História Desde sempre - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 7
Palavras 938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Slash

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Vou faze-la entender de verdade


Como decidido uns dias atrás, saímos para comprar uma cama, eu não tinha realmente levado a sério, mas pela animação dele em falar de ir na loja, era realmente verdade.

Escolhemos um sábado, já que nos dias de semana a tal Amanda nos perseguia depois das aulas.

Era por volta das 10h da manhã e eu já não aguentava ele me infernizando para irmos logo, disse que se saíssemos cedo, poderíamos almoçar fora, ponto muito importante para me convencer a ir.

Mas assim que chegamos na loja, olhavamos algumas camas, quando a atendente nos perguntou se precisávamos de ajuda, eu me virei, e dei de cara com a Amanda, ela vestia o uniforme e sorria por ver o André. Eu estava pasmo.

[André]

Eu ainda não conseguia acreditar que estava indo comprar uma cama de casal com o Thomas, para a nossa casa. Era como se estivéssemos nos casando, coisa que me deixava realmente animado.

Confesso que acabei prestando atenção em uma ou duas palavras que a Amanda dizia enquanto estávamos juntos e descobri que ele trabalhava em uma loja de móveis. Eu nao resisti, era bem raro vê-lo demonstrando algum sentimento por mim, eu precisava ver ele com ciúmes mais uma vez.

Assim que chegamos na loja torcia para que ela nos visse, ao menos nos cumprimentasse, mas dei sorte, ela mesma veio para nos atender.

-Precisam de ajuda?- ela disse me cutucando.

Quando nos vimos tive de segurar o riso pela cara de espanto dele. Pelo visto hoje seria bem divertido.

-Ah, Oi Amanda- eu disse. - Estamos olhando umas camas.

-É, e de casal pelo visto, é para o quarto de quem?

-Para o nosso. - ele disse seco, olhando ainda mais friamente para ela. 

-De vocês? Bem, na casa não são dois quartos?

-Sim, mas quere...- Antes que eu terminasse ele me interrompeu.

-Mas queremos uma cama de casal, é melhor para assistirmos filmes do que na sala ou em uma cama de solteiro apertada.

MEU DEUS O QUE ELE ACABOU DE DIZER?!?!?! Ele nunca havia sido tão transparente sobre um sentimento quanto estava sendo sobre o ciúmes de agora.

-Ah... Bem, temos algumas aqui. - Ela disse irritada com o intuito de mudar logo de assunto.

Vimos algumas camas e as provocações entre eles não cessavam, até que chegamos em uma que eu realmente achei boa.

-O que acha dessa?

-Pode ser essa.

-Mas o que você achou?

-É boa.

-Só isso?

-Se é essa que você quer, tudo bem, você sabe que não ligo.

-Quem disse que é essa que eu quero?

-Foi a única em que você perguntou sobre e sua feição mudou quando a viu, seria mais rápido se eu apenas concordasse.

-Mas eu quero que seja uma que você goste tambem!

-Eu gosto daquela que você gostar.

-Ah você podia demonstrar o mínimo de interesse!.

Discussões como essa eram comuns, e se não fosse pelo rosto da Amanda nos vendo naquele momento eu nunca notaria o quanto aquilo nos fazia parecer um casal.

-Eu estou interessado, vim aqui até aqui.

-Ah tanto faz! - eu bufei e virei o rosto fazendo bico e me sentei na cama cruzando os braços.

-Vira aqui.

-O que foi?! - perguntei irritado e me virando.

Na mesma hora ele que agora estava maior que eu, já que eu estava sentado na cama se aproximou rápido e beijou minha testa. NA FRENTE DE TODO MUNDO!! foi impossível não corar com a situação.

-Eu gostei dessa. - Ele disse olhando para o outro lado, talvez para nao acabar corando também.

- É-é... Vai ser essa então?- Eu até me esqueci que a garota estava nos atendendo.

-Sim.- dissemos juntos.

Passamos no caixa e a cama chegaria amanhã na nossa casa.

Quando saiamos da loja, a Amanda me parou e falou no meu ouvido enquanto ele seguia em frente.

-Finalmente entendi, mas ainda não vou desistir de você.

Antes que eu dissesse algo ela se virou e foi atender outra pessoa, eu me apressei então para alcançar o Thomas, que estava bem na frente agora.

[Thomas]

Finalmente aquela tortura acabou, eu não acreditava que ele nos trouxe para a loja que ela trabalhava.

-Vamos comer onde?-Eu perguntei um pouco mais animado que o de costume por se tratar de algo que me interessava.

-Onde quiser.

-Minha única exigência é que seja algo que envolva uma bela pizza e a ausência daquela garota.

Ele riu e me disse quilo que eu já sabia.

-Desculpa ter te trazido nessa loja, mas eu amo te ver desse jeito que fica quando está perto dela.

-Irritado?

-É. - ele respondeu sorrindo- é realmente ótimo.- ele disse pegando na minha cintura com um braço de forma que aproximava meu corpo ao dele.

Fomos à pizzaria mais próxima que não ficava muito longe.

Quando chegamos sentamos um do lado do outro e fizemos o pedido, e a garçonete nos atendeu.

Teríamos comido tudo tranquilamente, quando o sininho da porta se abrindo tocou.

-André?!! - A garota gritava quando nos viu.

Era a Amanda, ainda tinha o uniforme da loja, devia estar no horário de almoço.

Ele apenas acenou de volta e ela já veio em nossa direção se sentando na mesma mesa.A garçonete então veio e anotou o pedido da garota.

-Eu realmente não esperava encontra-los aqui.- Ela disse sorrindo.

Nossa tarde teria sido ótima se aquela garota não tivesse aparecido, nos acompanhou para todo lugar que íamos, até que anoiteceu e viemos para casa. Depois de tomar um banho fui até a sala, onde ele também estava.

-Eu nunca pensei que faria algo tão desnecessário quanto odiar alguém.

-A Amanda?

-É 

-Quando saímos da loja, ela me disse "finalmente entendi, mas não vou desistir de você" ou algo assim.

-Entendeu o quê?

-Tambem não sei.

Quando acordei no dia seguinte estávamos no sofá, abraçados e enrolados no cobertor.

Ele acordou junto comigo, me olhou e sorriu. Aquele sorriso era covardia.

-Vou faze-la entender de verdade.- Eu disse enquanto me aproximava do pescoço dele e deixei uma marca.



















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...