História Desencontros do Amor - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bacchus Groh, Cana Alberona, Doranbolt, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Metallicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Pantherlily, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Ur, Wendy Marvell
Tags Canacchus, Casais Originais, Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu, Role, Romance, Romendy, Stincy, Stinli
Exibições 53
Palavras 2.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


SURPRESAAAAAA EU VOLTEI NO MESMO DIA E QUASE MESMA HORA PQ EU ESTAVA MORRENDO DE SAUDADE DE VOCES ANJINHOS DE CHOCOLATES HEUHEUHEUHEUEHUE E...
.
.
.
.
... TAM... TAM.... TAM...


TAM TAM..






HOJEEEEE TEM O NOSSO TRIÂNGULO SE ACERTANDO LINDAMENTE ...ou nao pra alguns kkk... MAS E HOJE QUE FINALMENTE MUITOS VAO TER O QUE QUERIAM... E MUITOS VAO TENTAR ARRANCAR MEU CORO COM AS UNHAS UHHHUUUUUUUU...

MEUS AMORES eu tinha que voltar rápido nao estava aguentando esperar eu sei que estou muito ocupada mas eu sonhava com o dia que iria dividir esses caps de loucuras com vocês e tudo o que posso dizer desse é que é sobre o nosso trio parada dura eeeeeee.... TEM HENTAI PORRRRAAAA HEUHEUHEY HOJE TEM HENTAI HENTAI E MAIS HENTAI CAÇAMBA HIHIHIHI... eu quase não me aguento aqui meus queridos e por via das dúvidas ja estou no meu abrigo no clear porque depois desse Cap eu nao sei qual irá ser a reação desses quase duzentos favoritos e espero que eu termine essa fic inteira hihihi então amores eu vou deixar vcs lerem e até lá embaixo hihihi vamos deixar a treta rolar ne...

Boa Leitura!!!

Capítulo 64 - Primeira Loucura...


Fanfic / Fanfiction Desencontros do Amor - Capítulo 64 - Primeira Loucura...

Autora pov on

Primeira loucura.

O álcool ja havia subido a cabeça e tudo começou sem se quer nem uma troca de olhares suspeitos, nada. Eles simplesmente sentiram e se deixaram levar pelos sentido.

A azulada menos, quer dizer, a do meio, saiu para a pista com dois dos seus guardas já que um certo azulado tinha mais o que fazer junto de uma ruivae nem se deu conta quando a irmã se ausentou da roda de amigos bêbados.

Ela não se importou, nem ele e nem ele, quando os três começaram a dançar juntos aquilo era o primeiro passo dos dez que era preciso traçar até cair no abismo da desgraça total.

Não era proferida uma palavra se quer pois os movimentos sinuosos do corpo de cada um conversavam entre se de forma despudorada.

O emo segurou a cintura da garota por trás e a puxou colando seus corpos e o metaleiro também pra não ficar para trás passou uma de suas mãos por trás da garota um pouco acima da do emo e colou também seus corpos.

Eles estavam loucos insanos sem consciência de quaisquer ato, tudo era impensado naquele momento e era tanta gente num mesmo lugar que ninguém notará o que estava a acontecer ali.

A dança se tornava cada vez mais sensual até Rogue começar a distribuir beijos e chupões pelo pescoço de Levy que o tombou para trás pra das maior acesso a ele, então o metaleiro aproveitou e começou a dar o mesmo tratamento ao outro lado.

O que era aquilo, afinal? Como se um não visse o outro mas sabendo que ele estava ali. Aquilo iria além de tudo que eles poderiam imaginas, aquilo iria se declinar e eles nem se deram conta de quão absurdo estava sendo aquilo.

Então Rogue deu o segundo passo para o abismo acompanhado de Gajeel, já que ambos tiveram a mesma ideia. Cada um se agarrou a uma mão da azulada e a puxou para fora da balada, para o carro de Rogue, o Corolla dourado, e entraram todos pela porta traseira.

E ali começou o terceiro passo ambos a pegavam em locais diferentes e suas mãos caminhavam pelo corpo pequeno da garota enquanto um massageava seu seio a arrancando suspiros o outro apertava sua bunda a fazendo arquear um pouco. Enquanto eles a beijavam Gajeel atacou a boca da menor enquanto segurava em seus cabelos e Rogue a mordia o colo enquanto suas mãos passavam por baixo do vestido dela e lhe acariciavam o íntimo já úmido ele sorriu e fez um pouco de pressão no clitóris por cima da lingerie de renda da mesma que gemeu em respostas.

Sem pensar muito avançarám pra o quarto passo. Rogue saiu um pouco daquele momento e programou o carro no piloto automático para um apartamento do mesmo que era independente do dos tios e não era muito longe dali apenas dez minutos na velocidade média de 60 km/h.

E assim que terminado ele voltou para o que fazia. Gajeel abandonou a boca de Levy e lhe despiu os seios desamarrando a parte espartilho do vestido, logo depois a inclinou um povo e tomou seus seios com ferocidade e rapidez enquanto Rogue a beijava e apertava o outro.

A excitação subia cada vez mais dentro daquele carro os membros de ambos estavam esmagados dentro das suas respectivas vestimentas eles clamavam para serem tirados dali. Levy com ousadia passou a mãos no volume de ambos que suspiraram em prazer, ela provocava-os dando levíssimas apertadas o que os excitou mais, logicamente.

E depois dos dez minutos o carro parou no local designado. Foram como um furacão, Rogue a pegou no colo e pegou as chaves rumando para a belíssima residência, Gajeel os seguia lado a lado.

Foi uma coisa rápida e já estavam no quarto do moreno na cama de casal a deleitar das mais prazerosas satisfações é sensações já vividas por ambos e deram o quinto passo.

O quarto se enchia de luxúria a cada som de gemidos, suspiros, arfadas, respirações pesadas, o ar era pura lascívia, excitação. Eles a estava enlouquecendo, Levy não sabia se gemia ou respirava e numa fração de segundos deram o sexto passo.

Levy estava ali, sem quaisquer tecido para impedir o contato direto daqueles dragões que a atacavam sem do ou piedade, sem pudor ou sanidade. Então Gajeel começou lamber o pescoço alvo da pequena que tremera, não de medo, tão pouco de frio, mas pela excitação que estava a começar a explodir implorando pra ser libertada
pois todas aquelas carícias a estava torturando, pois ambos possuíam as mãos mais quentes que ela conhecia.

Mas não era so isso. Eles estavam insatisfeitos naquela posição, não conseguiam ter o prazer que queriam como ela estava tendo pois seus movimentos estavam limitados, então a tiraram da cama ficando de pé, Rogue a agarrara bem pela cintura e começava a se movimentar no meio de sua bunda como se a estivesse penetrando. Levy gemeu. Aquilo ela grande e quente e parecia até maior e mais grosso do que ela se recordava dos últimos acontecimentos.

_ Está gostando do pau dele baixinha?- Perguntará Gajeel ao mesmo tempo em que lhe mordia o lóbulo da orelha a fazendo arrepiar.- Nesse caso... Gostará do meu também.- Falou enquanto começou a se roçar na mesma que gemeu mais auto ainda.

_ Você será nossa, Levy.- Sussurrava Rogue no ouvido em um tom sensual.- Só nossa, de uma vez por todas.

Gajeel sorriu malicioso ao ver aqueles pequenos seios que tanto ansiava lhe pedindo que os acariciasse, e ele assim o fez. Um abocanhara com a boca enquanto com o outro ele brincava com uma mão e Levy respirava entre gemido. Se sentia muito quente e os membros grossos roçando em si com violência não ajudava em nada, apenas a esquentava mais em um determinado local. Aquilo era muita loucura pra sua psique aguentar então sua consciência se desligou e apenas seus instintos a guiaram dali em diante.

_ Você é tão gostosa, Levy.- Falava Gajeel entre chupadas no mamilo ereto da menina que quando se deu conta já arqueava aquela parte para que o moreno tivesse melhor acesso.

_ E é nossa.- Sussurrara Rouge ao mesmo tempo em que parava de se movimentar para o desgosto da menor que resmungou em protesto.

Ela não sabia o que estava acontecendo consigo. Mas estava gostando de todas aquelas sensações entorpecentes a fazendo fazer coisas como transar com dois caras ao mesmo tempo ela. Levy levou uma mão aos cabelos negros de Gajeel e o puxou ao sentir esse morder o mamilo com força a fazendo gemer alto. A pequena se encontrava tão concentrada na boca quente do metaleiro que nem reparara quando Rogue se ajoelhara e lhe levantara uma perna. Na verdade só reparou quando a língua do moreno lhe lambera o pequeno anel entre as bochechas de sua bunda.

_ Ai…Ai não! É sujo!

_ Tudo o que vem de você é limpo-. Respondera Rogue para logo meter um dedo dele na mesma que se arqueara em dor.

Gajeel sorriu e desceu ao mesmo tempo em que distribuía naquele corpo um monte de beijos formando uma trilha. Levy com uma mão tentava afastar a cabeça de Rogue da sua parte traseira que lambia a mesma, sentindo um enorme prazer devido àquele ato a azulada estava começando a desistir de afasta-lo pelo grande calor que sentia.

Não. Estava se sentindo mais que quente e a temperatura aumentou assim que deram o sétimo passo, assim que a língua atrevida de Gajeel lhe abocanhara o íntimo ela soltou sons guturais que faziam eles delirarem. O metaleiro mantinha a menor em pé com as duas mãos na cintura ao mesmo tempo em que fazia o seu trabalho.

Já Rogue mantinha uma mão na perna levantada da mesma e a outra usava para provocar a garota ao mesmo tempo em que a lambia. Levy se sentia a babar com todas aquelas novas sensações, a língua talentosa de Rogue junto da língua quente de Gajeel, era uma onda de emoções incontroláveis e logo sentiu aquilo que a muito queria explodir dentro de si.

E assim foi, e quando dera por si estava gemendo um grito falhado e gozando na boca do moreno que parecia rir em satisfação. No momento seguinte ela sentira seu corpo mole se sentia esgotada mesmo que não tivesse feito nada, a sua perna fora colocada no chão ao mesmo tempo em que ambos a abandonavam a fazendo sentir um pouco de frio.

_ Tão gostosa!- Ela ouviu Gajeel dizer antes que ela caísse no chão de joelhos, não conseguia suportar o seu próprio peso aquilo havia sido avassalador.

_ Deveras... Levy. Ainda não terminamos!- A voz do emo estava mais forte e rouca o que provocou um arrepio na espinha da jovem que olhara para trás para eles a ponto de ver ambos retirarem suas roupas, os seus membros retos e pulsantes agora para fora. Se sentiu corar com a visão e se encher de volúpia mais ainda. Aquilo fora o oitavo passo.

Gajeel ao mesmo tempo em que se aproximava da garota e se sentava á frente dessa lhe puxou o rosto para baixo fazendo essa roçar o rosto no membro do mesmo que gemeu baixo.

_ Eu vou te dividir ao meio de tanto prazer, Levy.- Falou Rogue possessivo. Levy tentou levantar a cabeça para olhar o mesmo mas Gajeel a impedira ao forçar sua cabeça mais para baixo.

_ Ro ..rog...- A fala morrera pelo membro grande e grosso que lhe entrara na boca. A azulada respirou fundo e fechou os olhos ao mesmo tempo em que sentia aquele sabor salgado mais não incômodo lhe tomar a boca e a assustou um pouso. Já que o metaleiro a puxara mais contra ele a forçando a se mover como ele queria, segundos depois ela conseguiu ouvir gemidos baixos do maior o que fez a mesma começar a fazer aquilo por ela mesma, ela estava gostando de ouvir o outro gemer.

_ A meu Kami! Levy como você chupa gostoso.- Rosnou Gajeel estupefato em prazer ao ter o que desejou por tanto tempo.

Um rugido lhe chegou aos ouvidos, provavelmente de Rogue que se abaixara e sem que ela estivesse á espera lhe enfiara dois dedos na cavidade traseira a fazendo gemer desconfortável, mas que logo passará.

_ Me desculpe… Levy… Isso vai doer um pouco mas logo logo irá gostar…- Ele começou os movimentos com os dedos e com a mão livre puxou a dela e levou até seu membro a fazendo abraça-lo com os dedos finos e delicados e logo a fazendo masturba-lo. Rogue fechou os olhos sentindo um leve tremor atravessar seu corpo ao sentir o calos da mão de Levy, em seu membro rígido, movimentar.


Sem demora o mesmo já. estava a gemer baixo e satsfeito assim como Gajeel que se perdera em meio suas fantasias e a boca quente de Levy lhe chupando com força e desenvoltura que ele não imaginou a mesma ter. Aquilo foi o nono passo.

Um triângulo perfeito, sem paredes, sem preconceitos, sem diferenças, sem problemas e na mesma sincronia, harmonia e vontade. Aquele era o nono passo. Está totalmente envolvidos sem quaisquer diferenças e com toda vontade naquela orgia insana, naquela loucura.

Levy que gemera no membro de Gajeel, duvidou das palavras do emo. Aquilo já estava doendo bastante e eram só os dedos do moreno, mas ela não tinha a mínima vontade de parar, porque no fundo ela estava gostando, e muito.

Ela sentiu os dedos se moverem lentamente e logo mais rápido, sempre que sentia um pouco de prazer o outro colocava mais um dedo a fazendo resmungar engasgado de dor pelo enorme membro que estava quase a engolir. Aquilo durara cerca de cinco minutos após isso ela ouvir um gemido mais alto de Gajeel olhou o mesmo com a intenção de ver a expressão desse, de prazer imensurável, porém tentativa falha já que esse mantinha a cabeça jogada para trás em puro êxtase e satisfação momentânea, enquanto se despejou direto na garganta dela e logo um jato do mesmo líquido atingido a lateral da suas costas era Rogue, e pra comprovar sentou uma mordida nas costas e arquera num gemido.

Levy suspirou e apertou as pernas sentindo uma excitação indescritível e uma vontade insaciável. Ela não pararia mais. Não por ali.

Notas Finais


NAO ME MATEMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM A CULPA NAO FOI MINHA FOI DA OTAKU LOVE ELA FEZ UMA LAVAGEM CEREBRAL MALIGNA EM MIM EU JURO EU NAO QUERIA MAS ELA FEZ... SE QUEREM MATAR ALGUEM MATEM ELA...

Hihihi eu sou tão maligna parei bem na parte legal do Cap MUAHAHAHAHA AI COMO SOU BANDIDA... desculpa foi mal gente mas eu ja tinha atingido o limite do bloco de notas e fiquei com preguiça de juntar eles...
.
.
.
.
.
.
MENTIRA EU QUE SOU RUIM MESMO HEUHEUHEUHEUH...

Gente eu sei que muitos queriam um gale particular mas eu sou tão boazinha com meus personagens e fiquei com do do Rogue depois de tantos chifres ele merecia isso ne sem falar que ele passou a fic inteira tentando levar ela pra cama kkk entao achei que isso seria bem merecido mas teremos gales gente muitos Gales ainda entao podem ficar relaxados hihihihi e nos vemos no próximo que dessa vez juro que nao sei quando volto pq eu to meio atolada por causa do curso e da escola que sério estou de estudo independente em todas as matérias isso nunca tinha acontecido mas aconteceu e esses caps eu tinha corrigido no ônibus ou antes de dormir mas nao sei quando volto entao até quando o tempo deixar...

kissus de batata frita...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...