História Desejo e Reparação - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Byakuya Kuchiki, Ichigo Kurosaki, Orihime Inoue, Renji Abarai, Rukia Kuchiki, Uryuu Ishida
Tags Bleach, Filho, Hentai, Ichigo, Renji, Romance, Rukia, Sexo, Vingança
Exibições 139
Palavras 1.803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Droubble, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Esse ficou curtinho...

Capítulo 7 - Reuniões


Fanfic / Fanfiction Desejo e Reparação - Capítulo 7 - Reuniões

-Você não tem o direito de se meter onde não deve. -Rukia quase gritou as palavras chegando ao seu carro.

Ichigo a entregou o menino que dormia sereno. Ela o prendeu na cadeirinha e passou a mão em seus cabelos ruivos tirando as do rosto. Logo fechou a porta voltando-se para Ichigo que a encarou com calma. Não queria discussão.

-Fique calma, eu vi vocês lá juntos daí pensei que…

-Pensou errado. -ela o interrompeu. Colocou as mãos na cintura e logo os levou aos cabelos puxando os grampos que mantinham firme o penteado. Os fios caíram como cascata sobre os ombros a fazendo sentir um alívio imenso. -Olha Ichigo se quer se aproximar de alguém que seja do meu filho e não de mim.

-O que você tá pensando? -ele disse ao fechar a porta do carro que ela tinha aberto. -Minha intenção é ter os dois ao meu lado e vou conseguir custi o que custar. -ele abriu a porta a deixando entrar atonica. Ele amava ver-la assim corada. -Afinal sou rico. -disse por fim fechando a porta com as duas mãos. Deixando-a ir.

***********

Renji tinha chegado tarde aquela manhã, o que menos queria era se afogar no trabalho. Sua cabeça ainda doia da noitada que tivera, tinha de suprir suas necessidades físicas. Sim, mulheres e bebida. Não poderia virar um monge, Rukia não merecia tanto afinal ela não o queria como homem, o amor dele não tinha importância para ela. Entrou em sua sala fechando a porta com força, teria uma reunião agora com Byakuya.

-Renji-sama a reunião começará agora a senhorita Rukia já chegou. -sua secretária o informou saindo logo em seguida.

Levantou-se espantando seu mal humor, tinha de trabalhar. Viu Rukia papeando com a irmã que fazia uma expressão de surpresa e já podia sentir que o assunto seria aquele cara.

-Ele teve um ataque de ciúme e… -Rukia se deteve.

-Oi Renji, bom dia. -Hisana o comprimentou com um sorriso simpático.

-Bom dia.-respondeu mecânico se voltando para Rukia. -Podemos almoçar hoje, depois da reunião?

-Renji eu não posso...eu tenho um encontro com um investidor Shiba kaien. -ela desviou o olhar do dele que a encarava. -Mas se você quiser pode vir comigo. -completou animando-o.

-Tá claro. Vai ser legal.

*********

-Esta tudo certo?-Ichigo aceitou os papéis que seu advogado o estendia.

-Sim tudo como você me pediu.

-Muito bem Urahara. -Ichigo apertou a mão do homem com força mostrando confiança Finalmente seu plano estava sendo colocado nos trilhos. -Quero que entregue hoje mesmo para o endereço que te enviei ontem e os papéis do casamento enviei para esse aqui. - Ichigo o enviou um e-mail pelo celular. -Tudo hoje se possível.

-Claro. -Kisuke ajeitou sua pasta e saiu.

-Kurosaki-sama sua reunião com o kaien-sama será daqui a alguns minutos. -ela lhe entregou uma pasta. -As reservas foram feitas e confirmadas.

-Okey, muito obrigado. -ele se levantou e saiu tinha muito que fazer principalmente em relação ao kaien. Não poderia deixar esse investidor escapar.

-Vai querer que eu reagende a reunião das uma hora? -ela o perguntou acompanhando-o com passadas largas até o elevador.

-Sim, marque para a semana que vem. -apertou o botão. -Tenho de viajar, kaien quer que eu compareça em sua festa no domingo.

-okey irei ligar e remarcar com os sócios. -disse ela antes de a porta do elevador fechar.

**********

Rukia e Renji finalmente haviam chegado ao restaurante, estavam cansados depois da longa reunião que tiveram pela manhã. Rukia tirou o casaco entregando ao recepcionista, Renji fez o mesmo.

-Esta marcado no nome de Shiba kaien. -Renji disse a recepcionista que digitou procurando os lugares marcados.

-Ah, sim ele já está a espera de vocês. -Venha comigo por favor. -a linda mulher os levou para uma área mais calma do restaurante cinco estrelas. -Aqui.

-Obrigado. -Renji a agradeceu puxando a cadeira para que Rukia sentasse.

-Chegaram na hora. -Kaien sorriu para ambos. -Diferente do meu outro convidado. -falou olhando para o relógio.

-Que outro convidado? -Renji perguntou curioso.

-Kurosaki Ichigo. -o nome pegou Renji de surpresa o fazendo se mexer na cadeira. Rukia nada disse apenas o olhou seria acalmando o amigo visivelmente nervoso.

-Pensei que a minha empresa seria a única que lhe interessasse. -Rukia disse ajeitando o cabelo atrás da orelha.

-Tenho muitos interesses que ambas as empresas poderiam suprir. -kaien a fitou divertido com a reação ao nome de seu amigo.

-Desculpe a demora. -Ichigo se desculpou apressado sem perceber de início quem os acompanhava na mesa. -Rukia.

Ela virou os olhos capturando os dele.

-Kurosaki. -Renji cortou o clima estendendo a mão direita. Ichigo o aceitou apertando com intensidade retribuída por Renji. O clima pesou instantaneamente ali e kaien parecia se divertir com isso. Ele conhecia muito bem Ichigo e sabia da relação que o amigo tivera com a bela mulher a sua frente. Mas podia sentir que Renji também nutria algo por ela, o que tornava esse encontro interessante.

-Bom senhores vamos ao que interessa. -kaien disse chamando a atenção para ele. -As duas empresas me interessaram e estou considerando seriamente em fechar negócio com os dois.

-Sera ótimo. -Rukia disse o entregando alguns papéis. -Preparamos esses demostrativos que vão te interessar.

-Apesar de sermos uma corporação de perfumes sabemos que podemos complementar suas exigências. -Renji explicou apontando no papel algo que interessaria a kaien.

Ichigo olhou para ela observando os lábios rosados desenharem um sorriso pequeno. Ele tinha a ensinado bem,mas essa era outra história. Ela era simplesmente a mulher perfeita para ele, as vezes se pegava tentando mudar o passado, mas não tinha como. Um beijo estragara tudo.

-Ichigo você está ficando para trás. -Kaien tocou em seu ombro o acordando para o presente. -Sei que a Kuchiki-san é linda, mas temos negócios a tratar.

-Não se distraia com o que não é seu. -Renji disse o olhando fixamente. Ichigo sorriu balançando a cabeça não acreditando no que ouvia.

-Ta com dor de cotovelo. -ele disse rebatendo irônico. Renji prendeu a respiração tentando se controlar. -Rukia é demais para você carregar.

-Parem com isso! -ela ordernou séria.

-Ela vai ser minha mulher. - Ichigo disse ainda sentado ao ver Renji quase derrubar a cadeira ao se levantar irado.

-O que vai fazer? Obrigar-la a ser sua?

-Eu não preciso disso. -Ichigo disse confiante. -Afinal sou o único que ela sempre amou ou vai amar.

-Ja chega os dois. -Rukia gritou as palavras olhando para ambos. -Desculpe kaien-dono, temos que ir não é Renji. -ela segurou a mão do amigo tentando acalmar-lo.

-Não. -ele a puxou com força enlaçando sua cintura capturando seus lábios trêmulos em um beijo forçado. Rukia arregalou os olhos surpresa pelo ato. Sem que ela pudesse pensar suas mãos foram puxadas pelas de Ichigo que a empurrou para longe enquando seus punhos acertaram o rosto de Renji que cambaleou derrubando a mesa atrás de sí.

-Ichigo. -Kaien o segurou antes que ele pudesse avançar outra vez no homem caído. -Se quiser uma mulher violência não a trará para você.

Rukia correu para Renji o ajudando a se levantar com dificuldade.

-Nunca mais toque na Rukia seu babaca. -Ichigo gritou quase explodindo. -Ela é minha.

-Rukia-san obrigado por ter vindo. -Kaien disse tentando arrastar Ichigo para fora do espaço reservado. -Enviarei meu veredito por e-mail ainda hoje.

-S-sim. -ela respondeu sem olhar-lo, sentou Renji que limpava com uma careta o filete de sangue que escorria pelo canto da boca. -Sinto muito Renji.

-Rukia não precisa se desculpar por aquele imbecil. -ele se levantou ao ver alguns funcionários entrarem atordoadas. -Ja disse que vou brigar por você não importa com quem seja.

*********

Ichigo se livrou bruscamente do braço que o arrastava para o carro, estava ainda transtornado. “Renji era um filho da puta morto se fizesse isso de novo.”-pensou nervoso passando a mão pelos cabelos quase arrancando alguns fios. Minutos depois viu Rukia sair pela porta de vidro acompanhando Renji que ainda parecia atordoado. Renji o encarou com canto de olho esboçando um sorrisinho vitorioso passado a mão esquerda na cintura de Rukia distraída. Ichigo fez menção em correr de encontro a ele, mas kaien o empurrou para dentro do carro.

-Fique calmo, droga. -Kaien disse alterado, sua cabeça começava a latejar.

-Ele me paga. -Ichigo disse socando a porta de ferro sentido a mão arder.

-Pensei por um segundo que você ia matar o Abarai. -Kaien disse ligando o carro sem um destino definido. -Vamos beber alguma coisa em outro lugar. -manobrou o veículo saindo do estacionamento. -Acho que nunca mais vou poder voltar para esse restaurante.

-To precisando encher a cara depois dessa.

*******

-O que aconteceu? -Byakuya os olhou entrar em sua sala com uma expressão nada agradável.

-Renji e Ichigo quase se matam no restaurante. -Rukia disse sentando-se em uma das poltronas confortáveis da sala do cunhado. -Mas acho que conseguimos a parceria com as empresas Shiba.

-Hum! Pelo menos uma boa notícia. -Byakuya disse levando-se. -Recebi agora a pouco esses documentos. -ele as entregou a Rukia que o olhou sem entender.

-Deixe eu ver. -Renji os tomou de sua mão lendo em voz baixa. -É com esse homem que você quer ter uma vida? Desgraçado. -jogou os papéis na mesinha de vidro sentido as mandíbulas doerem.

-O que ouve? -Rukia perguntou confusa com a reação do amigo.

-O Kurosaki está pedindo a guarda total do Riko. -Byakuya a explicou. Rukia rapidamente agarrou os documentos lendo-o com urgência. Seus olhos marejados e a garganta seca a fez suar frio, sua reação fora mecânica rasgando os papéis com fúria.

-Como ele ousa tentar tirar o meu filho de mim. -gritou furiosa jogando os pedaços no ar fazendo-os se espalhar. -Não vou deixar isso acontecer...nunca.

-Rukia acalmasse. -Byakuya a ofereceu um copo de água. Ela não o aceitou, não queria se acalmar, iria matar Ichigo se o visse na sua frente. Quem ele pensava que era? Foi culpa dele não ter visto o Riko crescer. Ele era o culpado. -Rukia eu já tive muitos casos desse tipo então não é nenhuma novidade.

-Mas tem como ele ganhar essa causa? Afinal Rukia é a mãe? -Renji perguntou abraçando-a pelos ombros.

-Tem certa possibilidade dele ganhar sim, afinal o juiz irá considerar que o Kurosaki não sabia da existência do filho. Como se Rukia tivesse negado o direito a paternidade que ele tem direito. -Byakuya explicou pensativo. -Ele tem um bom advogado kisuke Urahara.

-O que vamos fazer? -Rukia perguntou atordoada não conseguia pensar direito. Seu coração batia forte.

-Tentar entrar em um acordo entre as partes envolvidas para que não tenhamos que chegar ao extremo. -concluiu voltando para sua mesa.

-Ele nunca aceitara outra coisa além do que já me ofereceu. -ela disse limpando as lágrimas.

-Do que está faltando Rukia? -Byakuya perguntou interessado.

-Casar...Ele quer que eu me case com ele.






















   


Notas Finais


Desculpem essa coisa pequena kkk não vou poder postar tão cedo outro capítulo meus lindos estou ficando meio sem imaginação kkk aquela fase chata de um autor...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...