História Descongelando um coração (Gruvia) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Ur
Tags Drama, Escolar, Fairy Tail, Gruvia, Romance
Visualizações 65
Palavras 1.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí povo! Antes de tudo, gostaria de dar alguns avisos a vocês. Primeiro sobre o capítulo passado, alguns não devem ter gostado porque o casal teve uma “briga”, mas achei necessário colocar algo assim pra dar um toque mais realista à história. Fiquem tranquilos, nosso casal sempre estará junto ♥
E o outro aviso é pra não se assustarem com o começo desse capítulo, tudo tem um sentido que será revelado aos poucos, leem até o final, vão adorar!
Isso é tudo, obrigado a todos que acompanham, espero que gostem! Boa leitura!

Capítulo 13 - Segredo revelado


Fanfic / Fanfiction Descongelando um coração (Gruvia) - Capítulo 13 - Segredo revelado

O quê? Onde estou? Eu morri? Aah... eu queria ter me desculpado direito com a Juvia e dito o porquê disso tudo. Esse meu medo. A verdade é que tive um sonho, nele eu estava longe, mas conseguia ver aquela ponte. Lá estava Juvia, olhando o rio que tem ali. Só que algo estava errado, quanto mais eu tentava me aproximar, mais eu percebia o quanto estava longe. E nesse momento um homem se aproxima de Juvia, ele começa a enforcá-la, ela de alguma forma tenta revidar, mas foi um esforço inútil e nisso... esse cara... esfaqueia ela e a joga no rio, só então, eu consigo me aproximar. O homem já havia desaparecido e ali estava eu, naquela ponte, olhando o rio, olhando toda a água, toda vermelha. Eu não consegui salvá-la, pensei.

Em seguida, sinto uma lâmina me atravessando também e sou derrubado ao lado de Juvia, única coisa que sentia, eram as vozes dizendo: “Você não me salvou, me deixou morrer”. Mas aí eu já tinha desistido, não havia mais nada que eu podia fazer. Foi então que no outro dia sonhei novamente, tudo aconteceu igual antes, porém, as vozes me deram mais uma informação: “Você não me salvou, me deixou morrer, hoje é sua última chance”.

E esse foi o dia. O dia em vi aquilo como uma previsão do que ia acontecer de verdade, fiquei doido com a possibilidade de aquilo realmente acontecer. Por isso...fiz tudo que fiz. Única forma de evitar aquele futuro, era manter Juvia longe daquela ponte, tendo apenas eu pra me livrar do sujeito. Foi o que planejei pelo menos. Juvia veio até mim e não sabia o que fazer, aquela era a ponte do sonho, então pedi pra que fosse embora... e ela foi. Mas tudo foi perdido, quando percebi que o sonho me traiu, dizendo pra eu escolher a outra ponte. Quando o homem apareceu, eu simplesmente corri pensando: “Por quê? Por que o sonho me contou de uma forma totalmente diferente o que ia acontecer?”. Quando percebi, aqui estava eu, nesse espaço, sozinho e vazio...

-o tempo volta ao normal-

~Gray acorda no colo de Juvia~

-Gray! Você finalmente acordou! – diz Juvia *chorando de felicidade*

-O que aconteceu? *sem entender nada*

-Idiota! Você me assustou! Eu pensei que você tinha...

(Gray dá uma checada em todo o seu corpo)

-Eu não fui atingido?

-Não... o homem atirou com a intenção de te acertar, mas um policial apareceu nesse momento, porque ouviu o tiro anterior e o fez errar esse tiro, mas a bala não passou por pouco em você, por sorte apenas desmaiou. Agora ele já foi preso.

Sério? Como escapei dessa?

~Juvia aperta Gray, o que era pra ser um abraço~

-Ei... assim você vai me matar de verdade...

-Bobo... *chorando* Eu te proíbo de morrer brigado comigo, além disso, eu deixei você brigar comigo? O que foi tudo aquilo?

-Desculpa... vou contar.

-Espera, deixa eu te levar pra minha casa primeiro, é mais perto daqui.

-casa de Juvia-

(Gray conta tudo, sobre seu sonho, seus sentimentos, sobre as vozes e o que sentiu quando desmaiou)

-Gray...foi um sonho, por que pensou que ia acontecer de verdade?

-Eu... não sei. A voz era idêntica a sua, acho que isso mexeu comigo. Mas não deixa de ter sido uma previsão, porque realmente aconteceu algo perigoso.

-Muito estranho, mas acho que foi apenas coincidência. Até porque eu estaria na sua casa no momento em que tudo aconteceu.

É... iria embora da escola com ela e íamos pra casa. Droga, deixei que o sonho tomasse decisões por mim.

-Desculpa Juvia. Foi minha culpa...

-Nada foi culpa sua! Foi culpa desse son- pesadelo. Além disso, você me salvou! Mesmo sem magia, você sabe se virar né?

-Haha! Fazendo piada agora? Se eu não pudesse salvar ao menos você, eu não poderia ser seu namorado.

-Ao contrário do seu “sonho”, eu também sei me virar, tá? – diz Juvia *convencida*

-Oh, é mesmo? Hm... então eu não precisava ter aparecido aquela hora? Pra mim, você parecia muito assustada. – diz Gray *irônico*

-Hm... acho que foi impressão sua, amorzinho~ - *fofa e nervosa*

-Hehe, amorzinho é?

Amorzinho? Sei que isso é comum entre namorados, mas nunca fui chamado assim, é algo muito diferente pra mim.

-Já passou da hora da gente usar alguns apelidos né?

-Não sei, pra mim está ótimo chamar pelo primeiro nome.

-Grr. Para de ser chato. Vai, tenta me chamar de amor!

-Hm...o que acha de Juvi?

-A-m-o-r.

-Juvi tá bom.

~Juvia começa a fazer cócegas no Gray~

-O que eu sou sua?

-Minha namorada, namorada! Para com isso! Hahahaha!

~mais forte~

-Meu amor! Você é o meu amor! Pronto, pronto!

(Juvia para com as cócegas. <Gray está no chão, Juvia em cima dele> Os dois se olham como se fosse a primeira vez. Um sentimento diferente é descoberto pelos dois. Gray a segura pela cintura. Então Juvia se abaixa e os dois começam a se beijar... Gray passa a beijá-la no pescoço, com umas leves mordidas. Juvia cede e solta uma doce, baixa e profunda respiração. Agora Gray é quem está por cima...voltam a se beijar)

-Gray... isso é tão bom. Eu te amo.

O que é essa sensação? É como se eu não estivesse pensando em nada, só posso sentir, sentir a boca encostando na minha, sentir o movimento da língua e ao mesmo tempo...prazer.

-Eu também te amo, Juvia.

-É “amor”.

-Sim, amor.

~telefone toca~

Droga, justo agora?

-É melhor eu atender, acho que é do trabalho que meu pai ia arranjar pra mim.

-Trabalho?

-Alô?

-Gray? Aqui é do Bar de Magnolia, estamos ligando pra dizer que você foi contratado, começa amanhã à tarde.

-Sério?! Agradeço demais, muito obrigado!

-Dê seu melhor. Até!

~ligação encerrada~

-Fui contratado!

-Contratado? Procurou emprego sem me falar?

-Desculpa, não é como se eu quisesse esconder isso, mas estava preocupado se iria ser aceito mesmo. Mas agora em diante ficará mais fácil pra gente. Sem trabalho, não íamos conseguir nada. Além disso, já tinha passado da hora de eu arrumar um trabalho, por sorte consegui esse no período da tarde, graças ao meu pai.

-Entendi... Parabéns, l-o-v-e! Apesar de que agora, vamos nos ver menos...

-Pensei muito nisso, mas esse é o nosso último ano na escola. Fizemos alguns planos pro próximo ano, mas juntar dinheiro é importante desde já.

-Sim, vou até a sua casa de noite ou você vem até aqui, sem problema assim né?

-Isso aí.

Um emprego, hm? Finalmente vou conseguir o dinheiro pra comprar o que eu queria. Essa garota me fez ser bem responsável, não é? Pareço até um velho.

-Está tarde, por que não dorme aqui?

-Gray posa na casa de Juvia essa noite-

[Continua...]


Notas Finais


E aí? Gostaram? Digam o que acharam nos comentários e favoritem a história, isso é muito importante pra ajudar a história a crescer, alcançando mais leitores, obrigado!
~Rey


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...