História Desejo Impossível - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Exibições 465
Palavras 1.731
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie Galerinha como vcs estão? Demorei?! Desculpem a autora-san, minha net não estava ajudando
muito! Obrigada pelos comentarios de vcs, pelos favoritos os que acompanham...vcs sao dmaiss 😘😘😘^^ boa leitura a todos! leiam as notas finais tem um aviso!

Capítulo 13 - Preparativos


Fanfic / Fanfiction Desejo Impossível - Capítulo 13 - Preparativos

— Esse é o único motivo de ela recusar seu pedido de casamento, ela diz que tem certeza que um dia
você vai querer ter um filho, e hinata acredita ser incapaz de lhe dar um.

Naruto permaneceu em silêncio por alguns instantes, como se ainda estivesse processando aquelas
palavras, ele a encarou com seriedade.

— Me fale a verdade Ino, que tipo de homem a Hinata pensa que eu sou? Como ela se sente ao meu
respeito?

Ino esboçou um pequeno sorriso antes de responder:

— Ela ama você. Acho que sempre amou. Se você vesse como ela está agora...

— Confesso que estou um pouco surpreso com o que você me disse, mas... Isso não era e nem nunca
seria um motivo plausível que faria eu me separar dela! Eu estava com hinata por amor não ia me casar
com ela por causa de filhos. Eu não acredito que ela pensou que... — Naruto parou de falar e deu um
longo suspiro, retomando a palavra logo em seguida — Tudo que eu queria era o amor dela, mais
nada. Se ela tivesse me contado ...

— Eu sei! ninguém adivinha o que passa pela cabeça dela. Posso te perguntar uma coisa?

— O que?

—Seu caso com aquela atriz, a Sakura... Começou depois do que aconteceu entre você e a hinata?

— Do que está falando?

— Não tente me enganar, não são apenas os jornais, eu mesma vi aquela mulher saindo do seu prédio na semana passada. Li que ela acabou não se casando.

— É verdade que a Sakura não se casou. O noivo dela a trocou por uma modelo. — respondeu
simplesmente.

— Então vocês dois realmente...

— Não!

— Não?!

— Sakura veio mesmo aqui, mas não com a frequência que dizem os jornais. Veio apenas um dia, ela
queria... Bom, você deve imaginar o que ela queria, mas eu a rejeitei, ela não aceitou muito bem, quebrou
alguns vasos, tentou me acertar algumas taças, me xingou em umas oito línguas diferentes e foi embora! — respondeu sem dar importância.

— Quer dizer que...

— Desde que eu deixei a hinata não consigo ficar com nenhuma outra mulher, simplesmente não consigo, ela se tornou tudo na minha vida. Por isso eu queria tanto que ela fosse minha esposa.

Naruto levantou-se e foi preparar outra bebida.

— Bebe alguma coisa? — Perguntou.

— Não, obrigada!

— Hinata me disse que você ia se casar, quando vai ser?

— Daqui a três dias!

— Parabéns! — Disse sincero.

Ino sorriu e corou um pouco antes de responder.

— Obrigada!

— Eu poderia jurar que você se casaria com o Gaara.

— Eu fiquei em dúvidas no começo mas... Percebi que o Sai é quem eu amo de verdade. Bom, mas não
vim aqui pra falar de mim, você vai tentar conversar com a hinata não vai Naruto? Tem que convencê-la que quer ficar ao lado dela a pesar das circunstâncias, vejo que você está tão mal quanto ela, Por favor faça alguma coisa, é horrível ver a hinata daquele jeito.

Naruto sentou-se novamente e com os olhos fixos no chão ficou em silêncio por alguns instantes, logo depois direcionou seu olhar para Ino e sorriu maroto dizendo:

— Tenho uma ideia melhor, e você vai me ajudar.

★****★****★****★****★***

Já era tarde da noite quando hinata ouviu Ino chegar, ela foi até a sala e avistou sua prima já sentada no
sofá com um sorriso.

— Estava com Sai até agora?

— Sim! Estávamos resolvendo alguns detalhes que faltavam do casamento. — Respondeu ainda
sorridente — Vai ser o casamento dos meus sonhos hina; Campo aberto, sol, jardim, flores... Vai ser
perfeito.

— Fico muito feliz por você Ino; verdade! — disse hinata com um sorriso triste.

— Ah não ... Poxa eu queria que você sorrisse com o olhar também! Pensei que você ficaria mais entusiasmada com a aproximação do casamento.

— Desculpe!

— Que tal amanhã você sair comigo para escolher seu vestido de madrinha?

— Eu ... Estava pensando em usar aquele que o Sasuke me deu de presente quando nos conhecemos; eu nunca tive a oportunidade de usá-lo mesmo então...

— De jeito nenhum! —interrompeu Ino — não pode usar o presente do cara que mais te fez sofrer na vida ne?! Joga isso fora Hinata, credo!

— Não posso jogá-lo fora Ino.

— Então deixa que depois a gente doa pra alguém. Vou levar você pra escolher um vestido novo e bem lindo sem lembranças tristes.

— Mas...

— Não tem essa de mas, você vai e pronto!

Hinata deu um longo suspiro antes de concordar, sabia que Ino era muito persistente e não desistiria.

— Tudo bem... Como quiser! — respondeu desanimada.

Assim que amanheceu, Ino já estava na sala de pé, esperava hinata terminar de se arrumar para saírem. Enquanto ela não vinha aproveitou para fazer a ligação necessária, e falava baixo ao telefone para que hinata não escutasse.

— Oi, e então conseguiu?... Ótimo! — sorriu — Não se preocupe com isso... Fique tranquilo, faremos dar
certo. Vamos sair agora, qualquer coisa me ligue se eu não puder atender ligue para o Sai ele já sabe de tudo!... Certo!.. Até mais!

Ino desligou o telefone assim que hinata chegou na sala.

— Está pronta?

— Sim! — respondeu sem ânimo algum.

— Nossa hina, até parece que estou te levando para um velório! Melhora essa cara!

Ela apenas deu um sorriso sem graça.

— Vamos?

— Sim!

Hinata deu alguns passos para acompanhar Ino porém antes que pudessem chegar na porta sentiu-se ligeiramente tonta tendo que se apoiar na prima para não cair. Ino a olhou preocupada e a encaminhou
de volta para o sofá para que se sentasse.

— o que houve? Ficou tão pálida de repente.

— Não sei, fiquei um pouco tonta.
— respondeu com uma das mãos na cabeça. — está tudo girando!

— Espere aqui — Disse Ino indo em direção a cozinha, e retornando segundos depois com um copo de
água, entregou o copo para hinata e sentou-se ao lado dela. Ficaram em silêncio alguns minutos, ate Ino perguntar.

— Como se sente?

— Bem, foi... Só uma tontura leve, não se preocupe.

— Falei para você comer direito, olha só no que deu. — repreendeu.

— Eu vou ficar bem Ino, isso não foi nada. Já podemos ir se você quiser!

— Tem certeza?

— Sim, já passou!

— Se estiver se sentindo mal, podemos ir amanhã!

— Não precisa! Além disso se eu não for hoje, tenha certeza que não vai me convencer tão fácil outra vez.

— certo, então vamos sua teimosa! — respondeu com um sorriso.

Hinata tinha se esquecido como era cansativo fazer compras com Ino. Todas as lojas que iam não tinha
um vestido que agradasse sua exigente prima, Por ela teria ficado com o primeiro que viu para poderem acabar logo com isso e voltarem para casa, mas não ia conseguir isso com Ino ali. Depois de irem em praticamente todas as lojas da cidade, resolveram passar pelo shopping. Sentia-se cansada e Ino parecia que a cada minuto ficava mais animada ainda. Quando passaram em frente a uma loja de roupas finas, sua prima parou imediatamente ao ver o vestido exposto na vitrine, ela virou-se para Hinata e sorriu já puxando-a para dentro da loja. Assim que a atendente trouxe o vestido, Ino estendeu a peça para que
hinata provasse.

— tenho certeza que ficará maravilhosa nesse tecido. É lindo!

Hinata olhou bem para o vestido e olhou de volta para a prima um pouco surpresa, mas antes de falar o que estava pensando foi empurrada por ela para dentro do vestiário, e sem muita escolha o vestiu. Era realmente muito lindo, longo e pouco rodado, era de seda e tinha uma cor azul claro, havia uma pequena abertura acima do busto e duas fitas azuis de renda cruzavam as costas, o tecido leve dava o ar delicado e elegante; parecia ter sido desenhado especialmente para ela, pois moldava seu corpo perfeitamente
deixando suas cintura bem definida. Tanto Ino quanto todas as vendedoras e clientes que ali estavam pararam para olhá-la e estavam todas boquiabertas com a perfeição que ela havia ficad, e isso a deixou sem graça!

—... Estou Sem palavras, é perfeito... Tem que ser esse! — Disse Ino sorrindo e dando pulinhos de alegria.

— Eu.. Não sei não!

— Como assim não sabe? Está louca? Olha pra você, é perfeito! Vai me dizer que não gostou?

— Não é isso... É realmente muito bonito, mas... Você não acha um pouco demais só para uma
madrinha?

— Claro que não sua boba! É perfeito para isso! Sem dúvidas é esse que vamos levar!

— Ainda acho exagerado; a única que deve chamar atenção é você: A noiva!

Ino sorriu e disse em um tom divertido:

— Ah eu sou a atração principal; mas você não é apenas minha madrinha de casamento, é a única família que tenho, é minha irmã. — Respondeu sincera — E deve estar linda também!

Depois das compras resolveram comer alguma coisa no restaurante do shopping mesmo. Hinata entrou distraída com toda a conversa animada de Ino, foi pega de surpresa quando esbarrou em alguém. Seu coração quase saiu pela boca ao vê-lo, sentiu seu corpo estremecer com o simples olhar que ele lhe lançou. Ficou ali parada sem saber como reagir, afinal não o via a dois meses.
Ela o viu sorrir para Ino e
como se hinata fosse uma completa estranha ouviu Naruto dizer pra ela sem emoção alguma:

— Desculpe! A culpa foi minha, não vai mais se repetir. Ino como vai?

— Vou bem Naruto, e você?

— Vou muito bem, obrigado! Bom, preciso ir agora, com licença! — respondeu Naruto passando por ela sem nem olhá-la.

Hinata não conseguia entender o motivo de ele a ter ignorado completamente daquele jeito, como se ela nunca tivesse feito parte da vida dele... Como se ele não a conhecesse. Se sentia péssima, parecia que tinham lhe cravado uma faca em seu coração, sem se importar com a presença de ninguém deixou suas lágrimas rolarem por sua face, e falarem por ela o que estava sentindo naquele momento. Então Naruto não a amava mais, imaginar isso a despedaçou, ele jamais havia a tratado de maneira tão fria, e isso a machucava muito. Hinata virou-se para Ino que a olhava preocupada, e disse em meio as lágrimas.

— Eu vou para casa... Fique se quiser! — Disse já correndo para fora do restaurante.

Continua....


Notas Finais


Então pessoal, infelizmente Desejo Impossível está chegando ao fim, esse foi o antepenúltimo capítulo; restando agora apenas mais dois para o grand finale... 🤗🤗🤗
Os capítulos virão ainda recheados de surpresas haha ... Espero que gostem , vamos ver o que vai ser do nosso casal! Bjosss no ❤❤❤❤❤❤❤^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...