História Desert Queen- Gaasaku - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Casamento, Gaara, Gaasaku, Naruto, Sakura
Visualizações 301
Palavras 1.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Letter


A carta chegou em menos de dois dias no escritório do Kazekage que ficou surpreso ao ver quem a mandara, o que Naruto queria com Sakura?

Ele considerava Naruto como um grande amigo e pelo que soube estava noivo de uma mulher de Konohagakure. O que ele queria com Sakura?

É claro que a carta estava endereçada a Sakura e ele não a abriria respeitando a privacidade dela, e por esse motivo a flor de cerejeira estava ali na sua frente.

O olhando desafiadoramente com as sobrancelhas em um perfeito arco e com os braços cruzados.

- O que foi Gaara? Está me olhando com cara de paisagem a um tempo.

Ele crispou os lábios, complicada.

Complicadamente perfeita.

- Eu... aliás você, recebeu uma carta.

- E a carta é tão importante a ponto de que eu tenha que vir aqui?

-Bom, é a carta do futuro Hokage de Konoha. Eu achei que gostaria de saber.... - disse em um sorrisinho dissimulado.

- Naruto?! Sério! - falou animada

Que tipo de reação era essa? Definitivamente ele não gostava dessa animação toda. 
Ele forçou um sorriso

- Ruivo-Kun! Você está com ciúmes!

- Não seja tola, não estou com ciúme...

- Sim você está!

- Não estou!

-Sim! - ela

-Não! -ele

-Sim! -ela

-Não - ele

-sim! - ela

-Não! - ele

-Sim! - ela

-Não! - ele

-Não! - ela

- Sim! - ele

- Aha!  Eu sabia Ruivo-Kun!

- você trapaceou! - resmungou ele

- Não se preocupe Ruivo-Kun! Naruto é como um irmão. E além de que.... eu sou só sua.

Ele sorriu.

- Ruivo-Kun!  Vamos abrir essa carta!

- Quer que eu abra com você? - perguntou desconfiado.

- Vamos logo!

A carta era mais pesada do que ela pensava, e quanto abriu tinha uma carta de Hinata e Naruto junto de outro envelope, decidiu abrir  a carta de Hinata e Naruto primeiro .

(Na carta)

Olá Sakura-Chan!  Eu estou com saudades, desculpe por mandar essa carta tão de repente. Mas como sabe Naruto-Kun finalmente me pediu em casamento! E eu ficaria imensamente feliz se pudesse vir me ajudar a planejar o casamento e ser Minha madrinha, espero que aceite. Caso aceite me ajudar venha em até dois dias pois o casamento ocorrerá em 10 dias.
O Naruto e eu estamos morrendo de saudades.

Afetuosamente: Hinata.

(Fim da carta)

-

- Eles vão finalmente se casar!  Eu fico tão feliz!! E é claro que eu vou aceitar ser madrinha deles e.... Gaara você está bem?

- Não sei se é uma boa idéia ficarmos tanto tempo separados.... o trato era você ficar aqui depois dos 9 meses.

Sakura derramou lágrimas solitárias.

- Eu entendo, tudo bem eu ficarei. Se é o que você quer eu não irei ao casamento da minha melhor amiga e do meu irmão. Se me der licença Kazekage-Sama.

Gaara estremeceu ao ver ela usar seu título, ela só fazia isso quando estava irritada ou chateada com ele.

- Sakura isso não é justo você é eu temos um trato o Naruto também é meu amigo mas...

- Eu entendo perfeitamente, com licença Kazekage-Sama, eu vou me retirar.

Gaara respirou fundo, ele estava irritado. Eles tinham um acordo! E acordos devem ser....
Sua linha de raciocínio foi interrompida ao ver a outra carta em cima de sua mesa, ele segurou o envelope e com surpresa viu que a outra carta era endereçada a ele e era de Naruto. Em meio aos garranchos de Naruto pode finalmente ler a carta:

( na carta de Naruto)

Yo Gaara! Como vai?  está tratando Sakura-Chan bem?  Se você não estiver se prepare por que eu não vou me importar se você é o ou não o Kazekage, não a deixe infeliz, ela merece ser feliz depois de tudo o que passou com Sasuke Dattebayo!  Eu estou escrevendo por que Hinata está se sentindo triste sem a Sakura aqui, afinal ela não passou muito tempo aqui por que viajou por todo aquele tempo,  e eu também  estou com saudades da Sakura-Chan!  Todos estamos. Eu espero que minha irmã possa vir

Até mais Gaara!

(Fim da carta)

Todos amavam Sakura, podia ver no modo com que a olhavam e a tratavam e ela sem dúvidas tinha um lanço de amizade forte com o pessoal de Konohagakure, ela passou meses viajando e não teve tanto tempo pra ficar com seus amigos. Talvez ele tivesse sido um pouco duro demais com ela. Embora a idéia de passar 10 longos dias sem ela fosse uma inexplicável tortura.

Ele suspirou irritado pegou a última carta e se levantou, caminhou vagarosamente até seu quarto, a rosada estava lá.

Meio descabelada com os olhos um pouco inchados com lágrimas copiosas caindo silenciosamente por seu rosto pálido.

- Ainda tem uma última carta para ler.

- De que importa, eu não vou poder ve-los mesmo.

- Bom eu achei que se quisesse ir pra lá pelo menos o convite tinha que ter em mãos...

- Sério? Você não está brincando não é?  - disse desconfiada, mas Gaara pode notar um pouco de esperança em sua voz.

Ele iria se arrepender disso, mas se a fazia feliz.... Era o que importava.

Ela balançou a cabeça vagarosamente.

Ela praticamente pulou em cima dele.

- Obrigado Ruivo-Kun! Você é demais!

- eu sei.

-convencido!

- eu tenho uma coisa pra contar Gaara!

- O que fez dessa vez Sakura?
- Você fala como se eu fosse um imã para problemas!

- Você meio que é - comentou com a voz arrastada habitual.

- Mas dessa vez não é um problema!  Eu acho que você vai gostar! - comentou animada - eu fiz uma nova tatuagem!

Ele sorriu malicioso, Então havia mais duas tatuagens pra ele achar.

Mas se surpreendeu quando a rosada disse:

- Quer ver como ela é?

Meio incerto acenou com a cabeça positivamente.

Ele ficou mais surpreso ainda quando ela se levantou lentamente e tirou a blusa  e virou de costas, então ele pode ver a bela tatuagem nas costas:

Era uma fênix negra com as asas majestosamente abertas e a cauda descia por sua coluna vertebral.

- E então Ruivo-Kun o que achou? - perguntou ela ainda de costas

- Eu acho que você quer me matar garota.

- Ruivo-Kun - ronronou ela

- S-sim...?

- Você me quer?

- E-eu...

- você?

- Eu sei o que você está fazendo, aí ainda me lembro dos seus joguinhos. Não vou ceder tao fácil assim. - resmungou ao se lembrar da conversa que tiveram em sei escritório.

Ela riu e colocou sua blusa novamente, uma pena.

- Ruivo-Kun eu partirei para Konoha imediatamente, quero fazer uma surpresa para meus amigos.

- Mas já esposinha fique mais um pouco!

- Não faça essa cara! Você sabe que eu não vou resistir!

- essa era a intenção....

- Se eu for agora poderei chegar amanhã a tarde! E mais uma coisa!

- o que...?

- Se eu sonhar que você está com a Matsu não sei das quantas ou com qualquer uma da laia dela.... eu mato você!

Ele riu e a puxou para um beijo.

- Depois eu sou o possessivo e ciumento....

-----
No outro dia, a tarde em Konohagakure......

- S-Sakura?


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...