História Desejos secretos - Capítulo 61


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Sasusaku
Exibições 996
Palavras 8.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Todas as imagens foram retiradas do google imagens não me pertencem.

Capítulo 61 - Nada de brinquedinhos


Fanfic / Fanfiction Desejos secretos - Capítulo 61 - Nada de brinquedinhos


Sakura


Ficar olhando para Sasuke enrolado na toalha era de fato muita maldade com meu corpinho que ja estava quente como fogo implorando por mais uma rodada de sexo selvagem que somente Sasuke era capaz de me proporcionar.


 Fiquei na cama rolando tentando acalmar os animos procurando por varias casa de eventos enquanto escutava Sasuke se trocar no closet. Apos alguns minutos lá estava meu lindo noivo no batente da porta vestido com seu pijama me fitando com um lindo sorriso no canto dos labios.


- Minha linda vou preparar o jantar voce pode ficar ai entretida com o nosso grande dia. - sorri enquanto ele caminhava para a porta me dando um vislumbre de seu bumbum mais que perfeito.


Mordi meu labio inferior imaginando como seria aguentar malditos 45 dias sem ter Sasuke para me satisfazer, em um ato desesperado fucei a gaveta da comoda encontrando meu Bob ainda empacotadinho, suspirei olhando para o meu novo companheiro de noites quando escutei Sasuke pigarrear pulando sobre a cama e tomando Bob de minhas mãos.


- Nem ouse Sakura eu vou ter que aguentar 45 dias, voce vai fazer esse sacrificio sem apelar para brinquedinhos. Ninguem toca no meu buraco nem esse maldito brinquedo de merda. - arregalei os olhos vendo Sasuke arremessar meu Bob pela sacada a fora.


- Deus. Sasuke se isso cair na cabeça de alguem?  - ele deu de ombros rolando pela cama fazendo beicinho.


- Que faça bom proveito do Bob então. - revirei os olhos escutando o resmungar com o rosto enfiado no travesseiro.


- Voce não tem o direito de se satisfazer sozinha enquanto eu fico na seca, isso e injusto. Estou fazendo isso por nos então voce tambem deve se sacrificar um pouco.. - me joguei ao seu lado afagando seus cabelos sentindo uma imensa culpa, afinal ele de fato estava entrando de cabeça nisso, e com as duas cabeças de fato.


- Desculpa amor. Mas voce me deixou tão viciada nisso que estou totalmente desesperada, eu nunca brinquei sozinha Sasuke voce que fez isso comigo droga. - ele sorriu travesso rolando pela cama ficando por cima de meu corpo.


- Mmm amei saber que fui eu que te deixei assim.. Quer dizer que eu sou o unico capaz de te deixar assim? - ele enfiou sua mão por baixo da minha calcinha me fazendo gemer.


- Mmm.. Sasukee sim somente voce me deixa assim. - ele sorria travesso mordendo seu labio inferior enquanto brincava com seus dedos em minha fenda ja inchada e molhada.


- Que bom minha linda, nem ouse ficar molhada ou excitada por outro homem Sakura. Jamais entendeu? - sorri acenando sim sentindo mais um dedo ser estocado em minha cavidade me fazendo remexer sobre os lençois.


- Minha linda voce esta tão molhada pra mim, voce não sabe o quanto queria estar cravado dentro de voce neste exato momento. - suspirei sentindo seus dedos trabalharem de forma avida para me levar ao paraiso.


- Mmm Sasuke não para por favor, preciso tanto disso, não me importo se e seu pau, seus dedos ou sua lingua, portanto que seja voce dentro de mim. - ele sorriu estocando seus dedos me fazendo remexer mais e mais sobre a cama.


Fechei os olhos balançando meus quadris acompanhando o ritmo de seus dedos, sentindo minha cavidade pulsar a casa estocada. Meu corpo todo parecia que estava a ponto de derreter enquanto Sasuke continuava a bombear seus dedos em minha cavidade tocando cada parte mais sensivel de minha intimidade. 


 Ele sabia como me levar ao paraiso com qualquer parte de seu corpo, não precisaria necessariamente do seu dotadissimo amigo para me sentir satisfeita. Me contorci sobre a cama sentindo seu polegar apertar meu clitoris me fazendo gritar de prazer.


- Sasuke, isso e tão incrivel. - seus labios amassaram os meus me tomando um beijo quente e profundo.


Sentia sua lingua brincar com a minha de forma sensual, puxei seus cabelos entre meus dedos escutando o rosnar em minha boca tornando o beijo ainda mais quente e profundo, minha lingua acompanhava o seu ritmo chupando e lambendo cada espaço em sua boca, deslizei minha lingua no ceu da sua boca escutando o gemer.


Meu corpo ja estava chegando ao limite, seus dedos brincavam em minha cavidade em movimentos continuos e suaves me fazendo arquear as costas empurrando meus quadris em direção a sua mão.


- Voce esta quase meu amor, sua bocetinha esta apertando meus dedos. - seu polegar deslizava em movimentos circulares sobre meu clitoris causando arrepios por todo minha coluna.


- Ahn Sasuke não para por favor. - sorri quando vi aquele sorriso no canto de seus labios sentindo ele aumentar o ritmo das estocadas.


- Nunca meu amor, eu sempre vou lhe satisfazer quando voce precisar. Ninguem toca no que e meu Sakura. - afundei minha cabeça no travesseiro sorrindo sentindo seus tres dedos bombearem a minha cavidade de forma intensa.


Apertei os lençois sentindo meu corpo todo tremer meu orgasmo ja estava na porta de entrada quando senti seus dedos estocarem ainda mais fundo me fazendo gritar e contorcer sobre a cama me fazendo gozar em seus dedos.


 Fechei os olhos escutando um barulho ensurdecedor ecoando pela casa, vi Sasuke saltar em um pulo correndo porta a fora, vesti meu roupão correndo em direção de onde o barulho estava vindo.


 Quando cheguei diante da porta da cozinha gargalhei vendo a cozinha alagada enquanto Sasuke Jogava a panela toda queimada dentro da pia com um sorriso travesso nos labios.


- Pizza amor? - acenei não gargalhando enquanto ele atendia o interfone debaixo de uma chuva que caia em nossa cozinha.


Me aninhei em seu ombro escutando ele explicar para o porteiro sobre o alarme de incendio disparado, eu olhava para a nossa cozinha tomada pela agua enquanto ele contava sobre o pequeno acidente domestico pedindo para alguem subir para dar um jeito no alarme. 


Acenei não olhando para a chuva que caia em nossa cozinha alagando cada vez mais o chão e molhando todos os moveis.


 Ele sorriu de canto enquanto me puxava para fora da cozinha como se nada daquilo fosse sua culpa, na verdade era culpa de ambos, eu por tê lo distraido, e dele por ter se esquecido do nosso jantar me oferecendo a sobremesa antes da refeição principal.


- Viu não e so voce que esta molhada agora.. - gargalhei enquanto ele sorria me puxando para a sala.


- Estou vendo amor, voce sabe como nos deixar molhadinha. - ele gargalhou me jogando sobre o sofa.


- Portuguesa? Quatro queijos? - ele puxou seu celular enquanto eu puxava sua camiseta molhada para cima.


- Mmm.. Peperoni. - ele arqueou as sobrancelhas me fuzilando apertando sua virilha.


- Ue.. Eu gosto de peperoni.. Pode ser calabresa tambem. - mordi seu labio inferior enquanto ele acenava não com um olhar tristonho.


- Ah amor, logo voce vai poder brincar com seu peperoni e sua calabresa ate dizer chega. - ele sorriu travesso pedindo um pizza 4 queijos me fazendo gargalhar.


- Amor era peperoni.. - ele sorriu dando de ombros me empurrando para o quarto.


- Troque se David vai subir aqui para dar um jeito no alarme, não quero voce vestindo isso diante de alguns homens. Coloque uma roupa que cubra toda sua pele. - acenei não escutando o resmungar enquanto me empurrava em direção ao closet.


Sasuke jogou uma muda de roupas me fazendo sinal de estou de olho em voce enquanto corria em direção ao quarto para tambem se trocar, sorri me vestindo com as roupas escolhidas por Sasuke escutando vozes que vinham da sala, apos alguns minutos o barulho do alarme havia cessado e a nossa casa havia voltado a ser um mar de tranquilidade. 


Fui para o nosso quarto enquanto escutava Sasuke dar instruções para alguem na cozinha, me joguei na cama olhando para o meu celular repleto de mensagens das meninas.


 Ino dizia que meu casamento deveria ser em uma praia enquanto Hina dizia que deveria ser no campo, Tema e Ten estavam mais preocupadas em falar sobre minha despedida de solteira enquanto Karui e Lauren falavam os nomes de varias bandas countrys para animar a festa.  


Suspirei imaginando que meu casamento estava virando uma atração circense o que de fato seria bastante desagradavel, afinal seria meu primeiro e ultimo casamento no que dependesse de mim, e logico que como toda mulher sonhava em algo romanticamente perfeito e lindo.


Sorri quando vi uma mensagem de minha mãe me dizendo que ela ja havia falado com dona Mikoto sobre o casamento e o quanto elas estavam felizes e empolgadas.


 Franzi a testa quando a li a parte no qual ela dizia que ja haviam decidido que a organizadora do nosso casamento seria uma tal de Mei que era responsavel por 90% das festas que aconteciam em NY.


 Suspirei enfiando meu rosto no travesseiro imaginando o tipo de espetaculo que me aguardava daqui 45 dias.  


Agora minha preocupação não estava mais no jejum do pau de Sasuke mas no casamento circense os quais minha mãe e dona Mikoto estavam organizando.


 Olhei para oura mensagem agora de minha futura sogra no qual ela dizia que teriamos uma lista de mais de mil convidados me deixando desesperada.

Como teriamos mil convidados se eu nem conhecia direito 50 pessoas, ela de fato estava me deixando apavorada com cada mensagem que ela me enviava. 


Engoli em seco quando vi as mensagens seguintes.


Sakura meu amor, estavamos pensando em fechar o hotel Four season o que voce acha? 


Sakura esqueça o Four Season, que tal o Plaza? Podemos fechar o  Botanical Gardens tambem se voce desejar..


A cada mensagem que eu abria minha cabeça parecia que iria explodir era muita informação para alguns minutos, suspirei indo para a mensagem seguinte.


Mudanças de planos decidimos por Long Island, afinal estamos falando de mais ou menos mil pessoas, então porque não alugar logo um castelo certo?


Revirei os olhos ficando completamente boquiaberta enquanto me imaginava circulando durante meu casamento cumprimentando mil pessoas as quais nem fazia ideia de quem seriam, abracei Joe sentindo que meu mundo nesses 45 dias seria de fato uma loucura, naquele momento o pau de Sasuke ja estava em alguma parte do meu cerebro bem distante, porque neste exato momento meus neuronios so trabalhavam em cima da palavra casamento.


Balancei minha cabeça tentando voltar a me concentrar na cirurgia de Sasuke, precisava manter o foco em algo antes que minha cabeça explodisse, arrumei uma pequena bolsa com algumas roupas e coisas necessarias para a pos cirurgia.


 O medico havia me dito que a cirugia duraria em torno de 2 horas, mas que precisariamos aguardar em seu quarto ate os efeitos da anestesia passar e que ele poderia embora ja na parte da tarde. 


Mamãe e dona Mikoto ficaram de nos encontrar amanhã cedo no hospital, teriamos que chegar por volta das 8:00 para então o dr fazer a preparação. 


Suspirei enquanto arrumava minha bolsa com meu ipad e meu notebook pois assim poderia trabalhar mesmo estando no hospital. 


Itachi cuidaria de tudo por pelos menos 3 dias no qual Sasuke teria que ficar em repouso absoluto, eu permaneceria trabalhando de casa para manter meu olho em Sasuke mesmo com dona Mikoto que fazia questão de cuidar do filhinho durante os dias em repouso.


 Ino havia ficado responsavel de me trazer e levar de volta os relatorios que Itachi precisaria para as reuniões, estava tudo na mais perfeita ordem, uma vez que Sasuke havia adiantado toda rotina dessa semana para a semana anterior, deixando pouquissima coisa para Itachi resolver.


Perdi meu foco quando vi meu celular vibrar de forma incessante, me joguei na cama deslizando o dedo pela visor do meu celular vendo um bombardeio de mensagens com a palavra casamento.


 Muitas mensagens das meninas que falavam sobre uma pré festa orgica com stripers e muita bebida e outras sobre uma viajem somente de meninas ao paraiso dos homens. 


Acenei não pulando todas as mensagen que vinham seguidas das palavras stripers, despedida, boate, tequila e pintos voadores. 


Percebi que dona Mikoto e mamãe ainda me bombardeavam com mensagens a respeito da festa, dona Mikoto falava em lirios, rosas, camelias, papoulas, azaleias, cravinas e cravos me deixando ainda mais apavorada.


 Afinal ela ja havia chegado na decoração enquanto eu ainda estava decidindo onde queria que meu casamento fosse, mas pelas mensagens seguintes de mamãe percebi que meu casamento seria mesmo em Long Island em uma enorme mansão em estilo castelo frances chamado Gold Coast Mansion.


 Arregalei os olhos percebendo que em apenas uma hora ela e dona Mikoto ja estavam com meu casamento quase que pronto em suas mãos, as mensagens seguintes me deixaram ainda mais apavorada pois vinham seguidas de fotos dos talheres e dos enfeites sobre as mesas. 


Somente uma hora depois de avisa la sobre meu casamento elas ja estavam com fotos de catalogos de talheres, buques, decoração, mesas, flores, carros e letras a serem usadas nos convites. 


Soltei um forte suspiro quando escutei Sasuke pigarrear na porta segurando uma fatia de pizza em mãos.


- Meu amor pizza chegou, estou te chamando faz tempo como voce não vinha achei que estivesse no banho, mas olha voce ai rolando pela cama com um olhar apavorado. - ele sorriu se jogando ao meu lado olhando para o visor do meu celular gargalhando.


- Dona Mikoto não? - acenei sim enquanto ele mordia sua pizza.


- E o primeiro casamento dela sabe como e ne? Quer que eu fale com ela? - acenei não afinal ela e mamãe estavam empolgadas demais e não seria eu a deixa las triste.


- Mas e o casamento de Itachi? - ele fez uma careta me fazendo gargalhar.


- Não teve casamento, foi so cartorio e um jantar em familia. Nada de festa para Izumi. - revirei os olhos enquanto ele apertava minhas bochechas.


- Mmm.. Achei que ela tivesse exigido uma mega festa. - ele acenou não enfiando um peperoni em meus labios.


- Mesmo que exigisse não teria, eu que não iria bancar o casamento dela. - acenei não enquanto ele sorria fazendo caretas.


- Tem certeza que não quer que eu fale com dona Mikoto meu amor? Se isso esta te assustando posso pedir para ela pegar leve. - suspirei mordendo sua pizza.


- Deixa Sasuke.. Nosso casamento pelo jeito esta em boas mãos. Mas mil pessoas? - ele sorriu revirando os olhos enfiando mais um peperoni em meus labios.


- Pois eh.. Empresario sabe como e ne? Se convidar um tenho que convidar todos.. Acionistas, investidores, fornecedores, compradores.- suspirei acenando sim enquanto ele me puxava em direção a sala de tv.


Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa Sasuke estava rolando pelo tapete comigo em seu colo com a tv ligada no jogo dos Giants me entregando uma fatia de pizza 4 queijos em mãos me deixando fula ja que ele havia comido todas as fatias de peperoni.


- A cozinha como ficou meu amor? - ele sorriu me estendendo uma xicara de chocolate quente.


- Ah a Shizune ficou de vir aqui amanha de manhã com o pessoal da limpeza e dar um jeito na nossa cozinha. - suspirei sentido que pelo menos era uma coisa a menos para me estressar.


- Amor não tem coisa melhor para assistir não? Jogo do Giants me poupe ne, tsk. - ele sorriu travesso me mostrando o calendario dos jogos me deixando boquiaberta.


- Merda a final e Giants e Cowboys? - ele sorriu acenando sim virando seu boné do Giants na cabeça.


- Se fodeu amor seu Cowboys vai levar uma surra. - revirei os olhos dando um soco em seu peito escutando o gemer.


- Sonha Uchiha Cowboys vai ganhar de lavada desse seu timeco de merda. - ele mordeu o labio inferior acenando não com o dedo indicador.


- Sonhar e bom Sakura quem perder vai ter que mudar de time para todo sempre. - arregalei os olhos me imaginando com esse maldito uniforme do Giants.


- Nãoo.. Ate parece que vou usar essa coisa escrito Giants. - ele sorriu me jogando uma sacola com um conjunto do Giants me deixando fula da vida.


- Vá a merda Uchiha. Nunca vou usar isso. - ele sorriu me puxando para seu colo enquanto me enchia de beijos.


- Vai sim meu amor, voce e nossos filhos.- revirei os olhos escutando o gargalhar enquanto mordia meu labio inferior.


- Se o Cowboys ganhar, e claro que eles vão certamente ja estou te vendo vestindo Vai Cowboys em um pair look meu amor. - ele sorriu acenando não enquanto comia seu pedaço de pizza.


- Linda milagres so acontecem uma vez por ano, o seu ja aconteceu, voce me encontrou. - revirei os olhos dando outro tapinha em seu peito escutando gargalhar.


- Voce e nada convencido Uchiha. Vamos ver quem vai rir por ultimo. - mostrei a lingua enquanto ele dava de ombros me aninhando em seu peito.


Depois de assistirmos o jogo do timeco de Sasuke caminhei de volta para o quarto enquanto Sasuke limpava a nossa bagunça na sala de tv. 


De fato ter um noivo como Sasuke era um sonho para qualquer mulher, alem de lindo, quente, gostoso, inteligente e carinhoso, ele era extremamente domestico. 


Cozinhava, limpava e lavava suas cuecas. Estava para nascer alguem tão perfeito como Sasuke.


Depois de tomar meu banho vesti um pijama bastante comportado, afinal seria maldade demais com Sasuke ficar rolando pela cama usando uma camisola. 


Sasuke estava na cama olhando algo em seu notebook de forma compenetrada, me joguei na cama vendo o sorrir enquanto digitava um email empresarial.


Enfiei minhas pernas por baixo das cobertas entrelaçando nossas pernas escutando o gemer baixinho acenando não enquanto fechava o notebook. Me aninhei em seu corpo dedilhando meus dedos sobre seu peito nu sentindo ele se remexer sobre a cama.


- Sakura.. Hora de dormir minha linda. Amanhã meu inferno sobre a terra esta para começar. - sorri enquanto ele me puxava para seu peito me apertando com força.


- Boa noite amor. - ele sorriu selando um beijo no topo da minha cabeça apagando a luz.


- Boa noite princesa. - suspirei sentindo que a partir de amanhã a palavra casamento estaria em todas as bocas conhecidas.


Depois de alguns minutos me remexendo sobre a cama, finalmente consegui esvaziar a minha mente me deixando repousar e adormecer.


Quando despertei percebi que o relogio marcava 6:30, estava na hora de tirar Sasuke da cama e empurra lo para baixo do chuveiro, rolei pela cama dedilhando meus dedos em seu queixo perfeitamente esculpido.


Suspirei quando escutei ele resmungar baixinho rolando para o lado me dando a visão de suas costas torneadas. 


Sorri travessa passando a lingua suavemente em sua nuca escutando o gemer me fuzilando de forma mortal apontando para sua virilha onde seu amiguinho ja demonstrava disposição logo de manhã.


- Merda Sakura.. Eu tenho tesão matinal.. - sorri vendo um sorisso preguiçoso surgir no canto de seus labios.


- Safadinho. Vá apagar seu fogo Sasuke. Nada como um banho gelado para desanimar o seu pauzinho. - ele revirou os olhos despindo se rapidamente mostrando seu dotadissimo amigo livre duro e de pé.


- Pauzinho amor?- mordi meu labio inferior enquanto ele arqueava as sobrancelhas saindo todo vitorioso me deixando excitada.


Pulei da cama e corri em direção ao meu quarto, tomei um banho rapido me preparando rapidamente para irmos ao hospital. 


Olhei para o meu celular onde haviam ainda inumeras mensagens não lidas, suspirei arremessando o para dentro da bolsa enquanto calçava minhas botas. Revirei minha bolsa para ver se estava tudo dentro dela e sai e direção ao nosso quarto onde Sasuke ja me aguardava vestidinho com um olhar tristonho. Acenei não dando um beijo em seu labios escutando o suspirar baixinho.


- Lá vamos nos amiguinho. Pronto para passar pela faca?- ele olhava para sua virilha com um olhar cabisbaixo me fazendo conter um riso.


As vezes me perguntava como Sasuke conseguia ser fofinho, ele conversando com seu pau era de fato hilario, mas eu tive que conter meu riso afinal eu tambem ficaria sem meu playground por 45 dias. 


Tudo isso ainda martelava na minha cabeça, mas no momento o furacão Mebuki e ciclone Mikoto haviam aterrissado na minha cabeça de forma avassaladora virando meu mundo romantico de cabeça para baixo.


Sasuke pegou as bolsas me puxando em direção ao elevador descendo para o estacionamento onde Kabuto ja nos aguardava, ele olhava para o celular procurando por algo relacionado ao trabalho há cada minuto como se as empresas Uchihas dependessem dele 24 horas por dia. 


- Amor sossega Itachi estara cuidando de tudo. - ele suspirou deslizando para dentro do carro enquanto Kabuto sorria guardando as bolsas dentro do porta malas.


- Bom espero que hoje de noite eu ja consiga dar uma olhada nos relatorios do dia. - acenei não enquanto ele sorria de forma travessa.


- Amor lembre se, repouso absoluto por 3 dias. - ele suspirou olhando pela janela enquanto digitava algo em seu ipad.


- Ok meu amor. Ja entendi.. - ele me puxou para seus braços deslizando sua mão ao redor da minha cintura com um sorriso em seus labios.


Me afundei em seu peitoral enquanto ele continuava concentrado em seu ipad olhando a cotação das ações das bolsas de todo o mundo, de vez em quando seus olhos viajavam para a tv no carro que estava ligada em um canal de noticias e negocios concentrado em alguma noticia que lhe interessava.


 Assim que o carro parou diante do hospital Kabuto abriu a porta nos dando passagem para a imensa portaria de vidro da Health Hospital NY Care, ele nos seguiu segurando as bolsas em mãos enquanto nos dirigiamos em direção a recepção elegantemente decorada com quadros e esculturas. 


Uma das recepcionistas sorriu nos mostrando um conjunto de dentes branco perfeitamente alinhados.


- Pois não? No que podemos ajuda los? - sorri estedendo a pasta com os arquivos da cirurgia agendada.


- Ah sim um minuto irei chamar a enfermeira que irá preparar o senhor para a cirurgia senhor Uchiha. - ele acenou sim me mantendo enlaçada pela cintura, enquanto aguardavamos na recepção.


- Senhor Uchiha prazer eu sou Claire, cuidarei da sua preparação pode me seguir. - ele suspirou acenando sim enquanto me olhava receoso.


Ela nos guiou em direção a um quarto privado bastante aconchegante, Kabuto deixou as bolsas sobre uma poltrona ao lado da cama se retirando logo em seguida acenando um pequeno cumprimento com a cabeça, dei sinal de esta tudo ok com a mão vendo o se retirar porta a fora.


 Sasuke continuava apertar minha mão com tamanha intensidade que sentia meus dedos ficando levemente dormentes, percebi a porta ser aberta de forma abrupta e dona Mikoto e minha mãe adentrarem sorridentes nos enchendo de beijos e abraços enquanto a enfermeira as olhavam com um olhar reprovador.


- Senhoras estamos preparando um paciente para uma cirurgia, então sem bagunça por favor. - dona Mikoto suspirou baixinho sentando no sofa acompanhada de minha mãe nos olhando ainda com enormes sorriso nos labios. 


A enfermeira estendeu um roupão branco para Sasuke que o olhou um pouco receoso.


- Vista se.. Logo estarei de volta. - a enfermeira se retirou nos deixando a vontade.


- Amor precisa de ajuda? - apontei para o roupão enquanto nossas mães nos olhavam sorridentes.


- Isso Sakura ajude seu marido a se vestir, e assim que uma esposa deve agir. - revirei os olhos enquanto ela e dona Mikoto sorriam olhando algo no ipad.


- Venha amor tire sua roupa que vou ajudar voce com isso. - ele acenou um ok com a mão enquanto se despia da roupa revriando os olhos enquanto olhava para nossas mães que não faziam questão nenhuma de sair.


- Filho ja vi tudo isso ai varias vezes. - ele acenou não enquanto eu o vestia com o roupão. 


Apos alguns minutos a enfermeira ja estava de volta segurando uma prancheta em mãos, ela colocou o medidor de pressão no braço de Sasuke enquanto me entregava a prancheta com algumas perguntas para serem respondidas.


- Eu vou medir a pressão do senhor Uchiha, voce poderia responder esse questionario enquanto isso? - acenei sim pegando uma caneta em minha bolsa sentando ao lado de dona Mikoto que me ajudava com o questionario.


Era um questionario com perguntas a respeito de alergias, remedios, vicios, coisas do tipo que poderiam de alguma forma interferir na cirurgia. Dona Mikoto preencheu todo questionario enquanto ele era colocado deitado sobre a maca, ele me estendeu sua mão entrelaçando nossos dedos enquanto me olhava com um olhar um pouco assustado.


- Senhor Uchiha o senhor sera anestesiado pelo medico anestesista, esta tudo sob controle, bom a cirurgia durara em torno de 2 horas e assim que o efeito da anestesia passar traremos o senhor de volta para este quarto. - ele acenava sim enquanto a enfermeira explicaca tudo detalhadamente.


Apos alguns minutos o medico adentrou a sala juntamente com o medico anestesista, ele me estendeu a mão me cumprimentando rapidamente pegando a prancheta da mão da enfermeira observando o cuidadosamente.


- Bom senhor Uchiha fique tranquilo, logo o senhor estara de volta ao quarto. Na parte da tarde o senhor ja estara sendo liberado. Depois explicarei sobre a rotina pos operatorio. Agora vamos leva lo para a sala de anestesia. - Sasuke mordeu o labio inferior soltando minha mão lentamente me olhando nos olhos.


- Te amo Sakura.. - beijei sua testa suavemente.


- Tambem te amo meu amor, estarei aqui te esperando. Volte logo. - ele sorriu me acenando tchau enquanto era levado para a sala de anestesia.


Fiquei ali no corredor olhando sua maca ser levada em direçao a uma porta de vidro com uma luz piscante no qual se lia cirurgia, permaneci ali ate as portas de fecharem não me dando mais a visão de Sasuke. Senti uma mão apertar meu ombro carinhosamente então escutei:


- Vai ficar tudo bem minha linda, ele esta nas mãos do melhor urologista de NY. Não precisa de preocupar minha linda, agora venha vamos falar sobre o casamento. - engoli em seco sentindo minha cabeça latejar, enquanto dona Mikoto me puxava animadamente para o sofa onde minha mãe ja estava sentada.


Dona mikoto me estendeu um cafe e uma vasilha cheia de donuts e sanduiches caseiros enquanto me explicava como seria o casamento, ela ja estava munida de inumeras revistas sobre grandes eventos em mãos.


 Ela me mostrava animadamente os eventos organizados pela tal da Mei enquanto minha mãe falava com alguem ao telefone sobre flores e decoração.


- Sakura minha linda, o que voce acha de lirios? - suspirei tentando pensar em como eram os lirios, quando escutei.


- Não lirios não.. Não combina com outono.- revirei os olhos tentando entender a logica do combinar de dona Mikoto.


- Ah cravos são lindos. O que voce acha? - levantei um dedo para tentar dar minha opinião quando novamente escutei.


- Não Mikoto cravo cheira a mãe, ela vai ser uma noiva precisamos de algo mais vibrante. - revirei os olhos bebericando meu cafe.


- Voce tem razão Mebuki, acho que devemos optar por algo mais jovial não? Ela e tão nova e linda. - um sorriso lisongeado se formou no canto dos labios de minha mãe.


- Querida e o vestido? - suspirei lembrando que nem havia pensado nisso.


- Ah Mikoto, e claro que tem que ser um Vera Wang. - revirei os olhos enquanto elas ja decidiam ate sobre meu vestido de noiva.


- Um tomara que caia com uma linda calda o que acha filha?- suspirei tentando novamente adentrar a conversa.


- Calda Mebuki? Isso e meio antiquado não? - revirei os olhos vendo que meu casamento estava indo em vento em poupa enquanto eu so tentava abrir minha boca sem emitir nenhum som.


Me joguei na poltrona abrindo meu notebook para ver se Itachi ou Ino haviam me mandado algo do trabalho, encontrei um arquivo com alguns relatorios para serem analisados juntamente a algumas planilhas, comecei a me concentrar no trabalho ja percebendo que eu estava completamente excluida da organização do meu casamento. 


Minha mãe e dona Mikoto ja haviam decidido o buffet que seria responsavel pelo cardapio, a florista era uma decoradora renomada de NY, que era responsavel pela decoração de casamentos hollywoodianos.


Em apenas um dia meu casamento ja estava quase fora do papel, elas ja haviam decidido mais de 50% dele, suspirei olhando para varias revistas sobre casamentos jogados sobre o sofa onde elas discutiam sobre o carro que me levaria, sobre as flores do buque e os vestidos das damas.


Era incrivel a capacidade de dona Mikoto e minha mãe na hora de tomar decisões relacionados a uma festa de casamento, pareciam organizadoras natas de eventos de grande porte.


 Continuei trabalhando escutando elas falarem sobre como deveria ser o convite e sobre a recepção, olhei para o relogio e percebi que ja passava das 11:30.  


A porta foi batida e o dr Morgan responsavel pela cirurgia adentrou o quarto com um sorriso no rosto.


Caminhei em sua direção para saber noticias de Sasuke acompanhada de dona Mikoto e minha mãe.


- Bom foi tudo tranquilo, ele estara voltando daqui uns 25 minutos para o quarto, uma enfermeira ficara monitorando ele. - suspirei acenando sim apertando sua mão.


- Obrigada dr Morgan. - ele sorriu apertando a mão de todos se retirando logo em seguida.


Assim que ele se retirou dona Mikoto ja estava ligando para meio mundo avisando que agora o filho poderia lhe dar 10 netos me deixando ruborizada enquanto minha mãe gargalhava escutando tudo. 


Eu acenei não enfiando mais um donut na boca enquanto terminava de mandar os relatorios para Itachi, apos 1 hora Sasuke estava de volta ao quarto acompanhado da enfermeira responsavel pela sua monitoração, ela me explicou que logo ele estaria despertando e poderia sentir um pouco de mal estar por conta do corte da anestesia.


Suspirei me jogando na poltrona ao lado da cama olhando para seu rosto segurando sua mão enquanto dona Mikoto avisava a todos que ele ja estava de volta e que tudo estava bem, ela saiu da sala acompanhada de minha mãe para poder falar ao celular. 


Fiquei ali olhando para Sasuke que dormia serenamente enquanto a enfermeira monitorava sua frequencia cardiaca e sua pressão a cada 5 minutos, ela sorriu percebendo minha aflição e disse:


- Ele esta bem, tudo na mais perfeita ordem.  - sorri enquanto ela tirava sua temperatura ajeitando as cobertas sobre seu corpo.


- Ele pode acordar com um pouco de frio então vou manter as cobertas. - acenei sim enquanto ela me mostrava o termometro que marcava 36 graus.


- Viu ele esta otimo. Vão se casar? - ela sorriu apontando para o meu anel de noivado.


- Ah sim daqui 45 dias. - ela sorriu abrindo seus braços para um abraço.


- Parabens, espero que voces tenham muitos filhos. - ela sorriu apontando em direção a Sasuke me fazendo corar.


- Ah obrigada, assim espero tambem. - ela sorriu arrumando as cobertas enquanto eu me acomodava novamente na poltrona ao lado da cama.


Depois de alguns minutos vi dona Mikoto e minha mãe adentrarem o quarto falando sobre a renda que deveria ser usava na decoração das mesas e sobre os pequenos vasos com flores a serem dispostos sobre as mesas no salão.


 Pelo jeito a questão festa de casamento ainda estava bastante vivido entre elas. 


Folheei algumas revistas de casamento sob os olhares delas que sorriam quase que montadas sobre mim, as opções de convites, talheres, decorações eram infinitas, entendi o motivo de tamanha empolgação de ambas as partes.

- Gostou de algo minha linda? - suspirei quando vi um lindo vestido de noiva.


- Eles são lindos não? - acenei sim vendo um imenso sorriso se formar no rosto de ambas.


- Olha esse minha princesa, Vera Wang são explendidos. - mordi meu labio inferior vendo um vestido mais lindo do que o outro.


- São maravilhosos.. Eu nunca imaginei que poderia vestir algo assim um dia. - dona Mikoto beijou minha testa enquanto minha mãe me mostrava mais modelos.


- Voce vai vestir o vestido que voce desejar minha linda, isso e algo que voce tem que escolher. - sorri sentindo minha mãe e dona Mikoto me abraçarem com força.


Suspirei quando senti Sasuke apertar minha mão, desviei meu olhar em direção ao seu rosto encontrando ele sorrindo ainda sonolento.


- Hey bonitão.. - ele sorriu tentando se mexer sendo impedido pela enfermeira.


- Oi meu amor. Senti sua falta. - sorri beijando sua testa suavemente.


- Eu tambem meu amor. Senti muito sua falta. - todos nos olhavam com aqueles olhares do tipo ai que fofinhos me deixando completamente vermelha. 


- Posso ir para casa? - olhei para a enfermeira que sorriu apertando um botão ao lado da cama.


- Chamei o dr Morgan, se ele liberar podera ir para casa descansar senhor Uchiha. - ele acenou sim enquanto dona Mikoto enchia o de beijos deixando o completamente sem graça.


- Mãe pega leve, chega dona Mikoto. Olha o mico droga. - ele fazia caretas enquanto dona Mikoto continuava a enche lo de beijos e apertões.


- Ahn filhinho mamãe esta tão orgulhosa de voce, agora sim teremos motivos para montar um playground naquele imenso jardim. - revirei os olhos vendo minha mãe gargalhar abraçando dona Mikoto.


- Apoiado Mikoto merecemos muitos netinhos correndo pelas nossas casas. - Sasuke deu um sorriso safado me deixando sem graça.


Assim que a porta se abriu dr Morgan sorriu caminhando na direção da cama, ele pegou a prancheta da mão da enfermeira olhando para tudo atentamente, depois de alguns segundos tomando nota de algo em sua pasta ele sorriu observando o monitor cardiaco e a pressão de Sasuke.  


Ele sorriu depois de marcar algo em um papel e disse:


- Bom esta tudo perfeito senhor Uchiha podera ir para casa. Repouso total por 3 dias. Quero que retorne daqui 10 dias para fazermos alguns exames, como lhe disse nada de atividade sexual por 45 dias. Precisaremos fazer um espermograma. - acenei um pequeno sim enquanto Sasuke fazia caretas.


- Temos que ter cuidado com algo? - ele sorriu enquanto me entregava a receita de alguns remedios.


- Creio que não.. Mas aqui esta a receita dos antibioticos. - peguei a receita guardando o cuidadosamente na bolsa enquanto ele continuava a analisar algo em sua pasta.


- Uma alimentação leve nesses 3 dias seriam bom. - ele sorriu estendendo sua mão em direção a Sasuke que a apertou agradecendo.


- Obrigado Dr Morgan. Bom então estou liberado certo? - ele acenou sim entregando algo para enfemeira enquanto acenava um tchau.

Apos resolvermos a papelada da alta voltamos para casa ja munidos dos remedios, dona Mikoto e mamãe decidiram permanecer conosco pelos tres dias seguintes para nos ajudar com as refeições e com outras coisinhas mais. 


Na verdade elas estavam tão entretidas com a organização do casamento que eu achava dificil elas nos ajudarem com qualquer coisa, mas como uma boa mãe dona Mikoto e mamãe se revezavam para preparar as nossas refeições, dona Mikoto voltava para casa por conta de senhor Fugaku e Yugi, mas minha mãe estava ficando conosco uma vez que ela não teria o que atrapalhar com Sasuke em total repouso.


Sasuke tentava trabalhar de casa mesmo depois de tomar varios esporros por parte de dona Mikoto e de mim, mas como o bom homem de negocios que ele era sempre achava motivos para estar sentado na cama com seu notebook e ipad em mãos.


 Ino trazia os relatorios enviados por Itachi deixando Sasuke a par de tudo que estava acontecendo durante sua ausencia, quando estavamos no ultimo dia de seu total repouso Sasuke me pediu para levar alguns relatorios para Itachi na empresa, uma vez que amanhã ele estaria de volta ao batente e queria tudo na mais perfeita ordem.


Assim que cheguei na empresa corri para a cobertura para me encontrar com Itachi, estava caminhando em direção a sala de Itachi quando escutei vozes ja conhecidas ecoarem pela sala de conferencia, eram as vozes das malditas vadias da Konan e da Karin, acenei não imaginando o que essas duas vacas estavam fazendo nas Uchihas Corp na ausencia de Sasuke. 


Percebi que elas estavam acompanhas de Ino e Kurenai, que falavam baixo enquanto um homem com uma voz autoritaria gritava com elas fazendo Konan e Karin gargalharem como duas Hienas. Reclinei meu rosto sobre a porta quando escutei o gritar:


- Cade o maldito Uchiha hein? Voces são lixos eu quero falar com Sasuke sobre a campanha da Dex. Ai ele me manda duas funcionarias idiotas, quem ele pensa que e? - revirei os olhos escutando Ino murmurar baixinho tentado se explicar.


- Não sabe nem falar loirinha? Cade a risada do outro dia hein? Sasuke não esta aqui ai voce fica ai toda encolhidinha com medinho e? - suspirei profundamente tentando conter a imensa raiva que tomava meu corpo.


- Cade o desgraçado do Uchiha? Não tenho tempo para ficar tratando com duas imbecis. - acenei não escancarando a porta voando em direção ao unico homem que estava presente na sala.


Enfiei meu dedo no meio da sua cara sem me importar com o maldito diante de mim, mas ninguem falaria com minha amiga desse jeito, por mais importante que o cara fosse ele estava sendo um total imbecil então seria tratado como tal. No meu livro de etiquetas tratamos arrogancia com arrogancia.


- Olha aqui seu merdinha, enfia sua maldita lingua no seu maldito orificio anal entendeu? Eu não estou nem ai para quem voce é e nem quero saber, porque gente arrogante e mal educada não merece respeito. - enfiei ainda mais meu dedo em seu rosto vendo o recuar contra a parede sorrindo.


Escutei risos das malditas hienas ecoarem pela sala me deixando puta da vida, me virei em direção delas e rosnei.


- Oi bando de hienas, voces não deveriam estar no zoo da cidade? Não sabiam que deixavam hienas fazerem um tour a solta pela cidade. Enfiem esse maldito riso na boceta de voces, porque deve ser a unica coisa que a boceta de voces vão ver por um bom tempo pelo jeito. - elas arregalaram os olhos que soltavam fogos que na verdade deveria estar saindo do maldito cuzinho delas.


-Voce deveria tomar cuidado com o que fala. - fiz carinha de sonsa enquanto Karin me ameaçava com aquele batom de puta nos labios.


- E voce deveria saber que esse batom te deixa com cara de puta, ops o batom fica com cor de puta quando esta nos seus labios. - ela revirou os olhos batendo sua bolsa Dior sobre a mesa.


- Olha aqui quem voce pensa que e? - dei de ombros vendo ela ter uma de suas crises de louca.


- Puta que não sou, diferente de voces e dessa coisinha ai ao seu lado, bando de mal amadas - ela revirou os olhos batendo seus pés contra o chão.


Senti uma mão apertar meus cotovelos, então me virei encontrando com o maldito arrogante que estava gritando com Ino na sala. Ele sorriu me avaliando dos pes a cabeça com um sorriso malicioso nos labios me fazendo empurra lo para longe.


- Voce e o tipo de mulher que eu sempre sonhei sabia? - acenei não revirando os olhos enquanto ele sorria deslizando sua lingua em torno dos labios.


- E voce o tipico cara de quem eu fugiria a minha vida inteira. - ele sorriu acenando não colocando as suas mãos no bolso de sua carissima calça.


- Fugiria e? Acho que não. - arregalei os olhos sentindo Ino apertar meu vestido tentando chamar minha atenção em vão.


- Fugiria não, pensando bem mandaria voce para puta que pariu na primeira oportunidade. Ah verdade, vai para puta que pariu seu idiota. - ele gargalhou se jogando na cadeira ainda com um sorriso malicioso nos labios.


- Ah e voces duas fora da Uchihas Corp acho que da ultima vez Sasuke deixou bem claro que não as queriam mais aqui dentro. - vi as duas vacas bufarem e fazerem o caminho para fora da sala.


Acenei não saindo da sala para ver se as vadias de fato estavam fazendo o caminho de volta para fora das empresas Uchihas, pois da ultima vez a ruiva puta havia ido parar na sala de Sasuke, sorri quando vi as duas baterem os pés para dentro do elevador enquanto me fitavam de forma mortal, mandei um tchauzinho seguido de beijinhos escutando elas vociferarem inumeros palavrões. 


Escutei a voz de Itachi logo atras de mim me fazendo virar em sua direção.


- Oi Itachi, Sasuke te mandou isso. - ele sorriu pegando a pasta da minha mão olhando confuso para o homem que estava ao seu lado.


Ino me puxou pelo cotovelo tentando me afastar dali enquanto Kurenai conversava com Itachi e o moço de forma cautelosa. Quando ela estava me afastando em direção a minha sala escutamos.


- Hey não terminei com voce ainda mocinha. Agora porque não me diz seu nome e saimos para jantar hein? - ele sorriu me deixando ainda mais puta da vida.


Mostrei o dedo mediano enquanto todos me olhavam boquiabertos e o idiota gargalhava, Ino tentou me puxar de novo para fora dali quando escutei o idiota vociferar:


- Voce não deveria tratar um chefe de estado com tamanha educação. - revirei os olhos vendo Ino dar um leve tapinha em sua testa.


- Sabe que isso pode resultar em um incidente diplomatico querida? Ou não lhe ensinaram isso na faculdade? - revirei os olhos mostrando novamente o dedo mediano.


- Foda se. Quer me mandar para cadeia fique a vontade, um cara arrogante como voce não merece o minimo de educação da minha parte. - Ino revirou os olhos enquanto Itachi tentava contornar a situação.


- Não quero te mandar para cadeia mas adoraria tê la em uma cela propria gritando meu nome de quatro que tal? - revirei os olhos indo em sua direção desferindo um tapa em seu rosto bem estalado.


- Ta achando que sou puta e? Vá se fuder cara, não sei que merda e voce, mas respeito e bom e todo mundo gosta. Se mata idiota.- sai dali batendo o pe enquanto o maldito continuava a gargalhar.


Assim que entrei no elevador Ino suspirava de forma profunda batendo varias vezes a mão em sua testa, ela me olhou com a sobrancelha erguida e disse:


- Voce acabou de mandar um principe se foder Saky.. - mordi meu labio inferior imaginando o quanto de problema isso causaria para Sasuke.


- Mas ele e um principe muito do mal educado então.Fora que o idiota trouxe com ele as duas vacas, ate parece que vou aguentar as putonildas dentro da empresa do meu futuro marido. - Ino sorriu acenando não me dando um forte abraço.


- Ai Saky voce e demais, as vezes acho que voce saiu de algum tipo de filme. Voce deixou Gaara de quarto, depois Uchiha e agora Akasuna, porra mulher divide esse seu afrodiasiaco.. To brincando, to fora de homens poderosos e arrogantes. - acenei não gargalhando enquanto Ino saia no andar de sua sala.


- Ah quando tiver um tempinho passo lá para voce me contar sobre os preparativos, to doidinha pra saber como vai ser o casorio da decada. - Ino voltou correndo para a porta abrindo sua bolsa enquanto segurava a porta do elevador.


Arqueei as sobrancelhas olhando para minha amiga que continuava a procurar algo em sua bolsa de forma desesperada, depois de alguns minutos ela me jogou uma caixinha sorrindo, se afastou da porta acenando tchau. 


Suspirei olhando para caixa em minha mão ja imaginando a besteira que ela continha, assim que a porta se abriu no hall caminhei em direção a entrada onde Kabuto ainda me aguardava. 


Me joguei no banco do carro abrindo a caixinha que Ino havia me dado acenei não gargalhando, dentro da caixa havia um patinho que mais parecia um brinquedinho inocente.


Para um desconhecedor aquilo passaria facil como um brinquedo, sorri enfiando ele dentro de minha bolsa afinal Sasuke havia se livrado do meu Bob pelo menos agora eu tinha meu Sam caso precisasse de um alivio.


Quando adentrei o apartamento Sasuke estava encostado no batente da porta com um olhar escuro assustador, pelo jeito ele ja sabia que eu tinha ofendido um chefe de estado dentro de sua empresa e agora ele deveria estar muitissimo chateado comigo. 


Ele suspirou fazendo vem com seu dedo indicador, mordi meu labio inferior me aproximando lentamente como uma vaca sendo levado para o abatedouro. 


Ele me olhou nos olhos me enlaçando pela cintura e rosnou:


- Te peço para levar uma pasta com alguns relatorios e voce deixa o maldito Akasuna interessado em voce? - revirei os olhos enquanto ele acenava não bagunçando os cabelos.


- Amor.. Ele não esta interessado não.. Ele e doido. - ele me olhou de canto enquanto procurava por algo em meu corpo.


- Ele te tocou Sakura? - acenei não vendo seu rosto tenso voltar ao normal.


- Ele não me tocou mas eu meti a mão na cara dele.. Estalei um tapão.. - deixei escapar um suspiro enquanto ele sorria de canto.


- Voce bateu no Akasuna?  - mordi meu labio inferior acenando sim enquanto ele me puxava suavemente para seus braços rolando comigo pelo sofa.


- Voce sabe que ele e um chefe de estado meu amor? Na verdade um maldito de um principe de verdade. - dei de ombros afinal isso não o tornava deus.


- Mas ele se comportou como um idiota.. Se e um chefe de estado deveria se portar como tal. - ele acenou não enrolando meus cabelos em seu dedo.


- Minha linda Itachi me ligou desesperado, parece que Akasuna quer voce como modelo da campanha de Dex, e claro que eu disse NÃO. - engoli em seco imaginando a grande merda no qual eu havia metido meu futuro maridinho.


- E isso vai dar problemas? - ele suspirou confirmando meus medos.


- Talvez.. Amanhã irei falar com ele, mas voce vai ficar em casa. Não quero ele te rondando  meu amor. - mordi meu labio inferior enquanto Sasuke mexia em minha bolsa achando meu maldito brinquedinho novo.


Engoli em seco enquanto ele olhava para meu Sam desconfiado, ele o tocava fazendo caretas sem desviar seus olhos dos meus.


- O que e isso meu amor? - sorri retirando meu amigo das mãos de Sasuke colocando o sobre a mesa de centro.


- Ah e pro Jim não e bonitinho? - ele arqueou as sobrancelhas me fitando desconfiado.


- Sakura.. Isso e um maldito brinquedo sexual não e?- mordi meu labio inferior enquanto ele acenava não pegando meu Sam arremessando novamente pela sacada.


- Droga Sakura, voce não vai enfiar um pato dentro do meu buraco.- arregalei os olhos enquanto nossas mãe snos olhavam boquiabertas.


- Filha que historia de enfiar pato no buraco? - Sasuke sorriu de canto saindo de fininho me deixando com a bomba na mão.


- Nada mãe so estavamos brincando.. - revirei os olhos enquanto ele sorria no batente da porta.


Graças a deus minha mãe e dona Mikoto estavam entretidas demais com a organização do casamento para perder tempo com a palavra patinho no buraco, elas ja estavam falando novamente sobre como deveria ser a decoração sobre as mesas e sobre o tapete por onde eu caminharia, elas discutiam sobre tapetes, flores, arcos floridos, convites, cardapio e a lista de convidados. 


Entrei no quarto vendo Sasuke entretido em seu notebook ainda com aquele sorriso vitorioso, mordi meu labio inferior despindo me completamente diante dele escutando o gemer baixinho.


- Merda vista se Sakura. - acenei não com o dedo indicador desfilando nua diante dele.


- Esta quente aqui não amor? - ele mordeu o labio inferior se contorcendo sobre a cama.


- Esta um frio da porra, vista se Sakura e uma ordem. - acenei não rolando pela cama vendo ele gemer mordendo com força seu labio inferior.


- Deus. Voce e uma menina má. - sorri dando de ombros puxando seu queixo e chupando devagarzinho.


- Eu sou Sasuke, muito má. Viu no que voce se meteu garanhão.. Pena que voce esta de molhinho, afinal meu buraquinho esta chorando por voce. - ele engoliu em seco me dando uma visão de seus olhos mais escuros do que nunca.


- Agora sua futura esposinha vai tomar um banho enquanto se toca. Ja que não posso ter brinquedinhos, vou me contentar com meus dedinhos. - ele me olhava abismado enquanto eu sorria fechando a porta do banheiro lançando uma piscadela.


Ah Sakura, voce vai acabar se queimado, quem brinca com fogo pega fogo.. Mas como meu corpo ja esta em chamas o jeito e me afundar na banheira, ah como queria meu patinho aqui agora.. Maldito Uchiha.



Notas Finais


Esta ai mais um capitulo!

Espero que gostem!!

Beijosss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...