História Desejo Impossível - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Exibições 534
Palavras 3.811
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, prontos para mais um capítulo?! 😏😏😏😏 então vamos lá... 🙃🙃😚 espero que gostem!!!

Capítulo 11 - Prazer


Fanfic / Fanfiction Desejo Impossível - Capítulo 11 - Prazer

Logo que conseguiu se acalmar hinata foi para o seu quarto arrumar as suas coisas. Poderiam ser tão felizes juntos! Se pelo menos ele não tivesse falado em casamento. Quando o telefone começou a tocar, teve a certeza de que era ele que estava ligando. Correu para atender :

— Naruto?!

Me desculpe — Disse uma voz masculina do outro lado da linha — Mas infelizmente não sou Uzumaki Naruto. Estou falando com a sra. Uchiha?

— Sim, é ela mesma.

Sra. Uchiha, viúva de Sasuke?

De repente ela soube quem era e desligou o telefone imediatamente. Era um dos repórteres, que na época, não lhe tinham dado paz. E ela caíra na armadilha! Ao desligar daquele jeito, ela confirmara ser a
viúva de Sasuke. Mais que depressa terminou de arrumar suas coisas e saiu do apartamento de Naruto indo para o de Ino.

Ao chegar na porta, hesitou, preferindo tocar a campainha ao invés de usar a própria chave. Afinal não morara ali nas últimas semanas. Após alguns segundos Ino abriu a porta.

— Hina, o que aconteceu? — Ino perguntou dando a passagem pra que ela entrasse — perdeu a chave?

— Não. É que como não tenho estado com você, achei que poderia estar acompanhada e não quis me
intrometer. — Disse já de pé na sala.

— Bobagem, hinata. Estou sozinha. Não é toda garota que tem um artista gostoso como Naruto,
querendo ir para cama com ela. — Ino brincou sarcástica.

Hinata ficou corada e respondeu:

— Nós n...não fomos pra cama.

— Eu sei disso, Naruto me disse.

— Quando ele te disse?

— Ele me ligou do aeroporto hoje de manhã e me contou o que aconteceu. Disse que achava que você estava precisando de ajuda.

— Não sei por que ele achou isso — Hinata disse mas nos fundo ficou triste por ele ter ligado para Ino e
não para ela.

— Vamos conversar sobre tudo hinata. Espere um minuto enquanto pego um café pra gente.. Sente-se já volto.

Hinata foi até o quarto e deixou lá sua mala, voltando para sala em seguida. Ino trouxe o café e enquanto tomavam retomavam a conversa.

— Foi boa sua estadia com Naruto?

— Foi sim. Ele é maravilhoso. Fiquei apenas um pouco sem jeito quando ele me levou para conhecer os pais.

— Por quê? Eles não são pessoas agradáveis?

— muito pelo contrário! São ótimos, e foram muito delicados comigo. Mas pode imaginar como me senti, morando com Naruto sem ser casada e sendo apresentada aos pais dele?

— Eles ficaram chocados?

— Não, eles entenderam a situação. Mas não vou mais me preocupar com isso, porque está tudo acabado. Decidimos...

— Não, hina. Você decidiu, não se esqueça — Interrompeu Ino — E acho que eu sei bem o motivo disso. Mas Naruto não sabe não é?

— Não. Achei melhor não dizer nada.

— você nunca teve certeza disso. Os médicos só disseram que seria muito difícil você engravidar de novo, mas não deram absoluta certeza, eu estava lá lembra?!  eu ouvi ele dizer. Você poderia tentar fazer mais alguns exames.

— Não ia adiantar nada, porque eles poderiam me dar falsas esperanças, então eu me casaria com Naruto acreditando nisso. Não posso fazer isso com ele Ino. Sei que ele espera ter filhos um dia, eu não vou poder dá-los a ele.

— Você está se rendendo antes de lutar hinata. Às vezes me dá vontade de te dar umas pancadas nessa sua cabeça oca. Naruto a ama e quer se casar não somente para ter filhos.

— Não adianta, não vou mudar de ideia, sabe como eu sou; Naruto não devia ter se queixado com você!

— Ele me parecia arrasado quando falou comigo no telefone. Você não deveria estragar a vida dele sem
nem ao menos lhe dizer o por quê.

— Se eu contasse o motivo ele faria eu me casar, e sei que não devo. Você não entende Ino? É por amá-lo tanto que não posso aceitar isso.

— E se ele encontrar outra e se casar com ela?

Só de pensar nessa possibilidade hinata sentiu como se uma faca estivesse sendo cravada em seu
coração.

— Ao menos ele poderia ter a família que ele tanto quer — Hinata respondeu sentindo os olhos marejarem — Não atrapalho se eu voltar a morar aqui?

— Claro que não; senti tanto a sua falta. — ela sorriu e abraçou hinata demostrando a alegria de ter sua prima com ela mais uma vez — Não tenho saído muito; Vejo o Gaara de vez em quando, mas estou preocupada com o Sai. Tem sido muito difícil trabalhar para ele ultimamente.

— Talvez ele esteja apaixonado sem ser correspondido — Comentou hinata.

— Talvez seja isso mesmo, ele anda insuportável .

— Acho que sim Ino. Essas últimas semanas com Naruto me ensinaram muito. Ele estava sempre zangado e explodindo.

— Sai não chega a explodir, mas está sempre me criticando... Parece que nem sei mais fazer meu trabalho, reclama de tudo que eu faço. — suspirou Ino frustrada.

— Você sabe que ele está apaixonado por você não sabe?

— Não seja boba! Claro que não...!

— Mas você gosta dele não gosta?

— Sinceramente?! — sorriu ela —  Gosto dele desde o dia em que comecei a trabalhar lá, mas também sinto algo pelo Gaara... É tudo muito confuso.

— Você nunca tentou demostrar ao Sai que gosta dele?

— De jeito nenhum. Como poderia continuar trabalhando para ele se tivesse demostrado? Ele nunca ligou para mim!

— Acho que ele só está com ciúmes. Desde quando ele começou a te perturbar? Desde que começou a sair com o Gaara?

— Acho que sim; mas não pode ser verdade, antes de começar a me perturbar e me amolar ele me
tratava como uma irmã.

— Mude de tática, e veja que resultados consegue.

— Não posso mudar assim de uma hora para outra. Não posso passar de irmã para amante, assim de
repente!

— Quer ser apenas amante dele?

— Acho que ele nunca me ofereceria mais do que isso — respondeu com um sorriso triste.

— E depois eu é que desisto sem lutar? Não vale a pena tentar?

— Talvez sim, vamos ver...

No dia seguinte, hinata quase morreu de susto! Viu uma fotografia sua e de Naruto na primeira página do jornal. Já havia até esquecido o telefonema do repórter no apartamento dele. E agora via-se frente a frente com a notícia.

Estava tudo sendo desenterrado de novo; os detalhes sórdidos de seu casamento com Sasuke estavam ali escritos e o jornal a apresentava como a nova conquista do galante ator Uzumaki Naruto.
De repente hinata teve a certeza de quem havia dado a notícia de que ela estava com Naruto:
"Sakura."

Pouco depois o telefone começou a tocar e não parou mais. Depois de uma hora nessa situação, ela tirou o fone do gancho e desligou seu celular. Não queria falar com ninguém sobre seu relacionamento com Naruto, muito menos com aqueles repórteres abelhudos, loucos atrás de fofoca.

Na hora do almoço Ino entrou no apartamento acompanhada de Sai, e ela estava muito preocupada.

— Hinata — disse Ino sentando-se no sofá ao lado dela. Só agora fiquei sabendo da notícia no jornal. Você está bem?

— Não vou tomar nenhuma atitude desesperada Ino. Fique tranquila estou bem. — respondeu despreocupada.

— Disse isso a ela o tempo todo — falou Sai — Mas ela estava tão preocupada com você que achei
melhor trazê-la aqui.

— Foi muito amável de sua parte — Hinata disse ao Sai — Obrigada. A quanto tempo eu não te via Sai.

— isso é verdade.

— Não vim para casa correndo só para ver vocês dois trocando amabilidades — Ino falou um pouco irritada.

Hinata sorriu e respondeu tranquilamente:

— Não estou aborrecida com a notícia no jornal Ino; Sei que eles imprimem qualquer coisa que possa vender mais exemplares. Além disso como Naruto falou novidades que fizeram sensação há dois anos não significam muito agora.

Ino pareceu mais calma ao ouvir isso. Ao ver Ino e Sai juntos, muito à vontade um com o outro, Hinata
desconfiou de alguma coisa.

— Tem alguma coisa que queiram me contar?

— Pedi a Ino em casamento — Disse Sai muito feliz. — Aliás não pedi; Disse a ela que iríamos nos casar, ela andava discutindo muito comigo nos últimos dias, então não dei chance para nova discussão.

— Mesmo?! E quando vão se casar? — Perguntou Hinata super contente e animada pela prima.

— O mais cedo possível. Não sou criança para ter que ficar esperando mais tempo. — Explicou Sai.

— Ninguém disse que precisamos nos casar primeiro para isso — Sorriu Ino com Malícia.

— Não senhora! Casamento primeiro! — Sai disse sério.

— Não sabia que era tão antiquado. — Ino sorriu.

— Há muita coisa que ainda não sabe ao meu respeito Ino, mas logo vai descobrir. — Sai disse e sorriu
também.

— Sai me deu o dia de folga hina, para que eu possa comprar um vestido para celebrarmos o noivado amanhã na casa dos pais dele. Não quer vir conosco? — Ino tinha ficado ainda mais linda com tanta felicidade.

— não, acho que é melhor eu deixar vocês a sós.

Hinata preferiu ficar em casa pensando. O que vira no jornal já não a aborrecia tanto como acontecera da outra vez. Estava mais amadurecida; sabia encarar as coisas de outra maneira. Quando a campainha tocou, hinata achou que poderia ser algum repórter, mas não se sentia amedrontada. Se tinha que enfrentá-los era melhor que fizesse isso logo de uma vez.
Com coragem e determinação, abriu a porta e quase caiu para trás quando viu quem estava à sua
frente.

— Na...naruto...

— Em carne e osso... — Ele disse entrando no apartamento.

Ela fechou a porta e ficou o fitando sem saber ao certo o que dizer.

— O ...o que está fazendo aqui?

— Tentei te ligar mas... Só dava ocupado. Achei melhor vir até aqui.

— Você já ...não deveria estar nos Estados Unidos?

— Voltei quando soube do escândalo que os jornais estão publicando. E pelo jeito eles não te deixaram em paz o dia inteiro.

— sim, é verdade...o telefone não parava um minuto, por isso o tirei do gancho e desliguei meu celular. Quando você chegou pensei que fosse um repórter. — Respondeu a um pouco séria.

— Não parece contente em me ver. E pensar que vim porque achei que você precisava de mim. — Ele falou com amargura.

—  como ficou sabendo das notícias daqui?

— Liguei para o apartamento pra saber se você tinha mesmo ido embora e Teuchi me disse o que
aconteceu.

— Acho... Que foi a Sakura.

— não acho, eu tenho certeza de que foi a sakura quem falou com os repórteres.

— Por que tem tanta certeza?

— Naquele dia que você disse
que eu tinha procurado por ela eu realmente fui, eu tentei ficar com ela... mas acabei a deixando e fui beber, ela ficou com raiva e disse que descobriria quem era você. apenas cumpriu a ameaça.

— Entendo!

— Você não me parece muito
aborrecida com o que aconteceu. E pensar que temia tanto a publicidade!

— Era isso que esperava? Por isso veio aqui? Esperava que eu caísse chorando em seus braços?

— Não é nada disso Hinata! Sabe de uma coisa?! Errei quando fui para Nova York, deveria ter ficado e ter feito você ser minha, assim não teria se recusado a se casar comigo.

Hinata olhou para Naruto que se aproximava dela e ela o achava a cada passo mais atraente. Mesmo
assim tinha certeza do que dizia quando respondeu:

— Ainda assim eu teria recusado — Disse ela já se encostando na parede com ele bem próximo já dos seus lábios.

— Só há uma maneira de provar isso — sussurou ele.

Ele a pressionou contra a parede e colou seu corpo ao dela — Preciso que seja minha, você não vai me recusar de novo. — ele a suspendeu de uma vez,  detendo uma das mãos nas coxas e a outra na cintura.

— Naruto ... Não! — Disse ela já com a voz ofegante enquanto ele a apertava forte pela cintura. — pare por favor.

— Não lute hinata; só pensei nisso enquanto eu vinha para cá. Você é tudo o que eu quero na vida, não posso te perder. Não vou machucar você... — Ele olhou profundamente em seus olhos perolados — Não vou te machucar eu prometo, quero que sinta prazer comigo e não dor.

Sem deixá-la responder, Naruto beijou-a ardente de paixão. Dos lábios foi descendo para o pescoço dela devagar e logo estava com a cabeça já entre seus seios. Hinata sentia-se cada vez mais vulnerável e seu corpo se amolecia pelos toques quentes em sua pele, ela correspondia aos beijos com igual intensidade, colava-se ainda mais nele. Não queria mais fugir; mesmo com receio decidiu deixá-lo conduzi-la, decidiu se arriscar mais uma vez. Do mesmo jeito que estavam naruto a carregou no colo até o quarto sem deixar de beijá-la nem por um segundo.

Ele colocou-a gentilmente na cama, e se deitou por cima dela, segurou seu rosto beijando-a com todo desejo que sentia. Hinata ficou sem fôlego ao sentir os lábios macios dele contra os seus, sua boca
se abria aos poucos para o avanço lento e gostoso da língua de Naruto. Era um beijo profundo e erótico, naruto saboreava seus lábios com calma, sem pressa. Hinata já se sentia excitada e gemeu sentindo ele esfregar o  corpo dele ao seu. As mãos dele foram descendo por sua garganta, segurando-a de leve.

Com carinho como se ela fosse
uma criatura frágil ele agarrou os seios dela por cima da blusa de seda que ela usava, e acariciou-os de  leve para sentir o quanto estavam sensíveis. Ele segurou os mamilos entre os indicadores e os
polegares, dando lhes um aperto com a intensidade exata para proporcionar prazer. Hinata fechou
os olhos sentindo-se cada vez mais acesa, Naruto a beijou de novo acariciando seu lábio inferior com a língua.

— Estou esperando por isso a tempo demais — Sussurrou ofegante próximo ao pescoço dela.

— Naruto... — ela prendeu a respiração quando sentiu seus mamilos se desnudarem por inteiro.

— você é tão linda — Ele murmurou, acariciando as pontas endurecidas dos seus seios com os polegares. Ele abaixou a cabeça e abocanhou um deles, remexendo a língua e sugando com força. Hinata gemeu, jogando a cabeça para trás e sentindo em sua intimidade o reflexo daquela sucção, uma sensação que fez todo o corpo dela se estremecer. Quando ele fez o mesmo com o outro mamilo, ela
soltou um gemido um pouco mais alto fazendo-o sorrir.

— Naruto eu...

— Shh — ele interrompeu ela colocando dois dedos sob seus lábios — Vou fazer tudinho para te deixar no ponto certo meu amor. — sussurrou em seu ouvido, causando nela um arrepio gostoso por todo corpo — vou continuar fazendo até você me querer dentro de você.

Ele acariciou a lateral do corpo dela e as coxas de hinata com movimentos circulares e selou seus lábios aos dela novamente. Hinata sentiu quando ele tirou a calça que ela usava e em seguida sua calcinha vagarosamente... passou a mao por cima de sua intimidade suavemente, isso foi o suficiente para ela ficar cega  de desejo, mais do que depressa retirou a camisa de Naruto. Ele voltou sua boca para um dos seios de hinata, e com uma das mãos introduziu dois dedos vagarosamente  em  sua intimidade, sempre mantendo o cuidado pra não machucá-la, ele sentiu o quanto ela estava molhada de  excitação.

— Eu amo você Hinata — Naruto sussurrou com a voz rouca, e ofegante, beijando-a carinhosamente logo em seguida. — Você é a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Não acredito que as coisas entre nós dois não podem dar certo — concluiu olhando em seus olhos — preciso de você meu amor, preciso muito.

Naruto abaixou a cabeça e foi passando os lábios e a língua por toda a extensão do pescoço dela, passou pelos seios e suas mãos percorriam o mesmo caminho
que os lábios dele, quando naruto passou a língua pela parte posterior de suas coxas hinata sentiu- se estremecer, seu corpo foi tomado por um desejo tão forte que ela nem imaginava que poderia existir. Quando ele chegou a boca perto de sua intimidade ela prendeu a respiração, ansiosa.

— Tão linda — Ele murmurou soltando o hálito quente junto aos lábios de seu sexo — Tão lisinha, e tão perfeita. Deixa eu provar o quanto você é deliciosa.

Hinata se encolheu toda e esperou para ver o que ele faria, mas quando isso aconteceu, não estava preparada — Ela deu um gemido tão alto que ele teve que lhe tapar a boca.

— Shh calma meu amor, eu vou cuidar direitinho de você. Morde um travesseiro.— sussurrou Naruto em meio a um sorriso.

Ele continuou a mexer a língua com habilidade, esfregando o clitóris com a pressão ideal. Hinata se contorcia conforme sentia aquelas ondas de prazer que jamais sentira antes, ela  gozou rapidamente arqueando as costas diante ao ápice que sobrecarregou seus sentidos e espalhou tremores de deleite por todo seu corpo sensível. No meio de um orgasmo que escureceu suas vistas, a língua de Naruto a penetrou entrando e saindo dela furiosamente. Ela mal podia acreditar que sentiu aquilo, mas não era mais o suficiente pra ela, precisava de uma penetração mais robusta e profunda.

— Naruto eu...quero você dentro de mim. — disse ela ofegante.

Naruto já não conseguia mais se controlar, se levantou as pressas. Hinata ouviu o som do zíper da calça dele ser aberta e retirada, logo sentiu o toque sedoso da ereção dele. Ele ainda a provocou um pouco esfregando a cabeça do membro dele em seu sexo.

Ela arqueou as costas e fechou a mão apertando fortemente os lençóis de sua cama, sentia suas
bochechas coradas e mal conseguia raciocinar, naruto a estava deixando louca.

— Eu preciso disso Naruto! — Hinata gemeu ofegante dizendo essas palavras. — quero você!

Com um grunhido grave, ele remexeu os quadris e começou a  penetrá-la devagar e com carinho, para que ela não se assustasse.
Ainda assim, Hinata sentiu um certo incômodo, era como se tivesse voltado a ser virgem; temeu  um pouco, e fechou os olhos, perante o ardor que sentiu, por um momento tudo que tinha passado com sasuke voltou a sua memória mas antes de qualquer coisa ouviu a voz carinhosa de Naruto.

— eu não vou te machucar! Confia em mim?

Só quando ela abriu os olhos viu que ele estava a fitando profundamente com o rosto quase colado ao seu.

— eu.. Confio em você! — respondeu com um sorriso meigo acariciando o rosto dele suavemente — Eu...eu te amo naruto. — confessou.

Ela o viu sorrir e sentiu os lábios dele sobre os seus novamente em um beijo cheio de amor e luxúria ao mesmo tempo. Sentiu ele forçando a entrada em sua intimidade aos poucos, com cuidado. Apesar do ligeiro desconforto ela não sentiu dor quando ele finalmente a preencheu por completo.
Naruto entrelaçou suas mãos as dela enquanto ainda a beijava. Mesmo sendo torturante ele permaneceu imóvel por alguns instantes para que ela se acostumasse. Estava sendo difícil se controlar, mas precisava, não queria assustá-la.
separaram-se do beijo aos poucos e naruto surpreendeu-se ao ouvi-la dizer:

— ...pode se movimentar naruto, não sinto mais dor!...

Ele assentiu trêmulo.

Logo ele começou movimentos lentos, vendo-a gemer cada vez mais.
Conforme o tempo passava ele se movia mais forte e mais intensamente, já a penetrava e a beijava com todo o desejo e paixão que havia sido reprimido durante todo esse tempo.
Lágrimas escorriam dos olhos de hinata sobre o travesseiro, enquanto ele a beijava.
Enfim pertencia a ele, agora podia sentir essa conexão entre seus corpos, algo que seria impossível com qualquer outro homem.

— Queria poder fazer mais devagar sem pressa, mas não consigo hinata, te quero a tempo demais. — Sussurava ele ao seu ouvido enquanto a penetrava forte e rapidamente.

Ele se curvou um pouco mais e empurrou ate o fundo.

— Minha nossa, você é muito gostosa, vou gozar muito pra você amor! — ele sussurrou ofegante pra ela.

Naruto tirou e depois colocou outra vez o mais fundo que conseguiu. Senti-lo daquele jeito dentro dela
era perfeito; para hinata estava sendo como se fosse sua primeira vez, a única coisa que havia sentido
com Sasuke fora nojo e dor, o que era completamente diferente do que estava sentindo agora.

Naruto a agarrou forte pelos quadris e meteu com mais força repetidas e repetidas vezes, Hinata arfou de prazer, perdendo a cabeça já a beira do clímax.

— Não pare — ela implorou desesperada por mais um pouco de atrito para poder gozar de novo.

— Nunca minha linda — ele gemeu enfiando com ainda mais gosto — Eu não vou parar, quero sentir você gozando gostoso pra mim. —  arfou.

O som erótico dos corpos se tocando, misturado com as palavras obscenas que saíam da boca dele, promessas de amor, elogios quentes e demonstrações ásperas de desejo, tudo aquilo a estava deixando louca. Ela remexia os quadris tentando seguir o ritmo dele com a mente entorpecida pelo prazer. Quando Naruto atingiu o ponto exato dentro dela, hinata gozou com um grito abafado. Ela
respirou com dificuldades em meio ao orgasmo poderoso que teve. Não demorou muito, Naruto gozou
também e se derramou dentro dela; ele se sentia ofegante e trêmulo e principalmente satisfeito.
Beijou-a  com carinho nos lábios e deitou-se ao lado dela a puxou para seus braços e a fez descansar a cabeça em seu peito. Depois de algum tempo calados ele perguntou:

— Você me odeia Hinata?

Hinata olhou pra ele e respondeu:

—  agora me sinto uma mulher completa; não poderia odiá-lo nunca por isso... Você foi maravilhoso.

— Quando se tem uma mulher perfeita, tudo é maravilhoso — Ele disse olhando fundo em seus olhos.

— Não desapontei você? — perguntou um pouco corada.

Antes de responder Naruto a beijou novamente, fazendo com que novas ondas de prazer percorressem seu corpo.

— Você é muito mais do que eu poderia querer em uma mulher hinata. Hoje foi maravilhoso, amanhã será melhor ainda. — respondeu brincando com os dedos das mãos dela nas suas. — Gostaria de passar a vida toda aqui em seus braços..

— eu também — ela sorriu.

— Onde está a Ino?

— Saiu com o Sai, eles vão se casar acredita?!

— Sai? Pensei que fosse o Gaara.

— Ela sempre amou o Sai, só não queria admitir nem ela e nem ele. Agora que sabem que se amam vão se casar logo.

— fico feliz por eles — disse Naruto — falando em casamento Hinata, quando será o nosso? — Perguntou ele olhando em seus olhos novamente.

O sorriso dos lábios dela desapareceu em um segundo:

— Eu não vou me casar com você Naruto!

— o quê? — perguntou assustado. — eu não acredito que está me dizendo isso.

Continua....


Notas Finais


Alguém dá um soco nessa Hinata pelamorddeus 😂😂😂😂😂😂...
E aí o que acharam?
Vejo vcs no próximo capítulo... Bjosss
😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...