História Desde bem pequenos - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seraph of the End (Owari no Seraph)
Personagens Akane Hyakuya, Ashuuramaru (Asura Tepes), Crowley Eusford, Ferid Bathory, Guren Ichinose, Krul Tepes, Lacus Welt, Mahiru Hiiragi, Mikaela Hyakuya, Mirai Kimizuki, Mitsuba Sangu, René Simm, Shihou Kimizuki, Shinoa Hiiragi, Shinya Hiiragi, Yoichi Saotome, Yuuichirou Hyakuya
Tags Fanfic, Gureshin, Kimiyoi, Mika, Mika X Yuu, Mikayuu, Mitsunoa, Shinoa, Yuu
Visualizações 166
Palavras 2.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, oi! Desculpa a demora gente, mas eu cheguei, e com um capítulo bem açucarado, sério eu nunca escrevi coisas tão fofas na vida!

Eu espero que estejam gostando, boa leitura.

Capítulo 2 - Capítulo 2


O moreno não esperou Mika para ir à escola no dia seguinte, ainda estava com vergonha e queria falar com as amigas a sós, então pediu para Guren o levar mais cedo. Calado que o pai estranhou, o pequeno odiava ir à escola, para pedir para ir mais cedo algo realmente sério devia ter acontecido, porém não reclamou, ligou para Krul e disse que não poderia levar Mika naquele dia e saiu com seu filho.

Quando chegou Yuu viu suas amigas na entrada, desceu do carro e correu ao encontro delas, recebeu um abraço da menina de cabelos longos castanho claro, Akane, é um sorriso e aceno de Shinoa.

- Onde está o Mika-san, Yuu-san? – Shinoa perguntou.

- Eu quis vir sozinho hoje.

- Vocês brigaram? – Akane questionou preocupada.

- Não, é que eu queria falar com vocês...

- Então é sobre ele? – Quis saber a morena.

- Sim, ontem a gente foi no parque e o Mika me beijou... – O garoto só ficava mais vermelho a cada palavra que saia de sua boca.

- O que? Foi na boca? – A garota de cabelos roxos perguntou incrédula.

- Não! Foi aqui, olha – Apontou com o dedo o lugar na bochecha que ainda formigava quando lembrava da cena.

Shinoa não perderia nunca a oportunidade de fazer piada de seu amigo, então agiu rápido e disse:

- Mika-san e Yuu-san estão namorando! – cantou.

- Claro que não, Shinoa! Eles são amigos e meninos – Akane estava visivelmente enciumada, a verdade é que a garota gostava de Yuichiro, mas o garoto era muito novo para perceber isso.

- Mas eu tenho dois pais! – Yuu argumentou lembrando-se de quando seu pai o explicara que às vezes um menino se apaixonava por outro menino, e uma menina se apaixonava por outra menina.

- É verdade, Akane-san.

- Mas eles não podem namorar!

- Nós não estamos namorando! – Yuu gritou ainda constrangido, mas lembrou-se de outra coisa que queria pedir para as meninas – Eu não sei o que dar de aniversário para o Mika.

- O que acha de chocolate caseiro? – Sugeriu Shinoa.

- Ótima ideia, eu posso ajudar!

- Então vai ser chocolate, depois eu vou falar com o meu pai para você ir me ajudar, Akane – Yuu disse concluindo a discussão.

...

Quando Guren foi buscar os baixinhos na escola Mika e Yuu tagarelavam como sempre, sentados um do lado do outro, ignorando a presença das duas amiguinhas, e Akane estava visivelmente insatisfeita. Mas não precisava ficar assim, ora ela iria fazer chocolate com o seu amigo.

- Papai! – gritou levantando num pulo para abraçar o homem alí.

- Oi, Yuu! – Cumprimentou afagando os cabelos rebeldes do filho.

- Pai, a Akane pode ir lá em casa sábado?

- Por favor, tio, prometo que a gente só vai fazer um pouquinho de bagunça – Akane pedia com sua melhor cara de cachorrinho.

Guren riu, crianças eram tão engraçadas, só esperava que seu filho não tivesse esquecido o aniversário de Mika no domingo.

- Tudo bem, mas é bom cumprirem a promessa, okay?

- Sim!

- Akane, depois falo com os seus pais, tudo bem?

- Claro! Tchau tio! Tchau Mika! Tchau Yuu! – A morena despediu-se de todos, dando um beijo na bochecha de Yuu, que com certeza ficou surpreso, se Mika podia por que ela não?

- Tchau gente – foi a vez de Shinoa dar adeus, mas a garota de cabelos lavanda apenas acenou de onde estava, não levantaria apenas para isso.

Mika estava particularmente quieto no carro, estava sentindo algo que não sabia como nomear, apenas não queria ver Akane fazer aquilo de novo, beijar e abraçar eram coisas apenas dele é do Yuu-chan. Sem falar que Yuichiro parecia ter esquecido que domingo era seu aniversário, Mika achou que o amigo dormiria em sua casa como no outro ano.

- Mika, desculpa, não vou poder ir pra sua casa no sábado, mas no domingo eu vou te ver, não me esqueci – Yuu parecia ler a mente de Mika em alguns momentos, pelo menos ainda lembrava de seu aniversário.

- Não tem problema, Yuu-chan, vou ficar feliz se estiver comigo no domingo.

Chegaram em alguns minutos, Guren estacionou seu carro na garagem de casa e os dois pequenos desceram apressados, o loiro iria direto para casa, deu alguns passos rápidos, porém voltou como se tivesse esquecido algo, e de fato esquecera.

Segurou o rosto do amigo e beijou-o mais uma vez, Akane não roubaria seu posto. O rosto do moreno enrubesceu em segundos, segundos que Mika aproveitou para correr até sua casa.

- Ei, Mika, volte aqui! – Não adiantou, o loirinho já estava dentro de casa.

- Vamos entrar também.

...

O cheirinho de curry vinha da cozinha e hipnotizava Yuu, lá Shinya os esperava para o almoço, o platinado era o melhor cozinheiro da casa até o momento, posto que seria tomado por Yuichiro alguns anos mais tarde quando o menor aprendesse a fazer bolos com o atual mestre cuca.

Todos acomodaram-se em seu lugar de costume na mesa retangular; Guren na ponta, Shinya a sua esquerda e Yuu na direita. Sempre almoçavam juntos, como uma família de comercial de margarina, era um dos três momentos onde todos estavam juntos na casa, já que depois do almoço o platinado saia para trabalhar.

- Akane vai vir aqui no sábado, Shinya.

- Mas eu pensei que o Yuu iria dormir na casa do Mika.

- Nós vamos fazer chocolate... – Yuu tentou justificar – é pro Mika...

- Então temos que ir no mercado – anotou mentalmente – e falando em Mika, você tem uma história para me contar, o que aconteceu no parque?

- Eu levei o Mika pra gente escrever nossas iniciais na árvore, aí ele... Ele me beijou aqui, olha! – Contou mais uma vez apontando sua bochecha.

- Mas ele te beijou hoje de novo – Guren lembrou.

- Mas a gente nunca beijou antes!

- A Akane também.

- Ela também nunca me beijou antes!

Futebol gostava de provocar, a cada palavra o baixinho ficava mais e mais vermelho, e o platinado apenas aproveitava o momento, rindo de seu enteado fofo.

- Então você gosta do Mika, Yuu?

- Shinya, o garoto tem só sete anos, ele não diferencia os tipos de gostar – Guren repreendeu vendo onde o marido queria chegar com a pergunta.

- Eu gosto do Mika, ele é meu amigo! – Yuu respondeu mesmo assim.

- E da Akane?

- Dela também, ela é minha amiga também!

Shinya sorriu, ainda havia uma pergunta a ser feita, contudo talvez Yuichiro ainda não soubesse como responder a essa, além disso Guren o repreenderia mais tarde, mas não perderia a oportunidade.

- E de quem você gosta mais, da Akane ou do Mika?

O moreno fez um pequeno bico, pendendo levemente a cabeça para o lado enquanto pensava, não entendia o que o padrasto estava perguntando, era óbvio que gostava dos dois, mas de quem ele realmente gostava mais?

- Não precisa responder, você ainda é novo pra entender.

Assim o assunto foi encerrado, continuaram comendo e comentando sobre coisas aleatórias como toda família em horário de almoço. Quando deu seu horário, Shinya saiu apressado de casa, deu um beijinho na festa de Yuichiro e um selinho no marido.

Yuu passou o resto do dia em seu quarto, alternando entre brincar, assistir TV, fazer a lição de casa e pensar. Apesar do assunto ter sido encerrado horas mais cedo o pequeno moreno não conseguia deixar de pensar na pergunta de Shinya, afinal, de quem ele gostava mais?

...

A semana passou rápido, quando percebeu já era sábado e Akane já estava em sua casa, com um grande sorriso estampado em seu rosto. Yuu estava fofo de avental, esperava a amiga para poderem começar a trabalhar nos doces, Shinya comprara tudo, até mesmo as forminhas de formato fofo.

Começaram, sempre com um adulto na cola para garantir que nenhum acidente ocorreria. A promessa de não fazer muita bagunça foi logo quebrada, aquelas duas crianças se lambuzaram completamente com chocolate derretido e a cozinha também não escapou, mas que tipo de pai se importaria com isso vendo seu filho se divertir tanto com uma amiga. Os dois soltavam altas gargalhadas com cada gafe ou piada que contavam, era adorável.

- Agora vamos colocar isso na geladeira, vocês vão com o Shinya se limpar – Guren pegou as forminhas de chocolate e as levou à geladeira, pelo menos a bagunça na cozinha acabara.

Shinya limpou as duas crianças rapidamente, implorando que elas não fizessem outra baderna na casa, ele tinha acabado de limpá-la.

Os dois baixinhos saíram correndo assim que o platinado os dispensou, tinham um destino certo, o quarto de Yuu, passariam o resto de seu dia juntos brincando alí, isso deixava Akane ainda mais animada, lá não tinha um Mika para roubar a atenção do menino que gostava – mesmo que essa fosse uma paixão infantil.

- Eu, Yuu, agora que sabe fazer chocolate pode fazer pra mim também no próximo White Day – sugeriu jogando os dados e movendo seu peão pelo tabuleiro do jogo que jogavam, Akane estava ganhando.

- O que? Mas eu não sou seu namorado, Akane!

- Mas você pode dar chocolate pra quem você gosta, não precisa ser só pra namorada – explicou.

- Então vou fazer pro Mika e pra Shinoa também – de novo Mika, Akane estava um pouco frustrada, todos os assuntos os levavam ao vizinho do moreno, além de que Yuichiro não percebia as dicas de que Akane gostava dele.

- Você só fala do Mika, Yuu – fez bico.

- Não é verdade.

- É sim, por acaso você gosta dele?

- Gosto, ele é meu amigo – Yuu automaticamente lembrou-se da pergunta de Shinya; “de quem você gosta mais?”.

- Não gostar assim, gostar como namorado – Yuichiro ficou completamente vermelho, nunca tinha pensado assim, porém a ideia não soava tão má, entretanto não sabia se era isso que sentia pelo amigo, ora era apenas uma criança!

- Não!

- Então ainda tenho chance! Isso! – Cantou vitória.

O moreno não entendeu o que a morena quis dizer, a mentalidade de uma garota na sua idade era bem mais avançada que a sua. Ele não entendia esses sentimentos complexos, sempre que conhecia alguém comparava à família primeiro, normalmente o sentimento era o mesmo, apenas Mika o ultrapassava então resolveu tomar o amigo como uma nova forma de medir afinidade, mas nunca precisou comparar alguém à ele, ninguém passava da família.

Yuu ainda não sabia, mas era isso o que Shinya perguntava, quem era mais importante para ele, quem estava acima de tudo? A resposta seria clara se Yuichiro tivesse entendido a pergunta, era Mika, e sempre fora.

Minutos depois Guren gritou do andar de baixo, anunciando que o pai de Akane já estava a esperando no carro, acabando com o jogo que estavam prestes a terminar. A garota levantou, mas antes de sair deu um novo beijo na bochecha e correu escadas abaixo logo depois.

...

O domingo tinha chegado, Mika estava completando seus nove anos, estava ficando grande! Yuu foi bem cedo para a casa ao lado, quem atendeu a porta foi Krul, a mulher de cabeleira rosa tinha um belo sorriso no rosto, ela adorava receber o filho do vizinho em casa, pois esse garoto fazia Mika muito feliz, parecia amor, o que ela também não duvidava que surgiria ao longo do tempo.

- Entre, querido, o Mika está no quarto se trocando, ele sentiu tanto a sua falta ontem – começou quando fechou a porta da entrada – ficou cabisbaixo o dia inteiro dizendo que você não se importava mais com ele, só com a Akane... Ele é tão dramático, vocês nem passam praticamente todos os dias juntos – ironizou, seu filho era engraçado, antes de se mudarem ele parecia não se importar com quase ninguém, nem ligava se não tinha um amigo ao seu lado o tempo todo, mas não deixava de ser extrovertido, contudo, quando se mudaram, Mika ficou extremamente apegado ao garoto de olhinhos verdes, era um relacionamento fofo.

Yuu subiu as escadas para o quarto do amigo, abriu a porta e o encontrou apenas com seu shorts – de fossem mais velhos acharia aquela cena muito sexy. O loirinho pulou no amigo, o abraçou apertado e depois o soltou para terminar de se vestir.

- Parabéns, Mika, sentiu minha falta?

- Não mesmo, Yuu-chan.

- Está mentindo, sua mãe disse que você fez um grande drama ontem – caçoou.

- Para, Yuu-chan! Vamos descer, quero ficar no quintal.

- Okay.

O quintal de Mika era lindo, todo verde, com uma árvore gigante, onde uma casinha de madeira tomava lugar entre os galhos, aquele era o cantinho deles, pelo menos era o que Mika dizia. Na grama ainda tinha um balanço, onde passaram horas se divertindo, havia ainda um canteiro de flores, mas nele eles não podiam mexer, ou Krul ficaria uma fera.

Os dois subiram a escada da casinha, entraram e aconchegaram-se no chão coberto de almofadas. Yuu finalmente pegou seu presente – estava escondendo em suas costas até então – esticou para Mika a caixinha vermelha e disse:

- Tive um bom motivo para não vir, eu fiz isso pra você com a ajuda da Akane.

- Chocolate! Obrigada, Yuu-chan! – Agradeceu assim que abriu a caixinha, tinham vários, mas o que mais lhe chamou atenção foi o em formato de coração, era fofo. Decidiu que comeria aquele primeiro – estão muito bons, Yuu-chan!

- Não é só isso – Yuu tentava criar coragem, havia decidido que faria isso no sábado, daria um beijo de parabéns no amigo, mas tinha muita vergonha, era difícil.

Aproximou-se e segurou o rosto de Mika, chegou ainda mais perto e deu um beijo demora na bochecha do loirinho, assim como ele fizera no parque. Mika ficou surpreso, deu um grande sorriso e então saltou sobre o amigo, o abraçando e o deixando ainda mais constrangido.

- Você é tão fofo, Yuu-chan!


Notas Finais


E aí, estão vivos? Kkkkk

Eu gostaria de agradecer a todo mundo que está lendo, é tão bom ver vocês nos comentários, eu não estou acostumada a isso gente! Muito obrigada!

Eu espero realmente que estejam gostando, o próximo capítulo é o último da infância, depois começa a pré adolescência e aí que as coisas evoluem.

Me digam o que estão achando. Obrigada a quem leu até aqui.

Beijinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...