História Desde a primeira vez que te vi - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Dahmo, Michaeng, Satzu
Visualizações 65
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido, capítulo novo todo sábado

Espero que gostem, Boa leitura, e perdoem qualquer erro S2

Capítulo 14 - Thirteenth chapter


* QUEBRA DE TEMPO *


P.O.V Chaeyoung


Mina tinha vindo dormir na minha casa, acordei sentindo os braços de Mina me envolvendo em um abraço, por mais que eu quisesse ficar naquele abraço eu tinha que levantar. Levantei devagar para não acordar Mina:

- Aonde vai Chae Chae? - Disse Mina com uma voz sonolenta

- Vou só na cozinha dar bom dia aos meus pais e já volto - Beijei Mina e desci


Quando chego na cozinha encontro um bilhete que dizia:


" Filha, eu e seu pai fomos viajar por uma semana no Japão a trabalho.

Somi foi viajar com Jihyo, então você ficará sozinha. Tem comida suficiente para você por esse tempo 

Ass. Mãe "


Ótimo, uma semana sozinha, maldita Somi que tinha que ir viajar com a Jihyo ( Sim, Somi namora minha amiga Jihyo )

Mas isso significa, que hoje estou sozinha com Mina, isso vai ser interessante

Subi para meu quarto, e avisei Mina que meus pais e Somi foram viajar e que estávamos sozinhas, automaticamente ela me olhou com um sorriso safado no rosto:

- Não Mina, nós não vamos transar agora, são oito da manhã!

- Pode não ser agora, mas hoje você não me escapa. Qual é amor? Estamos sozinhas, por que não nos divertir um pouco

- Por que são oito da manhã? Anda, vai logo temos que tomar café, é sábado mas não significa que pode ficar o dia inteiro nessa
 cama


******


Mina e eu tomamos café e decidimos ficar em casa vendo Drama mesmo:



- Que Drama você quer ver?

- Sei lá, escolhe qualquer um ai

- Vou por Hwarang então pode ser?

- Pode, põe logo...




Sinceramente era difícil se concentrar no Drama com a Mina com a mão na minha coxa:

- Chaeng-Ah! - Aí vem merda - Vamos fazer alguma coisa mais divertida, isso ta chato já

- Vamos pro quarto então, tem coisa melhor para fazermos lá - Eu já sabia no que ia dar mesmo. Mas estaria mentindo se dissesse que não queria isso também







Sentei na minha cama e Mina no meu colo me dando um beijo demorado e me empurrando na cama ficando por cima de mim:


- Eu disse que hoje você não escapava - Disse Mina quase que em sussuro no meu ouvido...


Continuamos a nos beijar afoitamente, senti as mãos de Mina descerem até a barra da minha blusa, senti seu sorriso pesar sobre o beijo que logo acabou por falta de ar


Ela retirou minha blusa e eu retirei a dela, Mina desceu suas mãos para meu short logo retirando o mesmo, logo ela começou a arranhar lentamente minha barriga com sua unha suas mãos subiram provocantemente até meus seios ainda cobertos pelo sutiã preto:


- Não importa quantas vezes fomos transar, será sempre um prazer te chupar - ouvi sua voz soar um pouco rouca e não consegui conter um suspiro que reprimia um gemido, ao sentir suas mãos abrirem meu sutiã tendo mais contato com meus seios


Suas mãos massageavam meus seios enquanto sua boca ia de encontro com meu pescoço, dando vários chupões e mordidas no mesmo


Logo fui surpreendida pela boca de Mina em meu seio direito fazendo pequenas sucções ali, gemi


Sua boca chupava meu seio direito enquanto sua mão massageava meu seio esquerdo:


- Mi-Mina - a chamei em meio a gemidos


Senti sua mão descer para o meu ventre e começar um leve arranhão ali me fazendo gemer


Senti suas mãos adentrarem minha calcinha tendo contato com meu íntimo extremamente molhado:


- Vai logo Mina - ordenei ao sentir sua mão em pressão com meu clitóris


Ela se separou de meus seios e de minha intimidade, e começou a distribuir beijos pela minha barriga até chegando em minha intimidade, senti seu olhar pesar sobre minha intimidade fazendo a pulsar em desejo de ter Mina ali:


- Você está tão pronta pra mim - Disse dando um sorriso pervertido


Suas mãos passavam sobre a extensão de meu íntimo pressionando cada parte de meu músculo me fazendo gemer


Finalmente ela parou com aquela brincadeira torturante e passou a tirar a peça que me deixaria totalmente nua. Seu sorriso aumentou ao ver meu sexo livre, ela abriu mais minhas pernas para lhe dar mais espaço, seu rosto se aproximou de meu íntimo logo sentindo um ar quente em direção a ele, gemi o nome de Mina


Ouvi sua risada baixa e logo senti sua língua rodear toda a minha intimidade me fazendo arrepiar e soltar um gemido arrastado. Ela deslizava a língua pelo meu sexo lentamente, e ora ou outra pressionava sua língua pelo meu clitóris me fazendo gemer


Levei minhas mãos a sua cabeça a pressionando mais contra mim, ela pareceu entender pois em seguida pude sentir sua língua deslizar dentro do meu íntimo. Sua língua roçava minhas paredes


Logo ela começou com movimentos de vai e vem lentos me levando a loucura:


- Mi-Mi-Mina ma-is ra-rapido, por fa-favor - pedi em meio a gemidos, estava quase chegando em meu ápice


Ela mantinha um ritmo de vai e vem rápido, e logo cheguei em meu ápice, ela sugou todo meu líquido


Mina se pôs em minha frente retirando todo o resto de roupa que ela tinha se aproximando de meu colo, e vi que ela estava prestes a ter seu orgasmo, pois parte de seu líquido estava escorrendo pelas suas pernas


Mina sentou se sobre minha intimidade chocando nossas intimidades uma na outra, fazendo movimentos intensos, levei minhas mãos até sua cintura ajudando a com os movimentos


Nossos gemidos eram misturados, ela iria ter o ápice em meu colo e o quão excitante era


Seus gemidos finalizaram se com um pequeno grito de prazer, soltando todo seu líquido sobre mim


Senti seu corpo cair sobre o meu e sua cabeça descansar sobre meu ombro, enquanto eu acabava de ter meu segundo orgasmo do dia:


- Uau - murmurei sentindo um beijo sobre meu pescoço


- Eu disse que queria fazer algo mais legal


- Mas não esperava tudo isso - Disse suspirando de cansaço 


Deitamos na cama e dormimos lá mesmo...




Notas Finais


Espero que tenham gostado S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...