História Descobrindo o amor - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Boruto Uzumaki, Chouji Akimichi, Chouza Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Kakashi Hatake, Karin, Karui, Kiba Inuzuka, Ko Hyuga, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Tags Gravidez, Naruhina, Naruto, Sasusaku
Exibições 180
Palavras 1.809
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi gente, obriga a todos os nov favoritos, obrigado aos comentários, espero que gostem desse capitulo, a karin resolveu se lembrar que ´é um ser humano, mais isso só a fará sofrer mais. Boa leitura

Capítulo 72 - O plano de Kiba


Fanfic / Fanfiction Descobrindo o amor - Capítulo 72 - O plano de Kiba

Povs Karin

lembrar disso tudo, de tudo que ele tinha me dito, como eu iria me livrar disso, eu podia ser a pior  pessoa do mundo mas nunca pensaria em tirar um filho eu podia não amar sarada de paixão mas eu também nunca pensei em matar ela, afinal ela era minha filha e eu tinha meus conceitos próprios de que era ou não certo de se fazer, minha rixa com ela ( se é que se pode ter rixa com um bebê ) era porque ela tinha tudo que eu queria ter o amor e o carinho do Sasuke e por isso eu não conseguia ama-la de verdade toda atenção que eu queria ter quem tinha era ela, mas esse bebê esse bebê que eu carregava esse bebê eu amava  eu não queria tirar ele meu filho meu pequenininho não por eu sentir alguma coisa pelo Kiba, por ele  eu só sentia nojo, mais o bebê que estava crescendo dentro de mim amava de verdade, sei lá estava diferente da minha primeira gestação, da primeira vez eu só engravidei para segurar o Sasuke e isso me fez mal porque a medida que eu fui engordando e meu corpo foi deformando E culpei o bebê que eu estava esperando eu achava que a culpa de Sasuke   está se afastando de mim era da gravidez, afinal eu estava gorda e o Sasuke não gostava de mulheres gordas, e  por isso eu nunca consegui amar ela de verdade, mas essa segunda gestação tudo estava diferente por isso lá no fundo eu não queria tirar meu filho não queria mesmo, passava a noite  chorando sem saber o que eu ia fazer se o Sasuke descobrisse o que ele faria comigo, provavelmente  me colocaria na rua homem nem um suportava traição ainda mais desse tipo, tão eminente e eu divido que ele aceitaria criar filho de outro ainda mais esse outro sendo Kiba,
  Povs  Kiba 
aquela idiota da Karin estava grávida e disse que o filho era meu, ela está muito enganada se acha que eu vou me sacrificar por essa criança, não pretendo mudar minha vida em nada por causa disso ela que é mulher ela que se lasque, eu sei que ela engravidou de propósito porque quando a mulher quer a mulher  consegue evitar, mas na moral, por mim ela faz o que ela quiser com aquela abominação que está crescendo dentro dela agora que eu estou tão perto de ter a Hina não vou deixar que ela estrague isso não vou mesmo, agora eu tenho que  pensar em um jeito para conseguir tirar aqueles dois de perto daquelas crianças 
alguns dias depois... 
―E aí fazer com isso ― eu preguntei impaciente
―com isso o que?― Karin perguntou com raiva   
―com a sua gravidez 
―não tenho que pensar deixa eu decidir que eu vou ter esse filho queira você ou não 
―se vire sozinha então, isso é você quem sabe afinal não eu que vou carregar nem sofrer, na verdade eu não quero nem sabe, só depois você não vim me encher o saco, não conte com migo para nada, desde que você não queira atrapalhar minha vida com isso por mim você pode fazer o que você quiser― Karin me olhou triste ela estava visivelmente mais acabado com grandes Olheiras como se tivesse ficado a noite inteira acordado, esse assunto realmente tinha abalado ela― Temos que planejar Como vamos fazer para tirar aqueles dois na cidade 
―isso eu já sei, mas não consigo pensar em nada no momento 
  ―Qual é Karin depois de grávida você ficou estúpida, Não me diga que um dos sintomas é burrice― eu disse me divertindo com a expressão dela  ela parecia nem está na terra
―o que você quer dizer com isso 
―é óbvio né no momento quem é o cara mais procurado por esses dois? Sou eu não é, vou plantar uma pista falsa Com certeza virá atrás de mim, agora é bom que você não esteja em casa porque você vai me ajudar trazendo a pirralha para mim enquanto eu vou na casa dos Hyuga e pego o nojentinho e não quero saber como você vai fazer para não ser reconhecida
―Nani? Como assim não estou entendendo 
   ―aff  definitivamente  a burrice é um dos sintomas eu vou aparecer no ponto bem longe da cidade, no meio da floresta de forma que os patrulheiros me vejam, assim eles vão  Imediatamente avisar a Tsunade-sama eu e é lógico que ela vai colocar aqueles dois no meu Rastro depois disso 
―Mas você jura que não vai fazer nada com garoto não é ― ela disse essas crise de consciência da Karin estava me matando
―já te disse que aquele pirralho é o meu passaporte para felicidade eterna com a Hinata, nunca eu faria nada com ele 
 Povs  Zabuza  
Finalmente eu  reapareceria, me vingaria dos verdadeiros culpados da minha desgraça eu estava escondido há tempo demais  mas a vingança a vingança é um prato que se come frio para a gente saborear bem devagar, graças a Kami que nunca me abandonou graças a ele agora eu estava a um passo da minha vingança, esperei pacientemente e sabia que a melhor hora de atacar e a hora era essa a hora havia chegado não haveria hora melhor eu estava escondendo a algum tempo porque a minha especialidade Ninja é a camuflagem por assim dizer e graças a isso eu pude me esconder por esse tempo todo bem pertinho da vila e ninguém suspeita de nada, eu sabia rotina de todos a quem a minha vingança te  afetaria, eu sabia  cada detalhe da vida deles sabia que isso significa uma mudança drástica para todos eles, para todos que nunca deram nada para mim, agora eles viriam Quem era Zabuza quem achou que eu estava derrotado errou pois minha vingança apenas começou 
  Povs Sasuke 
a dias que eu venho notando que a Karin está diferente, não que ela foi normal algum dia ela está pior vive igual zumbi humano chorou a noite inteira Lógico que é só por suposição eu não tenho estômago para falar com ela, nunca  vou perguntar mas que tem alguma coisa acontecendo a isso tem quem sabe ela está doente Finalmente vai morrer e me livrar desse Carma que ela na minha vida e me dirigi eu pensei e me dirigir parada 
  ―como é que vai a princesa do papai ― sarada  se sentou no berço sorriu para mim estendeu os bracinhos pedindo colo, E como sempre eu não resisti a ela e comecei  a brincar de aviãozinho  minha filha estava cada dia mais linda e eu estava cada vez mais apaixonado por ela  
    Povs Kiba 
finalmente o dia chegou não o dia do sequestro mas o dia que eu iria implantar pista falsa  para ver se ia dar certo no dia, eu não estava acreditando meu coração estava a mil por hora, um passo em falso e tudo estaria perdido se um daqueles ambus me pegar Com certeza voltarei para prisão e aqueles com que eu não ajudei na Fuga, e eles vão querer me matar respirei fundo de novo e passei o plano mentalmente uma duas três vezes não tinha jeito tinha que ser feito respirei de novo e sair de casa envolto em uma capa preta Quando estivesse bem longe da cidade no meio da floresta quase na fronteira eu iria acabar me deixando ser revisto por apenas alguns segundos e sumir ia em seguida 
Povs Karin 
eu estava cada dia com mais medo e assustada, eu sempre esperei o pior de Kiba mas nunca pensei que ele podia ser tão maligno como ele podia rejeitar o próprio filho, eu me sentia Só e desesperada como nunca havia me sentido antes mesmo com todo o desprezo de Sasuke e agora gravidez o que eu faria com ela eu precisava de ajuda eu precisava contar para alguém que eu precisava me abrir com alguém mas quem é essa altura eu não tinha mais amiga nem minha irmã conversava comigo merda acabei com a minha vida
Povs Kiba 
 antes de seguir com plano resolvi dar uma volta no vila, Lógico que escondido e disfarçado, essa poderia ser a minha última volta poderia ser a última vez que eu andaria pela vila, eu vi um certo  louro com bebê no colo era  Naruto aquele pirralho chato, como eles eram cúmplices como brincavam e raio junto bebê Era óbvio que o filho de Naruto o amava, os olhos dele resplandeceu com amor que ele sentia pelo  bebê Era óbvio que o filho de Naruto o amava os olhos dele resplandeceu com amor que ele sentia pelo pai, era incrível ele era o Naruto em miniatura com certeza o mini Naruto, observei alguns segundos Naruto brincar com filho dele sentado no parque fazendo castelinho de areia um sentimento estranho perpassou meu peito, eu comecei a desejar meu filho pela primeira e fez sentir vontade de ser pai, porque até então os filhos que desejei ter com Hinata não foram por amor, era única e simplesmente vontade que legalizar ainda mais nosso romance, pela primeira vez me arrependi das palavras que eu tinha dito a Karin  Afinal e se meu plano   falhasse eu nunca tivesse outra oportunidade de ser pai quem perpetuaria o sangue da minha família?  E como seria o rosto do meu filho pareceria comigo assim como o do Naruto se parece com ele? Será que ele me amaria do mesmo modo? Como eu poderia odiar um ser que ainda nem tinha nascido e que provavelmente se tornaria o meu maior cúmplice? E que eu ensinaria tudo que eu aprendi nessa vida, e além do mais a Karin estava um pouco certa  a culpa também era minha eu teria que arrumar um jeito de enganar Karin até meu filho nascer, ela estava  tão desesperada que aceitaria qualquer tipo de ajuda, e depois daria um na vida dela e cria ria meu filho
Povs Karin 
e por mais que me doesse,  sim me doía porque eu não era totalmente monstro, eu não tinha outra alternativa  teria que tirar meu filho esse bebê que eu aprendi a amar nesses 5 meses que ele cresceu dentro da minha barriga, e desde que eu descibri essa gravidez, e especialmente depois que o Kiba o rejeitou, eu aprendi a mar essa criança ainda mais talvez porque definitivamente ela não teria o amor de um pai, eu não entedia como eu podia amar mais uma criança que oi um acidente, do que uma outra que eu planejei depositando nela minha felicidade, talvez porque as coisas não tenha saído com eu esperava e ao invés de me aproximar de Sasuke a gravidez de Sarada me afastou ainda mais dele, chorei de novo já estava adiando isso por muito tempo não adiantava adiar mais no outro dia eu iria na floresta atrás das Ervas certas


Notas Finais


Estou muito curiosa sobre o zabuza, oque será que ele vai fazer, como será a vingança dele ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...