História Desejos Reais - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias 1 Litro de Lágrimas (Ichi rittoru no namida)
Visualizações 0
Palavras 1
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ainda a noite na Polônia. Isabella está deitada em sua cama e relembra de Daniel. Dona Teresa entra e pergunta:

- Que sorriso é esse em seu rosto meu bem?
- Ha madrinha, a senhora não achou a quele moço muito bonito?
- Qual deles? O padeiro o ferreiro, marceneiro (risada).
- (risada) Não madrinha! É a quele moço cheiroso, com uma voz encantadora, um sorriso lindo e muito cavaleiro, com o nome de Daniel.
- Fecha a boca se não baba meu bem... Não se iluda tanto meu amor. Eu percebi os trajes do moço, vem de uma família de gente muito rica, enquanto nós moramos nesse chalé afastado da cidade.
- Então vamos mudar pra cidade madrinha, eu já não tenho mais medo, não queria viver recebida com uma coisa que aconteceu a tantos anos.
- E se ele estiver por aí? É se ele voltar Isabella? Ele pode querer te fazer mal novamente.

Isabella deita a cabeça no travesseiro e chora ao lembrar do que aconteceu no passado.

No dia seguinte...
Na casa de Daniel o rapaz da um beijo em sua mãe e depois na sua irmã Júlia que está sentada tomando café da manhã.
Diná pergunta:

- Que alegria é essa agora de manhã meu amor?
- Mãe a senhora não está vendo? Ele está apaixonado. Quem é a moça meu irmão?
- Isso mesmo minha irmã linda, eu estou apaixonado por uma dama linda de olhos claros, cabelo castanho, cheirosa feito uma flor e com a delicadeza de um rosa.

Todos riem... Karine chega na cozinha e pergunta:

- Porque esse sorriso na cara logo cedo?
- Bom dia pra você também Karine.
- O que tem de bom?
Acordou de mal humor filha?
- É sempre a mesma coisa, não sei como a senhora ainda não se acostumou.
- Cala a boca sua bastarda.

Daniel se levanta e diz:

- Eu não vou permitir que você ofenda a Júlia, se você está de mal humor e quer desabafar fale com as paredes com com as suas jóias, mas eu não vou permitir que trate a sua irmã dessa forma.
- Eu concordo filho! Você deveria tratar sua irmã com mais respeito filha, nem sei de onde vem tanto ódio.
- Obrigada Daniel, Obrigada mamãe, mas deixa não vai adiantar.

Daniel sai de casa.

No palácio Margarida está arrumando as flores no vaso, Diana está deitada na cama do lado da mãe e ela acorda. Margarida diz bem baixinho:

-Desculpa princesa,acordei a senhorita?
- Imagina Margarida, eu só tirei um cochilo. O que está fazendo?
- Arrumando essa flores, elas estão frescas, foi o Porfilho quem colheu.

Diana olha para a mãe e preocupada diz:

- Aí meu Deus Margarida, minha mãe tá gelada!
- Calma princesa, deixa eu ver.

Margarida tenta sentir o coração da rainha então ela diz:

- A rainha não está respirando.
- (chorando) O que? Não... Mãe? Mãe acorda!

Con...

Capítulo 6 - A morte da rainha


Fanfic / Fanfiction Desejos Reais - Capítulo 6 - A morte da rainha




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...