História Desejo proibido. - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Exibições 124
Palavras 1.045
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey Cupcakes aqui vai mais um capítulo,nos vemos lá embaixo...

Capítulo 33 - A verdade.


Pisquei por alguns segundos calada sem saber exatamente o que fazer ou falar,eu esperava por qualquer coisa,aliás eu esperei muitas coisas mas essa não era uma delas,eu podia rir pensando que era uma piada mas minha mãe nunca faria piadas com isso e ela me olhava séria hesitando nas próximas palavras,talvez pela minha reação mas ela parecia apavorada,eu respirei fundo e contei até dez,respirei de novo e contei até cinco,suspirei e limpei as lágrimas que havia escorrido pelo meu rosto então a olhei determinada.

-Eu não sou irmã dele?-questionei porque eu precisava começar por algum lugar e achei que era um bom começo para toda essa confusão que girava ao redor da minha mente.

-Não.-ela confirmou hesitante,piscou os olhos puxados e mordeu o lábio meio temerosa.

-Como?-eu questionei estreitando os olhos.

-Você não é minha filha biológica.-ela despejou a verdade sobre mim e eu entreabri os lábios tentando assimilar tudo.

-Como assim?-questionei novamente e ela suspirou não parecendo à vontade com a conversa.

-Eu adotei você,eu e seu pai não queríamos te deixar sozinha e eu prometi a sua mãe que iria cuidar de você.-ela disse com os olhos cheios de lágrimas,ela esfregou as mãos no rosto e suspirou.-Prometi a ela que cuidaria de você como se fosse minha filha,ela amava você,escolheu seu nome,eu amo você e sempre amei desde que estava na barriga dela.-ela falou choramingando com as palavras quase impossíveis de entender pelo choro que ela começava.

-Ela quem?-questionei choramingando,as lágrimas começando novamente a tomar seus caminhos com medo da sua resposta.

-Safira,ela era sua mãe.-ela me disse e eu entreabri os lábios lembrando da jovem de sorriso calmo e olhar penetrante na foto que eu vira tempos atrás sem nem imaginar a verdade.

-Safira Hood,a sua afilhada?-eu questionei chorando,a história que ela me contou sobre Safira girava em minha mente dando nós e torcendo até ficar difícil até respirar,eu funguei tentando respirar melhor.

-Ela mesma.-ela confirmou chorando timidamente,não parecia querer que eu visse suas lágrimas.

-Como isso aconteceu?Quero saber a verdadeira história sobre mim.-eu disse decidida,as lágrimas em meu rosto pararam aos poucos de rolar quando com raiva afastei elas dali,minha ''mãe'' me olhou chorando e suspirou.

-Safira tinha um namorado,ninguém na família gostava dele mas ela gostava e não tinha quem o tirasse da sua cabeça,então ela engravidou,na época ela era mais nova do que você,tinha 15 anos,foi complicado,Sue tentou ajudar no que pode,quando ela contou ao seu pai ele fugiu,ninguém nunca mais ouviu falar dele e eu posso dizer com certeza que não quero vê-lo,deve ter morrido ou se sido preso para ser sincera,Safira ficou arrasada e quase perdeu o bebê,a única pessoa além de mim e Sue que sabia sobre a gravidez era seu pai,quero dizer o meu marido não o idiota que Safira se apaixonou.-ela disse e suspirou pesadamente.-Naquele tempo ser mãe solteira era o cúmulo e tão jovem então..um desperdício,Sue decidiu que assumiria você como filha dela e você seria irmã de Safira,ela descobriu que era uma menina e escolheu seu nome Crystal,ela estava muito feliz,Sue me pediu que fosse com elas até a chácara para passar os meses da gravidez torcendo para ninguém desconfiar muito,ninguém desconfiou,Safira parecia muito com você,o jeito de sorrir ou falar,era magrinha como você também e a barriga mal cresceu nela,ficamos na chácara até você nascer,seu pai..padrasto,enfim,ele cuidou de Mali e Calum que na época tinha acabado de completar um ano,quando você nasceu seu parto foi feito por uma parteira e foi tudo muito bem,um mês depois a Mali quebrou o braço e essa parte era verdade,eu precisava voltar para Sidney então Safira pediu que eu trouxesse você,não sei porquê mas eu concordei depois de ela muito insistir.-ela falou e fungou passando a mão nos olhos cheios de lágrimas.-Trouxe você comigo e cuidei de você por algumas semanas,eu amava Safira e você era um amorzinho de criança,praticamente nem chorava,foi um prazer cuidar de você mas então Sue e Safira iriam voltar de lá,no meio do caminho sofreram um acidente,eu fui correndo para lá com você,no hospital eu descobri que minha prima,Sue,tinha morrido no acidente mas Safira faria uma cirurgia,eu falei com ela na porta do lugar,eu estava com você nos braços e ela pediu que eu prometesse que cuidaria de você e não deixaria nada te acontecer de ruim,eu não seria apenas sua madrinha como fui para ela,seria sua mãe,ela me disse que fui uma segunda mãe para ela e que queria que eu fizesse por você o meu melhor,eu prometi mas disse que ela viveria,que cuidaria de você..-ela se interrompeu em lágrimas soluçando e convulsionando de tanto chorar.-Eu não a vi viva depois disso e jurei que cuidaria de você do melhor jeito que pudesse.-ela disse com a voz embargada,eu a abracei com força,eu também chorava agora,por mim,por ela e por Safira,a minha verdadeira mãe,chorava pela avó que eu nunca tinha conhecido e se dispusera a me assumir pela filha,choramos as duas juntas.-Você não tinha mais ninguém,o marido de Sue morreu anos depois de Safira nascer,Sue morreu e então Safira,eu não deixaria você sozinha nesse mundo,não mesmo Crystal,você é minha pequena Crystal Alexandra Hood,pode não ser minha filha biológica mas é minha filha de coração.-ela disse beijando o topo da minha cabeça com carinho,um beijo molhado de lágrimas.

-Eu amo você mamãe,amo Safira por tudo que ela passou por mim,você fez tudo e é a minha mãe.-eu disse a abraçando forte.-Serei sempre sua Crystal mamãe.-completei chorosa,ela riu de leve e beijou minhas bochechas sorrindo.

-Crystal?-ouvi a voz alta chamar pelos corredores,eu demorei a reconhecer mas meu coração disparou já tendo a muito reconhecido,Calum entrou correndo no quarto e nos viu ali na cama abraçadas chorando juntas,ele tinha lágrimas nos olhos e negou com a cabeça.-Papai contou tudo para mim.-ele disse e mordeu o lábio hesitante,confirmei com a cabeça concordando e ele sorriu.

-Não somos irmãos no fim.-eu disse e ele sorriu de leve concordando em meio as lágrimas,ele correu até mim e me abraçou com força,me deu um selinho carinhoso sem se importar com a ''nossa'' mãe ali ao lado e nem ela se importou,ele segurou meu rosto entre as mãos e observou bem meu rosto.

-Eu te amo.-ele disse e eu concordei com a cabeça.

-Eu também te amo.-confirmei olhando em seus olhos e sorrindo com as lágrimas caindo junto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado,como me sai?
Até mais Cupcakes!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...