História Desencontros do Amor - Capítulo 67


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bacchus Groh, Cana Alberona, Doranbolt, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Metallicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Pantherlily, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sting Eucliffe, Ur, Wendy Marvell
Tags Canacchus, Casais Originais, Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu, Role, Romance, Romendy, Stincy, Stinli
Exibições 56
Palavras 1.945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


VOOOOOLLLLLTTTTEEEEEEEIIIII CARAMBA HEHUHEHEUHEU!!! MNHAS PALHINHAS ITALIANAS SENTIRAM MINHA FALTA????... como se eu tivesse sumida a séculos pff... MAS EU SENTI SUAS FALTAS JUJUBASSS POR ISSO TO POSTANDO UM CAP DEPOIS DO OUTRO HIHIHIHI PQ EU AMO VCS... minteira pq to atoa mermo...

BEMMMM meu amores eu to aqui com a resolução do nosso caso romendy um belo desastre kkkkk estou aqui no meu esconderijo atômico me protegendo de possíveis revoltados kkk bem galera esse Cap traz a sentença inafiançável do romeu que vai apodrecer na cadeia feito a última fatia do pão de forma infelizmente vai ser pena de morte mesmo pq tamo falando é de Japão ne kkkk entao iremos ver o que se dará e espero que vcs gostem... ou não desse Cap tanto quanto amaram meu rojeevy bhihihihi brincs mas espero que estejam prontos pra mais fortes emoções pq por aí vem muitas entao até lá embaixo...

Boa Leitura!!!

Capítulo 67 - Segunda Loucura... Pt. 2


Fanfic / Fanfiction Desencontros do Amor - Capítulo 67 - Segunda Loucura... Pt. 2

Autora pov on.

_ A, meu Kami! Igneel, o que houve?- Ela perguntou se ajoelhado na frente dele e a reação do mesmo foi abraça-lá a apertando e deixando sem ar e vermelha pela falta de oxigenação.

_ Hime... ela ta fazendo corpo de delito.- Flarehime se preocupou com aquelas palavras e como mãe sentiu uma porcentagem da dor dele.

_ Igneel, talvez não queira dizer isso. Todos que entram aqui detidos fazem corpo de delito, agora me diga o que houve.- Pediu novamente, ela se forçou um pouco até poder está a vontade no abraço de urso e se sentou ao lado dele.

_ Eu... eu não faço a mínima ideia mas ela e Romeu es...

_ O QUE?! ROMEU ESTA AQUI!? O QUE HOUVE, IGNEEL? O QUE HOUVE NAQUELA MERDA DE BALADA?- Gritou processa e preocupada.

_ Eu não sei mas Romeu está detido.- Agora era ela que estava em pânico.

_ A meu Kami! A meu Kami! Eles não falaram nada do que houve?- Perguntou mais uma ver com o coração palpitando.

_ Flarehime.- Falou mais sério e mais trêmulo.- Eles foram flagrados numa cena de tentativa de homicídio, bêbados e pela lógica e sangue no rosto e roupa, quem tentou matar foi o Romeu.- Ela prendeu a respiração tremendo.

_ Igneel.- Ela tentava se conter ao máximo mas se tornava cada vez mais difícil e ele compreendeu pois estava no mesmo estado, então voltou a abraça-lá e ficaram assim por um tempo, um consolando o outro em silencio até um dos policiais médicos chegarem na recepção.

_ Sr.Igneel.- Ele levantou o rosto e olhou pro policial que tinha uma Wendy dorminhoca nos braços. Ele a pegou a apertando num abraço e com lágrimas pontando nos olhos.- Venha comigo.- Sem dizer nada ele foi e Flarehime os acompanharam até a sala do delegado e o outro policial saiu fechando a porta.

_ Sentem-se.- Falou em tom de ordem e eles o fizeram.- A gravidade do problema é, ambos estavam bêbados por ingerir uma quantidade de um litro no mínimo de 81. Romeu
que está na guarda da senhorita Flarehime espancou um homem quebrou o braço dele e todos os dedos desse braço, o homem foi internado com um fratura exposta, viárias internas, hemorragia interna e externa, hematomas graves e sequelas não permanentes, e pelo depoimento dele o indivíduo abusou sexualmente da Wendy.- Igneel simplesmente não se segurou chorou ali mesmo abraçando a filha e Flarehime o abraçou como consolo enquanto o delegado prosseguiu. Por causa do Romeu so houve penetração, nenhuma sequela, nada além de algumas marcas no pescoço e ela não era mais virgem.- O delegado achou que a garota provavelmente ja tinha uma vida sexual ativa mas ele se assustou de forma perceptível a ver que o rosado se desesperou.

_ Igneel, calma. Nos não sabemos como foi isso, nos não sabemos de nada. Eu também não acho que ela tenha transado, afinal, ela veio pra cá a quanto tempo dois meses ou três?- Ela não conseguiu o tranquilizar então ele se virou pra ela apreensivo com tudo que passava em sua mente e com medo da realidade.

_ Hime, a Wendy tem traumas ela, ela... algum maldito... a meu Kami! Ela passou por tudo aquilo de novo e é culpa minha Hime.- Flarehime simplesmente não tinha ação, estava espantada, assustada e triste, por fim o policial suspirou olhando-os com certa pena.

_ Sinto muito... Romeu está preso, a balada vai ser processada certamente e Romeu é fiançavel. Ele está sendo julgado por tentativa de homicídio indolor quando não se tem consciência dos próprios atos. Eu não sei no que isso vai dar mas o cara depois de sai do hospital sera detido por estupro de menor e se caso Romeu ficar tenho certeza que vai ser num reformatório, por poucos meses, fará trabalho voluntário e público nada de mais. Ele aparenta ser um bom garoto.- Agora era o delegado que estava comovido com toda a história.

_ Quanto é a fiança dele?- Flarehime perguntou ja tirando dez mil da carteira.

_ Calma, é apenas três mil e setecentos.- Ele mesmo separou a quantia e a devolver a sobra.- Iremos o tirar agora.- Ele se levantou e fez sinal pra Flarehime o acompanhar e o rosado foi junto.

Entraram no sistema prisional temporário e andaram por algumas selas até a do Romeu que estava sentado no chão mesmo tendo uma cama ali ele tinha os joelhos flexionados e estava com os braços ao redor dos topos dos mesmo, não como um abraço, sua cabeça era baixa e assim que o policial parou na frente da sela ele perguntou de imediato.

_ Como está a Wendy?- Perguntou sem olhar pro mesmo. O policial abriu a cela e ele levantou o rosto mas antes mesmo de entender algo estava sendo jogado no chão com um abraço de urso da tia.

_ Tia... ar...- Sussurrou falhado tentando respiras então ela o soltou e deu um soco na cara dele.

_ Romeu, seu cão. Você me arranjou um baita problema e ainda está bêbado.- Falou indignada mas ela admitirá que pra um bêbado ele estava bem sóbrio aparentemente, apenas aparentemente mesmo.

_ Vai me deserdar?- Ela deu um tapada cabeça dele.

_ Claro que não, idiota. Dêsde quando desesperados alguem por vandalismo, tentativa de homicídio ou por proteger alguem.- Ele sorriu.- Agora vamos.- Eles se levantaram e no primeiro passo ele caiu de cara desmaiado.- A merda.- Resmungou e olhou sugestiva para o rosado que ja tinha se recomposto.

Igneel suspirou e colocou Wendy nas costas dela e jogou romeu no ombro.

_ Oe! Cuidado com ele.- Falou irritada com a forma grossa do rosado.

_ Não enche que eu to pagando pra matar alguem.- Falou irritado dando uma pausa.- E vai ser o Natsu.- Eles assinaram um documento de responsabilidade, Flarehime o da fiança tambem e saíram dali. O rosado pós Romeu no banco da frente com cinto e a ruiva entregou Wendy pra ele que a levou pro carro e a pós no banco de carona declinado e com cinto e em menos de cinco minutos estavam ambos os carros no estacionamento.

Flarehime saiu do seu e foi a ele pegar Wendy ele pegou Romeu e foram pro elevador. Igneel apertou seu andar e ela não falou nada, ela sabia que iria cuidar da Wendy pra ele e ele faria o mesmo com Romeu.

Depois de alguns minutos estava lá dentro no quarto do rosado mais velho. Flarehime levou Wendy pro banheiro e Romeu foi levado pro quarto do Natsu onde tomou um banho de escova na banheira e Wendy um banho mais delicado na hidromassagem com a companhia da mais velha e saiu de la brilhando e dormindo, enquanto Igneel vestia Romeu com roupas do próprio filho.

Flarehime pegou um pijama e roupas íntimas e vestiu Wendy penteou os cabelos azuis da mesma e vestiu uma roupa dela também um shorts de pijama que ficou minúsculo, nela ja que ela tinha corpo, e bastante, e uma blusinha na metade da barriga do Metálica. A ruiva fez um coque em se mesma e se jogou ao lado da Wendy esperando Igneel.

_ Acho que é hora da injeção.- Falou ele com duas seringas de cinco centímetros.- Você injeta nela.- Ele entregou uma pra ela e ficou com a outra.

Elas tinha uma espécie de soro super concentrado para momentos extremos de embriaguez.

_ Eu injeto nele.- Falou e voltou pro quarto do filho e injetou no meio do braço, entre ele e o ante braço, e a ruiva fez o mesmo. Eles jogaram as seringas fora logo depois.

Igneel pegou as chaves do quarto de hóspedes e destrancou, levou Romeu pro mesmo e o cobriu.

O rosado no fundo estava agradecido pelo que o garoto fez, porque se fosse ele, ele teria matado alguem pela segunda vez e não se importaria de pegar alguns dez vinte anos de reclusão por isso.

Ele voltou ao quarto vendo a ruiva deitada de um lado da sua cama, ele foi ao guarda roupa e pegou uma box e uma bermuda e foi pro banheiro. Tomou um banho gelado pra esfriar a mente e se acalmar e saiu ja vestido se deitou ao lado da mulher a encarando e a abraçou.

_ Obrigado Hime... eu não sei como lidaria com isso sem você.- Ela sorriu e afagou os cabelos dele.- Desculpa, eu queria estar no lugar do Romeu.- Fez uma pausa.- Eu que deveria ser prezo e ter o prazer de matar aquele maldito.- Ela notou que era sério as duas partes da frase e suspirou.

_ Aí aí... Estamos bem bagunçados nessa história.- Falou a mesma.

_ Sim, estamos muito enrolados em tudo... no fim das contas sempre paramos juntos nas confusões familiares.- Ele riu fraco e ela acompanhou, então ele a encarou.

_ No fim sempre ficamos enrolados juntos.- Falou num sussurro.

Igneel foi rápido, antes dela o repreender ele tomou a decisão e a beijou profundamente. Mas aquele não era um beijo de desejo como todos os outros ele era calmo, leve, devagar e no fundo apaixonado, um beijo doce e ela não o parou porque ela também queria aquilo e assim prosseguiu. Ele passou as mãos nos fios fogo dela em um carinho aconchegante e ela fez o mesmo com o rosto dele que a puxou pra cima de si e logo se sentou com ela no colo, a abraçando o tronco e foi assim por longos minutos.

Era a troca de carinhos perfeita, na medida certa. Aos poucos eles foram se separando e ainda de olhos fechados com a testa reencostada na dela ele voltou a falar.

_ Eu estou triste e com medo... medo por ela... Hime.- Chamou baixo enquanto sentia aquelas mãos pequenas e delicadas o acariciarem os cabelos estoicamente rosados.

_ Ei rosinha, pode falar.- Falou e o abraçou apertado.

_ Hime dorme comigo hoje.- Ela sorriu entendendo a frase.

_ Sim eu vou dormir com você hoje, amanhã, depois de manhã e enquanto você precisar eu vou dormir com você.- Falou e lhe beijou a testa de modo afetuoso.

_ Obrigado.- Sussurou e ficaram mas um longo tempo naquilo, até ele falar de novo.- Eu tenho que ligar pro Natsu.- Fala e a ruiva sai do seu colo o deixando levantar.

O rosado saiu do quarto com o celular na mão e foi pra varanda e ligou pro filho que não atendeu as dez primeiras chamadas mas depois de sete toques da décima primeira ele atendeu.

_ Moshi moshi.- Falou com a voz meio embolada e Igneel travou a mandíbula se controlando para não gritar com ele.

_ Natsu vem pra casa agora.- Falou sério e logo houve um burbyri do outro lado.

_ O que houve, pai? Mesmo estando bêbado ele estranhou a seriedade incomum do mais velho.


_ Houve tudo o que não deveria haver, então vem logo e chama um táxi ja tenho muitos problemas aqui pra perder um filho num acidente de carro.- Ele suspirou e Natsu fez o mesmo do outro lado da linha.

_ Ouuuuuukaaaayyyy.- Resmungou o rosado mais novo.- Ja to indo chegando.

_ A Wendy ja está aqui.- Avisou pra que ele não a procure mas se decepcionou com a frase seguinte do garoto.

_ Am... quem é Weendii?- Igneel suspirou e mesmo decepcionado relevou a situação imaginando que com certeza o filho tinha tomado a dose total do coquetel.

_ So vem, ta.- Falou por fim.

_ Ta bom to indo.- Confirmou.

_ Ok.- Falou desligando e voltando para dentro de casa e pro quarto e se deitou ao lado da ruiva que ja dormia e a abraçou.

Notas Finais


VOLTEI PRA DOMINAR O MUNDOOOO

E FOI ISSO... no meio de toda essa merda Igneel se pegando com a Hime que beleza viu kkkk afffs...

maassss tadinho do ig gente ele está sofrendo de verdade ja tomou posse do papel de pai da Wendy e ele tá sentindo no kokoroko dele a tristeza pelo que tá conhecendo isso sim que é um pai de verdade meu pai seria desse tipo... essa coisas acontecem a gente acha que não mas acontecem né e muitas mulheres ficam caladas com medo isso nao por medo ou por achar que não vai resolver nada mas resolve gente as talvez algum de vocês perguntas se porque eu escolhi estupro pra essa fic ja que todo mundo aqui é estuprado né kkkk mas a questão é que eu sou uma pessoa traumatizada e louca kkkk por duas vezes tarados correram atras de mim quando eu era pequena em ruas mais calmas e vou falar é assustador um louco correndo atras de você pelado meu pai enlouqueceu e foi atras desse cara que eu nunca mais vi até porque ele era um bebado da minha cidade ele é meu irmão sumiram com esse cara junto dos policiais do batalhão que tinha no meu bairro nem quero saber o que houve mas depois disso eu não saia mais na rua e tals nem ir pra escola eu ia sozinha entao meu pai fez uma coisa boa na vida ele é professor de artes marciais e me ensinou krav maga e me deu um soco inglês depois disso acabou a insegurança se foi e qualquer um que vim perto de mim morre Kkkkkkkkkkkk coisas da vida esse é o segredo da minha fic e das minhas personagens kkkkk...

Mas que coisa viu Natsu bebeu tanto que esqueceu da irmã sera o que aconteceu com ele... hihihihi querem saber??! esperem pelo próximo episódio...


Do....








Desencontros do Amor...






TCHAL MEU POVO E ATE QUANDO DER... agora é sério em heuheuheuheuheu...

kissus de doritos com guaca mole heuheuheu...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...