História Descobrindo o passado - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Alyno, Ladrien, Ladynoir, Marichat, Miraculous Ladybug
Exibições 145
Palavras 730
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Não fiquem animadinhas, com o capitulo de hoje, eu posso ser uma ótima Chino...

Capítulo 18 - Uma canção, uma declaração?


Fanfic / Fanfiction Descobrindo o passado - Capítulo 18 - Uma canção, uma declaração?

Enquanto, Marinette, se afastava mal sabia que, um certo loiro olhava o “casal’ fúria

- Cara, calma, se você olhar assim para, todos os garotos com quem, Marinette, conversar vai acabar, matando alguém! – Disse Nino assustado, enquanto olhava para Adrien.

- Vontade não me falta... – Murmurou Adrien

- Cara, você precisa de um psicólogo, urgentemente

- Cala a boca

Após essa “despedida” Adrien entrou em sua limusine, e seguiu caminho para sua casa, no caminho viu, Marinette, caminhando e, suspirou

- Gorila, encoste aqui um segundinho, por favor – o motorista, hesitou um pouco mas, obedeceu

- Hey Marinette, entre! – Pediu, Adrien, gentilmente para a, garota

- A-ad-drien? Na-não é nes-neces-sario

- Mari, entre logo, vai chover!

- Mi-minha casa é, é perto, Adrien – a garota disse e começou a chover – O-olha, a conversa tava muito boa, mas tá começando a chover, eu tenho mesmo que ir!

- Mari

- Ok, eu me rendo – Sorriu fraco, e Adrien abriu um de orelha, a orelha, em seguida abriu a porta e Marinette entrou.

- Obrigada – Marinette disse cortando o silencio constrangedor

- Foi só uma carona, Hey motorista, pare na padaria de Tom e Sabine – Disse Adrien olhando primeiro pra Marinette e depois pro motorista – Mari, essa roupa ficou bem legal em você – Disse olhando para a garota que estava fitando os pés

- O-obridaga, q-quer, d-dizer de nada! Não, adagirbo, argh, Merci!

- D-de nada – Disse Adrien, antes que o silencio pudesse ficar constrangedor, o motorista buzinou, o marinette saiu do carro na velocidade do som [N/A: A da luz seria exagero :p] esquecendo seu caderno no carro de Adrien.

O loiro suspiro e pediu para o “gorila” esperar um pouco, cumprimentou os pais de Marinette e, pediu para subir até o quarto da garota, ao ver os eles concordarem, subiu e viu Marinette dormindo, certamente estava cansada pelos ensaios de música, deixou os cadernos e, estojo de, Marinette, em cima de uma mesinha que havia ali, porém, não conteve a vontade de dar uma olhadinha, olhou o caderno e, exclamou:

- Wow, fantastic [N/A: baby] são simplesmente incríveis! – Sussurrou Adrien em um tom animado não queria acordar Marinette – Você é incrível Mari – sussurrou ainda mais baixo no ouvido da garota, e depositou um beijo em sua testa, o que o loiro não sabia é que além de boa cantora, Marinette também é boa atriz.

- Você acha mesmo? – Sussurrou Marinette tão baixo que a mesma pensou ter apenas pensado, mas os extintos de gato surgiram, no momento exato

- Estava acordada? Desculpe, e-eu estou indo

- N-não! Fique um pouco...

- Tem certeza?

- por favor... Não pense em nada, não diga nem se quer uma única palavra, apenas fique comigo – Cantou Marinette olhando pra baixo – Ainda não consigo acreditar nisso, parece que tudo isso é um sonho, não tente desaparecer, isso é verdade? Isso verdade? Você, você, é tão bonito que fico com medo – Disse Marinette agora sorrindo -  irreal, irreal, você, você, você, permanecera ao meu lado? Você vai me prometer? Tenho tanto medo de que se eu soltar sua mão, você voará para longe e desaparecerá, tenho medo disso. Você vai parar o tempo? Se esse momento passar? Como se isso não tivesse acontecido, estou com medo que eu vá perder você, você é como uma borboleta, é como o vento que gentilmente me acaricia, você está lá, mas por alguma razão, eu não posso chegar até você, que é como um sonho, é uma borboleta para mim, alto de mas para que eu possa alcançar. Irreal, irreal. Você, você, você, você vai ficar ao meu lado? vai me prometer? Se eu soltar sua mão, você vai voar para longe, vai desaparecer, tenho medo disso, pequenos pedaços do meu caem lá pra baixo, Eu não sei se isso é real, ou apenas um sonho, não vá em direção à esse bosques, logo ali, Meu coração ainda está se quebrando por ti, mas é tudo livre pra você, baby. Borboleta, como uma borboleta, como uma borboleta, assim como uma borboleta, borboleta, como uma borboleta, assim como uma borboleta, Não pense em nada, não diga nem uma palavra, apenas me dê um fique aqui comigo. [ N/A: Sim, isso foi “butterfly” do BTS]

- Você tem uma voz linda... – foi tudo o que eu consegui dizer, consequentemente deixei Marinette corada. – Eu não sei o que dizer...

[N/A: Nem eu...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado :*
Querem que eu continue colocando musicas?
Tem ideias pra fanfic?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...