História Deserve - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Marshall Lee, Principe Chiclete
Tags Gumlee, Lemon, Yaoi
Exibições 303
Palavras 1.095
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


_Olar.mp3
Gosto muito de Gumlee e de Bubbline, então vez ou outra escrevo algo sobre esses shipp's
Espero que gostem da one rs

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Deserve - Capítulo 1 - Capítulo Único

  O moreno voava tão rápido que o vento machucava seu rosto e vultos eram tudo o que sua visão periférica conseguia captar. Seu coração estava tão acelerado quanto à velocidade que voava. De longe avistou o Reino Doce, sorriu pequeno. Na medida em que se aproximava reduziu a velocidade e tomou cuidado para que ninguém o visse, os habitantes dali costumavam teme-lo, ele achava engraçado como alguém tão destemido e inteligente pudesse ser o governante de um reino cheio de idiotas. Aproximou-se do castelo devagar, apesar de ser noite, ainda havia muitas pessoas andando pelas ruas de guloseimas.

  O vampiro parou assim que se aproximou da janela da torre mais alta do castelo, passou as mãos pelos cabelos tão negros quanto o céu noturno e bateu suavemente no vidro da janela. As luzes no interior do quarto estavam apagadas, mas rapidamente acenderam e revelaram um rapaz rosado com pijamas peculiares.

— Adoro quando veste minha camisa. — foi a primeira coisa que Marshall Lee disse quando Gumball abriu a janela.

— Entre logo, Marshall, não quero que lhe vejam. — Gumball afoitamente puxou o corpo do namorado para dentro do quarto.

— Yah! Tem tanta vergonha de mim assim?

— Você sabe que não podem nos descobrir, Marshall. — Gumball tentou abraça-lo, mas foi afastado pelo outro.

— Gumball, já estou cansado disso, cara! Não gosto de ficar me escondendo desse jeito, como se fosse errado estarmos juntos.

— Desculpe-me, Marshall. Você sabe que o povo não entenderia, eles realmente acham que o melhor para mim é... — Gumball pausou a fala, ele sabia que era um assunto delicado para o namorado. — Me casar...

— Com uma rainha ou uma princesa, eu sei, eu sei!

  Marshall Lee jogou-se na cama do namorado e suspirou pesado. Ele já estava cheio de ter que esconder seus sentimentos por Gumball, eles já haviam se separado antes por causa disso, mas ele não queria se separar novamente, ele amava Gumball com todas as suas forças e queria ficar com ele.

— Seja paciente, baby. — ouviu Gumball dizer enquanto se deitava ao seu lado.

— Eu já esperei demais, Gumball. — o vampiro encarou o namorado, passou com seus olhos pela boca pequena e rosada, pelo nariz fino, os traços delicados e suaves, parou nos olhos, tão azuis, tão vívidos, tão diferentes dos acinzentados dele. — Eu mereço você mais do que seu povo.

— Me convença que sim. — as palavras saíram como provocações pelos lábios do príncipe. Marshall só pôde sorrir.

  Não demorou nem dois segundos para que o vampiro atacasse o menor, ficando por cima de seu corpo e mordendo seu pescoço, o príncipe adorava quando seu namorado era mais agressivo, pois ele amava se sentir submisso. Os lábios secos e frios do maior passeavam por toda a extensão do pescoço do rosado, vez ou outra o vampiro deixava alguma mordida mais forte, arrancando alguns arfares do príncipe.

— Marshall?

— Hum? — o vampiro respondeu enquanto tentava abrir a própria camisa afoitamente.

— Eu quero você dentro de mim, eu quero agora e bem forte. — o príncipe forçou uma voz mais aguda e arrastada, enlouquecendo o vampiro.

— Oh, porra, não fala assim.

  Rapidamente Marshall arrancou a própria camisa e com ajuda do menor arrancou a dele também, o vampiro beijou desde o pescoço do príncipe até seu abdômen liso, sentindo sua boca salivar cada vez mais, ele era tão fodidamente doce. Gumball tirou o short e a boxer que usava tudo junto, ele estava louco para dar pro namorado, fazia algum tempo que os dois não transavam.

— Marshall Lee você está muito parado, você já foi mais rápido. — o príncipe provocou.

  O vampiro ficou de joelhos na cama e puxou a cabeça do namorado com força, deixando-a de encontro ao seu quadril.

— Abre e chupa, princesa. — apontou com a mão para o meio das pernas e puxou ainda mais forte as mechas rosas, causando um pouco de dor em Gumball.

  O príncipe obedeceu, abriu rapidamente o zíper da calça que o namorado usava e retirou com cuidado o membro ereto.

— Você tá tão duro, amor. Quer mesmo que eu te chupe?

— Enfia logo meu pau na sua boca que eu quero gozar. — o vampirou forçou a cabeça do príncipe em direção ao seu membro e logo sentiu os lábios lhe tocarem delicadamente. — Mais rápido, princesa.

  Era quase um fetiche de Marshall Lee chamar o namorado de princesa enquanto estavam na cama, o outro não reclamava, até gostava.

  Gumball acelerou a velocidade em que chupava o membro de Marshall, tomando cuidado para não se engasgar, seu namorado não era nenhum pouco pequeno. O vampiro suspirava e segurava com força nos cabelos do príncipe, era tão bom sentir aquela boca macia lhe chupando. A dor conhecida pelo vampiro veio e ele soube que estava prestes a gozar.

— G-gumball, e-eu  vou...

  Quando o vampiro estava se preparando para se aliviar, sentiu Gumball soltar seu membro e se afastar. Olhou-o incrédulo.

— Que?!

— Não vai se divertir sozinho, Marshall. — o príncipe sorriu debochado e em seguida deitou-se na cama, chamando o namorado com o dedo. — Me fode.

  Aquelas duas palavras foram o suficiente para despertar a excitação no vampiro novamente. Sem muitas delongas Marshall ficou por cima do corpo do namorado, beijou-lhe os lábios rapidamente e sorriu enquanto sua mão já posicionava seu membro para dentro do príncipe.

— Ohh... — o menor gemeu arrastado.

— Ah, Gumball, você é tão apertado, tão delicioso.

  Marshall começou um vai e vem lento dentro do namorado, ele já suava e sentia seu corpo pedir por mais velocidade, deixou-se levar e começou a bombardear seu membro com força e agilidade enquanto ouvia os gemidos arrastados de Gumball. Marshall passou a depositar beijos pelo rosto do outro enquanto Gumball rodeou seu pescoço com seus braços, os dois corpos se esfregavam a procura de mais contato enquanto o pênis do maior adentrava o orifício do príncipe rapidamente de maneira que o som das peles se chocando era audível.

— O-oh, Marshall, mais rápido, eu estou quase...

   O vampiro não disse nada, apenas aumentou ainda mais a velocidade em que penetrava o namorado e não demorou muito para que os dois gozassem. Marshall até tentou retirar seu membro de dentro do príncipe antes do gozo, mas não fora possível.

— Desculpa... Eu não queria...

— Shiiu, tá tudo bem. — o menor beijou-lhe os lábios.

  Os dois aconchegaram-se na cama, calaram-se de modo que só suas respirações pudessem ser ouvidas. Gumball já estava quase pegando no sono quando ouviu a voz do namorado.

— Você não respondeu. — Marshall estava com a voz mais rouca que o normal.

— Você sabe quem eu escolho.

  Marshall sempre soube.

— Eu amo você. — as falas saíram juntas e os sorrisos também. 


Notas Finais


é meu terceiro lemon na vida (os outros dois escrevi faz mil anos) então sejam bonzinhos q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...