História Desencontros do Amor - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bacchus Groh, Cana Alberona, Doranbolt, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Metallicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Pantherlily, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Ur, Wendy Marvell
Tags Canacchus, Casais Originais, Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu, Role, Romance, Romendy, Stincy, Stinli
Exibições 58
Palavras 2.109
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EITA PORRRA VOTEI RAPIDAO HIHIHIHI COM A NOSSA SEGUNDA LOUCURA E JA ESTOU PRATICANDO MEUS REFLEXOS PRA FUGIR DAS PEDRAS QUE VCS VAO TACAR DEPOIS DO ULTIMO CAP EU JA VIM PREPARADA HIHIHI NADA VAI ME ATINGIR...

Gente eu estou de volta eu queria dizer que esse Cap vai ser melhor que o último mais é mentira eu quero ver e todo mundo em pânico enquanto le ele bota uma trilha sonora de ação aí que eu quero vê o pânico daqui em heuhehuehuehue nem falo que que vai rolar a nao ser que alguem morre e morre feito heuhehuehuehue vai ser horrível e vamos ver se vcs descobrem de quem se trata esse Cap antes que os nomes sejam ditos hihihi quero ver como anda aperfeiçoa de vcs entao sem mais enrola tomem os remédios de pressão porque as próximas linhas VAO ficar tensas...

Boa Leitura!!!

Capítulo 66 - Segunda Loucura...


Fanfic / Fanfiction Desencontros do Amor - Capítulo 66 - Segunda Loucura...

Autora pov on

Segunda loucura.

_ Aí meu Kami! Vamos dançar.- Normalmente ela não seria assim, ela nunca seria assim, mas o que alguns litros de álcool não faz com uma pessoa, não é?

Ele com todo aquele tumulto nem se que ouviu ou viu a garota dizer algo. Ele estava dormindo, literalmente dormindo. Jogado no sofá da balada e so faltava escorrer a baba no canto da boca aberta enquanto ela gritava e se jogava em meio aquela multidão juntando se a todos.

Ela começou a dançar como nunca, na verdade ela nunca havia dançado antes, mas pelos olhares masculinos alheios ela estava mandando ver e não se demorou pra alguem ir até ela e a puxa para trás dançando com a mesma a segurando pela cintura e puxando o quadril da mesma de encontro a ele.

Logo ela sentiu o cheiro de álcool dele se misturar com o cheiro de álcool dela tornando tudo mais interessante do que ja estava. Ela fazia movimentos sinuosos o provocando, aquilo fora o primeiro dos cinco passos para o abismo da total desgraça.

Ela estava fora de se pois nunca na vida dela ela havia pensado em fazer aquilo, provocar um homem que nem se quer conhecia, ela jamais se colocara naquela situação, jamais se colocaria, se não estivesse tão bêbada.

A menina colocou as mais nos cabelos dele ainda de costas pro mesmo e rebelou. Aquele cara ja estava ficando louco, louco pra realmente fazer o que queria fazer com qualquer menina da balada. Mais com ela ele sentiu que tinha algo diferente que o determinou a ir até ela, mesmo ela sendo magrela e sem corpo.

O olhar dela...

O cheiro dela...

O sorriso dela o atrairá de forma sub comum e ele sem dúvida alguma iria a pegar de todas as maneiras.

Ele a rodou ja a beijando e esse foi o segundo passo pro abismo.

E outro tipo de passos foram dados cada vez mais para algum lugar mais privado daquela balada. Ele tinha pressa, queria o resumo sem pré eliminares, sem enrola, sem mais. Ele a queria ali e agora é a teria.

O rapaz a puxou pra cima se encaixando em meio de suas pernas e ela riu com a atitude eufórica dele, que riu dela, aquilo foi o terceiro passo.

Ele a emprensou na parede de forma bruta, o que mesmo com ela bêbada, a fez arregalar os olhos com um calafrio na espinhas cenas frescas em sua mente e o membro excitado dele sendo prensado exatamente na sua intimidade a fez cair em si. Então mesmo fora de se ela tentou agir e tentou o empurrar pelos ombros dando o quarto passo.

_ Na..na..não pa...para.- Pediu a garota mas ele não conseguiu ouvir, a vontade de te-lá o entupiu os ouvidos e ela se apavorou.- PA..PARAAA.- Falou em pânico estampado na face.

Logo se ouvirá o rasgo e o atrito da meia calça sendo rasgada e dedos apertaram-na por cima da lingerie de renda.

_ Na..não.. ROM...- Sua boca foi calada pelo beijo dele que a sufocara e logo elas vieram. As companheiras de muitas noites. As malditas, indesejadas e insistente lágrimas de um choro mudo, aquilo foi o início do final, quinto passou.

E sem nem que ela percebesse veio a penetração. Ela não sentiu dor, não que ela não fosse virgem, mas a virgindade dela era algo simbólico ja que ela perderá isso em uma queda quando criança. Ela havia caído num escarpate e quase rompeu o tendão da dobra das coxas. Mas agora até mesmo a sua virgindade simbólica lhe fora tirada mas não passará daquilo, apenas a penetração, sem movimentos.

Porque momentos depois em frações de segundos ela estava caída no chão e ao seu lado numa distância de dois metros um moreno enfurecido estava espantando aquele desconhecido que no primeiro soco caiu. Ela mal acreditava, ela nunca pensaria que ele fosse capaz daquilo.

Ele não parava de soca-lo a cara que já estava irreconhecível e ela estava num transe imobilizada pela cena e so foi despertada quando ouviu o barulho de ossos quebrando e um grito estridente.

Ela balançou a cabeça e voltou em foco vendo uma fratura exposta no braço esquerdo do cara. Ele havia o quebrado! Partiu o osso do cotovelo que saiu pelo lado interno do braço.

E so quando ele pegou o segundo braço dele pra quebrar, isso foi depois dele ter quebrado, também, cada dedo da mão direita, então ela agiu num ato desesperado.

A garota se levantou e se jogou nele o derrubando e o tirando de cima do cara que gritava.

_ Me solta.- Sussurou o rapaz de forma sombria.- Eu vou matar esse desgraçado.- Sussurrou de novo e logo mais gritos foram ouvidos, mas não era os do homem fraturado e sim das pessoas que viram ele.

_ Não chega!- Falou a menina que naquele ponto até parecia sóbria, so parecia mesmo.

E ele... ele simplesmente não tinha nenhuma expressão de raiva... ele não tinha expressão.

O rapaz se levantou se sentando e ela acabou que por ficar em seu colo. Ele se preparou pra afasta-lá lhe colocou as mãos na cintura ja fazendo um pouco de força e ela em desespero so pensou numa coisa e a fez de imediato o tirando toda a raiva e o distraindo.

Eles se desligaram do mundo enquanto se beijavam loucamente como ela jamais pensou que faria tal coisa, mas ela jamais pensara que faia tudo o que fez estando bebada então isso é o de menos.

Suas línguas brincavam uma com a outra se alisando e Romeu dava leves mordidas em seus lábios a provocando e aproveitando ao máximo aquelas sensações maravilhosas.

Afinal quantas vezes ele tinha desejado aquilo? Desde o racha, desde ter a primeira amostra do quanto era maravilhoso beija-la. A Cada segundo ele ansiava ter aquilo provar mais uma vez daqueles lábios, sentir seu cheiro e seu calor. Sentir o coração dela disparar quando ele a segurasse pelos cabelos e ele teve.

Wendy passou uma de suas mãos pelo rosto do garoto se sujando com o sangue que havia ali sem se importa, ja que tudo o que realmente importava era seus lábios sobre os dele e o quão mágico isso estava sendo. A azulada então se dera conta do quanto ela tinha sentindo falta e do quanto precisava desse toque... desse contato... desse calor. Ela se deu conta do quanto tinha se esquecido que isso não estava em seus planos quando foi adotada mas ja era tarde.

O beijo prosseguiu e nem aê quer pra respirar eles pararam. Eles se deliciavam com a magia e com as sensações do beijo até... Até os seguranças chamarem a polícia.

_ Vocês estão presos por tentativa de homicídio e falsificação de documentos.- Certamente os proprietários falaram que eles estavam de porte de RG's falsos pra se livrarem de um processo gigantesco e eles nada fizeram perante ao comando dos policias. Não pararam ou se separaram então os policias foram a eles e os separaram vendo o estado da menina de embriaguez ele revirou os olhos acostumado com a cena. O policial a pegou no colo, ele teve dó dela, parecia um anjo corrompido e sem consciência dos próprios atos, uma criança inocente. Aquilo o comoveu.

E Romeu, coitado, foi algemado de forma bruta e revistado. Paramédicos levaram aquele homem com hemorragia interna e fratura exposta, hematomas e ,agora, ja estava inconsciente. Romeu foi jogado no porta malas e o policial comovido colocou Wendy nos bancos traseiros e a passou o cinto de segurança.

_ O que houve mocinha? Você parece a mais propícia a dar um depoimento.- Falou o policial comovido e logo ela se lembrou do ocorrido voltando com o choro silencioso.- Oe! O que houve? Não chore.- Falou o mesmo mais comovido e depois de um pouco de custo conseguiu passar para o banco de trás preocupado, mas tudo que ela conseguiu dizer foi.

_ Amhamhamhamha eu quero meu pai!- Chorava, agora, compulsivamente. Então o homem a abraçou e ela o retribuiu molhando a farda do mesmo. Ele tentava a acalmar o que não estava conseguindo e ja se sentia frustrado, então Romeu resolveu dizer algo.

_ Aquele cara...:- Deu uma pausa.- Ele abusou dela depois dela gritar pra ele parar.- Falou um pouco sussurrado mas o policial ouviu perfeitamente e bufou irritado.

_ Maldito.- Grunhio o homem irritado.

_ Eles mentiram.- Novamente uma pausa e um suspiro.- Não usamos identidades falsas na verdade não precisamos nem suborna-los pra isso. Acho que apenas pelo fatos de sermos ricos e famosos eles querem ibope pra fazer daquele lugar famoso.- Falou um pouco irritado e o policial não soube o que sentiu mas acreditou nele mesmo estando evidentemente bêbado o que não parecia, um pouco.

Wendy chamava pelo pai incessantemente então ele, Romeu, continuou.

_ Igneel, o pai dela.- Falou e o policial ficou surpreso e pegou na bolsa da garota o celular.

_ Am é algodão doce?- Perguntou estranhando.

_ A sim... ele tem...

_ O cabelo rosa.- Falou o policial da frente o cortando.

Então, o policial comovido, deu de ombro e discou o numéro do mesmo que atendeu precisamente no primeiro toque.

_ Sr. Igneel?

_ QUEM E VOCÊ? CADE MINHA FILHA?- Berrou agoniado do outro lado da linha.

_ Calma, senhor. Eu sou o sargento Call Wislou e neste momento sua filha está a caminho da delegacia central de magnolia junto de um rapaz, por serem pegos em uma balada para maiores bêbados e numa cena de tentativa de homicídio.- Igneel arfou preocupado. O policial escutou várias coisas caindo até ele falar de novo.

_ PELO AMOR DE DEUS! ME DIZ QUE O RAPAZ TEM CABELO ROSA.- Pediu desesperado.

_ Não, senhor. É moreno.

_ BOTA ESSA MERDA NO VIVA VOZ!- Gritou e ele o fez.- ROMEU, SEU PUTO! QUANDO EU TE ACHAR VOU ARREBENTAR SUA CARA SEU IRRESPONSÁVEL DE MERDA COMO VOCÊ PODE ENVOLVER A WENDY NISSO, SEU IDIOTA? EU VOU MATAR VOCÊ E O NATSU SEUS MALDITOS... Wendy meu anjo o que houve? Porque você ta chorando?- Perguntava angustiado ouvindo o choro compulsivo da menina.

_ Pai... cadê você?- Choramingou entre soluços.

_ Ja estou indo meu anjo estou estacionando aqui ja... onde vocês estão?- O policial arregalou os olhos espantado com tamanha rapidez.

_ O que você queira, cara? Ele tem um Ferrari.- Falou o da frente e deu uma risada.

_ Estamos a uma quadra.- Comunicou o outro.

_ Wendy... calma papai ja está aqui, fica calma meu bem que quando você chegar aqui eu vou saber quem eu tenho que matar, então calma.- Pedia Igneel carinhoso.

_ Sr.Igneel ja estamos entrando no estacionamento.- Comunico Call.

_ Ok, ok. Estou aqui na frente... ja estou vendo vocês, vou desligar.- Falou e fez, depois de segundos a viatura estacionou e teve a porta arromba por ele que puxou Wendy desesperado enquanto a menina chorava.

O rosado a pegou como de costume e abraçou alisando os cabelos em trança pra acalma-lá.

_ Calma, flor. O que houve?- Perguntava preocupado enquanto os policiais tiravam Eomeu do porta malas e o levava para dentro, então o policial comovido falou.

_ Sinto muito... temos que fazer corpo de delito... parece que houve um abs...- O policial nem terminou mas o começo já o que desestabilizou totalmente.

Igneel tremeu por inteiro e por segundos perdeu as forças. O policial rapidamente tomou Wendy de suas mãos e um outro que passava perto o segurou como reflexo, naquele momento o grande Igneel caiu.

_ Senhor, calma... vamos entrar.- Os policiais chamaram mais um que serviu de apoio para o rosado e o outro levou Wendy pro centro médico policial. Igneel foi deixado na recepção e sem nenhum ponto seguro ligou pra única pessoa que o acalmaria.

_ Hime.- Falou em meio lágrimas.

_ O que houve Igneel? Perguntou a mesma ja preocupada pelo tom choroso.

_ Hime, a Wendy...- Ele não conseguiu terminar e por um momento ela achou que fosse paranoia dele.

_ Oe, calma! Ela não fugiu. Ela so foi a uma balada.- Falou num suspiro.

_ Eu sei mas... eu não sei o que houve vem cá, Hime, eu estou desesperado.- Então a ruiva constatou que não era paranoia e se preocupou.

_ Onde você ta?- Ele respirou fundo antes de falar.

_ Na delegacia central.- Ela arfou apreensiva.

_ To indo. Calma, fica calmo.- Falou e desligou e depois de um certo tempo ela chegou de pijama, pantufas e coque no cabelo, o vendo vermelho de tanto chorar e sentiu o coração disparar querendo entender o que estava acontecendo ali.

O que havia acontecido naquela balada, afinal?

Notas Finais


AAAIIIIIIII CAÇAMBA VOLTEI COROE...

HEUEUEHUEHUEHUR MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHSHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHA EU SOU TERRIVEL HEHEHEHEUHEUHEUHUEVUE...

MAGENTE... romeuzinho romeuzinho menino bom mas esquentadinho coroe vei tu tava chapado sobrenaturalmente o mano tava aniquilando o outro ali veio eu ja tava escrevendo a frase pra jazida do coitado....ALIAS... vcs tem alguma ideia de quem é. esse coitado fdp??? nao?? entao pra relembrar os velhos tempos vamos fazer um joguinho...


CARAMBA JOOOOOOGOOOOOOO...

Blz vamos lá...

"Quem tentou estuprar a Wendy?"

Dica: Ja foi citado na fic.

Gente fação suas apostas pq eu aposto que ninguém sabe e pra quem nao lembra se vcs acertarem tem direito a uma pergunta e eu doa spolier qualquer pergunta quero so vem se tem fã mesmo dessa bagaça aí hihihi...

entao galera eu volto assim que der pq to sem net como sempre... pfffs e comentem aí se gostaram ou nao e assim que der eu respondo...

kissus de Danoninho...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...