História Desde bem pequenos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Akane Hyakuya, Ashuuramaru (Asura Tepes), Crowley Eusford, Ferid Bathory, Guren Ichinose, Krul Tepes, Lacus Welt, Mahiru Hiiragi, Mikaela Hyakuya, Mirai Kimizuki, Mitsuba Sangu, René Simm, Shihou Kimizuki, Shinoa Hiiragi, Shinya Hiiragi, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Fanfic, Gureshin, Kimiyoi, Mika, Mika X Yuu, Mikayuu, Mitsunoa, Shinoa, Yuu
Visualizações 182
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi oi pessoas! Sim eu sei, deve ter gente aqui que já me odeia pq eu deveria atualizar minha história original, mas eu não me aguento, desculpa!

Eu nunca imaginei que voltaria a postar uma fanfic, mas eu acabei vendo um AMV Mikayuu e veio aquela inspiração.

Primeiro gostaria de dizer que não sei quando irei atualizar, quase não tenho tempo no dia e minha prioridade no momento é minha história original: My Little Star, me desculpem, mas vou tentar trazer o quanto antes.

Vou explicar como vai funcionar a história, ela vai ser curtinha, no máximo uns 14 capítulos, e isso é caso eu não consiga fazer um pouco menor, pra mim, o ideal seria 10. Os primeiros três ou quatro capítulos serão a infância deles, os outros três ou quatro a pré adolescências, os próximos a adolescência e um extra.

E eu sei que o nome do yuu é Yuichiro Amane, mas aqui eu resolvi colocar o sobrenome do Guren mesmo, já que eu decidi que ele seria filho biológico dele, é o do Mika é a mesma coisa.

Espero que gostem, o capítulo não é tão grande assim, mas dei o meu melhor, e aos diabéticos de plantão um aviso, isso tá com uma boa dose de açúcar, então tomem cuidado.

Vejo vocês lá em baixo.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Yuichiro Ichinose tinha apenas oito anos, mas lembrava-se perfeitamente do dia em que sua vida mudou completamente. Fora há dois anos, o Hiragi que morava ao lado havia se mudado, mais especificamente para dentro da casa de Yuu, o pequeno de olhos verdes não entendeu muito bem a princípio, porém um mês e meio depois veio a notícia do casamento. Seu pai, Guren Ichinose, e Shinya Hiragi se casarem? O relacionamento não era um mistério para ninguém, a não ser para o pequeno Yuu, que ganharia mais um pai.

Mas não foi esse simples fato que mudou sua vida, na verdade nem se importava com o relacionamento de seu pai com o irmão de sua, até o momento, melhor amiga – mesmo que Shinoa Hiragi não fosse tão merecedora desse título. Na verdade o que fez sua rotina se rearranjar completamente em torno de algo fora a chegada de seus novos vizinhos, Krul Tepes e seu filho Mikaela. O garotinho loiro tinha sua idade, apesar de estar prestes a completar seus sete anos, e como um bom pai, Guren incentivou uma amizade entre os dois, o que não demorou a surgir.

Assim que chegaram Shinya conseguiu de alguma forma convencer Guren a convidar a mulher peculiar de cabelos rosa e seu filho para um jantar. Não podemos dizer que quando Yuu e Mika – como o loirinho preferia ser chamado – trocaram olhares pela primeira vez se entenderam imediatamente, pelo contrário, Yuichiro era um tanto calado e frio, já Mikaela era um garoto altamente sociável e extrovertido, porém com um pouco de esforço por parte do loiro cultivaram a amizade que já durava dois anos.

A dupla inseparável estava no parque, claro que não foram sozinhos para um lugar tão longe quanto o parque ecológico, estavam na companhia de Shinya e Guren, que ficaram sentado sobre a toalha de piquenique enquanto os dois pequenos incansáveis brincavam pelo parque, desbravando canteiros de flores e trilhas entre as árvores.

- Não vão muito longe, vamos voltar pra casa em meia hora – Guren avisou, por dentro torcia para que esses garotos, mais especificamente o seu filho encrenqueiro, não arrumassem confusão.

- Okay! – Mika, que mesmo sendo apenas uma criança era bem mais responsável que Yuu, respondeu com um aceno já de longe é um sorriso doce – Onde vamos, Yuu-chan? – perguntou quando alcançou o menino que o guiava pelo campo verde.

- É surpresa, Mika.

- Diz logo, Yuu-chan...

- Não mesmo, agora feche os olhos e me dê sua mão – Ordenou estendendo sua mão para que o mais velho segurasse.

O pequeno Mika achou aquela cena tão fofa e bonita, com certeza ficaria para sempre gravada em sua memória, a imagem de Yuu com um sorriso lindo em seu rosto com sua mão estendida para que ele segurasse. A cena deve ter realmente agradado muito o loiro que segundos depois sentiu seu coração bater mais forte e seu rosto enrubescer um pouco.

Sem mais rodeios segurou a mão de seu amigo, deixando que ele o guiasse pelo parque, já que Mika, como uma criança obediente, nem mesmo espiava o caminho. O moreno apenas soltou a mão alheia quando chegou ao destino, uma grande cerejeira cheia de flores formava um gigantesco guarda-sol rosa às margens do lago cristalino cheio de carpas, Yuu sorriu mais uma vez e então disse:

- Pode abrir os olhos agora.

- Que lindo, Yuu-chan... – Mika admirava a bela paisagem com um sorriso bobo em sua face ainda rosada.

- Quero escrever nossas iniciais no tronco – falou chegando mais perto da madeira – assim quando a gente crescer vamos sempre lembrar desse momento.

- Que fofo, Yuu-chan, mas como vai escrever no tronco?

- Com isso, Mika – O mais novo disse tirando um canivete de seu bolso.

- Como conseguiu isso?

- Peguei do meu pai – deu de ombros.

- Você é louco, seu pai vai nos matar.

- Ele não vai descobrir, agora vem aqui.

Mika se aproximou e viu o menor puxar a faca para fora do objeto vermelho, admirando o fofo ato de vandalismo que resultou num “M” desleixado e um “Y” mal feito. Mas mesmo assim não deixava de ser algo muito fofo, de repente Mika foi consumido pelo súbito desejo de beijar seu amigo, não um beijo na boca, nunca faria isso. Eca! Mas sim um beijo na bochecha, assim como sua mãe sempre fazia antes de sair de casa, mas será que Yuu acharia estranho? Nunca haviam feito isso, até abraços eram raros para eles, só aconteciam em momentos de medo ou tristeza.

Não se importou mais, chegou mais perto do amigo, segurou seu rosto e deu-lhe uma bela bitoca na bochecha, fazendo o moreno corar surpreso.

- O que está fazendo, Mika?

- Eu só queria beijar o Yuu-chan – riu do embaraço do amigo – obrigada, Yuu-chan, eu nunca vou esquecer disso.

- É bom mesmo! – Yuu já havia voltado ao seu estado normal, que pena, ele estava fofo com vergonha.

- Okay, agora vamos voltar, antes que seus pais resolvam aparecer.

...

- Yuichiro Ichinose, o que estava pensando para pegar o meu canivete? Isso não é um brinquedo! – Guren começou a dar a bronca assim que o filho despediu-se do amigo, como o moleque poderia ter achado que não notaria o sumiço do objeto?

- Desculpa, pai...

Guren era o pai biológico de Yuichiro, fruto de seu primeiro casamento - que coincidentemente fora com a irmã mais velha de Shinya -, mas Mahiru morrera meses depois do nascimento de Yuu, deixando Guren sozinho com uma criança para cuidar. Mas o homem cabeça quente não era muito bom nessas coisas de ser pai, é aí que Shinya entra na história. O platinado já era apaixonado pelo amigo, então sempre o ajudou a cuidar do filho, foi assim que o amor surgiu entre os dois.

- Okay, Guren, eu acho que ele já entendeu e não vai mais fazer isso, não é Yuu? – Shinya disse para Guren após vários minutos de bronca, o Hiragi sempre era o apaziguador.

- Sim!

- Tudo bem... Mas se isso se repetir vai ficar de castigo até segunda ordem – Guren se rendeu suspirando e levando uma das mãos à testa, deixando a sala logo em seguida.

- Entendido, capitão!

- E depois eu quero ouvir essa história direitinho – Shinya sussurrou abaixando-se para ficar da mesma altura de Yuu – mas antes de me contar, é algo relacionado ao Mika-kun? – questionou apenas para ter certeza, tudo o que o enteado fazia tinha relação com o amigo loiro e Shinya já nem duvidava que aquela amizade um dia poderia virar algo mais.

- Sim, nós escrevemos nossas iniciais numa árvore... – Yuu corou, não por vergonha, mas por lembrar do que acontecera segundos depois, sua bochecha ainda formigava no local.

- Isso foi fofo, mas não faça mais, entendido? – Yuu apenas assentiu com a cabeça – Depois você vai me contar os detalhes.

O platinado deu um beijo na testa de Yuichiro e subiu para o quarto.

- Não vá dormir muito tarde, okay? – gritou já do andar de cima.

Mas Yuu não conseguiu se acalmar para dormir cedo como o padrasto havia pedido, estava abalado demais pelo beijo e não conseguia parar de pensar no amigo. Acabaria falando sobre isso com Akane e Shinoa no dia seguinte, as duas saberiam o que fazer, apesar de Shinoa muitas vezes só servir para fazer piadas. Yuu foi vencido pelo cansaço às nove da noite, quando simplesmente deixou seus olhos fecharem e adormeceu tranquilamente.


Notas Finais


Então é isso, gostaram?

Eu sei que esse fandon é um pouco apagado comparado com outros *cof*cof*Yuri on Ice*cof*cof* ou *cof*cof*Haikyuu*cof*cof*, mas eu espero mesmo que gostem, são poucas as fanfics em ativa aqui.

Quero ver vocês nos comentários, já estou quase em depressão achando que vocês não gostam de conversar comigo, não tenham vergonha! Lembrem-se que isso motiva pra caramba!

Beijinhos e obrigada por lerem

Até a próxima ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...