

―Nani? Aquele idiota, você me trocou por aquilo?

―Eu não te troquei, nós não tínhamos mais nada, ele foi legal com migo, e eu bem eu cedi

―Eu vou quebrar a cara dele agora, ele sabe que você é minha

―Eu não sou sua, Sasuke, e se for para você agir assim eu vou em bora agora mesmo, vamos mudar de assunto ok? — Ela me disse e concordei, mas o assunto não saia da minha cabeça

―Pelo menos ele é bom de cama?  ― Eu tive que perguntar, não conseguia imaginar aquela tripa humana, transando, ele nem parecia ter um pinto para começar Saky corou

― Bem, eu..., eu não sei ainda não fixemos sabe, o Lee e a mãe dele tem um pacto ou algo assim que sexo só depois do casamento, e a gente, bem a gente mal nós tocamos― quase me engasguei com a sopa quando ele disse isso, como assim vocês não se tocam? Como funcionava isso? , eu conhecia Sakura e o apetite sexual dela muito bem, afinal foi eu que tinha introduzido ela no universo dos prazeres, e simplesmente não conseguia acreditar como ela se submeteu a isso, mas isso era bem a cara das esquesitices do Lee, a situação era cômica, Sakura ficou vermelha como um pimentão, e se eu não tivesse tão irritado cairia na gargalhada, mas serviu para amenizar minha raiva do Lee, um casal de namorados que não se tocam, ele praticamente estava me dando a Saky de bandeja. Acabei de comer e Sakura já ia recolhendo a mesa

―Pode deixar que eu aço isso― eu disse precisava ocupar minha mente com algo, ela assentiu e fomos juntos para a cozinha ― Saky, eu te amo de mais me dá uma outra chance

―Sasuke, isso não depende mais da minha ou da sua vontade, tem muita gente envolvida agora ― ela me disse com os olhos cheios de lagrimas, eu em aproximei para consola-la, e ao ver o rosto dela tão perto do meu eu não resistir ao impulso de um beijo, eu a beijei e ela correspondeu, mas o nosso beijo mal começou quando fomos interrompidos

―É com licença― era um AMBU, ele estava visivelmente constrangido ― me desculpe mais a hokage-sama precisa falar com você Sasuke o assunto é de extrema importância ― ele disse e saiu

―Saky, eu preciso ir, talvez eles tenham pegado Zabuza ― eu disse e disparei pela janela, quando cheguei a sala Naruto estava lá, muito nervoso andava de um lado para o outro com um ar apreensivo

―Você não estava em missão?

―Nem fui, você já está sabendo das notícias?

―Não

―Bem, já está todo mundo comentando e eu acho que é isso que a Tsunade vai falar com a gente

―Bom-dia dia― ela nos entrando na sala e nós retribuímos― bem que eu tenho para falar é de extrema importância, Kiba fugiu da prisão, na verdade foi uma fuga em massa, mas Kiba é quem mais me preocupa, acho que ele tinha uma rixa pessoal com vocês, não é?

―Ele nos disse e eu gelei, Kiba... mais um para eu me preocupar, parecia que tudo estava contra mim e a Naruto, isso com certeza nos obrigaria a nos ausentar da cidade por alguns períodos, e eu sabia que nesse momento tanto eu como ele o que nós mais queríamos era ficar junto de nossos filhos nos certificarmos que eles estavam bem e seguros

 

 

Povs autora

Depois disso o mês passou voando, a pequena sarada ainda estava internada e recebia visitas diárias da Sakura, Karin e Kiba ainda estavam metidos no esconderijo tramando o plano perfeito, mas para isso eles esperariam sarada receber alta, e bem eles também viraram amante, ou melhor Karin virou escrava sexual de Kiba era o preço que ele havia cobrado pelo o favor que ele iria fazer, Zabuza também estava escondido pela cidade, e a fuga do Kiba e a aparição do Zabuza, deixou todos na vila muitos tenso, sempre com a sensação de um perigo eminente, ninguém sabia o que eles planejavam, Sasuke e Naruto se ausentavam cada vez mais com as equipes de buscas, mais não encontravam nem rastro nem de um e nem de outro

 

 

 

 

 


Notas Finais


oi gente, namoral o Lee é muito esquisito rsrs, esse AMBU chegou na hora errada, KARIN VOCÊ TEVE OQUE PROCUROU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...