História Desconexo


Escrita por: ~


Sinopse:
Tem algo de muito errado comigo, e se não for comigo então é com o mundo.
Eu passo por esses dias cinzas, faz tempo que eu me esqueci de como é sorrir, ser feliz. Ando interruptamente por essa terra de estranhos onde nada me alegra, me satisfaz, me serve...
Há dias que tenho a desesperadora necessidade de voltar para casa, então eu me pergunto, que casa?
Estou em um lugar que nunca foi meu, com pessoas que não me amam, pelo menos a maioria, para ser mais justa.
Eu tenho buscado retornar...
Bater asas...
Deixar meu adeus.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Tags Adolescente, Amor, Depressão, Drama, Esperança, Solidão, Tristeza, Vida Quotidiana
Exibições 92
Comentários 13
Palavras 4.688
Terminada Não

Fanfic / Fanfiction Desconexo
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Prólogo
3
26
614
 
2.
Como eu sou
2
21
647
 
3.
Perdido
2
17
989
 
4.
I'm feeling so small
3
14
743
 
5.
Barreiras
2
6
593
 
6.
A arte de ser um Zé Ninguém
1
8
1.102

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~lizlonelyk
Capítulo 4 - I'm feeling so small
Usuário: ~lizlonelyk
Usuário
Identifiquei bastante com esse capítulo talvez esteja aqui descrito o motivo de hoje eu tenha uma caso de amor com a escrita, já fiz pequenos sacrifícios e já me ferrei bastante por causa dos outros e a sensação de ser desconexo com o meu mundo real ainda está ao meu lado como qualquer um dos espectros, Acredito que o “diferente” será sempre perseguido pelos outros e que pequenos sacrifícios são necessários pois, nunca se sabe quem precisa e dará valor ou quem irá jogar fora.

Sobre escolhas acho que tudo faz parte de um processo de conhecer o caminho e se encontrar no meio da multidão e reconhecer o próprio dom e sua missão por mais que seja ingrato por mais que sofremos temos que ter em mente que tudo passa e um dia acharemos nosso lugar e iremos ver que o sofrimento na verdade foi apenas para que não nos perdemos como a linha que liga uma pipa ao solo ou melhor o ninho que liga o pássaro a terra.