História Desejo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers
Exibições 47
Palavras 638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - 4


Acordo na manhã seguinte sem Laito ao meu lado na cama, e enquanto penso no quão louco e insano aquilo foi começo a pensar em como fui mandada para Diabolik Lovers, será que existe magia de verdade para aquilo tudo ter ocorrido? Minha mente para de divagar e se perder em pensamentos quando vejo Laito aparecer sentado no pé da cama.
- Bom dia Ma Belle. - Sorrio feito uma boba com seu comentário.
- Bom dia Laito. - Me sento na cama enquanto começo a me vestir novamente. Quando já estou totalmente vestida me viro para ele e me dou de cara com Reiji e me pergunto há quanto tempo ele estaria ali.
- Quero falar com você no meu laboratório. - Diz rispidamente. O sigo enquanto Laito me lança um olhar preocupado. Então entramos enquanto fecho a porta atrás de mim. Reiji se vira para mim e percebo que posso estar encrencada. - Shu me disse que não foi informado em nada sobre sua vinda, nem ele nem os outros sabem algo sobre isso. - O medo toma conta de mim quando percebo que fui descoberta. Reiji se aproxima de mim irritado, me encurralando na parede. - Quem é você? - Ele pergunta irritado. Agora eu sabia o quanto a Yui tinha medo dele. Hesito por alguns segundos, o que o deixa mais irritado ainda, então sua expressão se suaviza sem perder o traço de malícia. - Se me contar, talvez eu só lhe morda. - Diz com malícia. Sempre achei aqueles olhos lindos,mas agora eu os achava a coisa mais apavorante do planeta.
- O que você quer saber sobre mim, Reiji? - Consigo perguntar.
- Seu nome, sua idade e por que está aqui.
- Izabela, 16 anos e estou aqui porque sei sobre você e seus irmãos.
- Como sabia que éramos vampiros? - Pergunta se afastando.
- Não consigo explicar em palavras como, mas foi a algum tempo que descobri isso. Eu só não fiquei muito assustada com você e seus irmãos porque eu já conheci outros vampiros. - Não, eu não conheço outros realmente, pois estou me referindo á Crespúsculo. Pouso minha mão na bochecha de Reiji já sem tanto medo. - Sei o que pensa sobre os humanos e entendo seus motivos,mas Reiji você é a pessoa mais estudiosa e sábia que eu conheço. Temos isso em comum, adoro ler e também sou apaixonada por línguas. - Ele parece gostar de minha confissão.
- Conhece alemão? - Pergunta mais calmo. Meu sorriso entrega a resposta. - Qual o seu favorito?
- Sou apaixonada por coreano. Mas não sei ler nele, só consigo ler em cirílico (alfabeto russo) além do latino.
- Você parece ser bem inteligente para uma garota dessa idade. - Diz parecendo sincero ele passa mão em meu pescoço e o ofereço para que Reiji o morda. Não sei como mas consegui sentir o prazer que aquilo lhe trazia enquanto cada gota de meu sangue era ingerido. Quando ele para, ele diz:
- Você não é como as outras meninas da sua idade. - Comenta parecendo sincero. - Elas só se interessam em namoro,balada e sexo. Mas você é diferente. Como não deixou que o mundo te corrompesse?
- Eu nunca tive muitos amigos, então eu procurava consolo nos livros, que me faziam esquecer do sofrimento e da solidão.
- Você tem os olhos mais lindos que eu já vi. - Diz com um sorriso gentil. Então ele aproxima seu rosto do meu e me beija. Aquele beijo foi o oposto do de Laito - que era gentil e carinhoso- já o de Reiji era mais selvagem e ao mesmo tempo um beijo do tipo que ansiava por aquilo havia muito tempo. Quando acaba, ele me morde mais uma vez no pescoço e me deixa sair do cômodo.

Notas Finais


Foi mto forlado? Oq axaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...