História Irmão, eu me apaixonei por você - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Kookmin, Mpreg, Namjin, Vhope
Exibições 865
Palavras 2.489
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi oi

Pois é, postei o capítulo de novo, bom... Eu mudei apenas o final do capítulo

Espero que gostem e tchauu

Capítulo 10 - Sinto sua falta.


Kim SeokJin

Faz cinco meses que estou namorando com Namjoon, cinco fucking meses namorando escondido. Ele nunca quis contar, nem para os nossos amigos, de acordo com ele, namorar com um “ômega macho” acabaria com a popularidade dele na escola...

- Nammie... m-mais rápido.... AH – estava de bruços na cama enquanto Namjoon dava estocadas fortes e rápidas em meu interior

- Jin... Gosta disso? Gosta quando te fodo desse jeito? – sussurra entre gemidos baixos em meu ouvido, gemi em resposta

- Responda! – ele dá um tapa forte em minha cocha

- SIM! E-eu g-gosto... An... Nammie... – estava quase chegando ao meu ápice e Namjoon parece ter percebido pois acelerou os movimentos acertando minha próstata

- Vai princesa, goza para mim – ele continua acertando minha próstata e, com um gemido extremamente alto, eu gozo sujando os lençóis da cama

- Jonnie... – ele continua estocando meu interior até gozar e nó se forma, coloca o rosto em meu pescoço ficamos parados tentando regularizar as respirações

Quando o nó se desfaz ele sai de dentro de mim e se joga ao meu lado, viro a cabeça para  olha-lo e ele sorri. Estávamos suados e eu estava cansado, mas não conseguiria dormir desse jeito

- Jonnie – o chamo manhoso e ele me encara – Vamos tomar um banho? – ele assente e me pega no colo me levando para o banheiro, enche a banheira e me coloca dentro entrando logo em seguida

Depois do banho ele sai do banheiro dizendo que vai trocar os lençóis da cama e pegar roupões para nós. Depois de alguns minutos ele volta já vestido com um roupão, me levanta e coloca um roupão em mim, logo me pegando no colo novamente

- Me sinto uma princesa com você me tratando assim – rio e encosto minha cabeça em seu ombro

- Você é uma princesa, a minha princesa – ele me dá um selinho e me deita na cama

- Amor... – ele se vira para me encarar  - Por que não falar sobre o nosso namoro? Nem para os nossos amigos? – o olho nos olhos e ele suspira

- Jinnie, meu amor, eu já lhe disse... Se descobrirem isso, pode acabar com minha popularidade – ele acaricia meu rosto – E se contássemos para os meninos eles iam espalhar por toda a escola – Bufo e fecho a cara

- Bom sabe que você prefere sua popularidade do que a mim – me viro de costas para ele e senti as lágrimas já saindo de meus olhos

- Jinnie... Não é isso... – ignorei e fechei meus olhos, como estava cansado acabei dormindo.

Era sempre assim... Eu e o Namjoon transavamos, eu perguntava dele o motivo de não poder contar – na esperança dele mudar de ideia – e ele sempre respondia a mesma coisa. Ficava com raiva dele, mas acabava voltando pra ele, sinto que ele só quer me usar mesmo, quando encontrar alguma outra ômega ele vai me largar. Sentia meus olhos marejados, ele nunca deixava eu me aproximar de outro alfa além dos nossos amigos, sempre que eu me aproximava – ou até mesmo o alfa se aproximava de mim – ele me batia

- EU JÁ NÃO TE DISSE PARA NÃO SE APROXIMAR DAQUELES ALFAS DA ESCOLA – ele segurava meus braços fortes

- Nammie, me solta, esta me machucando – lágrimas desciam pelas minhas bochechas, ele usava a voz de alfa comigo, isso me dava mais medo

- EU. NÃO. QUERO. VOCÊ. PERTO. DE. NENHUM. ALFA – disse pausadamente me imprensando mais na parede – Kim Seokjin, se você se aproximar daquele filho da puta de novo, você sofrerá as consequências - me soltou e eu vi as marcas de seus dedos

- Foi ele que se aproximou de mim... – virei meu rosto fungando

- Não perguntei – ele me encara raivoso – Você deu bola, era só ter se afastado, você é meu, apenas MEU – estremeci

-  Se você contasse que era meu namorado ou me marcasse, ninguém se aproximaria de mim – o encarei – você prefere essa merda da sua popularidade do que a mim, nem sei porque ainda estou com você. Você é um idiota, imbecil, agressivo e.... – senti uma ardência em meu rosto, ele havia me dado um tapa

- Cale essa merda de boca Jin – o encarei assustado – Claro que eu prefiro minha popularidade, certeza que você só quer meu dinheiro – isso foi a gota d’agua

- COMO É QUE É? EU SÓ QUERO SEU DINHEIRO? – me irritei – VOCÊ TEM DEMENCIA SÓ PODE, EU SEMPRE TE AMEI, VOCÊ NUNCA PERCEBEU ISSO? EU ME ENTREGUEI PRA VOCÊ.. EU... – não consegui terminar, apenas sai correndo da sua casa e fui para a minha. Me deitei na cama e dormi.

Quando acordei tinham mensagens do Namjoon, peguei meu celular e li as mensagens.

“Jinnie, me desculpe, eu sou mesmo um idiota, não queria falar aquilo”

“Jinnie, por favor, responda”

“Amor, eu te amo, me responda, por favor”

“Minha princesa... Por favor, venha aqui... Sinto sua falta”

“Tudo bem... Vou te deixar em paz...”

Meu coração estava despedaçado, queria ele de volta, mas tenho medo dele me machucar novamente.

“Tudo bem... Estou indo”

Okay, eu posso parecer um idiota, mas eu não suporto ficar longe do Namjoon por muito tempo. Volto para casa dele, no que resulta numa noite nos amando.

No outro dia

- JÁ NÃO DISSE QUE NÃO É PRA VOCÊ SE APROXIMAR DAQUELE FILHO DA PUTA? – Namjoon me puxava para o quarto – NÃO ME DESOBEDEÇA – me jogou na cama

- Nam, já disse, eu não tenho culpa... Foi ele que me agarrou... – a esse ponto eu já estava chorando, por que eu fui voltar? Por que eu tenho que amar tanto esse idiota? – Nam... O que vai fazer? – arregalo os olhos, ele pegava um chicote que tinha no guarda-roupa dele

- Eu não te disse Jin? Se você se aproximasse daquele filho da puta de novo, você sofreria as consequências – primeiro chicoteou minha cocha e gemi de dor – você ainda vai se aproximar dele? – outra chicoteada, agora em meu braço – RESPONDA! – Mas uma

- N-Nam-mie – lágrimas grossas rolavam pelo meu rosto – P-pare... – ele me virou de costas e – literalmente – rasgou minhas roupas e chicoteou minhas costas

- EU MANDEI RESPONDER! – Ele gritava e chicoteava minhas costas

- NÃO! NÃO VOU ME APROXIMAR DELE – gritei e afundei meu rosto na cama – Não vou... Nammie... – solucei e ouvi ele tirando seu cinto... – Nam... O que você... – Não consegui terminar, pois senti seu membro me invadindo e gritei de dor, ele estocava com força – NAMJOON, P-PA-RE... ESTA MACHUCANDO – ele me ignorou e continuou estocando, afundei meu rosto na cama novamente, ainda estava chorando, doía... doía muito... Namjoon nunca foi tão bruto assim

Chegamos ao nosso ápice e o nó se formou, estava exausto e dolorido, minha garganta doía de tanto gritar. Ainda fungava e quando o nó se desfez, Namjoon saiu de dentro de mim e se deitou na cama, eu me deitei virado de costas para ele, se eu conseguisse andar eu iria para casa, mas como eu não consigo... vou ter que dormir aqui mesmo. Namjoon colocou seus braços em minha cintura e eu tirei, não quero que ele me toque... Não depois do que ele fez

- Jin... – o interrompo

- Não fale comigo! Não me toque! Eu te odeio! – ouvi ele suspirar e fechei os olhos para tentar dormir, o que foi impossível, tinha medo dele tentar algo de novo.

Fiquei acordado e quando olhei para o lado, vi que ele estava dormindo. Me levantei com dificuldade, minha entrada doía muito, mas eu tentaria suportar. Fui ao guarda-roupa e peguei uma roupa minha, me vesti e fui para casa. Estava doendo muito, mas não conseguiria ficar debaixo do mesmo teto que ele... Chegando em casa, apenas me joguei na cama e dormir, amanha com certeza eu não vou para a escola

Dois dias depois eu já estava com o Namjoon de novo... Podem me chamar de masoquista, eu sei que sou. Não contei para ninguém sobre isso... Mas eu acho que Jimin e Taehyung já desconfiavam de algo. Sempre que acaba as aulas, vamos para a casa o Jungkook para falar com o Jiminie, antes ele estava muito triste, mas agora ele parece um pouquinho melhor. Jungkook disse que ele não queria sair do quarto de novo, mas ele conseguiu o convencer e Jimin voltou a ser quem era antes, pelo menos um pouco.

- Oi gente, onde está o Namjoon? – Tinha acabado de chegar na escola, vou falar com Namjoon, e ele vai ter que decidir entre mim e a popularidade dele.

- Uma ômega pediu para falar com ele e ele foi lá para trás da escola, eu acho – Hoseok diz com a cabeça deitada no ombro da namorado e assinto

- Segura minha mochila Kookie? Preciso falar com o Nammie – ele assente e pega minha mochila, vou correndo para trás da escola o encontrando com uma ômega, como imaginava, ele estava se pegando com ela. Reviro os olhos e me aproximo

A garota me percebeu e se afastou de Namjoon me fuzilando.

- Aish... O que quer aqui? Não esta vendo que está nos interrompendo? – ela coloca as mãos na cintura e a ignoro olhando um Namjoon pasmo

- Jin... O que está fazendo aqui? – ele fala receoso e cruzo os braços

- Vim falar com você, é algo importante – respiro fundo – Mas vejo que estou interrompendo, melhor eu ir embora... Acho que eu sei a sua escolha – o olho triste e saiu dali, ele me chama mas não dou ouvido, apenas voltei para o grupo, peguei minha mochila e fui para casa... Não quero ver a cara dele pelo resto do dia, não queria ver pelo resto da minha vida, mas vai ser algo impossível

Algumas horas depois

Recebi uma mensagem do Jiminie me chamando para ir para a casa dele. Aceito... sabia que Namjoon iria estar lá, mas eu vou pelo Jiminie. Me arrumo e saio de casa, vou andando mesmo, moro perto de sua casa. Chegando lá, os seguranças me deixam entrar e eu vou direto para a sala de estar, encontrando todos sentados no sofá

- Jin-hyung – Jiminie se levanta e corre em minha direção – Por que está triste?

- Não estou – minto – Está tudo bem comigo Jiminie – sorrio fraco e ele ergue uma sobrancelha

- TaeTae, vamos lá para o quarto – Taehyung se levanta e Jimin me puxa para o quarto – PODEM ASSISTIR O FILME SEM NÓS – entramos no quarto dele e Taehyung tranca a porta

- Pode ir contando – Tae me empurra para a cama

- Okay... – respiro fundo e eles se sentam ao meu lado, tiro a parte de cima de meu uniforme e eles arregalam os olhos

- Jin-hyung... Quem fez isso? – Jimin toca nas marcas arroxeadas me causando um certo desconforto

- Nam... – abaixo minha cabeça e Tae se abaixa na minha frente

-  Por que ele fez isso Jinnie? – Tae acaricia minhas mãos e eu fungo, nem percebi que já estava chorando.

Contei tudo a eles e eles ficaram furiosos com o Namjoon, dissera que iam quebrar a cara dele e arrancar o amiguinho dele, me fazendo rir. Nós colocamos um filme para assisti, queria esquecer tudo isso.

Kim Namjoon

Eu sou um completo imbecil. Como pude fazer aquilo com meu Jinnie... Ele deve está tão triste... Quero ele de volta. Depois da última vez que eu o machuquei, eu decidi, vou ficar com o meu Jinnie e deixar essa merda de popularidade para lá

- Ei, cara. O que aconteceu? – Jungkook coloca a mão em meu ombro

- Pois é Nam, você, além de estar avoado, parece triste – Abaixei minha cabeça... acho melhor contar para eles

- Bom... –contei tudo para eles e ele só faltaram me matar

- Porra Namjoon, como você fez isso com Jin – Jungkook se levantou e se posicionou na minha frente

- Pois é Namjoon, o que você tem na cabeça – Hoseok fez o mesmo que Jeon

- Eu perdi o controle... Me desculpem – me levantei e eles negaram com a cabeça

- Namjoon... Sinto muito, mas isso é imperdoável... – Jeon subiu e eu abaixei a cabeça, Hoseok suspirou e disse que veria o Tae

Fiquei sentado com a cabeça baixa, Yoongi afagou meus cabelos e senti meus olhos marejarem.

- Não fique assim... – Yoongi me abraçou – Vai dar tudo certo, Nam. Jin vai demorar para superar tudo isso e perdoar você, mas você terá que esperar. – assenti e peguei minhas coisas – Para onde você vai? – Yoongi se levantou do sofá

- Pra casa – sai da casa dos Jeon’s e fui para minha, farei de tudo para ter meu Jin de volta

Dia seguinte

Eu preparei uma surpresa para meu Jin, para ser sincero, eu estou muito nervoso. Vou o pedir em namoro na frente de toda escola. Nesse exato momento eu estou chegando no portão da escola, estava com um buque de rosas na mão, eu espero que ele aceite. Entrei na escola e todos os olhares foram direcionados a mim. Andei em direção a Jin e os meninos, eles me encaravam confusos.

- Jin... meu amor – estava na frente dele e o encarava intensamente – eu amo você, meu Jin.. Me perdoa pelo que eu fiz, eu não devia, eu sou um imbecil – me ajoelhei na sua frente – Você aceita namorar comigo, Kim SeokJin? – estendi o buque para ele e ele me encarou com desprezo e um certo nojo

- Você acha mesmo que eu voltarei para você? Depois de cinco meses sofrendo ao seu lado? – ele se afastou minimamente – Sinto muito Namjoon, mas eu não vou sofrer... Não mais. – ele se virou e eu segurei seu braço

- Jinnie, eu... – ele me deu um tapa e eu vi os meninos arregalarem os olhos

- Nunca mais.... – seus olhos estavam marejados – Nunca mais me toque Kim Namjoon, não fale comigo, não se aproxime de mim – ele correu para dentro da escola, eu ia atrás, mas Yoongi me segurou negando com a cabeça.

Senti como se meu coração estivesse quebrado em milhões de pedaços, apenas voltei para casa, não quero saber mais da escola , apenas quero o meu Jin. Quando cheguei em casa apenas me deitei na cama e fiquei deixei minhas lagrimas saírem.

Semanas se passaram e Jin nem sequer olhava na minha cara, os meninos também estavam chateados, principalmente Jungkook. Jin o tratava como se fosse seu filho, Jeon sempre gostou muito de Jin e disse para mim que combinávamos, mas eu sou um idiota e estraguei tudo que eu tinha com Jin, eu o amo tanto e agora eu o perdi. Mais uma noite sem meu SeokJin, minha princesa, estava sentado na varanda de casa olhando o céu escuro, cantarolando e pensando nele, como sempre faço depois que o perdi. Sinto tanto a sua falta, tenho que conquista-lo de novo.

Mais uma vez esta noite, debaixo deste luar azul

Provavelmente, vou dormir sozinho

Mesmo nos meus sonhos, eu olho para você

E passeio ao cantar esta canção

Capítulo 10 – Sinto sua falta. - Fim


Notas Finais


Volteiiii

Espero que tenham gostado, nao tenho muito o que dizer, então... tchauu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...